sábado, 31 de dezembro de 2011

Feliz Ano Novo


Desejo a todos os amigos internautas um Feliz Ano Novo com paz, saúde, amor e dinheiro no bloso, afinal de contas, 2012 será o melhor ano de suas vidas. Ao mesmo tempo, gostaria de agradecer as quase 80 mil visitas ao blog, esperando que vocês continuem acessando-o em 2012, para ficar bem informados sobre educação, esporte, saúde, cultura e cidadania.

Professor José Costa

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

O Ano Novo marca um novo começo


Todos os povos, em qualquer que seja o momento, ou a forma de comemoração, celebram o Ano Novo como uma mudança de ciclo e como a renovação das esperanças. O que distingue a noite de Réveillon das demais é a certeza de que, no dia seguinte, cada um de nós terá uma nova chance, novas oportunidades de reviver, de forma diferente, cada dia, cada mês, cada estação.

É chegado o momento de refletir sobre como vivemos o ano que se encerra. Vamos avaliar o que fizemos de melhor e o que não foi tão bom assim. Vamos aprender com os erros e com os acertos. Muitos fazem listinhas de metas para o novo ano. Se este é o seu caso, estabeleça metas que poderá cumprir e se esforce, de verdade, para conquistá-las.

Mas, a meta principal de todos nós deverá ser sempre a mesma: caminhar na direção do nosso crescimento pessoal e na melhoria do ambiente em que vivemos. Cuidar do próximo, dos amigos, dos parentes, dos colegas de trabalho ou de escola. Oferecendo nosso melhor, receberemos também o melhor de quem nos rodeia. Não há como negar: é dando que se recebe, é amando que se é amado.

Fonte: Varejão do Estudante

Nem todos no mundo comemoram o Ano Novo na mesma data


No próximo sábado, dia 31 de dezembro, estaremos na contagem regressiva para 2012! Mas não é assim em todas as partes do mundo. Parece até estranho saber que tem pessoas em determinados países que não estão comemorando a passagem do ano. Mas tudo isso acontece devido a tradições.

Na Ásia, diversas nações adotam o calendário chinês, que é um dos mais antigo registro cronológico que se tem na história. Esse calendário utiliza tanto o sol quanto a lua para medir o tempo, por isso ele é considerado lunissolar. Cada ano possui doze lunações, acarretando em um total de 354 dias. Para não se perder a sincronia com o ciclo solar (de 365,25 dias), é acrescentada a cada oito anos noventa dias ao calendário, ou, aproximadamente duas lunações.

Devido a estas medidas, o calendário chinês não tem uma data certa para o ano novo. Desde 03 de Fevereiro de 2011, estamos no ano 4709 do calendário chinês. Esse ciclo só acaba no dia 22 de janeiro de 2012. Uma curiosidade é que cada ciclo corresponde a um animal cujas características determinam como será o respectivo período (rato, boi, tigre, coelho, dragão, serpente, cavalo, carneiro, macaco, galo, cão, porco). Atualmente estamos no Ano do Coelho.

O Ano Novo Judaico também tem um calendário diferente. O Rosh Hashaná (que significa “Cabeça do Ano”, em Hebraico), ocorre no primeiro dia do mês de Tishrei, primeiro mês do ano no calendário judaico rabínico e sétimo mês no calendário bíblico. Em 2011, ele teve início na noite do dia 28 de setembro. Nesta data começou o ano judaico de 5772.

A literatura rabínica diz que foi neste dia que Adão e Eva foram criados e neste mesmo dia incorreram em erro ao tomar da árvore da ciência do bem e do mal. Também teria sido neste dia que Caim teria matado seu irmão Abel. Por isto considera-se este dia como Dia de Julgamento (Yom ha-Din) e Dia de Lembrança (Yom ha-Zikkaron), o início de um período de introspecção e meditação de dez dias ( Yamim Noraim) que culminará no Yom Kipur, um período no qual se crê que o Criador julga os homens.

Tradicionalmente, na noite do Rosh Hashaná os judeus vão à sinagoga rezar e ouvir o toque do shofar, uma espécie de berrante feita com chifre de carneiro. O som do shofar anuncia a chegada de um novo ano. Ao final das orações, as famílias se reúnem em volta de mesas de jantar com diversas comidas típicas da ocasião.

Fonte: Varejão do Estudante

7 Metas que você deve cumprir para ficar magra e linda em 2012


Às vésperas de um ano novo, quem nunca prometeu comer menos e ficar mais magra e não cumpriu? Que tal estabelecer algumas metas e arrasar em 2012?

Estamos quase em 2012 e, nesta época do ano, o que não faltam são promessas, principalmente em relação a nossa dieta: “eu prometo não abusar dos doces”, “prometo controlar meus impulsos”, “prometo exagerar nas saladas”. Contudo, mais importante do que prometer, é cumprir as promessas e manter a qualidade de vida. Por isso, na hora da virada, você deverá incluir os itens abaixo na sua lista. Só assim conseguirá ficar magra e linda no ano novo!

1 – Eu prometo consumir 100 calorias a menos todos os dias
Cortar calorias do cardápio é o primeiro passo para emagrecer sem abrir mão da saúde. Porém, nada pode ser feito de maneira radical. O melhor que você tem a fazer é ir cortando aos poucos. Comece com 100 calorias! Se, até agora, você consumia entre 1500 e 2000 calorias, comece a consumir entre 1400 e 1900 calorias.

2 – Eu prometo fazer 10 minutos a mais de esteira
A esteira e a bicicleta ergométrica são ótimos exercícios para quem quer perder peso. Porém, nada de ser econômica! Você deve fazer, pelo menos, 30 minutos deste exercício por dia, antes de partir para a musculação. Porém, como você quer estar mais linda do que nunca em 2012, você fará 40 minutos, combinado?

3 – Eu prometo comprar roupas que marcam o meu corpo
Uma das táticas de quem está acima do peso é comprar roupas soltas, pois, assim, não corre o risco de ficar com os quilinhos a mais expostos. Porém, em 2012, você não se enganará. Ao invés de comprar roupas pelo tecido ou pela largura, você escolherá aquelas que realmente deseja. Se marcar o corpo, melhor ainda! Assim, você se esforçará mais para perder peso!

4 – Eu prometo comer chocolate amargo
O chocolate é uma paixão nacional, porém, é rico em gordura e pode transformar a sua dieta em um esforço em vão. Mas, para quem não consegue viver sem esta delícia, a solução é substituir a versão tradicional pelo chocolate meio amargo. Assim, você mata seu desejo e não coloca a dieta em risco.

5 – Eu prometo seguir os horários das refeições
Mais importante do que cortar calorias ou se matar na academia é comer nos horários corretos. O problema é que a maioria das pessoas acha que dieta é sinônimo de passar fome, quando, na verdade, é exatamente o contrário. Quem quer emagrecer deve comer de três em três horas alimentos saudáveis, pobres em gordura e ricos em vitamina. Se você se forçar a seguir esta rotina, a diferença aparecerá na balança mais rápido do que imagina.

6 – Eu prometo diminuir o tamanho do meu prato
Grande parte dos restaurantes self service usam a tática do prato grande para fazer com que o cliente consuma mais comida do que o normal. Esta mania acabou invadindo a nossa casa e, hoje em dia, é normal visitar um amigo e se deparar com um prato imenso na mesa. É mais bonito, sim, porém, é mais perigoso para quem quer emagrecer. Quanto maior o prato, maior a quantidade de comida que você vai consumir e, consequentemente, maior a quantidade de calorias armazenadas em seu corpo. Quer uma dica? Comece o dia com um prato bem grande e vá diminuindo até a hora do jantar. A regra de começar o dia como um rei e terminar como um plebeu sempre dá certo!

7 – Eu prometo não cair em tentações
De todas as promessas, esta é, sem dúvidas, a mais difícil de cumprir. Como controlar os impulsos diante de um belo doce? Uma tática muito boa é se permitir alguns erros. Durante a semana, você vai consumir doce apenas em dois dias. Ou seja, segunda e quarta ou terça e quinta. Este doce, é claro, deverá ser light! Já no final de semana, você consumirá ou no sábado ou no domingo. Nos outros dias, é controle geral. Algumas pessoas defendem a teoria de que cheirar o alimento ajuda a saciar o desejo. Faça o teste!

Fonte: Suadieta - UOL

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Atividades físicas trazem benefícios também ao cérebro


A prática de exercício ativa a memória, reduz a ansiedade, dá prazer e alivia a tensão do cérebro

Que a prática de esportes faz bem para o corpo, tonifica os músculos e melhora a capacidade respiratória, todo mundo já sabe. Mas os cientistas descobriram que, muito além dos benefícios para o corpo, os exercícios são ótimos para a saúde do cérebro. Fazer artes marciais, dança, natação, e outros esportes favorece o bombeamento de sangue, o que indica mais oxigênio pelo corpo, inclusive para as células da massa cinzenta. Isso significa que quem faz exercícios físicos regularmente tem risco menor de sofrer AVCs (acidentes vasculares cerebrais).

Os exercícios aeróbicos também estimulam a criação de novos neurônios, o que era impensável até o fim dos anos 90, quando se acreditava que nascíamos com uma quantidade certa de neurônios (cerca de 86 milhões) e que esse número só diminuiria com os anos.

"Além de possibilitar o ganho de novos neurônios, o exercício aumenta a capacidade deinteração e comunicação entre eles, que é o que chamamos de sinapse", afirma Li Li Min, professor do Departamento de Neurologia da Unicamp. Isso quer dizer que os exercícios físicos não só aumentam a quantidade de jogadores em campo no cérebro (que seriam os novos neurônios) como também melhoram a qualidade do passe entre eles (sinapse).

Os pesquisadores coordenados por Min analisaram imagens cerebrais de oito lutadores de judô, oito corredores de maratonas de longa distância e 20 sedentários. E perceberam um aumento namassa cinzenta daqueles que praticavam esportes.

"A pesquisa serviu para mostrar a capacidade adaptativa do cérebro aos exercícios. Se a prática de esportes pode influir inclusive na plasticidade da massa cinzenta, fazendo com que áreas do cérebro se desenvolvam mais, isso indica que os benefícios das atividades físicas são mesmo inegáveis à mente", diz Min.

Assim como a questão dos neurônios, o aumento da massa do cérebro era outro tabu: acreditava-se que ela só podia ser desenvolvida por algumas doenças que fariam o órgão se tornar maior em alguma parte. O estudo do professor Min mostrou que, como qualquer músculo do corpo, o cérebro também pode "ganhar massa", dependendo da região à qual aquela prática esportiva está associada.

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/saude/reportagem/vida-saudavel/atividades-fisicas-trazem-beneficios-tambem-ao-cerebro-643539.shtml - Foto: Getty Images

Superstições e simpatias para o Ano Novo


Todo mundo tem alguma superstição na virada do ano, não é verdade? Queremos saúde, dinheiro, amor, felicidade…são tantos desejos! Têm quem coma uvas, outras sementes de romã, quem está na praia pula sete ondas. Tudo em busca de um ano novo feliz.

Para ajudar a você a atrair sorte em 2012, juntamos as famosas superstições, que prometem muitas coisas boas para quem as fizer na noite de 31 de dezembro. Então, junte a sua família, escolha qual superstição vai fazer e FELIZ ANO NOVO!

- Coma 3 uvas à meia noite, e faça um pedido para cada uma delas.
- Coma 12 uvas passas à meia noite, e faça 12 pedidos para cada uma delas.
- Lance algumas moedas da rua para dentro da sua casa para atrair prosperidade.
- Pegue 7 moedas do mesmo valor, uma guarde na sua carteira durante todo o ano e as demais distribua a 6 amigos.
- Guarde na sua carteira uma folha de louro durante todo o ano, atrai prosperidade.
- Na noite de Ano Novo ou no dia 07 de Janeiro, chupe sete sementes de Romã, embrulhe-as num papel dourado e guarde-as numa carteira durante o ano seguinte, atrai riqueza.
- Na noite de ano novo use lençóis limpos na sua cama.
- No dia 31 faça uma boa limpeza em toda a sua casa para eliminar toda negatividade.
- Na noite de Ano Novo guarde uma nota de um dólar na carteira e mantenha-a durante o ano seguinte consigo para atrair prosperidade.
- Vestir-se de branco atrai paz, vestir-se com alguma peça em amarelo riqueza e de rosa atrai amor, a escolha é sua.
- No dia 31 de Dezembro faça uma oração agradecendo tudo que recebeu de bom durante o ano que está a acabar.
- Escreva num papel os seus desejos para o ano novo e à meia noite queime na janela, pedindo que todos eles se realizem.
- À meia noite equilibre-se no seu pé direito, para que entre no novo ano com o pé direito.
- Deixe algum dinheiro na sua carteira, assim durante o novo ano ela estará sempre cheia.

Fonte: Varejão do Estudante

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Sete bons motivos para você se espreguiçar todos os dias


Dor de cabeça e até lesões se mantêm longe do corpo alongado

O despertador toca e o barulho estridente atravessa o cérebro, tirando você do descanso profundo. Muitas vezes, a rotina atrapalhada faz com que saltemos da cama num pique só, deixando passar batido um pequeno prazer: espreguiçar-se. Só que uma boa esticada é, além de deliciosa, uma grande amiga da saúde. Conheça sete motivos para você tornar o movimento um hábito indispensável no seu dia a dia.

1. Acorda o cérebro

"Ao dar aquela espreguiçada, os músculos se esticam e sua circulação sanguínea é ativada, mandando uma mensagem de alerta para cérebro", explica o ortopedista Fabio Ravaglia. Isso que ajuda a dar "aquele gás" na disposição, mesmo que seja uma segunda-feira cinzenta e cheia de trabalho pela frente.

2. Dá mais prazer

Fabio explica que o ato de se espreguiçar libera endorfinas através dos músculos, hormônios neurotransmissores que são responsáveis pela sensação de bem-estar. Outro hormônio, a serotonina, também é liberada nesse processo, o que ajuda também a ativar a memória e a dar mais disposição ao corpo.

3. Afasta dores de cabeça

O tipo mais comum de dor de cabeça é a cefaleia tensional que, entre outras coisas, pode ser causada pela tensão muscular, afirma o especialista. Sendo assim, espreguiçar ajuda a mandar a dor embora, pois os músculos distensionados enviam informações de que o cérebro também pode relaxar.

4. Lubrifica as articulações

Nossas articulações possuem o chamado líquido sinovial, cuja função é auxiliar na lubrificação das articulações, ou seja, auxiliar o bom funcionamento delas. Para mantê-lo em bons níveis, o alongamento dos músculos é fundamental, por isso, espreguiçar é uma maneira boa de deixar as articulações em ordem.

5. Deixa o corpo de jovem

A partir da adolescência, começamos a perder a flexibilidade. Por falta de alongamento, problemas de coluna e joelhos começam, cada vez mais, a aparecer nos jovens. Espreguiçar-se é uma forma de alongar e preservar a flexibilidade.

6. Reduz riscos de lesões

Se você é o famoso "esportista de final de semana", com certeza, sabe que antes daquela partida de futebol ou de umas braçadas na piscina é preciso fazer um bom alongamento. Entretanto, é importante que você estenda essa prática ao dia a dia, para evitar os problemas típicos desse hábito. "Espreguiçar deve ser um hábito diário, realizado pela manhã e à noite", diz o ortopedista.

7. Alivia a fibromialgia

Fabio explica que é cientificamente comprovado que para os portadores da fibromialgia (a doença em que o paciente apresente uma condição de dor generalizada e crônica). Espreguiçar-se pode trazer um bom alívio às dores, pois o alongamento da musculatura de todo o corpo ajuda a minimizar a tensão acumulada nas articulações.

Fonte: http://minhavida.uol.com.br/conteudo/11009-sete-bons-motivos-para-voce-se-espreguicar-todos-os-dias.htm?ordem=1#gal – por POR ANA MARIA MADEIRA

Técnicas para aumentar o bumbum


Confira os procedimentos (com e sem cirurgia) para ficar com um bumbum de dar inveja

Em geral, o corpo da brasileira é definido como sendo cheio de curvas e com um bumbum de dar inveja. No entanto, nem todas são assim. Seja por genética, ação da gravidade, efeito sanfona ou por sedentarismo, há quem se incomode com a pele flácida, o tamanho reduzido ou o formato um pouco caído da região.

A boa notícia é que a medicina estética colocou em pauta essa preocupação feminina e vem desenvolvendo métodos cada vez menos invasivos para aquelas que querem aumentar o bumbum sem problemas. Além disso, a recuperação promete ser rápida e com efeitos colaterais moderados.

Confira os tratamentos existentes e defina qual se adéqua mais às suas necessidades.

Fio elástico

O procedimento permite aumentar e elevar a nádega com a ajuda de uma trama de fios de seda trançados. Ela é, de certa forma, elástica, sendo inserida nos glúteos com a ajuda de uma agulha. Assim, a gordura é envolta por esse conjunto, ficando concentrada em apenas um ponto, que ficará elevado.

Para realizar o tratamento, é preciso receber apenas anestesia local e o prazo de recuperação é de apenas um dia.

Bioplastia

Esse procedimento eleva, aumenta o volume e redefine o formato dos glúteos. Trata-se de um tratamento não cirúrgico indicado principalmente para quem tem nádegas pequenas, achatadas ou desproporcionais ao corpo.

Nele, o bumbum é preenchido por polimetilmetacrilato (PMMA), substância líquida que é injetada no corpo por etapas. Em cada sessão, a quantidade injetada é de 80 a 150 mL, dependendo do resultado final desejado.

A região irá absorver o composto de forma natural e, por isso, o efeito será homogêneo e definitivo. Porém, é necessário tomar alguns cuidados para que o procedimento tenha sucesso. As ressalvas incluem repouso de 15 a 30 dias, período em que se deve evitar esforço ou pressão na região, como deitar de barriga para cima.Cada aplicação custa, em média, 5 mil reais.

Lipoenxertia

Nesse caso, há intervenção cirúrgica para aumentar o volume e levantar o bumbum. A lipoenxertia aproveita a gordura retirada de outras partes do corpo para delinear a silhueta.

O procedimento é simples, mas os resultados podem variar, pois o organismo absorve parte das células adiposas depositadas na região durante os três meses que seguem a intervenção. Assim, é comum que os médicos coloquem 40% a mais de substância do que o necessário, para garantir o sucesso do tratamento.

A recuperação é rápida (aproximadamente 15 dias), sendo proibido deitar de costas ou sentar durante esse período. O preço da cirurgia pode custar de 5 a 10 mil reais.

Prótese de silicone

Há ainda outra forma bem parecida de aumentar e levantar o bumbum, mas que recorre a outra substância em vez da gordura. O silicone tem conquistado cada vez mais adeptas, que escolhem a cirurgia com poucos efeitos colaterais para conquistar os glúteos dos sonhos.

As próteses são colocadas entre os músculos das nádegas por meio de um pequeno corte no cóccix, tornando a cicatriz imperceptível após a cicatrização.

A recuperação inclui analgésicos para controlar a dor, 15 dias de repouso (sendo proibido sentar) e cinco dias sem poder deitar com a barriga para cima. O procedimento custa entre 10 e 18 mil reais.

Lifting

Esse procedimento também é cirúrgico, porém, ele pode ser realizado apenas com aplicação de anestesia local. O tratamento elimina a flacidez que se acumula nas dobras das nádegas, local em que a incisão é feita, para evitar cicatrizes aparentes.

O pós-operatório conta com a ajuda de analgésicos para controlar a dor e as atividades do dia a dia só podem ser retomadas depois de três semanas. O preço da cirurgia varia entre 5 e 7 mil reais.

Cool touch

Aquelas que não são fãs de cirurgias vão aprovar esse procedimento. Trata-se de um laser com ação na camada interna da pele, que estimula a produção de colágeno. Com o auxílio de anestésico, um tipo de caneta com ponta luminosa é aplicada na região, disparando spray de criogênio (para congelar a superfície e evitar queimaduras) e, em seguida, o feixe de luz.

É possível perceber os resultados após três meses, sendo necessárias seis sessões mensais. O preço da sessão é de 500 reais, em média. O processo de recuperação é natural.

Intradermoterapia

Assim como a cool touch, a intradermoterapia é não cirúrgica e tem uma recuperação mais leve que os demais procedimentos. Nela, são injetadas doses de DMAE e vitamina C nos glúteos, estimulando a produção de elastina e colágeno para combater a flacidez da região e recuperar a elasticidade da pele.

É preciso investir em pelo menos seis sessões para eliminar o problema, sendo que a partir da terceira já é possível notar os resultados. O preço médio da consulta é de 90 reais.

Phydias

Para quem detesta perder horas na academia para ver as nádegas aumentarem, esse tratamento pode ser uma boa alternativa. O phydias é uma estimulação que relaxa e contrai os músculos dos glúteos por meio de corrente elétrica, com um efeito semelhante ao dos exercícios de musculação.

As ondas elétricas ainda trazem outros benefícios, como melhora da elasticidade cutânea, graças a uma drenagem corporal. A indicação é investir em 20 sessões, para obter melhores resultados. O custo de cada uma é de, em média, 100 reais.

Fonte: http://todaela.uol.com.br/estetica/tecnicas-para-aumentar-o-bumbum - POR LEDIANE FILUS

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Músculos esquecidos


Determinados grupos da musculatura são negligenciados durante a atividade física. Descubra quais são e por que eles não poderiam ficar de fora do treino

É cada vez maior o número de pessoas que se exercitam de segunda a sábado — sem fazer cara feia. Contudo, isso não significa que o corpo inteiro é colocado para ralar. Não raro algumas áreas são simplesmente ignoradas. De imediato, podemos citar dois dos principais motivos que levam a esse esquecimento: mulheres e homens focam em alguns músculos por livre e espontânea vontade ou, por não procurarem instrução, desconhecem a existência e a importância de certas regiões para o bom desempenho físico.

Seja qual for o pretexto para deixar alguns músculos em constante repouso, esse comportamento tende a causar prejuízos. Um deles é estético, já que a musculatura que foi trabalhada se desenvolve e o resto, não. "A hipertrofia tem limite, é claro, mas isso não exclui as ameaças de o corpo ficar desproporcional", aponta Claudia Lima, professora de cinesiologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Na prática, estamos falando de marmanjos fortões e com pernas fininhas ou moças com coxas turbinadas e postura… corcunda.

E engana-se quem pensa que o desalinho dos contornos só desagrada diante do espelho. É que, se toda a estrutura corporal não estiver preparada, o grau de dificuldade do treino aumenta. "Quando os homens não têm coxas e glúteos treinados, fazer um exercício inclinado, como a remada curvada para as costas, pode ser bem mais complicado. Afinal, esses músculos ajudam a manter a boa postura e o equilíbrio", exemplifica Valter Viana, educador físico e fisiologista do exercício pela Universidade Federal de São Paulo.

Outro problema é que descuidar de determinados músculos deixa a gente mais suscetível a lesões. "O risco de se machucar é maior se existe um desequilíbrio desses, ou seja, quando algumas áreas são muito mais fortes do que outras", explica Mauro Guiselini, professor de educação física do Complexo Educacional das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), na capital paulista. Nas próximas páginas, apontamos os músculos comumente preteridos. Busque orientação e tire-os do descanso.


Mulheres
Muitas deixam os músculos superiores em segundo plano

1. Bíceps
O medo é de ver o muque crescer e a feminilidade ir embora. Mas basta maneirar na intensidade para eliminar esse risco.

2. Costas
Trabalhá-las garante maior estabilidade e segurança para realizar qualquer exercício. Além disso, a postura fica ereta e delineada.

3. Trapézio
Treinar essa área evita a formação dos nódulos de tensão. Se já estiverem instalados, melhor desmanchá-los com alongamento antes de levantar peso.

4. Tríceps
Como o popular músculo do tchauzinho não é muito recrutado no dia a dia, ele tende a despencar. O jeito é aumentar a carga e reduzir as repetições progressivamente.

Malhe o músculo do tchau
Com os braços elevados e os cotovelos flexionados, segure um halter com as duas mãos. Empurre o cotovelo para cima, mantendo os ombros fixos. Faça de 2 a 3 séries de 15 repetições.


Todos
Há músculos ignorados pela maioria das pessoas

1. Ombro
Articulação complexa, nem sempre é treinada em sua totalidade. O manguito rotador, um conjunto de músculos responsável por rotações externas, costuma ser esquecido, comprometendo a estabilidade dos ombros.

2. Antebraço
Fortalecê-lo ajuda a prevenir lesões por esforço repetitivo, como as que ocorrem por uso exagerado do computador.

3. Tibiais anteriores
Exercitar esses músculos alivia a carga no tornozelo, protegendo, assim, suas articulações.

4. Parte interna da coxa
Quem joga futebol usa muito essa musculatura ao chutar e, por isso, movimentá-la é imprescindível para evitar rupturas e inflamações. Mais preocupadas com a estética, as mulheres precisam caprichar no fortalecimento da região com outro objetivo: driblar a adversária flacidez.

Sem flacidez
Coloque uma bola entre as pernas, na altura dos joelhos. Pressione-a por 10 segundos e, depois, relaxe. Faça de 2 a 3 séries de 10 repetições.


Homens
O treino deles para a parte inferior deixa a desejar

1. Glúteos
Eles, principalmente a porção média, estabilizam a cintura pélvica durante a caminhada. Assim, se estiveram fracos, cresce o risco de ocorrer uma alteração na marcha.

2. Anterior e posterior da coxa
São bastante utilizados em atividades rotineiras, como subir escadas e agachar. Portanto, a planilha de treino deve contemplá-los. Isso serve sobretudo para quem se aventura na corrida ou no futebol, já que pernas despreparadas nesses esportes abrem caminho para contusões.

3. Panturrilha
Sua estrutura tem forte componente genético, é verdade. Ainda assim, os exercícios de resistência são cruciais, especialmente para quem corre.

Parte inferior sarada
Se não tiver problema nas costas, coloque um peso na barra e posicione-a sobre os ombros. Agache como se fosse sentar, evitando que o joelho ultrapasse 90° e a linha formada pelos pés. Mantenha a coluna ereta. Faça 3 séries de 10 a 12 repetições.

Fonte: Revista Saúde - por Thaís Manarini | foto Gusta

Coma de acordo com a sua idade


Com o tempo tudo muda, até a forma como o organismo processa os alimentos.

Você provavelmente não usa mais as roupas de que tanto gostava há vinte anos. Também não deveria comer as mesmas coisas. Nossas necessidades nutricionais mudam com a idade.

A cada década, há alimentos que devem ser privilegiados e outros, evitados, seja por causa de uma gravidez, pelo desejo de manter a aparência jovem ou pela chegada da menopausa. Conversamos com especialistas e lhes pedimos dicas para adequar a alimentação às diferentes fases da vida.

20 - 40 anos Necessidades nutricionais
Nessa idade, você provavelmente está a toda, trabalhando, caindo na gandaia, ou correndo atrás das crianças. A demanda de energia é alta, por isso, proteínas e cereais integrais devem ser os componentes mais importantes da alimentação. Você também está estabelecendo as bases de sua saúde no futuro; más escolhas agora podem ser traduzidas em doenças cardíacas ou diabete mais tarde.

Pode haver deficiência de ferro, e talvez seja preciso aumentar a ingestão de ácido fólico e iodo, caso pense em engravidar. Obtenha esses nutrientes da comida e tome suplementos.

A massa óssea chega a seu ponto mais alto. Em nenhum outro período da vida há tanto cálcio armazenado quanto agora. Depois dos 40, ele começará a diminuir; logo, é importantíssimo chegar à máxima densidade óssea enquanto pode. Os laticínios são a chave para o sucesso neste caso.

Alimentos ideais
Laranja Rica em vitamina C, especialmente importante na época da concepção e na gravidez.
Espinafre O ácido fólico vem das folhas; se não gosta de espinafre, escolha outra verdura folhosa. Comprimidos não resolvem; mesmo quem toma suplementos precisa dos nutrientes obtidos com a alimentação.
Salmão em lata O salmão em lata (selvagem) e não o fresco (de aquicultura) é o mais rico em ômega-3 e em cálcio para os ossos (e também é ótimo para o feto em desenvolvimento, caso esteja grávida).
Iogurte natural Fornece a gordura necessária e ajuda a absorver a vitamina D, que, por sua vez, promove a absorção do cálcio e protege contra a osteoporose mais tarde.
Ovo e torrada integral Proteínas e cereais integrais aumentam a sensação de saciedade, o vigor, e ajudam a manter estável o nível de glicose no sangue.
Banana Rica em magnésio, ajuda você a lidar com a TPM e diminui o desejo repentino de comer doces.

Erros a evitar
> Não ingerir laticínios o suficiente por medo de engordar.
> Consumir cafeína, refrigerantes e bebidas alcoólicas em demasia, que diminuem o cálcio e afetam o modo como o organismo absorve os nutrientes provenientes dos alimentos.
> Não comer regularmente. Essa atitude desestabiliza o nível de glicose no sangue.
> Cortar grupos de alimentos necessários (por exemplo, não comer carne ou carboidratos).

40 - 50 anos Necessidades nutricionais
Esse é o período mais importante para prevenir problemas de saúde no futuro, como hipertensão arterial, colesterol alto e ganho de peso excessivo. A vida ainda pode estar agitada, mas talvez você não seja mais tão fisicamente ativa quanto antes – levar os filhos de carro ao futebol ou ao balé não faz o coração bater mais depressa.

E você também pode se ver na perimenopausa e observar algumas mudanças no metabolismo e nas formas do corpo. Com a redução do nível de estrogênio, há mais depósitos de gordura na cintura do que nos quadris e nas coxas; o colesterol pode subir e os ossos podem ficar mais fracos.

As necessidades de ferro e cálcio ainda são altas, mas cuidado com o peso e evite doces e gorduras. Óleos monoinsaturados e poli-insaturados de boa qualidade, como canola e azeite, são ótimos. Tente comer mais peixe e aumente a ingestão de fibras e cereais para proteger os intestinos.

Alimentos ideais
Peixe Rico em ômega-3, é ótimo para manter a pele hidratada e tem efeito anti-inflamatório.
Ovo Fornece proteína e zinco, serve para ajudar na regeneração dos tecidos danificados e na cura de problemas de pele.
Amêndoa Fonte de vitamina E, de proteína e gordura “boa”.
Limão Tem efeito purificador e desintoxicante sobre a pele e os órgãos. Esprema um limão em um copo d’água e beba a mistura toda manhã.
Maçã Contém fibras e também é rica em pectina e vitamina C, boas para manter a aparência saudável da pele.

Erros a evitar
> Comer demais. Como cada vez se gasta menos energia, é preciso reduzir também as porções.
> Não comer proteína o suficiente. Isso é importante para manter a sensação de saciedade, permitir a digestão mais lenta dos carboidratos e impedir depósitos de gordura no abdome.
> Comer alimentos industrializados e fast-food em excesso. O teor elevado de sal e gordura pode provocar hipertensão arterial.
> Ingerir alimentos pobres em gordura, mas ricos em açúcar. Você precisa de um pouco de gordura (mantém a aparência jovem); tente não exagerar nesse aspecto.

50 - 60 anos Necessidades nutricionais
A chegada da menopausa traz uma série de mudanças nas formas do corpo, na visão que temos de nós mesmas e até nos relacionamentos. Alguns sintomas como ondas de calor (fogacho), insônia e falhas de memória variam entre levemente incômodos e debilitantes.

Com o fim da menstruação, o ferro deixa de ser uma grande preocupação, por isso é bom procurar outras fontes de proteína em vez de só carne vermelha. No entanto, você ainda precisa de muito cálcio para proteger os ossos.

Essa é a hora de aumentar a ingestão de antioxidantes para ajudar a prevenir as doenças crônicas comuns na idade avançada, como o câncer e os problemas cardiovasculares. A partir dessa fase, muita água e bastante fibra são essenciais para manter a saúde dos intestinos.

Alimentos ideais
Pão de soja e de linhaça Ambos contêm níveis elevados de fitoestrogênios, que, segundo alguns estudos, ajudam a promover o equilíbrio hormonal e abrandam alguns sintomas da menopausa.
Lentilha Juntamente com outras fontes vegetais de proteína, ajuda a regular os hormônios.
Tofu Já se comprovou que tem efeito positivo sobre a densidade óssea.
Hortaliças frescas Ricas em fibras naturais, previnem o depósito de gordura no abdome.
Melancia e outras frutas ricas em água, como as uvas, mantêm o teor natural de água do organismo.

Erros a evitar
> Comer demais. A tendência é se engordar um quilo por ano depois dos 30, caso se coma as mesmas quantidades; por isso, o tamanho das porções se torna importantíssimo.
> Comer bolos e docinhos em todas as reuniões e eventos sociais a que comparecer. Faça com que todos os alimentos que põe na boca tenham alguma importância nutricional.
> Tomar muito café ou vinho tinto. Se estiver com insônia, ansiedade ou depressão, essas substâncias podem piorar esses distúrbios.
> Abusar dos alimentos apimentados. A pimenta pode exacerbar as ondas de calor.


60 - 70 anos Necessidades nutricionais
Infelizmente, quanto mais velhos ficamos, maior a probabilidade de desenvolvermos problemas crônicos. Doenças cardiovasculares, hipertensão arterial, diabete, artrite e várias outras questões de saúde são comuns nessa faixa etária, e talvez seja preciso ajuda profissional para ajustar o que você come. Alimentos ricos em nutrientes, mas com pouco sal, são essenciais para manter a boa saúde.

A perda de memória e a depressão também se tornam uma preocupação quando envelhecemos, por isso é bom aumentar a ingestão de alimentos que contenham ômega-3 e 6, como frutos do mar, nozes e castanhas. Não se isolar e exercitar-se são medidas importantes para evitar esses problemas.

Mais do que nunca, é preciso proteger a saúde do intestino comendo iogurte regularmente e mantendo uma alimentação rica em fibras.

Alimentos ideais
Frutas vermelhas Ricas em antioxidantes e ótimas para a circulação e para o funcionamento saudável do cérebro.
Peixe O ômega-3 ajuda a manter saudável a atividade neuronal e a controlar os triglicerídeos, fator de risco para doenças cardíacas quando o nível sobe demais.
Macadâmia Excelente para controlar o colesterol.
Espinafre Uma das maiores fontes de luteína, antioxidante que também ajuda a evitar a degeneração macular (principal causa de problemas de visão).
Queijo O importante agora não é emagrecer, é manter a saúde. Os laticínios são riquíssimos em nutrientes e ótimos para os ossos – aproveite!

Erros a evitar
> Comer sal demais. O paladar se deteriora com a idade, mas acrescentar mais sal para compensar vai fazer a pressão arterial subir. Sempre que possível, o sal deve vir de fontes naturais e não ser acrescentado à comida.
> Não tomar água suficiente e não comer com regularidade. Talvez você sinta menos sede, mas precisa da ingestão regular de líquidos para manter as funções cognitivas em boa forma.
> Isolamento. Exercícios são importantes em qualquer idade, e quando se fica dentro de casa tempo demais, os níveis de vitamina D são comprometidos, afetando a saúde dos ossos.
> Comer gorduras trans e saturadas em demasia, que tornam a circulação sanguínea mais lenta e podem acabar afetando o funcionamento do cérebro.

Fonte: http://www.selecoes.com.br/coma-de-acordo-com-a-sua-idade?page=2 - Por Helen Signy

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Dieta mediterrânea adiciona 3 anos a sua expectativa de vida


Segundo um novo estudo, comer grandes quantidades de vegetais e peixe, além de consumir produtos à base de animais como carne e leite com moderação, pode aumentar a chance de viver em mais de 20%.

Essa dieta mediterrânea, com alto teor de fibras e baixo teor de gordura, reduz o risco de câncer, doenças cardíacas, entre outras condições. Agora, o estudo mais recente sobre a dieta comparou seus efeitos sobre a longevidade em milhares de pessoas com 70 anos de idade ou mais, ao longo de mais de 40 anos.

“Isto significa na prática que as pessoas idosas que comem uma dieta mediterrânea vivem cerca de 2 a 3 anos a mais do que aqueles que não a fazem”, disse o pesquisador Gianluca Tognon.

Três estudos separados apoiam as conclusões desse relatório. Um examinou os benefícios da dieta sobre as pessoas na Dinamarca, um sobre as pessoas no norte da Suécia e um sobre as crianças.

Tognon, um italiano nativo, disse: “A conclusão que podemos tirar desses estudos é que não há dúvida de que uma dieta mediterrânea está associada a uma melhor saúde, não só para os idosos, mas também para os jovens”.

De acordo com a Unesco, a dieta mediterrânea é baseada em produtos como peixe, legumes, nozes e frutas, mas também inclui uma estrutura de tradição, onde o conhecimento é passado entre as gerações e através das comunidades.

Desde 1950, os cientistas têm estudado a dieta típica de países como Itália e Grécia, depois de perceber que as pessoas nos países do sul europeu desfrutavam vários benefícios de saúde sobre os seus homólogos do norte.

No início deste ano, uma revisão de 50 estudos existentes, que analisou um total de 500.000 pessoas, descobriu que as que seguem a dieta têm menos probabilidade de desenvolver problemas de saúde que podem causar doença cardíaca, como obesidade, diabetes e pressão alta. O benefício da dieta consiste nos “efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios” dos alimentos.

Estudos anteriores também alegaram que a comida mediterrânea pode proteger contra o câncer e a demência.[Telegraph]

Fonte: http://hypescience.com/dieta-mediterranea-adiciona-3-anos-a-sua-expectativa-de-vida/ - Por Natasha Romanzoti

Site do Sisu 2012 já está no ar para consulta de 108 mil vagas em faculdades


O site do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) de 2012 já pode ser acessado. O endereço é http://sisu.mec.gov.br/. Nesse primeiro momento, os estudantes poderão consultar os cursos e as vagas disponíveis, além do cronograma completo. As inscrições serão realizadas entre os dias 7 e 12 de janeiro. A seleção será feita com base nas notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2011.

O Sisu vai oferecer 108.552 vagas em 95 instituições públicas de ensino superior para o primeiro semestre de 2012. Serão 3.327 cursos. Em comparação ao total de vagas disponibilizadas pelo Sisu no primeiro semestre de 2011, a oferta cresceu 30%.

São 42 universidades federais, 13 instituições estaduais e 39 institutos federais de educação profissional, além da Escola Nacional de Ciências Estatísticas, administrada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). As oportunidades se concentram principalmente no Nordeste e Sudeste, que oferecem respectivamente 34,66% e 33,09% das vagas. Menos de 5% das vagas estão no Norte; 12,88%, no Centro-Oeste e 14,5%, no Sul.

Minas Gerais e Rio de Janeiro são os estados com o maior número de instituições participantes: 15 em cada. Nenhuma instituição do Distrito Federal aderiu a esta edição do Sisu.

No sistema, o candidato deve escolher duas opções de curso, indicando a sua prioridade.

Diariamente, o sistema divulgará a nota de corte preliminar de cada curso com base na nota do Enem dos candidatos que pleiteiam as vagas. Durante esse período, o participante pode alterar essas opções se achar que tem mais chances de ser aprovado em outro curso ou instituição.

O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 15 de janeiro. Os estudantes aprovados deverão comparecer às instituições de ensino entre os dias 19 e 20 para fazer a matrícula.

O participante que foi selecionado para a sua primeira opção de curso é retirado automaticamente do sistema e perde a vaga se não fizer a matrícula. Aqueles que forem selecionados para a segunda opção ou não atingirem a nota mínima em nenhum dos cursos escolhidos podem participar das chamadas subsequentes.

A segunda chamada está prevista para 26 de janeiro, com matrículas entre os dias 30 e 31. Caso ainda haja vagas disponíveis, o sistema gera uma lista de espera que será disponibilizadas para as instituições de ensino preencherem as vagas remanescentes. O candidato interessado em participar dessa lista deverá pedir a inclusão entre 26 de janeiro e 1° de fevereiro.

Veja a oferta de vagas no Sisu 2012 por estado

Estado Vagas

Acre 240 vagas
Alagoas 5.805 vagas
Amazonas 2.722 vagas
Amapá 160 vagas
Bahia 5.298 vagas
Ceará 6.158 vagas
Espírito Santo 850 vagas
Goiás 1.561 vagas
Maranhão 3.238 vagas
Minas Gerais 11.873 vagas
Mato Grosso do Sul 6.815 vagas
Mato Grosso 5.609 vagas
Pará 995 vagas
Paraíba 3.699 vagas
Pernambuco 4.564 vagas
Piauí 7.049 vagas
Paraná 4.399 vagas
Rio de Janeiro 14.137 vagas
Rio Grande do Norte 1.687 vagas
Rondônia 16 vagas
Roraima 419 vagas
Rio Grande do Sul 1.070 vagas
Santa Catarina 650 vagas
Sergipe 145 vagas
São Paulo 9.064 vagas
Tocantins 701 vagas

*Com informações da Agência Brasil

Fonte: http://noticias.uol.com.br/educacao/2011/12/26/site-do-sisu-ja-esta-no-ar-para-consulta-de-vagas-e-cronograma.jhtm

Como surgiram os sinais de pontuação?


A maioria dos sinais que conhecemos apareceram na Europa entre os séculos XIV e XVII. "Eles nasceram para facilitar a leitura e a compreensão dos textos", afirma o linguista Osvaldo Humberto Leonardi Ceschin, da USP. O período em que as primeiras vírgulas, pontos de interrogação e dois pontos surgiram coincide com o momento em que o hábito de ler, praticamente restrito aos monges na Idade Média, crescia com o surgimento da impressão tipográfica. O grande ancestral da pontuação, porém, apareceu bem antes disso. O ponto já era usado no antigo Egito em textos poéticos e no ensino de crianças na escrita hierática - espécie de letra de fôrma que simplificava os complexos hieróglifos. À medida que os jovens ficavam mais fluentes na leitura, os pontos eram retirados.

Os usos e funções dos sinais de pontuação também variaram muito ao longo dos séculos. "O ponto, por exemplo, nem sempre marcou a conclusão de uma ‘idéia completa’. Na Idade Média, ele era inserido antes do nome do herói ou de um personagem importante da narrativa, por questões de respeito ou só para que seu nome fosse enfatizado", diz a lingüista Ana Cristina de Aguiar, que desenvolve doutorado sobre essa questão na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Ponto a ponto

A maioria dos sinais de pontuação surgiu após a Idade Média

Sinal - Ponto final (.)
Quando surgiu - 3000 a.C.

Sinal - Interrogação (?) / Exclamação (!)
Quando surgiu - Século XIV

Sinal - Vírgula (,) / Ponto e vírgula (;)
Quando surgiu - Século XV

Sinal - Dois pontos (:)
Quando surgiu - Século XVI

Sinal - Aspas ("")
Quando surgiu - Século XVII

Fonte: Revista Mundo Estranho

domingo, 25 de dezembro de 2011

10 dicas para ter uma voz saudável


Muitas pessoas vão à academia e passam horas cuidando de sua aparência e de seu corpo. Mas quem se preocupa com a voz?

Você provavelmente não. Mas deveria. “A sua voz é o seu embaixador para o mundo exterior”, afirma o pesquisador Norman Hogikyan. “Ela retrata sua personalidade e emoções. As pessoas fazem avaliações sobre você com base em sua voz. Problemas com a voz também podem ter um tremendo impacto sobre sua vida”, diz. Confira 10 dicas para ajudar a manter a sua voz em forma:

1 – MANTENHA-SE HIDRATADO
Beba água para manter seu corpo bem hidratado e evite álcool e cafeína. Suas cordas vocais vibram muito rápido, e ter um balanço hídrico adequado ajuda a mantê-las lubrificadas.

Nota importante: os alimentos que contêm grandes quantidades de água são excelentes, como maçãs, peras, melancia, pêssego, melão, uvas, ameixas, pimentões.

2 – DESCANSE A VOZ
Faça vários “cochilos vocais” todos os dias, especialmente durante períodos de uso prolongado. Por exemplo, os professores devem evitar falar durante os intervalos entre as aulas e encontrar maneiras tranquilas de passar a hora do almoço ao invés de falar em uma sala barulhenta com os colegas.

3 – NÃO FUME
Não fume, ou se você já fuma, largue o cigarro. Fumar aumenta o risco de câncer de garganta, e a inalação de fumaça (mesmo passiva) pode irritar as cordas vocais.

4 – NÃO ABUSE
Não abuse ou use indevidamente a sua voz. Evite gritar, e tente não ficar falando alto em áreas ruidosas. Se a sua garganta ficar seca ou cansada, ou a sua voz começar a ficar rouca, reduza o uso. A rouquidão é um sinal de que suas cordas vocais estão irritadas.

5 – RELAXE A GARGANTA
Mantenha a sua garganta e músculos do pescoço relaxados mesmo quando você está cantando notas altas ou baixas. Alguns cantores inclinam suas cabeças pra cima ao cantar notas altas e para baixo ao cantar notas baixas. Se não fizer isso, os músculos vocais podem ficar tensos e seu alcance vocal pode diminuir.

6 – MODO DE FALAR
Preste atenção em como você fala todos os dias. Mesmo artistas que têm bons hábitos de canto podem causar danos à voz enquanto falam. Muitos cantores qualificados não continuam seus hábitos saudáveis quando falam. O certo é ter bastante fluxo de ar quando falamos.

7 – NÃO PIGARREIE
Não limpe a garganta com muita frequência. Quando você pigarreia, é como se batesse suas cordas vocais em conjunto. Fazer isso em excesso pode prejudicá-las e torná-lo rouco. Experimente um gole de água ou engolir a seco para saciar o desejo de limpar a garganta. Se você sente que tem que pigarrear muito, vá em um médico.

8 – EVITE FALAR QUANDO ESTIVER DOENTE
Se você está doente, poupe a sua voz. Não fale quando você está rouco devido a um resfriado ou uma infecção.

9 – NÃO SOBRECARREGUE A VOZ
Quando você tiver que falar publicamente, para grandes grupos ou ao ar livre, pense sobre o uso de amplificação para evitar esticar a sua voz.

10 – TEMPO MOLHADO
Umidifique sua casa e áreas de trabalho. Lembre-se: umidade é bom para a voz.[LiveScience]

Fonte: http://hypescience.com/10-dicas-para-ter-uma-voz-saudavel/ - Por Natasha Romanzoti

47 dicas para você alcançar todos os seus sonhos


O poder de transformar desejos em realidade habita em sua mente. Adote no dia a dia hábitos e atitudes que vão aproximar você de seus sonhos.

1 - Atraia felicidade
Nosso corpo responde a cada pensamento com uma sensação: imaginar aquela viagem à praia desperta prazer; a lembrança de um amigo doente, preocupação. Exercite a mente focando a atenção naquilo que deseja e atraindo boas sensações. Esse é o início do caminho em direção à realização do seu sonho.
2 - Mente influente
Crie imagens mentais do seu sonho realizado. Assim o cérebro se antecipará preparando-se para a concretização. O simples ato de mentalizar orienta nosso corpo para a execução, estabelecendo uma conexão temporal entre pensamento, sentimento e realização.
3 - Um passo de cada vez
Sabe aquelas eternas promessas, como as resoluções de ano novo, em geral engavetadas? Divida esses e outros objetivos em metas menores, de mais fácil execução. Desse modo você consegue planejar uma conquista a cada mês.
4 - Diga sim às oportunidades
A piada é velha, mas didática. Um náufrago rezou para ser salvo. Sua fé era tamanha que disse não à boia jogada por um navio e até ao resgate de um helicóptero enquanto aguardava a própria mão de Deus. Pode rir, mas veja se você também não está desperdiçando boas chances.
5 - Dê as mãos
Você não está sozinha neste mundo. Parcerias funcionam e nos aproximam de nossas realizações. Compartilhar sonhos é uma delícia, desde que os objetivos sejam os mesmos. União boa é aquela que soma intenção e compartilha satisfação.
6 - Sua heroína interior
Segundo a terapeuta corporal Maria Lúcia Teixeira da Silva, não basta sonhar. É preciso ter um sonho inspirado, ou seja, aquele que surpreende você mesma. Por exemplo, uma viagem para algum lugar desconhecido!
7 - Exercite o hábito de acreditar
"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o Universo conspira a seu favor", disse certa vez o escritor e pensador alemão Johann Goethe (1749-1832).
8 - Senhora do seu destino
Não transfira para seu chefe, um filho, o gerente do banco ou até um improvável príncipe encantado o poder de realizar seus sonhos. Eles são seus! Pense, tomando a si mesma como ponto de partida, no que é possível fazer para alcançá-los. E mãos à obra!
9 - Entre na sua agenda
Você estará mais energizada - e feliz - no fim do dia se em algum momento encontrar um tempinho para você mesma. Que tal fazer as unhas, tirar 15 minutos para um café com a amiga do trabalho, ouvir sua música preferida no iPod?
10 - Que venha o novo!
O inimigo mais perverso das nossas verdadeiras realizações é o hábito, a cômoda postura de evitar o desconhecido. Experimente mudar de caminho, provar um novo sabor, usar uma cor que ainda não tem no guarda-roupa.
11 - O templo da sua alma
Em vez de esperar um abalo na saúde para começar a se tratar com carinho, fortaleça o corpo. Atividades em grupo e lúdicas, como a dança, são uma boa forma de começar.
12 - Ouça o coração
Para ver e ouvir seus desejos, é preciso cultivar um pouco de silêncio e sair da excitação caótica e dos afazeres automáticos do cotidiano. Acesse seu interior abrindo espaço para o sentir.
13 - A sua definição de riqueza
"Sucesso se tornou um padrão medido por conquistas materiais. Mesmo que, para tê-las, não sobre tempo para curtir a família e os filhos", diz o escritor e consultor Eduardo Shinyashiki. Então, defina os seus" parâmetros de realização, de preferência equilibrando a balança.
14 - Enfrente o medo
Sim, o desconhecido quase sempre dá um frio na barriga. Mas não permita que isso a paralise. Para ganhar coragem, use a motivação a seu favor: se o objetivo for uma viagem maravilhosa, coloque uma bela foto do lugar desejado em sua mesa de trabalho.
15 - Tempo, tempo, tempo, tempo
Ter uma rotina menos estressante é uma das estratégias para conseguir fazer tudo. Christian Barbosa, especialista em administração do tempo e produtividade, ensina: decida na noite anterior a roupa para o dia seguinte. Além de evitar atrasos, isso a deixa livre para decisões mais importantes.
16 - Sua nova melhor amiga, a planilha
Dê um basta no descontrole financeiro separando tudo por pastas: contas, imposto de renda. E crie uma planilha para anotar os recebimentos e gastos do mês. Você vê para onde o dinheiro está indo!
17 - Ponha pilha na sua energia
Você está cansada e não consegue se concentrar? A falta de energia é um furo na produtividade e a desvia das verdadeiras metas. Recarregue as baterias: arrume um hobby, procure um médico, alimente-se em horários regulares, faça sexo com frequência.
18 - Ganhe aliados
Seu dia fica mais leve e você tem muito mais vigor para os projetos pessoais se conseguir dividir as tarefas domésticas com o parceiro e com a família. No trabalho também é preciso aprender a delegar as tarefas. E a chave para isso é planejar-se.
19 - Um peso a menos
Sabe aquele projeto que demanda grande energia para ser realizado e mais energia ainda para ser mantido? Reflita e decida honestamente se vale a pena tanto esforço. Se ficar em dúvida, já é motivo para deixar de lado.
20 - A arte de dizer não
Que tal negar de forma concreta sempre que pedidos de favores e imprevistos ameaçarem seu planejamento e sua disponibilidade? Do pedido de empréstimo da amiga à tarefa extra no trabalho, apenas diga sim se puder cumprir sem comprometer seus objetivos e seu orçamento.
21 - 1, 2, 3...
O que você precisa fazer primeiro? Você sabe pelo menos 80% do que deve ser feito hoje? Se não souber responder a essas perguntas, com certeza estará perdida em tarefas circunstanciais, sem foco para o que realmente importa. Organize-se!
22 - Questão de equilíbrio
Mantenha seu metabolismo bem regulado não passando intervalos maiores que três horas sem se alimentar. Isso pode ajudá-la, inclusive, a manter ou perder peso, se aliado a uma dieta equilibrada.
23 - Entendida no assunto
Se muita gente a interrompe durante as conversas, pode ser porque sua comunicação não anda muito adequada. Faça uma revisão de como fala, redige os e-mails, concede informações e delega atividades.
24 - Pare de apagar incêndios
Seu dia tem mais urgências do que tarefas planejadas? Separe um tempo para analisar qual emergência é mais comum e como fazer para evitá-la. Você vai ver que sobrará mais tempo para suas realizações.
25 - A little help from my friends
Em vez de trabalhar em casa, hoje a tendência é se agrupar no coworking: pessoas com atividades diferentes que compartilham o mesmo local todos os dias. O convívio estimula a produtividade, oxigena as ideias, amplia a rede de contatos.
26 - Respire
Todos respiramos, é claro. Mas você já prestou atenção no seu ritmo respiratório? Ele diz muito a respeito das emoções. Pergunte a um budista ou terapeuta corporal. Exercite a respiração profunda diariamente. Ela vai favorecer a fluidez da energia vital.
27 - Movendo montanhas
O cardiologista americano Herbert Benson revela em seu livro Medicina Espiritual (Campus) que a fé pode levar à cura de até 90% dos nossos problemas de saúde. E boa saúde é o ponto de partida para todas as nossas realizações.
28 - A maior herança
Se tiver em sua história familiar alguém com muita força de viver, pense que você herdou essa mesma força.
29 - Confie
Você confia profundamente em alguém? Fale com essa pessoa. Você tem alguém que a apoia em seus projetos? Fale com ela. Você tem uma pessoa a quem recorrer na crise? Fale com ela. Mesmo que seja só um exercício mental.
30 - Esporte clube
Para adicionar mais fôlego ao seu dia a dia, movimente-se. Não precisa virar uma atleta. Nade, corra ou faça musculação (com orientação profissional). Falta tempo ou dinheiro? Troque o elevador pelas escadas (diariamente); ande mais a pé; vá à padaria de bike...
31 - Nunca diga nunca
Não existe sonho impossível se ele representa seu desejo mais autêntico. Mas é preciso investir. Você dificilmente trabalhará no exterior se nem fala inglês. Observe o que a distancia de seu objetivo e lapide suas capacidades.
32 - Respeite o relógio biológico
Algumas pessoas rendem mais no trabalho no período da manhã, enquanto outras estão mais bem-dispostas à tarde. Procure descobrir seu pico biológico e adequar sua rotina o melhor possível a ele.
33 - Você não é beija-flor
Você começa uma atividade e em pouco tempo salta para outra? Se a empreitada for grande, feche os softwares que não estejam sendo usados no computador, coloque o celular no silencioso e, se funcionar para você, ouça música.
34 - Bela adormecida
A privação de sono de qualidade pode interferir nos sonhos pessoais, pois prejudica o ciclo metabólico, a atividade digestiva e a produção de hormônio. O resultado é uma situação de desequilíbrio orgânico e mental que suga as energias.
35 - Conheça seus limites
Às vezes, nossos limites não são mentais ou intelectuais, mas físicos mesmo. Para conhecer os seus, é recomendável uma avaliação médica e, se possível, também de um profissional de educação física.
36 - Assuma seu lado poderosa
Se o objetivo é conquistar o gato, não vá com tanta sede ao pote. Sherry Argov, autora de Por Que os Homens Amam as Mulheres Poderosas? (Sextante), aconselha deixar que os homens façam o trabalho e a conquistem!
37 - Jogo de cintura
Há mais motivos para perseguir as medidas da cinturinha de pilão do que somente a estética. A gordura abdominal (principalmente a visceral) está relacionada a diversos males, como diabetes, hipertensão e doenças circulatórias e cardíacas.
38 - Rituais de celebração
Você terá ainda mais gás para alcançar seus objetivos se puder comemorar as pequenas vitórias. Faça um jantar especial, tire uma tarde para namorar. A sensação boa e a certeza de estar no caminho certo lhe trarão mais energia!
39 - Sexo não tem idade
Nesta, os especialistas são unânimes: exercer a sexualidade plenamente é bom sempre, não importa a idade. A prática renova a disposição, coloca combustível na vida, aumenta a intimidade com seu amado.
40 - Cuide-se bem
Não é porque está em plena batalha pelo sucesso que vai deixar de lado a autoestima e a aparência. Cinderela era uma moça trabalhadeira, simpática e honesta, mas só conquistou o príncipe depois de trocar os farrapos por um belo vestido e sapatinhos de cristal.
41 - Use o arsenal de beleza a seu favor
Maquiagem, dermocosméticos e até cirurgia plástica são recursos cada vez mais modernos e acessíveis. Portanto, valha-se deles. O resultado será uma injeção na autoestima e, consequentemente, em seu poder de realização.
42 - Facebook não basta
Na correria, é comum o tempo para os amigos se esvair. Impeça que isso aconteça mantendo contato com quantos puder. As redes sociais são ótimas, mas acrescente a presença e o carinho. Cada amigo de verdade significa mais gente torcendo pelo seu sucesso e participando dele.
43 - Sim, você merece
É normal que dúvidas apareçam diante de uma nova realização. Mas cuide para não ser tomada por pensamentos derrotistas. Combata retomando as imagens mentais do seu sonho.
44 - Doe-se
Sim, você quer alcançar objetivos, mas eles fazem mais sentido quando também alimentam a solidariedade. Realize um trabalho voluntário ou, se não der, faça a energia de sua casa circular doando periodicamente tudo que já não cabe mais na sua vida.
45 - Conheça alguém novo
Pode parecer difícil, mas arrisque-se. Abra um sorriso para a desconhecida que puxa papo no mercado, troque informações com quem está em um projeto semelhante no trabalho, ouça opiniões diferentes.
46 - Permita-se o bombom
Há momentos em que nada faz mais bem do que um chocolate, sem culpa. Além de aumentar os níveis de serotonina (substância relacionada à sensação de prazer), é rico em vitaminas e minerais como cálcio e ferro.
47 - Ria dos seus fracassos
Você pode aprender muito com os próprios erros, mas isso se torna bem mais fácil se conseguir encarar os insucessos com bom humor. Além de evitar o stress e o desânimo, fica mais aberta para analisar de forma honesta sua performance e compreender melhor o que não deu certo.

Fonte: Revista Cláudia - Rose Campos

sábado, 24 de dezembro de 2011

Sugestões de presente para o Natal


Para seu inimigo, perdão;

Para um oponente, tolerância;

Para um amigo, seu coração;

Para um cliente, serviço;

Para tudo, caridade;

Para toda criança, um exemplo bom;

Para você, respeito.

Não esqueça, “Jesus” é o melhor presente!

Paz, Amor, Saúde e muitas felicidades!

Autor desconhecido

Mensagem de Natal


Aos amigos internautas

Que o Deus Menino ilumine, abençoe e proteja suas vidas e de seus familiares no Natal e sempre.

Professor José Costa e família.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Fazer dieta pode manter o cérebro jovem


Fazer uma dieta dá mais energia e poder ao cérebro. O motivo é uma proteína, que quando ativada ajuda o órgão a se manter jovem e saudável.

Uma nova pesquisa demonstra que restringir o número de calorias ingeridas ativa genes ligados à longevidade e mantém o cérebro funcionando bem, por mais tempo.

Dietas de baixa caloria, em estudos com animais, já haviam sido comprovadas como redutoras do risco de demência e outras doenças, além de ajudar na memória. Mas o modo exato como isso funcionava ainda era incerto.

Agora, uma equipe de cientistas italianos afirma que ingerir menos calorias ativa uma proteína chamada CREB1, relacionada a certos genes da saúde.
Os pesquisadores dizem que a descoberta pode levar a criação de novos medicamentos para manter o cérebro saudável e jovem, sem uma dieta restritiva.

O estudo, realizado com ratos, permitia que alguns animais comessem apenas 70% das calorias que ingeriam normalmente. Eles viveram um terço a mais do que o comum e demonstraram melhor funcionamento mental.

Eles também tiveram menos tendência à obesidade e diabetes, uma redução no desenvolvimento de demência e menos agressividade.

Em contraste, uma dieta rica em calorias acelerou o processo de envelhecimento e aumentou o risco de doenças relacionadas à idade, como Parkinson e Alzheimer.

De acordo com o novo estudo, comer menos estimula a proteína CREB1, que consequentemente “liga” as sirtuínas, moléculas relacionadas à longevidade.
Já que essa proteína fica mais fraca conforme envelhecemos, comer menos pode ser uma boa alternativa para diminuir o processo de deterioração mental.

O líder do estudo, Giovambattista Pani, afirma que “a descoberta tem implicações importantes no desenvolvimento de futuras terapias para manter o cérebro jovem e prevenir a degeneração causada pela idade”.[Telegraph]

Fonte: http://hypescience.com/fazer-dieta-pode-manter-o-cerebro-jovem/ - Por Bernardo Staut

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

7 Maneiras cientificamente comprovadas de ser feliz


Qual o seu segredo para sua felicidade? Pesquisadores estudaram vários fatores, desde genes até características pessoais e escolhas de vida, para descobrir o que coincide com a felicidade e o bem-estar na vida das pessoas.
Confira 7 deles que você pode aplicar a partir de hoje para ser feliz:

1 – TENHA CULTURA

Segundo um estudo desse ano, homens que gostam de arte, balé e outras atividades culturais se sentem mais felizes e saudáveis. O resultado se manteve mesmo após os pesquisadores controlarem para outros fatores que influenciam a felicidade, como renda.

Para os homens, a atividade física, lazer ao ar livre e trabalho voluntário também influenciaram positivamente a felicidade. Já as mulheres mais felizes tinham participações na igreja e em eventos desportivos.

A mensagem é clara: mesmo que as pessoas felizes tenham mais cultura e não a cultura faça as pessoas mais felizes, não custa tentar. A felicidade é o prêmio final.

2 – TENHA UM BICHO DE ESTIMAÇÃO

Donos de animais são um grupo que tende para uma maior felicidade. Uma pesquisa de julho de 2011 descobriu que as pessoas que têm cães dizem que seus animais de estimação aumentam a sua autoestima, bem como seus sentimentos de pertença e de significação.

A pesquisa também descobriu que os animais tinham uma capacidade semelhante a de amigos humanos em evitar sentimentos de rejeição.

3 – SEJA POSITIVO

O poder do pensamento positivo pode realmente funcionar. Um artigo que revisou 51 estudos anteriores sobre a felicidade encontrou que as pessoas que adquirem o hábito de escrever três coisas boas que aconteceram com elas toda semana têm um aumento significativo na felicidade.

A pesquisa também descobriu que os participantes que escreveram cartas de gratidão para outros relataram um aumento de felicidade que durou semanas (sem sequer a necessidade de enviá-las). Parece que o que conta mais é ter uma atitude positiva e não pensar que coisas e curas mirabolantes cairão do céu.

4 - SEJA ALTRUÍSTA

Essa mesma revisão de estudos descobriu que devolver coisas boas a sociedade pode pagar dividendos a felicidade. Um estudo de 2008 também concluiu que as pessoas que doam dinheiro em vez de gastá-lo consigo mesmas têm um impulso de felicidade.

Não só isso, mas as pessoas que se voluntariam por razões altruístas vivem mais. O altruísmo é ainda ligado a relacionamentos mais fortes: um estudo de 2006 descobriu que as pessoas mais altruístas são também mais propensas a ter casamentos felizes.

5 – SEJA NOSTÁLGICO

Pessoas sociais, energéticas e extrovertidas são também as com tipo de personalidade que são mais felizes. Não é fácil roubar a cena de uma pessoa extrovertida, mas dá pra roubar a felicidade: é só ver o passado através de óculos cor de rosa.

Uma pesquisa desse ano descobriu que pessoas extrovertidas devem a sua vantagem de felicidade à sua tendência de olhar para trás (para o passado) com nostalgia. Saborear memórias felizes ou colocar as ruins sob uma ótica otimista pode ajudar a tornar a vida de uma pessoa mais feliz. Não confunda isto com ser saudosista, vivendo no passado.

6 – FAÇA SEXO

Apesar de soar superficial, a satisfação entre quatro paredes parece estar ligada à felicidade na vida diária.

Mulheres pós-menopáusicas com vida sexual mais satisfatória são mais felizes em geral. Da mesma forma, os recém-casados com personalidades neuróticas que aliviam suas ansiedades com sexo têm casamentos melhores. Abraços e afeto físico impulsionam a felicidade nos homens também.

7 – NÃO PERSIGA A FELICIDADE

Você pode praticar todos os itens dessa lista e ainda não se sentir feliz. Isso porque um estudo desse ano descobriu que uma hiperconcentração na felicidade pode, paradoxalmente, tornar as pessoas menos felizes.

“Querer ser feliz pode torná-las menos felizes”, disse a pesquisadora Iris Mauss. “Se você explicita e propositadamente foca na felicidade, isso parece ter uma qualidade autodestrutiva”.

O estudo mostrou que as mulheres que valorizam demais a felicidade ou focam exclusivamente nisso têm problemas em realmente alcançá-la. Talvez essas pessoas estabeleçam padrões altos demais para a felicidade, ou se concentram na felicidade pessoal à custa de coisas que realmente fazem as pessoas felizes, como relacionamentos com amigos e familiares.

Não é que tentar ser feliz é um caso perdido, mas a ideia é de que você não deve perseguir esse sentimento em si, mas sim focar em atividades que fazem você feliz. [LiveScience]

Fonte: http://hypescience.com/7-maneiras-de-ser-feliz-cientificamente-comprovadas/ - Por Natasha Romanzoti

As maiores decepções do esporte em 2011


Relembre os esportistas e equipes que deixaram a desejar e até passaram vergonha neste ano.

Corinthians fora da Libertadores
Apesar do trauma pela perda do título brasileiro na última rodada, o Corinthians começou o ano confiante na conquista da sua primeira Copa Libertadores. Mas apresentou um futebol horrível – com a desculpa de não ter tempo para treinar – e foi eliminado em fevereiro, na fase pré-Libertadores, pelo Deportes Tolima, da Colômbia, após empate em zero a zero, no Pacaembu e derrota por 2 a 0 em Ibagué. Foi a última partida de Ronaldo como jogador profissional. Roberto Carlos também deixou o time rumo à Rússia.

Palmeiras de Felipão
O torcedor palmeirense iniciou o ano cheio de esperanças. O técnico Luís Felipe Scolari prometia repetir as boas campanhas da passagem anterior pela equipe e contava com ídolos como Marcos, Valdívia e Kléber. Mas a temporada foi desastrosa. Teve brigas internas, eliminações traumáticas e nenhum título. Kléber brigou dentro e fora do time, e foi afastado; Marcos e Valdívia não saíram do departamento médico, a diretoria não soube que rumo tomar e também brigou internamente, e a torcida teve de se contentar com uma equipe medíocre, que suou para não cair no Brasileiro.

Seleção Feminina de Vôlei
A equipe comandada por José Roberto Guimarães fecha 2011 de forma preocupante. Apesar do título do Pan de Guadalajara – conquistado após vitória suada por 3 sets a 2 sobre Cuba –, o vexatório 5º lugar no Mundial do Japão, em novembro, ligou o sinal de alerta. Jogando um vôlei irreconhecível, as brasileiras perderam o primeiro lugar no ranking da FIVB para os Estados Unidos e ainda não conseguiram vaga para os Jogos Olímpicos de Londres, onde sonham com o bicampeonato.

Felipe Massa
O piloto teve o seu pior ano na Ferrari e passou a ser fortemente criticado até pelo chefe. Apesar de ter completado sua 100ª corrida na Ferrari no GP Brasil, em Interlagos, Massa não teve motivo para celebrar em 2011. Seus melhores resultados foram quintos lugares em cinco GPs, e ainda viu seu companheiro de equipe Fernando Alonso brigar pelo título e ganhar afagos da equipe. A temporada foi marcada por seus acidentes e discussões com o inglês Lewis Hamilton, da McLaren. Seu contrato termina em 2012.

Parceria Larri Passos/Thomaz Bellucci
No início do ano, o técnico Larri Passos passou a treinar o paulista Thomaz Bellucci, número 1 do tênis brasileiro, e pretendia repetir o sucesso que obteve ao lado de Gustavo Kuerten, durante mais de 15 anos. Mas, em 338 dias, a dupla passou longe de conseguir bons resultados: foram 25 torneios, com 25 vitórias e 25 derrotas. Bellucci já esteve no 21º posto do ranking da ATP, mas despencou para o 38º. A parceria foi desfeita.

Argentina e Messi na Copa América
O cenário parecia perfeito para que a Argentina conseguisse uma grande triunfo: jogava a Copa América em casa, comandada pelo melhor jogador do mundo, Lionel Messi. Mas mais uma vez Messi e toda a equipe não suportaram a pressão e, com campanha idêntica à do Brasil – três empates, uma derrota e uma eliminação nos pênaltis nas quartas –, foram desclassificados sob vaias da torcida. Messi não marcou sequer um gol - mesmo retrospecto que teve no Mundial da África do Sul, em 2010. O Uruguai foi campeão, comandado por Suárez e Forlán, e agora tem 15 títulos continentais contra 14 da Argentina.

Seleção Brasileira
O técnico Mano Menezes e seus comandados tinham a oportunidade de recuperar o prestígio com os torcedores, após o fiasco na Copa de 2010. E 2011 foi mais um ano para se esquecer: eliminação nas quartas da Copa América contra a fraca equipe do Paraguai – com desperdício de quatro pênaltis –, derrotas e fraco futebol apresentado contra as tradicionais equipes mundiais aumentaram a desconfiança em relação à equipe.

O retorno de Ian Thorpe
O nadador australiano anunciou sua volta às piscinas após cinco anos, de olho na classificação para a Olimpíada de Londres. Seu desempenho no Mundial do Japão foi pouco animador – seu melhor resultado foi um sétimo lugar nos 100m medley – e Thorpe admitiu estar muito longe da velha forma. O australiano despontou ao conquistar três medalhas de ouro nos Jogos de Sidney 2000, com 18 anos. Nos Jogos de Atenas, quatro anos depois, levou mais dois ouros.

Uniforme da seleção brasileira
Não é só o futebol apresentado pela seleção que não empolgou os torcedores: em 2011 a camisa também sofreu críticas. Lançada em 31 de janeiro pela fornecedora americana Nike, o uniforme tem uma faixa verde na altura peito, que não foi bem aceita pela torcida. Assim como a seleção, a camisa também encalhou em 2011.

Fabiana Murer no Pan
O ano não foi de todo ruim para a saltadora Fabiana Murer - uma das grandes esperanças de ouro para o Brasil nos Jogos de Londres – mas ela fracassou nos Jogos Pan-Americanos. A atleta do salto com vara iniciou o ano com a conquista da medalha de ouro no Mundial de Atletismo em Daegu, na Coreia do Sul, batendo a recordista mundial e campeã olímpica Yelena Isinbayeva. Mas no Pan de Guadalajara deixou escapar um dos ouros mais esperados, ao perder para a cubana Yarisley Silva, numa das maiores zebras da competição. A brasileira terminou com a prata.

River é rebaixado na Argentina
Maior campeão argentino e um dos clubes mais importantes da América do Sul, o River Plate viveu no dia 26 de junho de 2011 o capítulo mais triste de seus 110 anos. Após anos de campanhas sofríveis a equipe teve de disputar uma repescagem diante do pequeno Belgrano. Na partida de ida, em Córdoba, vitória da equipe local por 2 a 0; na volta, o torcedor do River lotou o Monumental de Nuñez, mas o empate em 1 a 1 não adiantou e o time teve de disputar a segunda divisão no meio do ano. O River ainda desperdiçou um pênalti na partida e houve muita confusão e protestos após a jogo, que terminou com mais de 60 pessoas feridas.

Falcão treinador
Maior ídolo da história do Internacional, o ex-jogador e ex-comentarista Paulo Roberto Falcão assumiu o Inter em 11 de abril, prometendo títulos e futebol alegre e envolvente, semelhante ao do Barcelona. O título estadual até veio, mas Falcão não conseguiu dar forma à equipe e após a surpreendente eliminação para o Peñarol na Libertadores, e seguidas derrotas no Brasileiro, o treinador foi demitido. Em pouco mais de três meses, o saldo foi de cinco vitórias, quatro empates e cinco derrotas.

Clubes mineiros no Brasileirão
Com a volta do América, Minas passou a ter três representantes na Série A , o que não ocorria havia dez anos. Mas todos brigaram na parte inferior da tabela: o América foi rebaixado e o Cruzeiro se salvou na última partida, justamente no clássico contra o Atlético, que terminou uma posição à frente do rival. Nessa última partida, os atleticanos sofreram uma histórica goleada por 6 a 1, em que os torcedores e até o presidente Alexandre Kalil protestaram contra a falta de comprometimento dos atletas. Ambas as equipes ficaram fora da Copa Sul-Americana.

Fonte: http://veja.abril.com.br/1000-fatos-2011/as-maiores-decepcoes-do-esporte.shtml

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

MEC antecipa resultado do Enem 2011


Candidatos podem acessar o site do exame para conferir nota da prova

O Ministério da Educação (MEC) antecipou a divulgação dos resultados do Exame nacional do Ensino Médio (Enem) 2011, que estavam previstos para serem publicados no início de janeiro. Os participantes da prova em 2011, aplicadas em 22 e 23 de outubro, já podem fazer a consulta no site do Enem.

Para acessar os resultados, o estudante precisa informar seu CPF e a senha cadastrada durante o período de inscrição. Caso tenha perdido a senha é possível recuperá-la no sistema. O boletim apresenta o desempenho do candidato nas quatro provas objetivas (linguagens, matemática, ciências humanas e da natureza), e na redação.

A nota do Enem é calculada pelo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), que utiliza a Teoria de Resposta ao Item (TRI), modelo estatístico que permite que diferentes edições da prova sejam comparáveis. Para o cálculo da nota, leva-se em conta não apenas o número de acertos do candidato, mas também o nível de dificuldade de cada item. Uma questão que teve baixo índice de acertos é considerada "difícil" e, portanto, tem mais peso na pontuação final. Aquelas que têm alto índice de acertos são classificadas como "fáceis" e contam menos pontos na nota final. Dessa forma, dois participantes que acertaram o mesmo número de itens podem ter médias finais diferentes.

Na TRI não existe uma pontuação máxima e mínima que o candidato pode atingir - com exceção da redação, que não é corrigida por esse modelo e cuja nota varia de 0 a 1000. A partir do desempenho dos participantes, o Inep constrói uma escala de notas máximas e mínimas que permite ao aluno comparar seu desempenho com o dos demais estudantes. A escala será divulgada posteriormente pelo instituto.
Para mais informações, acesse o portal do Inep.

*Com informações da Agência Brasil

Fonte: guiadoestudante.abril.com.br

Parar de fumar melhora qualidade de vida


Alguns fumantes dizem que não conseguem parar de fumar, pois se sentem tristes e melancólicos sem o cigarro. Contudo, pesquisa publicada na revista Annals Springer of Behavioral Medicine mostra que boa parte dos ex-fumantes se mostra mais saudáveis e mais satisfeitos com suas vidas em um prazo que pode variar de um a três anos após largar o vício.

Realizado na Escola de Medicina e Saúde Pública da Universidade de Wisconsin, nos Estados Unidos, o estudo mostra que parar de fumar pode melhorar o bem estar psicológico da pessoa. “Não há duvidas que parar de fumar pode melhorar a saúde e, até mesmo, salvar vidas. O que é menos claro na medicina é como largar o vício afeta a qualidade de vida, especialmente do ponto de vista psicológico”, diz Dra. Megan Piper, coordenadora do estudo.

O estudo envolveu 1.504 fumantes que ingressaram em tratamento para largar o vício. Foram avaliados aspectos relacionados à qualidade de vida geral (saúde, auto-estima, filosofia de vida, padrão de vida, trabalho, lazer, aprendizagem, criatividade, serviço social, relações amorosas, amizades, relacionamentos com as crianças, as relações com familiares e amigos), emoções positivas e negativas e ocorrência de estresse. Os voluntários foram acompanhados por três anos.

Os fumantes acreditam que sua qualidade de vida pode diminuir com a cessação do fumo. Entretanto, os pesquisadores descobriram que, a longo prazo, aqueles que alcançaram a meta de largar de vez o cigarro não passaram por diminuição da qualidade de vida, ao contrário, sentiam-se mais felizes e satisfeitos com suas vidas do que os que desistiram do tratamento.

Fonte: Springer – Boasaúde-UOL

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Dormir menos pode significar comer mais


Pesquisas recentes sugerem que a privação do sono, além de ter outras consequências, pode aumentar o apetite também.

As descobertas podem explicar a ligação entre sono insuficiente e excesso de peso, que foi encontrada em estudos anteriores. É possível que exista um efeito causal entre as condições.

O estudo mostra que, depois de dormir apenas quatro horas, as pessoas tendem a comer mais calorias no dia seguinte do que quando tem uma boa noite de sono.
Isto é especialmente verdade para mulheres, que consomem uma média de 329 calorias a mais quando privadas de sono, enquanto os homens consomem apenas 263 a mais.

O estudo incluiu 13 homens e 13 mulheres com idades entre 30 e 45 anos, saudáveis e com peso normal. Cada um dos participantes passou dois turnos de seis dias sob a estreita supervisão de um laboratório de sono.

Durante o primeiro turno, eles podiam dormir até nove horas por noite, e no outro foram restritos à apenas quatro horas. Eles não tinham permissão para sair do laboratório, nem estavam autorizados a cochilar.

Durante os primeiros quatro dias do estudo, todos comeram uma dieta fixa de cereais e leite de manhã, e pratos congelados no almoço e no jantar. Nos dois últimos dias do estudo, eles poderiam escolher o que queriam comer.

Quando privados de sono, além de consumir mais calorias, os voluntários pareciam escolher mais alimentos ricos em gordura e proteína. O sorvete foi um favorito.

Tanto homens quanto mulheres comeram mais alimentos ricos em proteínas quando privados do sono, mas só as mulheres ingeriram mais gordura. As mulheres comeram em média 31 gramas a mais de gordura depois de dormir por quatro horas.

Segundo os pesquisadores, os participantes privados de sono poderiam simplesmente estar procurando uma fonte de energia rápida para recuperar-se, mas pode ser também que a falta de sono prejudique a capacidade das pessoas de fazer escolhas alimentares saudáveis.

Pessoas acima do peso muitas vezes têm problemas de sono, sendo o mais conhecido a apnéia do sono, uma doença respiratória que provoca despertares frequentes. Porém, não estava claro se as pessoas estão acima do peso por causa de seus problemas de sono, ou se os seus problemas de sono resultam em excesso de peso.

O novo estudo pode ser um passo na direção de responder a esta pergunta, já que inclui apenas pessoas com peso normal e, portanto, elimina qualquer influência do sobrepeso ou obesidade. No entanto, por ser de pequeno porte, a pesquisa não pode ser conclusiva.

Os pesquisadores acreditam que a falta de retenção exibida pelos voluntários privados de sono pode ter consequências nocivas a longo prazo. Comer regularmente 300 calorias extras por dia somaria cerca de 13,61 quilos ao peso de uma pessoa ao longo de um ano, aumentando seu risco de doenças cardíacas, diabetes e outras doenças crônicas.

Os cientistas esperam entender melhor o problema entre privação do sono e alimentação para poder sugerir soluções. [CNN]

Fonte: http://hypescience.com/dormir-menos-pode-significar-comer-mais/ - Por Natasha Romanzoti

Como superar a falta de energia e ganhar vitalidade


Falta energia para trabalhar, malhar, passear, se arrumar, namorar e até se divertir? Nossos especialistas apontam causas possíveis e revelam como recuperar a vitalidade

Fora a escassez de combustíveis fósseis (petróleo, carvão e gás natural), outra crise de energia ameaça o planeta. O cansaço é uma queixa cada vez mais comum. Uma pesquisa da filial brasileira da International Stress Management Association (Isma) ouviu 760 pessoas em Porto Alegre e em São Paulo em 2010: 94% das mulheres relataram sobrecarga no trabalho. Dessas, 89% manifestaram cansaço frequente. O alarme já havia soado num estudo britânico encomendado pela revista Top Santé em 2007: 85% das 2 mil entrevistadas se declararam exaustas. Os autores observaram que a batalha para conciliar os afazeres domésticos, a educação dos filhos e a carreira torna o período dos 30 aos 40 anos o mais difícil da vida da mulher.

Diferentemente do cansaço comum, que desaparece após uma boa noite de sono, a fadiga persiste e traz companhia: desânimo, dificuldade de concentração e fraqueza muscular. “Prejudica o desempenho, interfere nos relacionamentos, repercute mal em todas as esferas da vida”, avisa a psicóloga Ana Maria Rossi, presidente da Isma-BR. Assim, não dá para ignorar esse sintoma. Antes, porém, de acusar o atual estilo de vida frenético, vale a pena investigar se há outra explicação física, mental ou emocional. “A exaustão pode sinalizar várias doenças”, diz o presidente da regional paulista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, Abrão José Cury Júnior. “O médico precisa ouvir o paciente e fazer um bom exame físico para chegar ao diagnóstico.”

Questão de sangue

Causa comum de cansaço, a anemia é a baixa da hemoglobina, pigmento do sangue que carrega oxigênio para as células. “Essa condição priva o corpo de energia”, diz a endocrinologista Silvia Bretz, do Rio de Janeiro. Surge por causa da dieta pobre em nutrientes, em especial ferro e vitamina B12 (carne e frango), ou da perda de muito sangue na menstruação (nesse último caso, pedem-se também dosagens hormonais). Um hemograma confirma a suspeita. O tratamento prevê correção da dieta e suplementação de vitaminas.

Sono picadinho

Mesmo dormindo as oito horas, há quem acorde cansado. Motivo comum é a apneia do sono, que ocasiona pequenas pausas da respiração e microdespertares noturnos. Isso compromete o descanso. O distúrbio, frequente em quem ronca e está acima do peso, pode ser notado no exame do sono (polissonografia). Tratamento: aparelho que alivia o ronco e, às vezes, cirurgia.

Exaustão extrema

Os exames dão resultado normal. A hipótese para o cansaço físico e mental é a síndrome da fadiga crônica, que acomete quem já teve alguma virose, como mononucleose, e dura pelo menos seis meses, com dores de cabeça e musculares, gânglios inchados e perda da concentração. “Antes de adoecerem, quase todas as vítimas são ativas. Sob o domínio da doença, tornam-se meras sombras do que foram; seus corpos se comportam como um inimigo, tornando cada despertar uma luta física, emocional e cognitiva que dificulta as ações mais simples”, escreve a psicóloga inglesa Kristina Downing-Orr no recém-lançado Vencendo a Fadiga Crônica (Summus Editorial). Ela sugere suplementos vitamínicos, exercícios, relaxamento e, em certos casos, antidepressivos.

Picos de açúcar

Diabetes não detectada ou fora de controle é outra possibilidade. O distúrbio aparece quando o pâncreas deixa de produzir insulina ou o organismo resiste a essa substância, que leva a glicose para dentro das células. “Daí as células não dispõem de glicose para gerar energia, e o açúcar se acumula no sangue, com risco de lesar coração, rins, nervos e olhos”, informa Silvia Bretz. O diagnóstico requer dosagem de glicose no sangue. O controle engloba ajuste da dieta, exercícios físicos regulares e, se preciso, remédios.

Na linha de fogo

Infecções podem esgotar sua energia, sejam elas bacterianas, como certas pneumonias, ou virais, caso da aids. Às vezes o culpado é uma infecção urinária não diagnosticada ou mal tratada. Basta uma gripe para deixar o corpo moído. Então, o cansaço costuma se associar a febre e gânglios inchados. Outro sintoma destacado pelo clínico geral é a perda de peso sem causa conhecida, que pode sugerir algo mais grave, como linfoma, câncer no sistema linfático. Os exames variam conforme a suspeita, bem como o tratamento. Pode ser à base de antibióticos, antivirais ou quimioterápicos.

Em guerra com a balança

Os quilos a mais, por si só, cons tituem um problema: “Uma coisa é carregar 65 quilos, outra é carregar 85”, explica a endocrinologista Silvia Bretz. “O excesso de peso exige maior esforço do coração, dos músculos e dos vasos sanguíneos, o que pode trazer cansaço e doenças, como hipertensão arterial e dia be tes.” O tratamento combina dieta e exercícios, às vezes medicamentos para reduzir o apetite e, em casos severos, cirurgia.

Preto e branco

O cansaço às vezes é o sinal inicial da depressão, lembra Cury Júnior. A doença se caracteriza por tristeza mental profunda, irritabilidade, desinteresse por algo que só nos dava alegria, dificuldade de concentração, alteração do sono, mudanças de apetite e dores crônicas, além da perda de energia. Antidepressivos e psicoterapia ajudam a recuperar o interesse pela vida.

A maioria

Em mais de 90% dos pacientes, o cansaço é resultado do estilo de vida. Dieta irregular, longas horas de jejum, comer rápido, abusar de café, não praticar exercícios, dormir menos que o necessário. “É uma bola de neve: uma coisa potencializa a outra”, comenta Silvia Bretz. Desse modo, é preciso combater o cansaço em várias frentes. “Não dá para tomar um remedinho e prosseguir num ritmo alucinante. É preciso dar a devida atenção a esse alerta, desacelerar, respeitar os próprios limites.”

Quase parando

Distúrbios na tireoide podem ser os responsáveis. O mais usual é o hipotireoidismo: a glândula opera em ritmo lento e produz menos hormônios. Ocorrem sonolência, cansaço, queda de cabelo, pele seca, unhas quebradiças, intestino preso, menstruação irregular, redução da libido e ganho de peso. A dosagem de hormônios (T3 e T4, sintetizados ali, e o TSH, que estimula a glândula) aponta o problema, pois os sintomas nem sempre são evidentes. É preciso repor as substâncias em falta.

Coração e pulmão em risco

Antecedentes de infarto na família, tabagismo e hipertensão alertam para os males do coração. “Na insuficiência cardíaca, a fadiga surge porque o sangue não é bombeado a contento. Já na insuficiência respiratória, o cansaço se expressa por falta de ar”, diz o cardiologista Luciano Harary, do Hospital Samaritano, em São Paulo. Eletrocardiograma e ecocardiograma ajudam a diagnosticar e a planejar o tratamento.

Energia a jato

• O café da manhã ou lanche deve ser à base de pães ou cereais integrais, iogurte ou leite desnatado e frutas (pêssegos, uva, maçã, damasco seco, goiaba). A mistura de proteínas, carboidratos complexos e fibras garante um ótimo aporte de energia.
• A cada 60 a 90 minutos de atividade no trabalho, faça breves pausas de dois a cinco minutos. A medida renova o gás.
• Meditar nesses minutinhos, nem que seja no banheiro do escritório, é indicado. Fique numa posição confortável, feche os olhos e concentre-se na respiração mais lenta.
• Uma caminhada após o almoço, mesmo que por apenas dez minutos, revigora.
• Telefonar para uma amiga bem-humorada pode devolver a disposição.
• Assistir a uma comédia ajuda. Rir ativa a circulação, alivia a ansiedade, aumenta o pique e torna a rotina mais agradável.
• Separar algumas horas para se dedicar a um hobby, tomar banhos relaxantes e receber massagens recarregam a bateria.
• Horários regulares para comer, dormir e se levantar organizam o relógio interno.

Foto modelo Karen Nuernberg, Lumière, Karine Basilio; laranja e açúcar, Carlos Cubi; demais Getty Images

Fonte: Revista Claúdia – por Cristina Nabuco