terça-feira, 31 de julho de 2012

Dicas para evitar assaltos


Fonte: Conseg-Batel

Estudar ou não estudar – eis a questão!

Muitos de meus alunos e mesmos meus colegas de profissão me questionam, quanto ao desenvolvimento do hábito de estudar. Principalmente quando sou flagrado nessa afronta inacreditável de estudar todos os dias, seja preparando minhas aulas ou aprendendo algo novo.

Estudar é um conceito chave e caracteriza o ato mais frutífero no processo de ensino-aprendizagem. Quando alguém está estudando, está criando uma oportunidade de aprender. Está hierarquizando procedimentos que proporcionam os elementos essenciais para a construção do conhecimento. O estudar e o aprender estão intimamente relacionados.
Daí o óbvio que muitos querem ignorar:

Para realmente aprender é preciso estudar.

É imperativo que tanto estudantes e professores, sejam capazes de construir ambientes de aprendizagem. Em síntese um ambiente que proporciona as condições mais favoráveis para o estudo, o que não se resume obviamente na concepção de modelos puramente instrucionais, onde a informação é simplesmente disponibilizada com certo didatismo, em via única, indo do instrutor ao aprendiz.

Supondo-se na maioria das vezes que este último seja tábula rasa. Um mero recipiente a ser preenchido.

Do ponto de vista filosófico, um ambiente de aprendizagem deve ser antes de tudo um ambiente de estudo dentro de um mundo de instrução capaz de envolver a atividade hermenêutica de construir interpretações.

Em outras palavras a informação só pode ser útil, se dela, se obtém a capacidade de elaborar uma nova concepção da própria realidade. A descoberta deste saber que se tornará alavanca da evolução individual e possibilitará a sua nova leitura de mundo.

Consistente com estes argumentos filosóficos, por exemplo, o estudo de determinada lei natural, não deve limitar-se à simples memorização do enunciado da lei, ou ao estabelecimento de algoritmos de aplicações de sua formalização matemática.

Estudar, em seu pressuposto hermenêutico, caracteriza um conjunto de operações mentais, que possibilitem a formulação de hipóteses, a modelagem de ensaios, o exame dessas hipóteses e a construção de interpretações e previsões de resultados, como reflexo desse modelo, dentro de um determinado contexto prático.

Do aprendizado desse novo conteúdo, o aprendiz terá evoluído o seu discurso, sua forma de pensar e evidentemente sua conduta no mundo do fazer. Nesse ponto o processo ensino-aprendizagem torna-se, a meu ver, algo mais abrangente que denominamos “educação”.

Aliás, é justamente esse elemento de contextualização, que apresenta um papel preponderante, como elemento que desperta a atenção, na construção de um aprendizado pleno de significado que prepara o indivíduo para o mundo e o torna efetivo. O torna cidadão.

O modelo deve ser projetado para ajudar o aprendiz a construir um conhecimento útil em lugar de informação inerte, que simplesmente ilustra.

Deve ser dada ênfase num determinado enfoque que gere interesse e permita que o aprendiz se identifique com o problema e passe a prestar atenção à sua própria percepção e na forma que se dá a construção dessa compreensão e da solução do problema.

Assim o aprendiz, hierarquizado a estudante, pode ser apresentado à informação pertinente a essas percepções, de forma que seu aprendizado seja efetivo e possibilite, a posteriori, aplicar analogamente esse know how desenvolvido na construção de soluções para novos problemas, tornando-se autônomo.

A meta principal de um ambiente de aprendizado é possibilitar ao estudante a percepção das características críticas da situação problema, experimentar as mudanças em sua percepção e entender como se pode analisar a situação por pontos de vistas inovadores.

Porém, a questão determinadora, que tange a meta principal, até no pressuposto de torná-la viável ou não, seria a que se resume no “como” se deve projetar um ambiente de aprendizagem? Ou, em outras palavras, quais são os atributos essenciais que caracterizam um ambiente de estudo?

Do ponto de vista do educador, se inicia simplesmente pelo ato de encantar. De mostrar que o universo a ser aprendido é a cada dia um brinquedo novo.

Do ponto de vista do educando, se inicia com a sua coragem. Coragem de aceitar desafios. De colocar o seu esforço como prioridade. Descobrindo que existem brinquedos muito trabalhosos e que nem por isso deixam de ser divertidos.

Quando o educando aceita a sua parte na responsabilidade de aprender e tornar-se parte da solução ele naturalmente se transforma em educador. Primeiro de si mesmo. E a posteriori dos demais.

O êxito do aprendiz é quando naturalmente ele se transforma também em professor.

O êxito do professor é quando ele descobre humildemente que nunca deixará de ser aprendiz – pois existem neste mundo muitas coisas a se conhecer – e neste ponto ele transcende sua condição de instrutor e se transforma em educador. Estudando sempre e inspirando seus alunos com suas ações a estudarem com alegria e aprenderem com prazer:
Pois, nas palavras do poeta inglês William Yeats:
“Educar não é encher um cântaro, mas sim, acender uma chama”.

Fonte: http://hypescience.com/estudar-ou-nao-estudar-eis-a-questao/ - Mustafa Ali Kanso - por Mustafá Ali Kanso

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Quais as causas moleculares do envelhecimento humano?

Você já deve ter ouvido várias dicas para evitar o envelhecimento, como ser menos ansioso (pois ansiedade em excesso pode causar problemas de saúde, inclusive envelhecimento precoce), manter a forma com exercícios aeróbicos (a partir da meia idade, os exercícios podem atrasar o processo do envelhecimento em mais de uma década e prolongar a vida independente), comer menos (o que pode adicionar anos à sua vida e lhe ajudar a viver de forma mais saudável), especialmentemenos refrigerantes e alimentos processados (que têm altos níveis de fosfato ligados a um processo acelerado de envelhecimento).

No entanto, apesar de todas essas informações, os cientistas ainda buscam as causas moleculares do envelhecimento, ou seja, porque nós envelhecemos pela primeira vez, independentemente de outros fatores ou estilos de vida.

Um elemento bastante citado quando falamos de envelhecimento é o telômero. É por causa dele que não podemos, por exemplo, viver para sempre.

Os telômeros são as pontas protetoras ao final dos cromossomos, que guardam a informação de nossas células. Seu tamanho diminui cada vez que as nossas células se dividem (o que elas fazem constantemente), até que os telômeros ficam tão pequenos e frágeis que a célula morre.

Várias pesquisas com a intenção de lutar contra o envelhecimento se focaram nesse conhecimento. Por exemplo, controlar a proteína telomerase, que ajuda a manter os telômeros, poderia retardar nosso envelhecimento.

Outra teoria popular é que o acúmulo de radicais de oxigênio ao longo do tempo pode ser o culpado subjacente no envelhecimento.

Radicais de oxigênio são moléculas quimicamente reativas que podem danificar componentes celulares, como os lipídios, as proteínas e os ácidos nucleicos, resultando em “estresse oxidativo”.

Alguns cremes antienvelhecimento e outros produtos são justamente antioxidantes, para evitar esse estresse.

Acontece que a ligação entre estresse oxidativo e envelhecimento não é conclusiva. Agora, uma nova pesquisa da bióloga molecular Ursula Jakob, da Universidade de Michigan (EUA), tenta esclarecer essa relação.

Os pesquisadores fizeram testes com o verme C. elegans, um organismo modelo popular para estudos de envelhecimento. Esses animais são forçados a lidar com altos níveis de espécies reativas de oxigênio muito antes da velhice.

Por exemplo, os cientistas descobriram altos níveis de oxigênio reativo acumulados durante o desenvolvimento precoce, ou seja, a infância do verme, o que foi uma surpresa, pois sugeriu que a capacidade de lidar com e se recuperar do estresse oxidativo precoce pode ser um “prenúncio” do tempo de vida dos animais. Mais tarde na vida, eles voltavam a ter esses mesmos altos níveis. Esses animais também viveram mais.

“Nós esperávamos ver um aumento dos níveis de espécies reativas de oxigênio em animais mais velhos, mas a observação de que animais muito jovens produziam esses altos níveis de oxidantes foi uma grande surpresa”, disse Daniela Knoefler outra autora do estudo.

Os cientistas, no entanto, não tem ideia se o mesmo ocorre em humanos. Mas estudos convincentes realizados com ratos mostram que a manipulação do metabolismo nas primeiras semanas de vida pode produzir uma desaceleração substancial do processo de envelhecimento e aumentar o tempo de vida.

Agora, o próximo passo é para descobrir o mecanismo por trás desse acúmulo oxidante precoce, e se a manipulação desses níveis cedo na vida poderia afetar o tempo de vida dos organismos.[MedicalXpress]

Fonte: http://hypescience.com/quais-as-causas-moleculares-do-envelhecimento-humano/ - Natasha Romanzoti

domingo, 29 de julho de 2012

Cidadão consciente

Em ano eleitoral é comum existir rodas de amigos discutindo sobre política, quem trabalhou ou não pelo povo nos últimos quatro anos; quem é honesto ou não na administração pública; quem ofereceu cidadania ao povo ou quem beneficiou apenas aos amigos e apadrinhados; quem tem propostas de desenvolvimento ou não para o bem-estar de toda a população; quem é o melhor ou pior candidato para governar o município.

Numa dessas rodas, cinco pessoas falavam em qual candidato votaria na eleição de 7 de outubro; todos tinham opiniões diferentes, do porque e como iriam votar em determinado candidato. Um deles dizia que não gostava de ouvir, falar e participar de acontecimentos políticos e iria anular o voto ou votar em branco, porque todos os políticos são iguais, nenhum presta; outro, afirmava que ia votar em um político que lhe tinha prestado um favor; o terceiro opinava a favor de um político que lhe prometeu dar um emprego se for eleito; o quarto, afirmava com um tom de voz irônico, que só votaria no candidato que pagasse pelo seu voto com dinheiro ou em troca de materiais de construção, remédios, conta de água e luz quitadas ou cesta básica de alimentos; a quinta pessoa deixou bem claro que o candidato para ganhar seu voto teria que ter propostas de desenvolvimento social, educacional e econômico para o seu município.

Depois de escutar aquelas pessoas, pensei e refletir sobre suas opiniões e cheguei a algumas conclusões sobre aqueles eleitores: o que não gosta de política e vota nulo ou em branco, só favorece ao político profissional, que está há muito tempo na política e quase nada faz de concreto para melhorar a vida do povo; o que vota, por favor, talvez não entenda que ele como cidadão tem direito a saúde, educação e moradia; o que vota por qualquer tipo de promessa, favorece ao político que só se lembra do eleitor na época das eleições, de quatro em quatro anos e depois de eleito, esquece o que prometeu; o pior dos eleitores é aquele que vende seu voto e sua dignidade humana ao político corrupto e sem escrúpulo, que explora a miséria e a fome dos mais pobres para se perpetuar no poder a qualquer custo; o eleitor que vota com responsabilidade, vai poder olhar nos olhos do político e exigir dele os compromissos firmados antes das eleições para melhorar a vida de todos os cidadãos.

Destes eleitores, qual se pode dizer que é um cidadão consciente? E você, em qual perfil de eleitor se enquadra?

Exerça a sua cidadania, participe do processo eleitoral, não venda e nem troque seu voto por favores ou promessas, a consciência não se vende; não se deixe enganar, dê seu voto com responsabilidade, porque dele dependerá seu futuro, de sua família e de toda a população.

José Costa
Professor de Educação Física
CREF 000245-G/S

5 erros de currículo que podem lhe custar uma vaga

Todos os dias, empresas grandes recebem centenas (talvez milhares) de currículos. Com tanto material para avaliar, os recrutadores dificilmente gastam mais de um minuto na leitura. Nesse curto tempo de análise, pequenos erros podem fazer com que o candidato seja descartado sem remorso – mesmo que tenha as melhores qualificações.

Em pesquisa recente, o site CareerBuilder entrevistou 2.298 recrutadores dos Estados Unidos para saber quais deslizes podem levar um currículo direto para a lixeira. Confira:

1 – ERROS DE DIGITAÇÃO
Clássico. Podem ser entendidos como um sinal de desleixo ou de pressa. Mais de 60% dos entrevistados disseram que dispensariam automaticamente um candidato se o currículo tivesse erros desse tipo.

2 – ENDEREÇOS DE E-MAIL INAPROPRIADOS
“Ah, mas eu uso este e-mail desde a 7ª série!”, pensou alguma leitora. Endereços como “darklord92@hotmail.com” podem até ser a marca registrada de alguém, mas acabam com a credibilidade de um currículo.

3 – MAIS DE DUAS PÁGINAS
Se o recrutador mal gasta um minuto para ler, provavelmente não vai ter paciência para encarar um material de três páginas ou mais.

4 – PAPEL DECORADO
É como enviar um e-mail com “papel de parede” (lembram-se daquelas mensagens de dez anos atrás, com fundos coloridos e cheios de desenho?): não passa seriedade.

5 – GRANDES BLOCOS DE TEXTO, POUCO ESPAÇO EM BRANCO
A recomendação de não ultrapassar duas páginas não é um bom motivo para sacrificar as margens, as entrelinhas e os espaços em branco, porque dificulta a leitura.

Outras práticas apontadas como erros foram incluir fotografia, ou listar tarefas executadas, ao invés de resultados, só que essas não atingiram um consenso tão grande quanto os cinco itens listados acima.

Confira 10 erros bizarros de currículo:

1. O candidato escreveu que se considerava um “gênio” e convidou o recutrador para a fazer a entrevista em sua casa;
2. Na carta de apresentação, a candidata disse que sua família pertencia à máfia;
3. O candidato a cargo gerencial listou “caça de crocodilos” como uma de suas habilidades;
4. O currículo tinha uma foto do candidato deitado em uma rede, com a frase “Oi, sou ______ e estou procurando por um emprego” embaixo;
5. Candidato escreveu que falava “antartiquês”, ao concorrer a uma vaga de emprego na Antártica;
6. Como objetivo profissional, o candidato listou “ganhar grana”;
7. O candidato escreveu que era “deetalhista” (sic) e ainda escreveu errado o nome da empresa;
8. Em sua carta de apresentação, o candidato usou a expressão LOL (“laughing out loud”, em português, “rindo alto”);
9. O currículo era decorado com coelhos cor-de-rosa;
10. O candidato listou phishing (coleta ilegal de dados via internet) como hobby.[LiveScience] [Business News Daily]

Fonte: http://hypescience.com/5-erros-de-curriculo-que-podem-lhe-custar-uma-vaga/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+feedburner%2Fxgpv+%28HypeScience%29 - Guilherme de Souza

sábado, 28 de julho de 2012

Qual é o limite máximo e o mínimo para os batimentos cardíacos?

O coração de um jovem saudável, entre 15 e 20 anos, costuma bater no mínimo 60 e no máximo 90 vezes por minuto. Mas se esporadicamente sua frequência cardíaca ultrapassa ou cai abaixo de tal faixa, isso não quer dizer que você tem algum tipo de doença. "O coração está ligado ao cérebro e ao corpo por estímulos nervosos e são eles que dizem o quanto ele precisa trabalhar", afirma o cardiologista Antônio Carlos Carvalho, da Unifesp.

Em algumas pessoas, o nervo simpático (que libera adrenalina) atua com mais força, fazendo com que o indivíduo perceba mais facilmente quando o coração acelera. Em outras pessoas, a atuação do nervo vago (que breca os batimentos) é mais percebida. Basta uma situação que estimule um dos dois nervos e pronto.

Quando você está malhando, por exemplo, sua frequência cardíaca pode chegar a 150 ou 160 bpm (batimentos por minuto) sem que isso represente uma ameaça à saúde. Agora imagine que você está no milésimo sono. Deitadão na cama, sem se mexer ou fazer qualquer esforço, seu metabolismo é muito menos intenso e seu cérebro praticamente desliga. Por que seu coração iria disparar? Enquanto dormimos, é normal nossa frequência cardíaca chegar aos 40 bpm, também sem causar nenhum problema. Afinal você sempre acorda bem no dia seguinte, não?

Outro fator que influencia muito a frequência cardíaca é a idade. Um recém-nascido tem entre 120 e 140 bpm, pois seus sistemas de regulação do sistema circulatório ainda não estão bem desenvolvidos. A frequência cardíaca maior ajuda a fornecer mais oxigênio ao coração dos bebês. Conforme eles crescem, os batimentos vão diminuindo. Décadas mais tarde, na velhice, os batimentos provavelmente serão mais espaçados ainda, numa faixa entre 50 e 80 bpm.

Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/qual-e-o-limite-maximo-e-o-minimo-para-os-batimentos-cardiacos

sexta-feira, 27 de julho de 2012

O que é melhor: Andar, correr ou pedalar?

Melhor exercício aeróbico

Ninguém nega os benefícios de se exercitar, se não para obter uma melhor forma física, ao menos para compensar um pouco os efeitos da vida sedentária.

Mas a primeira dúvida para o recém-decidido a mexer-se é: qual é o melhor exercício aeróbico?
A lista sempre começa com aqueles que são mais práticos: caminhar, andar de bicicleta e correr.
O fato é que cada um tem suas próprias vantagens e desvantagens.

A Dra. Pamela Hinton, da Universidade do Missouri, fez um comparativo, listando prós e contras, que podem ajudá-lo a se decidir.

Caminhada

Andar a pé é o mais fácil para o corpo, diz ela - entenda, você vai se cansar menos e exigir menos do seu organismo.

Contudo, dependendo da distância que você percorrer, a caminhada geralmente oferece menos benefícios metabólicos do que andar de bicicleta ou correr.

Isso não quer dizer que caminhar não seja benéfico. Estudos mostram que caminhar cerca de 30 minutos por dia reduz o risco de várias doenças crônicas.

Para as pessoas que não tenham se exercitado por muito tempo, caminhar é um excelente "exercício de entrada" para melhorar a circulação sanguínea e colocar os músculos em movimento.
A partir daí, a caminhada rápida é um próximo passo natural em busca de melhores resultados.

Ciclismo

Andar de bicicleta, outro exercício aeróbico muito popular, que também não força muito o corpo, faz bem à saúde, mas requer alguns cuidados.

As bicicletas estacionárias são uma ótima opção para pessoas que não querem enfrentar chuva, vento e buzinadas de carros atrapalhando seu treino.

A desvantagem de andar de bicicleta é que só o quadril e os músculos das pernas são normalmente utilizados - ou seja, ciclismo não é um exercício de corpo inteiro.

Segundo a Dra. Pamela, seus estudos mostram que a densidade óssea é menor entre os ciclistas regulares do que entre os corredores regulares.

Os ciclistas apresentam mais sinais de osteopenia do que os corredores, uma condição em que os ossos apresentam densidade mais baixa, o que pode levar à osteoporose. Ossos enfraquecidos também significam maior suscetibilidade a fraturas.

Entretanto, combinando exercícios de fortalecimento, como aeróbica rápida ou levantamento de peso, os ciclistas podem trabalhar mais músculos e diminuir a chance de desenvolver a osteopenia, diz a pesquisadora.

Corrida

Correr é o mais difícil para o corpo, especialmente para os joelhos.
Mas oferece os melhores benefícios dentre os três.

Progredindo da caminhada rápida para a corrida é algo que muitos médicos recomendam.

Tal como acontece com andar, correr pode ser uma atividade "interna", feita em uma esteira, para aqueles que não gostam de sair ou não têm locais adequados perto de casa - mas lembre-se que atividades físicas ao ar livre melhoram saúde mental em 5 minutos.

Os especialistas recomendam que, para não forçar muito o corpo, deve-se variar a velocidade da corrida, assim como andar um trecho, correr outro, e assim por diante.

Mas o mais importante é escolher o tipo de exercício com o qual você se dá melhor, ou gostar mais, depois de ter tentado os três.

Afinal, exercitar-se é algo que você deve se preparar para fazer por toda a sua vida.
Com informações da Univ.Missouri

Fonte: http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=qual-e-o-melhor-exercicio&id=7989&nl=nlds - [Imagem: Wikimedia/Henri Bergius]

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Refrigerantes engordam por uma razão diferente da esperada

Uma nova pesquisa da Universidade de Bangor (EUA) descobriu que os refrigerantes não só engordam as pessoas, mas também fazem com que seja mais difícil emagrecer.

11 pessoas, homens e mulheres, com cerca de vinte anos, participaram da pesquisa, que durou um mês e envolveu análise de sangue, tecido muscular e metabolismo corporal.

Segundo os pesquisadores, porque é difícil encontrar jovens que não tenham sido previamente expostos a uma grande quantidade de refrigerantes, e que estejam dispostos a passar por biópsias musculares, o estudo foi pequeno, mas seus resultados foram tão significantes que um estudo maior está sendo planejado.

O que eles concluíram é que beber refrigerantes açucarados (assim como outras bebidas com alta concentração de açúcar) por apenas um mês muda o corpo permanentemente, tornando a perda de peso mais difícil.

Isso acontece porque a ingestão regular dessas bebidas altera a maneira como o corpo “queima” combustível. Os músculos passam a “preferir” o açúcar como combustível, e a perda de peso se torna mais difícil. Esse efeito, a longo prazo, pode elevar os níveis de glicose no sangue, levando à diabetes.

“Essa ‘preferência’ pelo açúcar leva a uma capacidade reduzida de queimar gordura e ao ganho de gordura, além de tornar mais difícil para o nosso organismo lidar com o aumento do açúcar no sangue”, explica o cientista Hans-Peter Kubis.

“O que está claro é que o nosso corpo se ajusta ao consumo de bebidas açucaradas regularmente e se prepara para essa dieta alterando o metabolismo muscular através de atividade genética, incentivando adaptações insalubres nos genes, semelhantes às observadas em pessoas com problemas de obesidade e diabetes tipo 2”, comenta.

Ou seja, o açúcar, por si só, não aumenta nosso peso, mas sim a maneira como ele faz o nosso corpo armazenar mais açúcar.

Sendo assim, qualquer bebida com alto nível de açúcar (mesmo sucos industrializados) pode ser muito prejudicial à saúde.

Kubis sugere que os governos precisam tomar medidas contra o consumo exagerado de refrigerante, por exemplo, aumentar os impostos sobre a bebida para diminuir sua fabricação e compra.

Até porque esse não é o primeiro estudo que aponta desvantagens do refrigerante. Muitas pesquisas já apontaram diversos outros problemas que a bebida causa, como envelhecimento precoce, câncer, problemas dentários, neurológicos, paralisia, além de potencialmente viciar, poder causar infertilidade, vir em latas tóxicas, causar poluição e até mesmo matar se consumida em excesso.[DailyMail, LWLF]

Fonte: http://hypescience.com/refrigerantes-engordam-por-uma-razao-diferente-da-esperada/ - Natasha Romanzoti em

quarta-feira, 25 de julho de 2012

10 coisas que toda mulher precisa para ter qualidade de vida

Invista em si mesma satisfazendo suas necessidades e se dando prazeres merecidos

Para que alguém viva bem, com qualidade de vida, é necessário investir tanto no bem-estar físico quanto no mental e emocional. Veja abaixo 10 coisas que as mulheres precisam e merecem para ter uma vida mais feliz e prazerosa.

1 – Sexo. Ter uma vida sexualmente ativa e com relações de qualidade, que proporcionem prazer legítimo, ajuda a melhorar o humor, contribui com o bem-estar e até ajuda a dar um brilho a mais na pele. Sem dúvida toda mulher merece bons momentos de prazer a dois.

2 – Sono de qualidade. Esse é outro ponto no qual toda mulher deve investir. Aposte em um colchão de qualidade e crie uma rotina para desacelerar antes de ir para a cama. Procure dormir ao menos 6 horas por dia e tome cuidado para dormir em uma posição confortável e que não machuque suas costas.

3 – Exercício físico. A prática de exercício físico é um requisito quase obrigatório para quem deseja ter qualidade de vida. Mesmo que seja apenas uma caminhada leve, o exercício físico será benéfico para seu corpo e sua mente. Além de ser bom para manter a forma e a saúde, a prática proporciona um momento de relaxamento e introspecção.

4 – Atividades que estimulem o cérebro.Outro hábito necessário para adquirir qualidade de vida é praticar atividades que te façam pensar e colocar o cérebro em ação. Palavras cruzadas são um bom exemplo de como estimular seu cérebro e se divertir ao mesmo tempo. Encontre uma atividade que você goste e que exija dedicação mental e comece hoje mesmo a praticá-la.

5 – Diversão. Uma vida monótona e sem diversão não é uma vida de qualidade, não é mesmo? Por isso, saia com seus amigos, ria, cante, dance, faça o que te dá prazer. Desta forma você investe em bem-estar e ganha na qualidade de vida. Você se sentirá feliz e realizada fazendo coisas que te dão uma sensação de prazer.

6 – Relacionamentos verdadeiros. Outra coisa que enriquece uma vida é ter bons relacionamentos. Amizades verdadeiras, um pouco de romance e uma boa conexão com os familiares também contribuem para uma vida de qualidade.

7 – Um toque de carinho. Quem vive isolada e raramente sente o toque gostoso de um abraço carinhoso, provavelmente não é tão feliz quanto quem desfruta desses sinais de afeto. O calor de um abraço de mãe, o carinho de um ombro amigo, o simples aperto de mão de alguém que te quer bem são contatos físicos necessários para nos manter de bem com a vida e conectados com nosso lado mais humano e carinhoso.

8 – Convívio social. Além de bons relacionamentos e de contato físico, nós mulheres precisamos também nos envolver com a sociedade que nos cerca. Dar bom dia ao porteiro e aos vizinhos é uma forma simples de manter contato com quem está ao nosso redor.
É importante também estar sempre conhecendo gente nova, fazendo novas amizades e aumentando nosso círculo de “conhecidos”. Isso traz não só bem-estar, como também novas oportunidades tanto no âmbito pessoal como no âmbito profissional.

9 – Tempo para si mesma. Que mulher não gosta de ter um tempinho só para ela? Aquele tempo bom, para ficar de pijama no sofá comendo pipoca, ou toda cheia de creme no rosto e se depilando no banheiro. Essa é uma das coisas que precisamos estar atentas para fazer, por que por vezes nos esquecemos de cuidar de nós mesmas. Por isso, nunca se sinta culpada por reservar alguns momentos a sós consigo mesma.

10 – Pequenos prazeres. Por fim, para ter uma vida feliz e de qualidade, é necessário também nos dar pequenos prazeres da vida. Comer aquela barra de chocolate que você tanto ama ou passear pelas vitrines das lojas que mais cobiça são alguns exemplos de pequenos prazeres que podemos nos proporcionar. Afinal, nós merecemos tudo isso.

Fonte: http://www.dicasdemulher.com.br/10-coisas-que-toda-mulher-precisa-para-ter-qualidade-de-vida/?utm_source=dicas- - Por Andressa Dias - Foto: Thinkstock

terça-feira, 24 de julho de 2012

Satisfação faz bem pro coração – mesmo

Uma maneira simples e agradável de manter a saúde da cabeça e do coração: segundo um novo estudo, a alegria no cotidiano faz bem e diminui os riscos de doenças cardíacas.

Participantes do estudo deram notas em um escala de 1 (muito insatisfeito) a 7 (muito satisfeito) para o nível de satisfação que sentiam com seu emprego, família, vida sexual e com eles mesmos. Os pesquisadores relacionaram esses elementos com os riscos de problemas de coração que as pessoas apresentaram, e chegaram ao resultado de que quanto maior a satisfação com a vida, menor o risco de problemas cardíacos.

Os pesquisadores acompanharam 8 mil servidores do governo britânico que participaram do estudo por seis anos, analisando os registros dos participantes para mortes relacionadas com o problemas no coração, ataques cardíacos não fatais, angina ou dor no peito.

Maiores níveis de satisfação com a vida foram associados com 13% de redução de risco de doenças cardíacas. Mesmo quando os pesquisadores levaram em consideração outros fatores de risco, como pressão arterial alta e índice de massa corporal (IMC) os resultados se mantiveram.

Estados psicológicos positivos podem ser relevantes para indivíduos com alto risco de problemas cardíacos. A satisfação com o emprego, família, sexo e com a auto-estima é uma importante forma de proteger o coração.

Se sentir satisfeito com a vida nem sempre é fácil, mas com esforço para não se estressar com os problemas e levando tudo de maneira mais light, podemos ter uma melhoria na qualidade de vida.[LiveScience]

Fonte: http://hypescience.com/satisfacao-faz-bem-pro-coracao-mesmo/ - Stephanie D’Ornelas

segunda-feira, 23 de julho de 2012

12 “primeiros” dos Jogos Olímpicos de Londres

Falta menos de uma semana para os Jogos Olímpicos de 2012, que acontecem em Londres (Reino Unido) de 27 de julho a 12 de agosto. A expectativa é de que cerca de 10.500 atletas de 192 países e 13 territórios participem das Olimpíadas. E ela promete muitos ineditismos e avanços. Confira alguns deles:

1 – PRIMEIRA CIDADE A SEDIAR OS JOGOS PELA TERCEIRA VEZ

Tendo anteriormente sediado os Jogos em 1908 e 1948, Londres provou ser uma excelente anfitriã, já que em breve terá hospedado as Olimpíadas mais vezes do que qualquer outra cidade. Se tudo der certo, certamente ela não terá problemas em conquistar o Comitê Olímpico pela quarta vez.

2 – PRIMEIRO LOCAL A SER CONCLUÍDO: O VELÓDROMO

O primeiro local a ser totalmente completo do Parque Olímpico foi o velódromo Velopark, uma pista de ciclismo gigante em ambiente interior. O tema dos Jogos de Londres é “verde”: a organização tentou deixar tudo o mais “amigo do meio ambiente” possível. Por isso, o local é equipado para minimizar a iluminação artificial e o uso de ar condicionado, além do teto ser projetado para coletar água da chuva como uma fonte de água suplementar.

3 – PRIMEIRA TRANSMISSÃO EM 3D

De uma perspectiva tecnológica, todos os Jogos geralmente têm uma primeira vez. As Olimpíadas foram televisionadas pela primeira vez em Berlim em 1936, em telões espalhados pela cidade. Depois eles entraram nas casas de famílias (apenas em Londres em 1948), seguido pelos primeiros jogos televisionados internacionalmente em 1960 nas Olimpíadas de Roma. Enquanto as Olimpíadas de 2008 foram as primeiras a serem transmitidas totalmente em HD, as Olimpíadas de 2012 serão as primeiras a serem transmitidas em HD e 3D.

4 – PRIMEIRO TIME INGLÊS DE FUTEBOL COMPETITIVO DESDE 1960

Parte da razão pela qual a Inglaterra não se esforça para se qualificar para os Jogos há um tempo foi uma decisão de 1972 de não permitir que jogadores ditos “amadores” jogassem. Embora esses jogadores fossem capazes de competir novamente em 1984, eles simplesmente optaram por não jogar. Já este ano, eles jogarão, exatamente cem anos desde a última vez que a Inglaterra ganhou o ouro (e, antes disso, também ganhou em 1908 e 1900).

5 – PRIMEIRA VEZ QUE O FUTEBOL FEMININO VEM EM PRIMEIRO LUGAR

O primeiro evento a acontecer nos Jogos Olímpicos de 2012, antes mesmo da cerimônia de abertura, será o futebol feminino, o que parece ser uma forma de promover um aumento da igualdade de gênero. As mulheres da Arábia Saudita foram autorizadas a jogar pela primeira vez, depois que a comissão dos Jogos Olímpicos ameaçou proibir a equipe da Arábia Saudita por conta de discriminação de gênero.

6 – PRIMEIRA VEZ DO ESPORTE BOXE FEMININO

Continuando o apoio ao atletismo feminino, as Olimpíadas de Londres também terão um novo esporte: boxe feminino. Sim! Mulheres poderão socar umas às outras à vontade, assim como qualquer macho faria. Haverá três classes de peso: peso-leve, peso-pena e peso-médio.

7 – PRIMEIRAS PARAOLIMPÍADAS EM LONDRES

A mentalidade de igualdade continua em Londres! O movimento paraolímpico começou em 1948, ano em que os primeiros eventos não oficiais ocorreram, com veteranos da Segunda Guerra Mundial que tinham lesões da coluna competindo em uma variedade de esportes. 2012 será o primeiro evento a reconhecer oficialmente os Jogos Paraolímpicos em conjunto com as Olimpíadas, e os indivíduos com deficiência serão acomodados melhor do que nunca.

8 – PRIMEIRO ESTÁDIO DE SEU TIPO

O estádio das Olimpíadas foi projetado em termos de eficiência: é especialmente leve e conservador. Com a capacidade de abrigar 80.000 indivíduos, foi construído com menos de 10.000 toneladas métricas de aço. “Ninguém havia construído um estádio de 80 mil lugares com uma estrutura tão leve e com impacto ambiental tão pequeno quanto o nosso”, disse o presidente da Comissão Organizadora, Lord Coe. O local possui uma infinidade de medidas para cortar o uso de energia e deve ganhar o posto de terceiro maior estádio da Inglaterra, depois de Wembley e Twickenham (se não for reduzido a fixos 60.000 lugares após os Jogos).

9 – PRIMEIROS JOGOS A ENFATIZAR TRANSPORTE PÚBLICO

Outra medida londrina para reduzir o desperdício de energia é incentivar o transporte público. As Olimpíadas de 2012 revelam o extrarrápido “Javelin”, feito especialmente para o propósito de transportar os espectadores dos Jogos, capaz de ir do centro de Londres ao Parque Olímpico em apenas sete minutos transportando até 25 mil passageiros em uma única hora.

10 – PRIMEIROS JOGOS “ECO CONSCIENTES”

O tema dos Jogos de Londres celebra a Revolução Industrial (também conhecida como o nascimento da poluição – brincadeira) com um espírito de ambientalismo total: Londres será a primeira cidade-sede a medir sua própria pegada de carbono durante os Jogos, além de ter projetado estádio e acomodações “verdes”.
Os cinco temas principais da estratégia ambiental dos Jogos de 2012 são mudança climática, biodiversidade, resíduos, inclusão e vida saudável. A escolha de materiais mais simples e mais duráveis em vez da inovação com construção de infraestrutura temporária ajudou a cidade a reduzir as emissões de carbono em cerca de 100 mil toneladas, o equivalente a 65 mil carros fora da estrada por 12 meses. Além disso, uma área verde de 250 hectares será desenvolvida em Londres. Será o maior parque urbano da Europa, pensado para durar mais de 150 anos.
A Vila Olímpica de Londres terá modernas instalações educacionais, clínicas de saúde, creches e academias espalhadas ao longo de quase 25 hectares de novos parques e pátios abertos, que mais tarde beneficiarão a população. As residências dos atletas serão convertidas em 2.800 novas casas, sendo que cerca de 50% delas são designadas como habitação a preços acessíveis.
A vila também possui um monumento escultural de arquitetura grandiosa, a Estação Elevatória de Águas Residuais do Parque Olímpico, instalação dourada com tons suaves de roxo que funcionará como um sistema de esgoto ultramoderno inteiramente no subsolo. Com isso, os organizadores asseguram estar no caminho da realização do primeiro evento mundial “verdadeiramente sustentável”.

11 – PRIMEIRAS MEDALHAS OLÍMPICAS GRANDES E PESADAS

As 2.100 medalhas criadas para as Olimpíadas de Londres em 2012 são as mais pesadas e maiores medalhas de jogos de verão que vão chacoalhar no pescoço de um atleta até hoje, com 400 gramas e 85 milímetros de diâmetro e 7 milímetros de espessura cada uma.
Projetadas pelo britânico David Watkins, a frente das medalhas tem um ícone sobreposto sobre o rio Tâmisa de Londres, e linhas geométricas que supostamente representam a energia da cidade. Nas costas, a deusa grega Nice aparece fora do Estádio Panatenáico de 1896 (dos primeiros jogos olímpicos), representando o espírito do jogo.
Enquanto as medalhas de ouro parecem perfeitas para serem derretidas e transformadas em um bom pedaço de joia, elas têm na verdade apenas 1,34% de ouro, com 92,5% da medalha sendo de prata, e o resto de cobre. Apenas os Jogos Olímpicos de Inverno em Vancouver em 2010 vencem as medalhas de 2012 em tamanho e peso (o dobro). O recorde anterior de medalhas de jogos de verão era dos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992, que pesavam 231 gramas cada.

12 – PRIMEIROS JOGOS SEGUROS CONTRA ANTIDOPING

Os cientistas encarregados de antidoping dos Jogos Olímpicos de Londres disseram que esse ano será o mais difícil para fraudes até o momento. Um novo teste para detectar droga no sangue pode ser implantado pela primeira vez, além da confirmação de um novo teste para hormônios de crescimento humanos. O laboratório responsável terá como objetivo realizar cerca de 6.000 testes durante os jogos.
Conhecido como doping de sangue autólogo, essa prática aumenta o número de células vermelhas do sangue e dá um impulso substancial a resistência de um atleta, permitindo-lhe transportar mais oxigênio. Vários concorrentes de alto nível olímpico foram acusados desse doping ao longo dos últimos 30 anos, mas os cientistas não conseguiram desenvolver um teste eficaz para apontar a falha. Isso pode estar prestes a mudar.
Além disso, os Jogos Olímpicos de 2012 serão os primeiros jogos a usar um “passaporte biológico” para tentar impedir fraudes de drogas. O Comitê Olímpico Internacional confirmou que alguns concorrentes no ciclismo, remo, atletismo e triátlon estarão usando os passaportes, que são um registro da fisiologia de um atleta com base em marcadores chave no seu sangue.
O passaporte não impede totalmente fraudes, mas os cientistas que trabalham no campo estão confiantes de que o conceito pode ajudar a manter os Jogos Olímpicos de Londres livres de drogas, pois eles captam mesmo mudanças imperceptíveis em um concorrente.
E lembra da Estação Elevatória de Águas Residuais do Parque Olímpico? Ela pode ter mais de um uso: o esgoto, em vez de simplesmente transportar resíduos, pode servir também como “acusador” de atletas que trapaceiam com substâncias dopantes.
Cientistas citam exemplos rigorosos onde pesquisadores monitoram o uso de drogas ilícitas através de análise química de águas residuais de forma precisa e reprodutível. No que se trata de tempo para testes de drogas antes da competição, os funcionários da Vila se sairiam melhor acompanhando passivamente o esgoto que flui dos banheiros do parque para criar “perfis químicos” e fazer testes mais específicos e direcionados do que testando cada atleta.[Listverse, SuaPesquisa]

Fonte: http://hypescience.com/12-primeiros-dos-jogos-olimpicos-de-londres/ - por Natasha Romanzoti em 21

domingo, 22 de julho de 2012

A história do esporte no Colégio Estadual Murilo Braga

Aliada ao estudo, a prática esportiva no Colégio Estadual Murilo Braga sempre foi uma referência no Estado com excelentes participações em diversas competições esportivas, principalmente nos Jogos da Primavera. A vitoriosa história do esporte caminha paralelamente às boas aprovações dos estudantes nos vestibulares, tornando o CEMB em um dos colégios estaduais de referência em educação de qualidade de Sergipe.

O Murilo Braga foi fundado em 1949, mas somente em 1960, o engenheiro Macedo começou a ministrar aulas de educação física, posteriormente surgiu o Sr. Pompéia, e neste meio termo foi construída a primeira quadra esportiva. No final da década de 60, o técnico Labody que veio assumir a AOI também assume as aulas de educação física do CEMB, neste período foi construída a segunda quadra. A partir de 1971, alguns ex-alunos fizeram um Curso de Educação Física em Aracaju que os habilitaram a ensinar educação física no CEMB e os mesmos começaram a introduzir a prática esportiva nas aulas. Também ensinaram educação física os professores João Patola, Tuica, Elze, Laudelina, Eva, Simônia, Ivonete e Assunção.

Em 1973, o Murilo Braga participou pela primeira vez dos Jogos Estudantis em Aracaju, nas modalidades de voleibol e handebol, tendo a frente os professores José Antônio Macedo e Gercivaldo dos Santos. Foi o início de uma trajetória belíssima de participações em competições esportivas, que por quatro décadas elevou não só o nome do CEMB, mas também de Itabaiana. Posteriormente, o handebol teve vários professores, entre eles: Marcos Baiano, Wilson Reis, Zuleide, Alberto Fontes, Lucy, Jair Marinheiro e Nivaldo Santos, que em 2001 sagrou o Murilo Braga campeão sergipano pela categoria B masculino e representou o Estado e Itabaiana nos Jogos Escolares Brasileiro, JEBs, em Brasília.

Em 1976, o professor Romilton Mendonça, o primeiro filho de Itabaiana formado no curso de educação física da UFS, introduziu o basquete no Murilo Braga, esporte este que deu muitas glórias ao colégio, assumido depois pelos professores José Antônio, José Costa, Benjamin Alves, Manoel Aelson, Maria Aparecida e Leila.

Em 1977, com a inauguração do Módulo Esportivo de Itabaiana, algumas turmas de educação física e treinamento foram transferidas para o mesmo. A partir desta data, o CEMB ficou com 4 quadras disponíveis e mais a pista de atletismo e o campo de futebol. Com a utilização do Módulo foram introduzidas turmas de atletismo, ciclismo, futebol, tênis de campo, futsal, karatê e GRD lecionadas pelos professores: Manoel da Costa Lima, Marcos Lima, Roberto Andrade, Valtênio Souza, Henrique Santos, Gersonito Santos, Ronaldo Lima, Jorge Cruz, Sandra e Maria Aparecida.

Em 1977, o professor Marcos Baiano assumiu a direção do Módulo Esportivo e a ser o primeiro Coordenador de Educação Física do CEMB. Posteriormente assumiram a coordenação de educação física os professores: Wilson Reis, José Costa, Henrique Santos, Josiel Batista, Jair Marinheiro, Ronaldo Lima e Benildes Salgado, o atual coordenador.


Em 1979, o professor Wilson Reis substituiu o professor Marcos e inovou totalmente o esporte e a educação física do CEMB, introduzindo a opção de escolha pelo aluno ao esporte ou ginástica escolar. Os alunos da 5ª série eram direcionados para a iniciação esportiva e a partir da 6ª série escolhiam um dos esportes oferecidos. Formadas as turmas de educação física de cada esporte, os professores escolhiam os atletas de destaque e formavam as equipes na categoria Infantil, A, B e C. Foi o início de um grande trabalho com milhares de alunos praticando esporte e com isto as equipes ficaram mais competitivas nos jogos. Neste ano, o CEMB ganhou o seu primeiro título nos Jogos Estudantis, foi na categoria B masculino de futsal. Em 1981, foi a vez do basquete ser campeão, ocorreu pela categoria A feminina.

Em 1984, o Murilo Braga obteve a sua melhor classificação no computo geral dos Jogos da Primavera, a 4ª colocação, entre mais de 80 escolas participantes. O CEMB sempre ficou entre as 10 melhores escolas de Sergipe, a campeã do interior e entre as 4 melhores da rede pública. Também participou dos Jogos Infantis, Jogos das Escolas Públicas, Campeonato Escolar e Campeonato Sergipano nas diversas modalidades, sempre conquistando vários títulos. Algumas modalidades foram destaques nas conquistas dos títulos pelo Murilo Braga como: basquete, futsal, ciclismo, futebol de campo, handebol e tênis de campo.

Diversos alunos do CEMB foram convocados para as seleções sergipana de handebol, basquete, futsal e tênis de campo representando o Estado nos Jogos Escolares Brasileiro, JEBs e Campeonato Brasileiro das modalidades esportivas.

Em 1994, o governo do Estado inaugurou o Ginásio de Esportes José Milton Machado, o “Miltão”, um sonho dos professores, diretores e alunos do CEMB que foi concretizado 45 anos após a sua fundação. A partir deste ano, as aulas de educação física que eram realizadas no Módulo esportivo passaram a ser lecionadas no Miltão pela oferta de horários que variavam entre as 6h até as 22h, período suficiente para enquadrar todas as turmas. No Miltão já foram realizadas diversas competições que levaram multidões para prestigiar e torcer pelos nossos atletas como: Seletiva dos Jogos da Primavera, Campeonato de futsal do Nordeste, Copa TV Sergipe de futsal, Copa TV Sergipe de handebol, Campeonato Serrano de basquete envolvendo atletas de todo o Estado, Campeonato Sergipano de futsal e os Jogos Internos do CEMB, envolvendo milhares de alunos. Infelizmente faz dois anos e meio que este ginásio está interditado, impossibilitando os alunos e professores de usá-lo para as aulas de educação física e do treinamento esportivo.

Em 1996, com a nova LDB, ocorreram várias mudanças nas aulas de educação física das escolas públicas, entre elas: a disciplina foi incluída na grade curricular com as aulas reduzidas de três para duas na semana e no mesmo turno de aula; as turmas tornaram-se mistas; aulas teóricas na sala de aula; diminuição das turmas de esportes e aumento das turmas regulares de educação física. Na mesma época, o governo do Estado acabou com os Jogos da Primavera e criou os Jogos das Escolas Públicas desestimulando a competição e consequentemente, caindo o nível técnico das equipes pela falta de competição com as escolas particulares. Não deu outra, o esporte no CEMB, como em outras escolas públicas, declinou e se arrasta por conta de alguns abnegados professores, verdadeiros heróis.

Em 2006, o governo do Estado construiu uma quadra esportiva coberta nas dependências do CEMB que somada ao Ginásio Miltão, renovou as esperanças dos professores para a motivação dos alunos a prática esportiva, seria bom se não tivesse ocorrido a diminuição pela metade dos alunos da unidade escolar e consequentemente, a dificuldade de formar novas equipes para os treinamentos.

Atualmente, com a interdição do Miltão, voltamos a ficar com uma quadra, onde dois, três ou quatros professores a divide no mesmo horário com centenas de alunos de ambos os sexos. Falando em professores, muitos se aposentaram e não houve uma renovação no quadro, até pelas mudanças ocorridas por conta da nova LDB.

Saudades dos tempos de glória do esporte no Colégio Estadual Murilo Braga e em ano olímpico, fica a esperança de que algum dia a história se repita, e o esporte possa voltar a brilhar e contribuir na formação integral de milhares alunos, razão da dedicação de professores, diretores e funcionários desta grandiosa instituição de ensino.

José Costa
Professor de Educação Física
CREF 000245-G/SE

Sedentário é igual a fumante, mesmo sem colocar um único cigarro na boca

Embora muita gente já saiba que não praticar atividades físicas regularmente pode ser ruim para a saúde, nem todos têm ideia do tamanho do prejuízo. De acordo com estudo recente, as consequências podem ser piores do que aquelas causadas pelo cigarro.

“Inatividade física tem um grande impacto na saúde mundial”, diz o epidemiologista I-Min Lee, autor da pesquisa, publicada no periódico médico The Lancet. Segundo dados coletados, em 2008 ocorreram cerca de 5,3 milhões de mortes no mundo todo devido a complicações causadas pelo sedentarismo. Para se ter uma ideia, dados da ONU estimam que o cigarro cause um número similar de mortes (5 milhões).

Em seu estudo, Lee estima que a falta de atividades físicas é responsável por cerca de 6% dos casos de doenças cardíacas, 7% de diabetes tipo-2 e 10% de câncer de cólon e de mama.

De acordo com Timothy Armstrong, coordenador do programa de vigilância e prevenção de doenças populacionais da ONU, porém, o número de mortes é menor: 3,2 milhões, segundo dados da Organização. Apesar dessa diferença, ele também alerta que o problema não pode ser subestimado. “A ONU considera o sedentarismo como o quarto maior fator de risco [para doenças crônicas], depois de pressão sanguínea alta, uso de tabaco e colesterol elevado”.[WebMD] [The Lancet]

Fonte: http://hypescience.com/sedentarismo-pode-ser-tao-prejudicial-quanto-o-cigarro/ - Guilherme de Souza

sábado, 21 de julho de 2012

Saiba como regular a intensidade do seu treino

Não basta correr ou caminhar, a intensidade da malhação faz toda diferença nos resultados

Para caminhar:

l - Caminhada: você anda e conversa normalmente (de 60% a 65% da FCM).

ll - Caminhada moderada: a respiração fica mais difícil e a transpiração aumenta (70% da FCM).

lll - Caminhada rápida: o esforço é maior e você quase não consegue conversar (75% da FCM).


Para correr:

l - Corrida leve: a respiração fica ofegante e é difícil conversar (80% da FCM).

ll - Corrida moderada: o cansaço aumenta e não dá para falar enquanto corre (85% da FCM).

lll - Corrida acelerada: você corre no máximo do esforço e tem vontade de parar (de 90% a 95% da FCM).

Fonte: http://saude.abril.com.br/emagrece-brasil/intensidade-treino.shtml - por Chris Biltoveni | foto Chris Parente

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Use a natureza para combater o estresse

Andar na terra, respirar o ar puro e até tomar sol fazem você relaxar

Aqueles 15 minutinhos de sol que você toma ao caminhar na rua parecem insignificantes, mas são suficientes para descarregar uma boa carga do estresse que você passa no dia a dia. Estudos científicos e especialistas apontam que usar a natureza a seu favor é uma ótima alternativa para relaxar. Morar em cidades com poucas paisagens verdes não é desculpa, pois as sugestões para escapar da rotina são simples: vale desde ouvir sons da natureza até andar com os pés descalços na terra. Que tal experimentar? Confira as sugestões a seguir.

Andar com os pés na terra
A prática de usar os pés para aumentar o bem-estar já foi encontrada em diferentes civilizações há centenas de anos. "No Japão, no século XII, os samurais cortavam bambus e andavam sobre eles para fortalecer a perseverança", afirma a terapeuta corporal Alda Martinelli, de São Paulo. A aplicação de pressão nos pés tem apelo terapêutico nos dias de hoje: serve para revitalizar, energizar e até prevenir e curar problemas nos ossos, músculos e circulação.

Ao reservar alguns minutinhos do dia para caminhar com os pés descalços na terra, você sente melhor as diferentes superfícies e temperaturas. "Com isso, você mobiliza a musculatura tensionada ou enfraquecida, promovendo relaxamento e revigorando outras partes do corpo por reflexo de pontos presentes no pé", explica a terapeuta.

Respirar o ar de áreas verdes
O contato com a natureza é importante para que a flora bacteriana do nosso organismo se desenvolva, fortalecendo a imunidade. É o que aponta um estudo desenvolvido pela Universidade de Helsinque, na Finlândia, e divulgado na publicação científica Proceedings of the National Academy of Sciences. Segundo a pesquisa, a falta de exposição à natureza pode aumenta a incidência de asma e outras alergias entre moradores de cidades.

"O tempo seco, partículas de fumaça, gases irritantes, substâncias químicas existentes no ar agravam as crises asmáticas", afirma o pneumologista Carlos Carvalho, do Hospital do Coração. Se você prezar por alguns minutinhos de passeio em um parque ou por uma viagem de final de semana a uma cidade mais verde, diminui as crises de alergia e outros problemas respiratórios que acabam com o humor de qualquer um.

Ter contato com animais
Tem sensação melhor do que chegar em casa e esbarrar no seu cachorro, de língua de fora e rabo abanado de felicidade? O contato com um animal, seja de estimação ou não, é uma ótima forma de se distrair e de estimular a afetividade. "Muitas pessoas têm dificuldade de dar e receber carinho de outros seres humanos", afirma o neurocientista Alexandre Monteiro, coordenador do Projeto Animallis, que faz terapia assistida com animais em idosos com demências, como Alzheimer, e depressão. "O contato com animais pode funcionar como uma ponte para trabalhar as emoções, aumentando a sensação de segurança, a socialização e a motivação."

Tomar 15 a 20 minutos de sol por dia
Um estudo feito pela Universidade do Alabama, nos Estados Unidos, indicou que viver em regiões com menor exposição solar agrava crises de depressão. Segundo especialistas, o sol estimula a produção do hormônio melatonina, que ajuda a regular o sono e o apetite sexual, combatendo a sonolência. Bastam alguns minutos diante do sol para você ter um dia com mais disposição. Só não se esqueça de passar filtro solar todo dia e evitar a exposição exagerada ao sol das 10 às 16 horas.

Ouvir sons da natureza
Existem desde aplicativos para celular com sons da natureza até CDs e DVDs. Barulhos de chuva, cachoeira, pássaros e até baleias ajudam a levar a mente para longe dos problemas - recurso perfeito para relaxar antes de dormir. Pesquisadores da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, observaram esse benefício em pacientes com câncer: aqueles que tiveram contato com imagens de paisagens naturais e sons de pássaro fizeram menos queixas de dores do que as pessoas que viram imagens e sons de cidades ou ficaram sem ver nada.

Aromas naturais
O cheiro de terra molhada, flores, madeira e diversos outros elementos da natureza pode tanto aumentar a disposição como promover relaxamento. A aromaterapia é uma técnica que combina esses diferentes aromas naturais e indica os melhores para cada situação. "Existem aromas que são estimulantes, ou seja, auxiliam na oxigenação e na circulação sanguínea, promovendo a eliminação de toxinas e o excesso de gás carbônico", afirma a aromaterapeuta e psicóloga Sâmia Maluf, da By Samia Aromaterapia. "Com esse verdadeiro 'arrastão', o organismo recupera as suas funções normais e acaba com a lentidão e o cansaço causados pelo estresse."

Cinco minutos de caminhada no parque
Mesmo que o dia esteja nublado, você pode se beneficiar pelo simples fato de estar ao ar livre em contato mais próximo com a natureza. De acordo com um estudo da Universidade de Essex, na Inglaterra, bastam cinco minutos de exercícios em uma área verde, como um parque, para melhorar a saúde mental. Foram analisadas 1.250 pessoas e aquelas que praticavam atividade física ao ar livre tiveram uma melhora mais rápida do humor e da autoestima.

Fonte: http://msn.minhavida.com.br/bem-estar/galerias/15337-use-a-natureza-para-combater-o-estresse - POR LETÍCIA GONÇALVES

quinta-feira, 19 de julho de 2012

4 atividades físicas para perder a barriga

Abdominais não são tão eficientes quanto exercícios aeróbicos na hora de eliminar esse mal

A gordura abdominal, além de esteticamente condenada, também é um grande fator causador de infartos, derrames e diabetes.

A lipoaspiração, por exemplo, não dá conta de eliminá-la e isso acontece porque o procedimento não inclui a retirada de gordura dos órgãos internos, da parede dos vasos ou de dentro da barriga, que é a mais perigosa.

Soluções milagrosas não estão em cogitação nesses casos e a melhor atitude a tomar é iniciar uma alimentação mais balanceada e saudável, além de investir tempo em atividades físicas.

Segundo um estudo realizado pela Duke University Medical Center, nos Estados Unidos, os exercícios mais eficazes para perder a barriga são os aeróbicos. Os pesquisadores acompanharam durante seis meses 196 adultos entre 18 e 70 anos, sedentários e com sobrepeso. O grupo que realizou apenas exercícios aeróbicos (correndo 12 quilômetros por semana) obteve uma perda de 67% a mais de calorias do que o grupo que realizou exercícios de resistência (abdominais, por exemplo).

Além da perda acelerada de calorias, os exercícios aeróbicos também se mostraram mais eficazes na diminuição da gordura visceral, que é a que gordura acumulada na região da barriga. O terceiro grupo, que realizou uma combinação dos dois tipos de exercício, obteve resultados similares aos do grupo que só praticou a corrida.

Portanto, aí vão alguns exercícios poderosos na luta contra a barriguinha e seus males.

Abdominal

O grande mito da perda de gordura localizada. Exercícios abdominais fortalecem os músculos da barriga, tonificando-a e potencializando o efeito debarriga chapada. Mas é importante lembrar que, sozinhos, não queimam gordura. Isso quer dizer que você pode usá-los como complemento de um programa de treino mas, se apostar apenas nisso, vai perder tempo. Seu corpo não queima gordura localizada, ele retira as calorias necessárias para a prática de determinada atividade de todas as reservas existentes no corpo de maneira uniforme. Por isso os exercícios aeróbicos são mais eficazes quando o objetivo é perder a barriga.

Corrida ou caminhada

Não vale correr dez quilômetros uma vez por semana e esperar que a gordura se desfaça por encanto. O que emagrece é a continuidade da atividade e a persistência em realizá-la com intensidade e frequência moderadas, alternando entre ciclos de maior ou menor esforço físico durante o mesmo período de treino. Esses picos de intensidade exigem que o corpo queime calorias até mesmo dos lugares mais complicados, como é o caso do abdômen.

Dança

O importante é se mexer! A dança movimenta a maioria dos músculos do corpo, além de ser uma atividade muito agradável. Uma boa opção de exercício para queimar calorias sem muito sofrimento.

Bicicleta

Experimente ir trabalhar de bicicleta. Ou dar uma volta pela cidade após o trabalho. Usando os equipamentos de segurança adequados, o exercício é prazeroso e traz resultados expressivos para o corpo. Além de queimar calorias e ajudar a perder a barriguinha, tonifica os músculos das pernas e do bumbum – efeitos colaterais irresistíveis para toda mulher que não tem muito tempo para se exercitar.
Exercícios aeróbicos são eficientes, mas exigem um bom preparo físico. Não se esqueça de alongar antes de iniciar as atividades e comece com séries leves, aumentando a intensidade e frequência devagar. Tomando esses cuidados, vá correndo calçar o tênis e colocar esse corpo para funcionar!

Fonte: http://www.dicasdemulher.com.br/4-atividades-fisicas-para-perder-a-barriga - Por Carolina Werneck - Foto: Thinkstock

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Melhore sua memória!

Entenda como funciona sua memória e faça divertidos jogos, que deixarão sua mente tinindo!

Ah, essa memória...

Se você sempre esquece datas importantes, deixa de comprar um produto no mercado ou não consegue lembrar o nome de alguém que acabou de conhecer, avalie se anda estressada demais. "Muitos jovens que acreditam ter falta de memória estão passando por outro tipo de problema que leva à falta atenção", diz o neurologista Antônio Cesar Galvão. E sem atenção é mais difícil concentrar-se, impedindo a absorção da informação. Consulte um médico quando sentir que essa falha atrapalha o dia a dia.

Exercícios que ajudam a turbinar a memória!

Os vilões

Fumar, ter uma vida sedentária e beber em excesso são costumes que afetam a memória. Portanto, fuja desses vilões! Sabe quando você bebe demais em uma festa e se esquece de quase tudo? Isso acontece porque o álcool é um depressor do sistema nervoso e, por um período, faz o cérebro não funcionar. Já a atividade física, por exemplo, libera endorfina, traz uma sensação boa para o cérebro e, assim, otimiza a memória. "Tudo o que faz bem para a saúde também é bom
para a memória", afirma o especialista em memória, Martin Cammarota.

Fortaleça sua mente

O melhor jeito para deixar a cabeça tinindo é manter o cérebro funcionando sempre. Para isso, que tal um treinamento divertido? Na página ao lado, você vê uma série de exercícios criativos. Também vale a pena colocar a memória para trabalhar com a leitura. "Leia uma página de um livro com atenção, feche-o e tente se lembrar do que acabou de ler", diz Antônio Cesar Galvão. Palavra cruzada, quebra-cabeça e sudoku (jogo que envolve números) são outras atividades que usam a inteligência e ajudam a cuidar da memória. Ah: tenha sempre uma boa noite de sono, pois é nesse período que o cérebro consegue reter as informações que recebeu durante o dia.

Exercícios que melhoram a memória

Três jogos simples vão turbinar seu funcionamento mental. Sua memória voltará a funcionar como nunca!

Jogo 1
Diga em voz alta quais são as cores em que cada palavra está pintada - mas tome cuidado para não dizer a palavra! Exemplo: se a palavra "preto" está em azul, diga "azul".

Jogo 2
Os exercícios de subtração ajudarão a manter a mente focada toda vez que você precisar.

Jogo 3
No quadro acima, há muitos símbolos diferentes que se repetem. Você deve contar quantas vezes cada imagem destacada logo abaixo do quadro aparecem. Detalhe: use apenas 30 segundos para contar cada uma!

Conteúdo do site VIVA!MAIS

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/saude/fotos/prevencao-trata/exercicios-melhoram-memoria-revista-viva-501711.shtml#1 – Por Belisa Rotondi - Foto: Getty Images

terça-feira, 17 de julho de 2012

Mande para longe dificuldades respiratórias com hábitos diários

Rinite, sinusite e bronquite atrapalham a respiração, mas é possível combatê-las

Quem tem alguma doença respiratória sabe como um ato tão natural quanto respirar pode se tornar penoso. Em boa parte dos casos, a pessoa respira pela boca, pois o nariz está obstruído demais. No entanto, esse hábito pode se tornar um problema e até levar à rinite crônica. "O nariz tem sistemas de defesa. Quem respira muito pela boca está suscetível a mais infecções", explica o pneumologista Igor Bastos Polonio, da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia.

O ato de respirar pela boca traz reflexos até mesmo na postura do indivíduo. A fisioterapeuta respiratória Tânia Lucia Nen, presidente da Associação Brasileira de Asmáticos (ABRA), afirma que esse tipo de respiração incorreta leva a alterações na coluna, como escoliose e postura cifótica (ombros caídos para frente). "Crianças que dormem de boca aberta e respiram por ela podem ter deformidades no tórax e postura da coluna alterada", pontua. Essas alterações também acontecem no céu da boca, o que pode resultar em um quadro de apneia do sono.

Afaste-se dos causadores desses problemas

É possível respirar bem e pelo nariz, mesmo tendo rinite, sinusite ou outro mal respiratório. Em casos de rinite alérgica, segundo o pneumologista Igor, a primeira atitude é se afastar do agente causador da alergia, seja ele ácaro, pêlo de animais, pólen, carpete, cortina, fumaça de cigarro, entre outros.

De imediato, já poderá haver uma melhora - e essa é a hora do médico associar medicação, caso seja necessário. "O tratamento é a medicação nasal e, em casos sem resposta, cirurgia pelo otorrino", explica o especialista.

Reeduque sua respiração

Outros auxiliadores também podem ser associados em busca de melhorias na respiração. A fisioterapia respiratória se destaca e, em casos de alterações na postura, une-se ao RPG (reeducação postural global). Essa fisioterapia, conta Tânia, corrige os padrões respiratórios, aumenta capacidade respiratória, ventilação e oxigenação pulmonar e, com isso, torna o pulmão mais resistente a crises de asma, além de diminuir a secreção.

O primeiro passo é o profissional de fisioterapia auxiliar o paciente a limpar as vias aéreas. Na desobstrução nasal, a pessoa inclina o rosto para trás para que o fisioterapeuta coloque soro fisiológico em suas narinas. Depois de receber uma massagem nos seios da face, ele estará apto para expelir a secreção para frente.

A terapia também trabalha com o relaxamento da musculatura superior do ombro, que está "bloqueada", aumentando a mobilidade do tórax. "As pessoas que tem problemas respiratórios têm muita tensão nessa musculatura e o diafragma fica bloqueado, é como se desse um nó na gravata", explica a fisioterapeuta.

Apesar de esses processos deverem ser realizados por um profissional, há exercícios que podem ser feitos em casa para melhorar sua respiração. Confira alguns exemplos, ensinados pela fisioterapeuta respiratório Tânia:

Sente-se em uma cadeira e coloque uma mão em cima do umbigo. Respire pelo nariz e solte pela boca, fazendo biquinho pra soprar. Quando for encher os pulmões, mantenha os ombros soltos e a coluna reta. "O paciente vai respirar com a 'barriga', vai relaxar o ombro e crescer a 'barriga', soltar o ar e encolher a barriga, para ajudar a liberar o ar que está preso e renovar a respiração", explica a fisioterapeuta.

Na verdade, a barriga não se encherá de ar, mas sim a parte inferior de seus pulmões que, geralmente, é pouco usada na hora de respirar. Para variar esse exercício, você pode, em vez de deixar seus braços repousados, levantá-los conforme os pulmões se enchem. Ao soltar o ar, solte também seus braços.

Mudar de posição também é válido. Se preferir fazê-lo deitado, de barriga para cima, dobre as pernas pra relaxar a musculatura lombar e, da mesma forma, coloque a mão no abdômen. Depois, tente com as mãos elevadas: levante-as ao inspirar e, ao expirar, abaixe. Tente, ainda, deitando de lado, com as pernas flexionadas - sempre tomando cuidado para manter a coluna reta e os músculos relaxados.

Pratique esportes

O esporte também pode ser um grande aliado. Práticas esportivas, como natação, caminhada, futebol e pilates respiratório (uma modalidade que trabalha especialmente padrões respiratórios) podem até diminuir a inflamação, desde que sejam tomados certos cuidados.

Quem resolve fazer natação, por exemplo, pode ser alérgico ao cloro da piscina. Há, ainda, a questão do ambiente a se praticar a atividade. Se isso acontecer em um ambiente poluído, o quadro respiratório pode piorar. Por todos esses motivos, é importante procurar um médico antes de qualquer prática esportiva - e isso vale para qualquer idade, como ressalta Polonio.

Hidrate-se!

Os líquidos têm importante papel na eliminação da secreção e, logo, na qualidade da respiração. "O pulmão precisa ficar hidratado pra ajudar na eliminação do catarro", alerta ela, que explica que, diante da desidratação, a crise pode piorar.

Inalações também são bem-vindas. Quando feitas da maneira correta, elas hidratam os pulmões e dilatam os brônquios, facilitando o respirar. O ideal, apenas, é que seja feita com orientação de um profissional da saúde.

Fonte: http://www.minhavida.com.br/saude/materias/13379-mande-para-longe-dificuldades-respiratorias-com-habitos-diarios?utm_source=news_mv&utm_medium=ciclos&utm_campaign=Alergia - POR ANA PAULA DE ARAUJO

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Viciados em exercício físico: quanto o saudável se torna não saudável

Talvez você ache que não existe essa de “se exercitar demais”, mas existe. Como quase tudo na vida, exercício físico faz bem quando é na medida certa: nem mais, nem menos.

Quando a pessoa faz poucos exercícios, não obtêm da atividade os benefícios de saúde que deveria. Esse é um caso bem conhecido na sociedade atual, na qual a obesidade se tornou uma epidemia, principalmente por conta de maus hábitos alimentares e falta de exercício físico.

Mas e quando a pessoa faz muito exercício físico? “Exercício é como uma droga, se você não faz o suficiente, não obtêm os benefícios, mas se faz muito, passa a ter problemas”, explica Geralyn Coopersmith, diretora nacional do Equinox Fitness Training Institute, instituto de treino e atividade física.

O vício

Segundo profissionais da saúde, o vício em atividade física geralmente vem acompanhado de outros vícios. “Talvez eles também sejam comedores compulsivos, ou festeiros demais”, diz Amy Dixon, instrutora de educação física.

Segundo a Revista da Associação Médica Americana, normalmente, praticar exercícios físicos ou fazer sexo já triplica o risco de uma pessoa ter ataque cardíaco nas horas seguintes ao esforço – principalmente para quem não faz essas atividades com frequência.

Imagine então quem exagera. Segundo Amy, se a pessoa malha dois períodos por dia, está se exercitando além da conta, e, consequentemente, o corpo está “apanhando”. Isso porque, apesar das pessoas acharem que quanto mais exercício físico, melhor, o excesso de atividade pode causar tendinite e outras lesões, fadiga extrema, irritabilidade, mau humor, ritmo cardíaco elevado mesmo em repouso, febre, dores de cabeça constantes, insônia, dor muscular grave, bem como desempenho diminuído.

Em casos mais extremos, o excesso de peso levantado (para quem exagera na musculação, por exemplo), pode interferir nos ossos e articulações, causando lesões ortopédicas graves, assim como o excesso de atividades aeróbicas pode sobrecarregar o coração, aumentando a espessura de suas paredes e a frequência cardíaca, o que pode ser fatal. Por fim, o excesso de exercícios físicos também causa envelhecimento precoce por conta da alta produção de radicais livres, o que é o oposto do que o preocupado com a estética quer.

Esses sinais de que a pessoa anda exagerando são claramente não saudáveis. Ou seja, essa é a deixa para você perceber que a atividade está deixando de lhe fazer bem. “Existem tantos benefícios em se exercitar, mas se você faz isso excessivamente, os maiores benefícios, como o bom humor e sono melhor, começam a desaparecer”, argumenta a fisiologista Jessica Matthews.

E quem se enquadra bastante nessa categoria são os próprios profissionais de educação física, já que “treinar em excesso” é um risco da profissão. “Muitos instrutores de fitness e personal trainers caem nessa categoria, porque é nosso trabalho.
Conheço instrutores que dão mais de 30 aulas por semana”, conta Amy.

E como tratar tal problema? Para os profissionais de educação física, é questão de administração profissional. Como outros trabalhos que possuem seus perigos próprios, as pessoas devem se programar para prevenir ao máximo consequências ruins.

Para os viciados em exercício, uma ajuda profissional pode ser bem-vinda. Além de escutar o seu instrutor de educação física, que sabe o quanto você pode – deve – se exercitar, como acontece com qualquer outro vício, uma visita ao psicólogo pode ser o incentivo que você precisa para mudar de atitude. Lembre-se: com a saúde não se brinca. Procurar um médico especialista é a melhor solução.[ReceitasENutrição, MSN]

Fonte: http://hypescience.com/viciados-em-exercicio-fisico-quanto-o-saudavel-se-torna-nao-saudavel/ - por Natasha Romanzoti em

domingo, 15 de julho de 2012

15 segredos fáceis para por fim ao estresse

No mundo da alta velocidade e muito stress, precisamos aprender a controlar o nosso ritmo - inclusive o dos pensamentos

Correr para o trabalho, engolir a comida, desdobrar-se em mil para dar conta dos prazos, da família e dos compromissos compõe a rotina de muitas mulheres. Resultado: cansaço, mau humor, tensão muscular e ansiedade. Esses são os sinais do stress. Ele surge quando somos confrontadas com alguma situação que exige adaptação e um gasto de energia muito grande. No ritmo de vida atual, ele é muito comum.

Difícil achar alguém que nunca tenha se sentido esgotado. Em doses homeopáticas, o stress é positivo, pois nos leva à ação e potencializa a nossa capacidade para enfrentar um problema. Mas em excesso ele se torna um veneno, com reflexos em várias áreas: prejudica a memória, derruba a produtividade, atrapalha a sexualidade e acaba com a disposição. A boa notícia é que adotar pequenas mudanças no estilo de vida consegue operar milagres.

1. Não antecipar problemas
A palavra já diz tudo: pré-ocupação, ou seja, sofrer por antecedência. Calma! Além de gerar ansiedade, a preocupação tende a atrair resultados negativos. Desocupe a mente das frustrações desnecessárias.

2.Perdoar e pedir perdão
Todo mundo erra, até você. Precisa dizer mais?

3. Dar chance ao prazer
Você se sente cansada demais para sair num sábado à noite? Algo está errado. Por que aceitar apenas as tarefas obrigatórias e recusar a diversão? Mude de tática e chame os amigos.

4. Trocar a necessidade pelo desejo
Restrinja os relatórios profissionais aos horários de expediente. E tire da estante aquele romance que você quer tanto ler, mas nunca começa. A arte tem efeito mágico e pode até alterar sua percepção de tempo.

5. Descansar
Cansaço não se resolve com truque, mas com repouso. É simples.

6. Desfrutar da manhã
Dormir até tarde no domingo parece tentador. Mas isso aumenta a sensação de letargia. Se você curtir bem o dia e for deitar cedo, ganhará mais vigor.

7. Desistir de ser superpoderosa
Respeite seus limites e não tente abraçar o mundo. Que poder é esse que deixa você exaurida no fim?

8. Recusar convites
Impossível emendar a happy-hour com uma passadinha no mercado, um cineminha, dois aniversários e uma balada para fechar a noite. Eleja dois programas no máximo. E divirta-se!

9. Permitir-se uns minutos a mais no banho

10. Negociar prazos
Não dá para recusar os pedidos do chefe. Mas é possível definir a ordem das tarefas e o tempo necessário para cumpri-las.

11. Tomar chuva
Saiu cansada do trabalho e está caindo o mundo? Em vez de achar que o Universo conspira contra você, experimente sair na chuva. Deixe a água lavar todos os problemas. A sensação é libertadora.

12. Respirar fundo
Inspire pelo nariz profundamente, sentindo o pulmão encher de ar. Conte até 10. Lentamente, solte o ar pela boca. Repita o processo até se sentir, literalmente, arejada.

13. Fazer caminhadas
Por esporte ou por prazer, caminhar é excelente para a saúde, além de aliviar o stress. Especialistas dizem que 15 minutos bastam para dar um reset no humor.

14. Não guardar mágoas

15. Acionar seu filtro de proteção
Sua mente não é saco de lixo. Esvazie a caixa de e-mails, fuja de fofoca, mau agouro e conversa fiada...

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/bem-estar/reportagem/viver-bem/15-segredos-faceis-fim-ao-stress-692674.shtml - Reportagem: Andrezza Duarte - Edição: MdeMulher - Foto: Getty Images

Amigos sempre, política a parte!

Há a alguns dias encontrei um amigo que me perguntou em qual candidato votarei no dia 7 de outubro para prefeito de Itabaiana. Com a minha resposta ele me deu as costas e saiu irritado. Depois disto, quando o encontrei na rua, ele virou o rosto e até mudou de calçada para não falar comigo.

Em Itabaiana é assim, quando chega a campanha eleitoral amigos de infância e de trabalho, vizinhos e até familiares ficam sem se falar por votar em grupos políticos diferentes.

Mal começou a campanha eleitoral de 2012 e os ânimos já estão acirrados entre os eleitores dos dois grupos políticos de Itabaiana, seja pelas ruas da cidade ou nas redes sociais com insinuações, discussões e desavenças, principalmente dos mais apaixonados por política, que defendem seus candidatos mais por paixão do que pela razão. As discussões são por vários motivos: quem promete na campanha e depois não cumpre, quem é mais responsável com o dinheiro público, qual é o mais carismático, que grupo compra mais votos, quem é ficha suja, qual mente mais e assim vai...

Durante os meses de disputa eleitoral e a até a posse do eleito, a cidade vira um campo de batalha que, na maioria das vezes, não é no campo das ideias e sim da paixão pelo candidato. Muitos eleitores não estão preocupados com propostas ou plano de governo, mas em ouvir difamações, injúrias e mentiras sobre os adversários.

Durante a campanha eleitoral as amizades de infância são desfeitas pelas contradições do pensamento político; os vizinhos de longas datas ficam sem se falar por não concordar com os adesivos, bandeiras e propagandas expostas do candidato em suas residências; familiares que votam em candidatos opostos ficam sem se falar neste período; roupas de uma determinada cor ficam guardadas nas gavetas por ser predominante de uma coligação, algumas músicas são antipatizadas por serem jingles de campanha, comerciantes perdem clientes por expor sua preferência por um determinado candidato; as emissoras de rádio passam a ter somente ouvintes que tem vínculo a um determinado candidato, com isto divide-se a população em defensores e opositores de candidaturas.

E o pior, é que tem político colaborando e estimulando a inimizade entre as pessoas, através de xingamentos, calúnias e mentiras sobre os adversários, e por tabela, aos seus eleitores, nos comícios, programas de rádio e nas visitas às casas dos correligionários. Passa para a população a ideia de que quem não vota no seu agrupamento político é um adversário ou inimigo. O político deve passar para a sociedade, a imagem de civilidade e respeito mútuo e não de jogadas baixas, de intrigas, de mesquinhez e da mais deslavada hipocrisia, estimulando o afastamento e distanciamento entre os eleitores que não votam no mesmo candidato.

Atualmente quantos amigos estão sem se falar por conta de discussões em eleições passadas, por terem defendido e votado em candidatos que se diziam adversários e estavam em palanques diferentes e hoje, estes políticos estão aliados e criticando, xingando e debochando dos ex-aliados. Os amigos ficam inimigos e os políticos, aliados de seus adversários em eleições passadas. Como acreditar em discurso e atitude de político que quando lhe convém fica de um lado, quando não, muda para o adversário, esquecendo o chulé e a alergia do outro.

Candidato que cria e estimula inimizades entre itabaianenses com o intuito de ganhar eleição, não merece ser votado, pois somos todos irmãos, filhos da mesma terra, independentemente de qual grupo político pertença ou não. A disputa eleitoral deve seja realizada em clima de paz com propostas para o engrandecimento do município e não com desavenças ao adversário

Que cada eleitor escolha seu candidato, defenda seu ponto de vista, o acompanhe nas caminhadas e comícios, torça por ele, mas respeite e aceite a posição contrária dos outros, resguardando as amizades.

Reflita sobre as consequências de suas atitudes, de inimizades com os amigos, vizinhos e familiares nesta eleição, porque a política passa e a amizade verdadeira deve ficar para sempre. Disputa eleitoral, sim, mas acima de tudo a amizade.

José Costa
Professor de Educação Física
CREF 000245-G/SE

sábado, 14 de julho de 2012

A dieta secreta de pequenas porções

Basta ir a uma banca de revistas e você verá dezenas de publicações recomendando dietas um tanto exóticas (como dieta da sopa, do abacate e até mesmo do suco). Mas uma boa maneira de perder peso talvez dispense mudanças radicais no cardápio, sugere estudo recente, realizado por pesquisadores da Universidade Estadual do Arizona (EUA).

Primeiro, foram realizados testes com ratos de laboratório, divididos em dois grupos. Depois de percorrer um labirinto, eles eram recompensados com ração. Aqueles do primeiro grupo ganhavam um grande pedaço de comida, enquanto os do segundo recebiam vários pedaços (que, juntos, somavam a mesma quantidade oferecida ao outro grupo). Depois de 12 sessões, ficou claro que a recompensa em porções era a favorita – e fazia com que os ratos se esforçassem mais na tarefa.

“Mas eu não sou um rato”, protesta um leitor perspicaz. Para não se restringir aos animais de laboratório, a equipe também fez testes com um conjunto de 301 estudantes, divididos em dois grupos.

Cada participante do primeiro grupo receberia um bagel (uma espécie de rosquinha) coberto com cream cheese, enquanto cada um do segundo receberia a mesma refeição, porém cortada em quatro pedaços – mais uma vez, a quantidade era a mesma nos dois casos. Os pesquisadores constataram que os alunos do segundo grupo se sentiram satisfeitos comendo menos.
Vinte minutos depois, todos ganharam uma refeição “de verdade” e aqueles que haviam comido porções menores também ficaram saciados antes dos outros.

“Cortar alimentos altamente calóricos em pedaços menores pode ser bom para quem está fazendo dieta e deseja que suas refeições sejam satisfatórias, mesmo mantendo controle sobre a quantidade”, disse a líder da pesquisa Devina Wadhera, do Departamento de Psicologia da Universidade. Talvez este seja o grande segredo daquelas pessoas que “comem como um passarinho” e não precisam encher o prato para se satisfazer.[WebMD]

Fonte: http://hypescience.com/a-dieta-secreta-de-pequenas-porcoes/ - por Guilherme de Souza

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Como levar uma vida criativa – e mais saudável

Muito se fala hoje sobre inovação e a importância da criatividade para “mudar o mundo”, uma ou outra dica sobre como se tornar criativo. Ao invés de deixar a criatividade apenas para os momentos em que você precisa dela, que tal viver uma vida mais criativa?

Depois de assistir a uma palestra sobre o tema, a colunista da CNN Amanda Enayati resumiu as lições dadas por Tony Wagner, professor do Centro de Tecnologia e Empreendedorismo da Universidade de Harvard (EUA). Confira:

1 – OLHE PARA DENTRO DE SI
É muito fácil culparmos as circunstâncias externas quando não conseguimos algo: falta de tempo, falta de apoio da família, falta de condições financeiras… Embora tudo isso possa atrapalhar, se você não apoiar a si mesmo, nem todas as circunstâncias do mundo vão ser o bastante.
“No fim das contas, o caminho para a inovação exige uma força interna, uma disciplina espiritual”, diz. De vez em quando, tape os ouvidos e ouça a si mesmo. Feche os olhos e olhe para dentro de si.

2 – ACREDITE EM SI E NA SUA VISÃO DE MUNDO
Parece um conselho óbvio, mas nem sempre colocamos fé em nossas próprias ideias. Você sabe dizer o que considera realmente importante? O que você deseja? Experimente escrever em um caderno as coisas das quais você mais gosta. “Todos temos ideias e percepções, mas você não consegue seguir seu sonho e suas visões se não der voz a eles”, aponta a colunista.

3 – CONTINUE APRENDENDO
Seja por preguiça, desânimo ou mesmo falta de autoconfiança, às vezes achamos que não vale a pena continuar aprendendo coisas novas. Ao fazer isso, deixamos de lado uma das melhores características humanas: o potencial para o aprendizado.
“Wagner recomenda que você continue estudando coisas que são importantes para você, e continue se desenvolvendo em uma especialidade, dentro ou fora de sala de aula”, diz.

4 – REDEFINA “FALHA” E ABRACE A ITERAÇÃO
Errar é chato – especialmente quando outras pessoas descobrem. Como tudo na vida, porém, tem um lado bom: é sinal de que tentamos e, além disso, pode ser fonte de experiência.
“Ninguém quer falhar, mas ao mesmo tempo você não pode perseguir uma paixão ou um propósito sem uma grande dose de tentativa, erro e múltiplas falhas”, aponta. Para ajudar, vale a pena trocar o conceito de “falha” por outro, capaz de refletir as coisas boas trazidas quando não obtemos sucesso.
“Wagner prefere o termo ‘iteração’, um conceito que envolve o processo contínuo de criação, teste, análise e refinamento de uma ideia ou produto”.

5 – DIVIRTA-SE
Se você quiser levar uma vida inovadora simplesmente por obrigação, vai se cansar logo. Além disso, criatividade, imaginação e inovação tendem a aparecer enquanto você se diverte. Músicas, excursões, esportes que você aprecia, trabalhos voluntários envolventes… Invista em coisas que lhe fazem bem e não te deixam entediado.

6 – APRENDA A OUVIR PONTOS DE VISTA E IDEIAS DIFERENTES
Estamos tão acostumados a reforçar nossas próprias visões de mundo que, muitas vezes, nem queremos ouvir quem pensa de forma diferente. Quantas vezes você começou a conversar com alguém e, quando descobriu que o outro discordava de você sobre algo, parou de prestar atenção – e, ao invés disso, começou a pensar em como convencê-lo a mudar de ideia?
“Leia artigos bem fundamentados com opiniões opostas às suas, estude História e leia bons romances, explore outras religiões como forma de entender o mundo”, sugere Amanda. Como podermos ter certeza sobre nossos pontos de vista se não soubermos o que existe além deles?

7 – TORNE-SE UM MESTRE
Não, não estamos falando necessariamente em títulos acadêmicos (embora seja um bom exemplo de estudo), e sim de qualquer habilidade que exige treino e dedicação: esportes, artes marciais, cursos superiores, desenho, fotografia, culinária… A lista é interminável.
Buscar a maestria em uma área da qual você goste é um desafio enriquecedor e ilimitado – assim como nosso potencial para aprender.

8 – BUSQUE AUTORREFLEXÃO
“Wagner enfatiza a importância de se estabelecer uma prática que exija de sua mente, como meditar, escrever um diário, caminhar, praticar yoga”, enumera a colunista. Como vivemos cercados por distrações (especialmente quando conseguimos acessar a internet até mesmo via celular), não é fácil manter o foco em uma atividade.
Pronto para o desafio?[CNN]

Fonte: http://hypescience.com/como-levar-uma-vida-criativa-e-mais-saudavel/ - por Guilherme de Souza

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Programação do Novenário e Festa de Nossa Senhora do Carmo em Itabaiana–Sergipe 2012

O Novenário e a Festa em homenagem a Nossa Senhora do Carmo começa dia 13 de julho e se estenderá até o dia 22 de julho, na Paróquia Nossa Senhora do Carmo (Conjunto José Luiz Conceição). Este ano o Tema Principal é: Vós sois o sal da terra e a luz do mundo. (MT.5.13-14)

Programação:

1ª Noite – Dia 13 de julho, sexta-feira.
Celebrante: Pe. Adilson do Patrocínio
Tema: “Felizes os pobres no espírito, porque deles é o reino dos céus.” (MT.5.3)
Responsáveis: Legião de Maria e Apostolado da Oração.
Missa: 19:30 h

2ª Noite – Dia 14 de julho, sábado.
Celebrante: Pe. Paulo Lima
Tema: “Felizes os que choram, porque serão consolados.” (MT.5.4)
Responsáveis: Capela São Cristovão
Missa: 19:30 h

3ª Noite – Dia 15 de julho, domingo.
Celebrante: Pe. José Almi de Menezes
Tema: “Felizes os mansos, porque receberão a terra em herança.” (MT.5.5)
Responsáveis: Catequese e Escolhinha Duas Irmãs
Missa: 19:30 h

4ª Noite – Dia 16 de julho, segunda-feira - Dia de Nossa Senhora do Carmo
Celebrante: Arcebispo Dom José Palmeira Lessa
Tema: “Felizes os que têm fome e sede da justiça, porque serão saciados.” (MT.5.6)
Responsáveis: Equipes de Nossa Senhora, Povoados e Benfeitores do Leilão
Missa: 19:30 h
Após a Missa haverá a Procissão pelas Ruas do Conjunto Luiz Conceição.

5ª Noite – Dia 17 de julho, terça-feira.
Celebrante: Pe. Aélio Souza Nascimento
Tema: “Felizes os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.” (MT.5.7)
Responsáveis: Movimento da Misericórdia
Missa: 19:30 h

6ª Noite – Dia 18 de julho, quarta-feira.
Celebrante: Pe. Jailson Bezerra Santos
Tema: “Felizes os puros no coração, porque verão a Deus.” (MT.5.8)
Responsáveis: Cabeleireiras e Costureiras
Missa: 19:30 h

7ª Noite – Dia 19 de julho, quinta-feira.
Celebrante: Pe. Juarez dos Santos Lima
Tema: “Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus.” (MT. 5.9)
Responsáveis: Terço dos Homens
Missa: 19:30 h

8ª Noite – Dia 20 de julho, sexta-feira.
Celebrante: Pe. Jadson da Silva Ramos
Tema: “Felizes os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus.” (MT.5.10)
Responsáveis: Comerciantes
Missa: 19;30 h

9ª Noite – Dia 21 de julho, sábado.
Celebrante: Pe. Hélio de Oliveira Alves
Tema: “Felizes sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque é grande a vossa recompensa nos céus.” (MT.5.11-12)
Responsáveis: Casal Sérgio e Raulinda
Missa: 19:30 h

Dia 22 de julho, Domingo – FESTA

10:00 h - Missa Solene presidida pelo Bispo Dom Henrique Soares
16:00 h - Missa presidida pelo Pe. José Cosme de Santana
Após a Santa Missa haverá Procissão pelas Ruas do Conjunto Luiz Conceição e Benção do Santíssimo Sacramento pelo Pe. Mardônio Alves do Amaral

Realização: Paróquia Nossa Senhora do Carmo - Pe. Administrador Mardônio Alves do Amaral

Digitalização e divulgação: Professor José Costa