quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Saudades...


As alunas do 3º Ano do Ensino Médio do Colégio Dom Bosco

"Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos.

Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim...do companheirismo vivido.

Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre.

Hoje não tenho mais certeza disso.

Em breve cada um vai pro seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar quem sabe.....nos e-mails trocados.

Podemos nos telefonas, conversar algumas bobagens...

Aí os dias vão passar, meses...anos...até este contato torna-se cada vez mais raro.

Vamos nos perder no tempo...

Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão?

Quem são aquelas pessoas?

Diremos...Que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!
Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida!

A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente...
Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo.

E entre lágrimas nos abraçaremos. Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante.

Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado.

E nos perderemos no tempo...

Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades seja a causa de grandes tempestades...

Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!"

FERNANDO PESSOA

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Por que não somos tão inteligentes quanto Einstein?

Albert Einstein foi assustadoramente inteligente. Apesar de seu cérebro não ser maior do que a média dos seres humanos, de alguma maneira ele funcionou melhor, conseguindo desenvolver ideias e um raciocício inconcebível para os reles mortais.

Mas por que não podemos todos ser tão inteligentes quanto Einstein?

Parece que enfim surgiu a resposta. Uma nova pesquisa indica que os cérebros evoluem não apenas para minimizar o custo de energia ou se tornar o mais inteligente possível, mas para chegar a um equilíbrio entre essas duas coisas.

Apesar do cérebro ocupar apenas 2% de nossa massa corporal, ele queima 20% da nossa energia. Por isso, a evolução levou ao ajuste do design do cérebro para torná-lo mais “barato” para o corpo. Um cérebro menor usa menos energia, o que explica o porquê nosso cérebro não aumentou ao longo dos milênios.

Mas isso não explica o motivo pelo qual não podemos fazer mais com as melhorias mentais que tivemos, e por que não podemos ser como Einstein, cujo cérebro não era enorme, mas tinha alto e eficiente funcionamento. Einstein aparentemente nunca fez um teste de QI, mas cientistas estimam que sua pontuação teria sido de cerca de 160, superior a 99,9% da população.

Por que o nosso cérebro, em comparação ao dele, não parece nem um pouco incrível?

Dados de neuroimagem mostram que indivíduos com elevada eficiência neural têm um QI mais alto. Mas as conexões cerebrais que conferem muita inteligência para as pessoas têm um custo mais alto para o corpo, com mais gasto de energia.

Assim como acontece com outras pessoas que possuem QI alto, o cérebro de Einstein provavelmente fazia conexões de grande alcance entre regiões cerebrais diferentes. No entanto, esses saltos entre grandes distâncias anatômicas necessitam de uma enorme quantidade de energia, e por isso o cérebro de uma pessoa comum simplesmente não pode construir esses caminhos.

A média do cérebro humano representa um tipo de troca que equilibra a maximização da eficiência com a minimização de custos para o corpo. É, pelo visto não adiantam centenas de livros, cursos e faculdades. Só temos que aceitar que, infelizmente, nem todos podem ser como Einstein.[Life'sLittleMysteries]

Fonte: http://hypescience.com/por-que-nao-somos-tao-inteligentes-quanto-einstein/ - por Stephanie D’Ornelas

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Dicas para se dar bem no vestibular

Com a proximidade da realização das provas do Enem e seletivos abertos em muitas faculdades pelo país, aumenta a procura por auxilio e dicas para o melhor desempenho nas provas de acesso ao ensino superior.

Está tranquilo no dia da prova, é a principal recomendação para se ter sucesso no exame, portanto, evite o nervosismo exagerado.

Nesta reta final, procure não deixar de lados as atividades sociais e esportivas, elas ajudam relaxar e manter a calma, apenas tome cuidado para que elas não atrapalhem seus horários de estudo.

Atualmente o grande temor de muitos estudantes é a redação, se você faz parte deste grupo, recomendo que veja um conjunto de dicas para uma boa redação no Enem, onde o professor Francisco Platão Savioli, supervisor de português do curso preparatório Anglo, explica o que é dissertação e dá boas dicas para a prova.

Outra boa alternativa de estudo online é acessar o blog da UNESP (Universidade Estadual Paulista) nele é possível encontrar diversas publicação com dicas para uma redação perfeita, cuidados com o uso de chavões, repetições no texto, dúvidas sobre escrita de determinadas palavras e muito mais.

A UNESP tem uma repleta gama de serviços on-lines, um deles é a possibilidade de realizar download grátis de livros acadêmicos. O serviço necessita apenas de um rápido cadastro no site.

Sua maior dificuldade é com a prova de língua estrangeira? Então confira o material do site Universia, com dicas para as provas de inglês e espanhol elaboradas pela professora de inglês Cíntia Capello e pelo professor de espanhol Hernan Bastidas, ambos profissionais do cursinho pré-vestibular Oficina do Estudante.

Lembre-se de visitar o local de prova com alguns dias de antecedência, antecipe-se para evitar atrasos e fechamentos dos portões, tenha em mente que podem ocorrer engarrafamentos e trânsito lento no dia da prova.

Mantenha seus documentos regularizados e durma bem na noite anterior à prova. No mais, desejo bons estudos e boa prova.

Fonte: http://www.dicasde.net/dicas-de-educacao/dicas-para-se-dar-bem-no-vestibular

Quem é mais inteligente: o homem ou a mulher?

Você acredita em testes de QI? Eles são conhecidos por “medir” a inteligência de uma pessoa. Embora essa medição seja considerada subjetiva e imprecisa por diversos pesquisadores, o teste fez muito sucesso desde sua invenção, em 1912, pelo psicólogo William Stern. Foi ele que criou a famosa sigla QI, que quer dizer Quoeficiente de Inteligência.

Existem vários testes diferentes, mas a tradicional conversão em um resultado numérico – cuja média entre os seres humanos gira em torno de 100 – só foi inventada mais tarde pelo neozelandês James Flynn, que se especializou por décadas nesta medição. Em um recente teste feito por ele, na última semana, as mulheres superaram os homens na inteligência medida pelo QI, pela primeira vez na história.

Em um século de testes, a média do QI masculino via “método Flynn” foi sempre classificado pelo menos cinco pontos à frente do feminino. Muita gente sempre questionou a eficiência e legitimidade de experimentos como estes, mas a novidade não deixa de ser notável.

James Flynn e sua equipe reuniram jovens de 15 a 18 anos em sua maioria, em cinco diferentes países. No total, mais de cinco mil pessoas foram postas à prova no teste Raven, em que o participante resolve problemas de lógica. As mulheres obtiveram desempenho superior em todos os países.

Efeitos da modernidade

A explicação do pesquisador Flynn para o crescente aumento do desempenho feminino em testes de QI em relação aos homens é social: aumentou o acesso das mulheres à educação e a atividades que possibilitam maior desenvolvimento intelectual, oportunidades das quais elas ainda costumavam ser privadas em um passado não tão distante.

Nos últimos cem anos, a média do QI dos seres humanos subiu três pontos, mas as mulheres tiveram um aumento mais acelerado. Isso ficou provado justamente porque a evolução feminina foi mais nítida nos países onde as mulheres já conquistaram mais espaço e inserção social. [Live Science/Testes de QI/Principia Cybernetica Web, foto de Rita]

Fonte: http://hypescience.com/quem-e-mais-inteligente-o-homem-ou-a-mulher/ - Stephanie D’Ornelas

domingo, 28 de outubro de 2012

Quem inventou o skate?

Os primeiros relatos de pranchas sobre rodas datam de 1880, mas a patente do skate só foi registrada em 1936.

Antes de ser produzidos em escala industrial, a partir de 1959, os skates eram fabricados em casa, com crianças e adolescentes encaixando rodas de patins em tábuas e caixotes. Nos anos 60, o brinquedo virou mania nacional nos EUA e foi destaque na revista Life. As manobras radicais começaram a surgir nos anos 70, com surfistas da Califórnia (EUA) deslizando pelas ruas e dentro de piscinas vazias – que inspiraram os bowls e half pipes atuais – em dias que não dava praia.

No Brasil, o skate chegou com o apelido de surfinho em 1968. A primeira pista foi construída oito anos depois, em Nova Iguaçu (RJ).

A reinvenção das quatro rodas - as manobras que conhecemos hoje só começaram a surgir há 34 anos

• IDADE DO FERRO (1880-1950)
Na era dos patinetes, era preciso ser ousado para descer as ruas sobre tábuas e caixotes pregados a rodinhas de patins, sem apoiar as mãos em nada. Com rodinhas de ferro e pranchas sem aerodinâmica, os tombos eram feios. Para piorar, muitos meninos e meninas brincavam descalços.

• REVOLUÇÃO INDUSTRIAL (1959)
A primeira fabricante de skates em escala industrial foi a norte-americana Roller Derby. O shape (formato) das pranchas era menor, com nose (frente) arredondado e tail (traseira) reto. Na época, a aposta eram rodinhas de borracha dura, ultrarresistentes, mas sem muito molejo.

• IDADE DO PLÁSTICO (1972)
O norte-americano Frank Nasworthy acoplou rodas de poliuretano, mais aderentes e, portanto, seguras. Em 1978, Alan Gelfand inventou o “ollie”, primeira manobra aérea do skate, básica até hoje. O shape evoluiu até os modelos atuais, com tail e nose com a mesma inclinação e curvatura.

Curiosidade: o skate não herdou só as rodinhas de patins e patinetes: até meados dos anos 60, os movimentos eram inspirados na patinação artística

Consultoria: Leonardo Brandão, historiador e autor de “A Cidade e a Tribo Skatista”; Eduardo Yndyo Tassara, autor do blog Skatecuriosidade.Com. Fonte: Guinness World Records.

Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/quem-inventou-o-skate - por Ana Alice Gallo

sábado, 27 de outubro de 2012

Diga não à automedicação

E mesmo quando se trata de fins estéticos, você só tem a perder com isso

Você também é do time que tem uma pomadinha ou um remédio milagroso pra qualquer problema de pele, de falta de hidratação a espinhas? E usa o remédio mesmo sem consentimento do seu dermatologista – e pior ainda: recomenda a todos os seus conhecidos? Time errado, esse, cara leitora. Esta coluna vai fazer você mudar de ideia rapidinho.

Nunca mesmo!

Uma vez que cada organismo é diferente e tem suas particularidades, não é nada legal usar o mesmo remédio (seja ele de uso tópico ou via oral). Apesar de algumas doenças de pele terem características parecidas, o que foi ótimo pra alguém pode lhe causar alergia, irritação ou não fazer efeito algum.

Sem contar que você pode até não melhorar o problema se automedicando e sim piorar, aí, quando decidir consultar o médico acaba tendo que enfrentar um tratamento mais prolongado e caro também.

A princípio, você pode não sentir nenhum efeito ruim da automedicação, mas alergias podem surgir a longo prazo. E aí você, além de não resolver o primeiro problema, terá que tratar um segundo.

O perigo de alguns medicamentos

Laxantes, colírios e cremes em geral são os mais comuns de se ter em casa sem prescrição médica. Além de não solucionar seu problema, eles podem mascarar doenças bem mais graves. Veja a seguir:

Pomadas, cremes e esfoliantes: o fato de a maioria ser vendido na farmácia sem prescrição não significa que faça bem. O uso indiscriminado pode ocultar doenças, como câncer de pele, além de provocar dermatite de contato, ou pode não ter efeito algum.
Cremes pra fins estéticos (como anticelulite, flacidez e gordura localizada) comprados em mercados ou farmácias mesmo costumam ter pouca concentração de substâncias que ajudam na perda de medidas. Se usá-los sozinho, você está se enganando, pois é preciso dieta, exercícios e um creme com prescrição (manipulado em muitas vezes). Cremes e esfoliantes para o rosto merecem mais cuidado ainda, já que a pele é mais sensível.

Colírio: se você não possui prescrição médica, água limpa é a única substância que pode passar nos olhos. Os colírios têm princípios ativos variados, como corticóides e antibióticos, podem mascarar ou exacerbar doenças. Quando se tem problemas, como glaucoma, corre-se o risco de agravá-los.

Laxante: uma vez ou outra, bem raramente, você até pode optar por eles. Agora, se consumidos sempre e indiscriminadamente, isso pode levar a alterações intestinais. E até causar problemas mais sérios, como a perfuração do intestino. Nos idosos, pode provocar desidratação e alterações metabólicas, colocando a vida em risco.
Pessoas com tumor intestinal, em geral não diagnosticado, podem agravar a doença. O ideal é procurar um médico e acertar a alimentação e a ingestão de água. E nem pense em usá-los para emagrecer, ok? Perder peso só funciona quando você faz dieta (monitorada por um nutricionista) e pratica esportes com regularidade.

Suplementos alimentares: os queridinhos de quem malha e quer logo ganhar massa podem ter efeitos tóxicos ou não fazer nada. Estudos ainda relacionam os suplementos com o desenvolvimento de arritmias cardíacas e com morte súbita. Ou seja: só tome com o consentimento do seu médico.

Não deixe que a falta de tempo ou a preguiça de ir ao médico façam de você uma vítima da automedicação. As consequências podem ser mais graves do que você imagina ou você ainda corre o risco de tomar (ou passar) remédio à toa. Não vale brincar de médico no dia a dia, ok?

Fonte: http://www.dicasdemulher.com.br/automedicacao/ - Por Daniela Hueb - Foto: Thinkstock

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Susto pode curar soluços?

A bem-intencionada ideia de que assustar alguém pode fazer com que a pessoa pare de soluçar foi recentemente levada ao extremo: um soldado dos Estados Unidos atirou em um colega, achando que o barulho (ele pensava que a arma estava carregada com cartuchos vazios, conforme depoimento dado à agência Reuters) iria curar o soluço do outro.

Soluções mais pacíficas (e menos letais) não foram cientificamente comprovadas, mas algumas evidências levam a crer que elas podem, de fato, ajudar – e não apenas por causa do efeito placebo, que leva uma pessoa a ser curada simplesmente por acreditar na eficácia do tratamento.

As causas do soluço permanecem um mistério, mas seu mecanismo já é conhecido: espasmos ritmados do diafragma (músculo essencial para a respiração) fazem com que as cordas vocais se contraiam e produzam barulho. Interferir nesse mecanismo pode ser o segredo.

Armas contra o soluço

Normalmente, as pessoas procuram curar um soluço de duas formas: fazendo com que o cérebro pare de mandar estímulos para nervos responsáveis pelo soluço (distraindo a pessoa com perguntas, por exemplo); ou estimulando partes do corpo envolvidas com o fenômeno (massageando a garganta, tomando água).

Existem métodos que usam as duas aproximações – como prender a respiração. Além de aumentar o nível de dióxido de carbono no corpo, o método pode fazer com que o cérebro pare de focar no soluço e direcione sua atenção à falta de oxigênio, conforme informações divulgadas pelo Centro Médico da Universidade de Nova York (EUA).

Um susto também pode ser “duplamente eficaz”, pois altera o ritmo respiratório da pessoa e gera um estímulo nervoso de “luta ou fuga”, que pode superar o do soluço.

Em artigo publicado há mais de dez anos, os pesquisadores Arya e Roni Peleg relataram um caso curioso, em que um homem de 40 anos foi subitamente curado de um soluço (que o estava incomodando há quatro dias) enquanto fazia sexo com a esposa. Para os autores, o estímulo gerado na ejaculação poderia estar por trás da “cura”.

Eles encerraram o artigo com uma sugestão: “Em circunstâncias nas quais uma relação sexual com um parceiro não é possível, a masturbação pode ser usada como tentativa de parar soluços intratáveis”.

Mais seguro do que um tiro, pelo menos.[LiveScience] [Reuters]

Fonte: http://hypescience.com/susto-pode-curar-solucos/ - por Guilherme de Souza

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

10 passos para ganhar a vida fazendo o que gosta

Tem muita gente que adora o que faz e é apaixonado pela própria carreira, mas também tem muita gente que está preso a um emprego que não gosta ou pelo menos que não os motiva.

Trabalhar fazendo o que você adora é bom para você e para seu empregador, sem dúvida.

Mas como transformar o sonho em realidade? Veja estas 10 dicas para transformar sua paixão em carreira:

1 – BUSCA ESPIRITUAL
Para ganhar a vida fazendo o que gosta, é preciso primeiro gastar um tempo pensando sobre o que te traz prazer.
Para isto, pense no assunto e descubra quais são as coisas que você gosta de fazer, incluindo o máximo de detalhes e informações específicas que for possível, sem categorizar em uma carreira ou indústria específica.
Somente depois de ter uma lista do que você gosta de fazer, você deve pensar nas carreiras que se encaixam nesta lista.

2 – SEPARE UM TEMPO PARA FAZER ACONTECER
Uma vez determinadas as paixões que você gostaria de transformar em carreira, é importante tomar os passos necessários para transformara a ideia em realidade.
Agende um tempo para elaborar o plano que vai te levar lá, e escreva esse plano, mesmo que ele seja detalhado em pequenos passos.

3 – DESCUBRA COMO LUCRAR COM SUA PAIXÃO
Para transformar algo que se adora em um negócio, é preciso determinar como se faz dinheiro com isto.
Gaste algum tempo coletando ideias, olhe para sua paixão de diversos ângulos, com a sua perspectiva, a perspectiva do comprador, a perspectiva do usuário final e a perspectiva da audiência. Por exemplo, pessoas que amam arte podem financiar sua paixão de diversas formas, como ensinando arte, trabalhando em uma galeria ou fazendo arte.

4 – CONVERSE COM QUEM JÁ FEZ O QUE VOCÊ QUER FAZER
Encontre alguém que faz aquilo que você adora, por exemplo, algum empreendedor que esteja trabalhando na sua área de interesse.
Conversar com alguém que já está no mercado e que tem a mesma paixão que você lhe permite descobrir os revezes que lhe esperam, o que vai lhe ajudar a descobrir como criar um modelo de negócio.

5 – CERQUE-SE DE PESSOAS QUE O APÓIEM
Quando você abandonar o seu emprego atual e mudar de vida, vai precisar de pessoas para lhe apoiarem e encorajarem, principalmente por que muita gente não gosta de mudanças, vai se assustar e acabar contribuindo para tentar lhe segurar no passado.
O apoio de amigos fará com que você se sinta menos sozinho, e muito mais corajoso.

6 – SEJA DESTEMIDO
Criar uma carreira pode ser um projeto assustador, mas você não pode ter medo de mergulhar de cabeça.
Muitas pessoas têm medo de tentar fazer o que adoram por terem receio de não serem bons ou de cometerem um erro, ou até de não estarem prontos. O caminho é tentar e, quando e se cometer um erro, simplesmente prosseguir.

7 – NÃO FIQUE ESPERANDO
Quanto mais tempo as pessoas esperam para fazer do que gostam uma carreira, menos provável que algum dia elas venham a fazer isso.
É preciso ter espírito empreendedor e agir rapidamente. Abra o negócio que você está sonhando agora porque, quanto mais velho você fica, menos riscos você estará disposto a tomar.

8 – ESTUDE
Antes de se arriscar, quem está interessado em trocar de carreira precisa ter algumas aulas ou uma instrução profissional sobre indústria que quer entrar. Desta forma, as pessoas podem se certificar de que tal carreira realmente é para elas.
O investimento em cursos e treinamento também serve para medir o talento e perseverança.

9 – NÃO TENTE FAZER TUDO SOZINHO
A maioria pensa que fazer algo que gosta exige iniciar seu próprio negócio, mas nem sempre este é o caso.
Um caminho mais fácil é encontrar uma empresa, companhia ou projeto que já faça algo que você adora, e tentar um emprego lá. Não tenha medo de “começar por baixo”.

10 – TENHA PACIÊNCIA
Quem está perseguindo seu sonho tem que estar preparado para os problemas iniciais que certamente virão.

É preciso ter paciência, já que pode levar algum tempo entre o início do novo negócio e o esperado lucro que lhe permitirá abandonar o emprego que você não gosta. [LiveScience]

Fonte: http://hypescience.com/10-passos-para-ganhar-a-vida-fazendo-o-que-gosta/ - por Cesar Grossmann

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Como funciona o jogo do bicho?

Com o sorteio de cinco pares de dezenas entre 00 e 99, associadas a 25 animais diferentes. Se você escolheu essas dezenas, leva o prêmio. A brincadeira foi criada, há exatos 120 anos, para evitar que o zoológico do Rio de Janeiro fechasse as portas. Na compra do ingresso, os visitantes recebiam um cupom com a estampa de um entre 25 animais.

Caso o bicho fosse sorteado no fim do dia, a pessoa era premiada com até 20 vezes o valor do bilhete. Em 1894, tornou-se possível comprar vários bilhetes – motivando o surgimento do bicheiro, que os vendia pela cidade. Assim, o sorteio virou jogo de azar. No ano seguinte, foi proibido, mas aí já tinha virado febre.

FAZENDO UMA FEZINHA
O jogo é ilegal, mas move milhões de reais diariamente

1. Botecos, borracharias e até bancas de jornal servem como “estabelecimentos de fachada” que recebem apostas. Para jogar, basta escolher um par de dezenas, ou um par de animais – cada um representa quarto dezenas (vide a tabela). Esse par constitui um milhar. Por exemplo: as dezenas 15 e 23 formam o milhar 1523.

2. Todos os dias, são feitos vários sorteios, cada um com cinco milhares. Os resultados, que valem para todo o país, vêm de uma sede secreta no Rio de Janeiro, que usa bolinhas de bingo até hoje para tirar as dezenas. A divulgação rola minutos depois, pela internet, pelo rádio, jornais populares e até por telefone – o chamado “disk-bicho”.

3. Há várias opções de apostas e o prêmio varia conforme a probabilidade de acerto no jogo escolhido, como nas loterias. O ganhador pode receber entre 15 e 4 mil vezes o valor investido (que costuma ficar em torno de R$ 1). Para receber, o jogador deve voltar no dia seguinte ao local em que apostou, com o comprovante do jogo
Vem do jogo do bicho a associação do número 24 ao veado e, por extensão, à homossexualidade.

Como o milhar é composto por quatro algarismos, muita gente aposta nos dígitos da placa do carro

FAÇAM SUAS APOSTAS
Premiação depende da probabilidade de combinações das dezenas
Há mais de dez tipos de aposta, que rendem prêmios de acordo com sua probabilidade. A “milhar seca” (ou na cabeça), por exemplo, acontece quando o seu milhar sair no primeiro sorteio. Paga 4 mil vezes o investimento. Já a “dezena” rende 80 vezes: basta que os últimos dois dígitos do seu milhar sejam sorteados. Um “duque de dezenas” rola quando forem sorteadas duas dezenas que você definir. O retorno é de 200 para 1.

DICAS DO INCONSCIENTE
As sugestões tradicionais de aposta para cada tipo de sonho

[Para quem sonhou com...] [Animal] [Grupo Dezenas]

Aliança, casamento, mesa, pérola = Avestruz = 1 01, 02, 03, 04
Briga, palhaço, uva = Águia = 2 05, 06, 07, 08
Abrigo, proteção, livro = Burro = 3 09, 10, 11, 12
Crianças, jardim, lua, montanha = Borboleta = 4 13, 14, 15, 16
Bruxa, Deus, raio, sombra = Cachorro = 5 17, 18, 19, 20
Escuridão, bebê, Sol = Cabra = 6 21, 22, 23, 24
Janela, lâmpada, moeda, ovo = Carneiro = 7 25, 26, 27, 28
Amigo, escada, homem, lápis, pirâmide = Camelo = 8 29, 30, 31, 32
Igreja, mar, noite, ponte, seios = Cobra = 9 33, 34, 35, 36
Beijo, pedra = Coelho = 10 37, 38, 39, 40
Leite, nudez, sapato = Cavalo = 11 41, 42, 43, 44
Anjo, sangue = Elefante = 12 45, 46, 47, 48
Cafunés, defuntos, faca, muro, óculos = Galo = 13 49, 50, 51, 52
Medo, nuvem, sal, vermelho = Gato = 14 53, 54, 55, 56
Ilha, umbigo = Jacaré = 15 57, 58, 59, 60
Acidentes, máscara, pé = Leão = 16 61, 62, 63, 64
Pedras preciosas = Macaco = 17 65, 66, 67, 68
Casamento, lago, mãe = Porco = 18 69, 70, 71, 72
Casa, fogo, ninho, pão, rio = Pavão = 19 73, 74, 75, 76
Dinheiro, flor, neve, olhos, remédio = Peru = 20 77, 78, 79, 80
Carnaval, filhos, relógio = Touro = 21 81, 82, 83, 84
Fantasma, navio, orelha, praia, rei = Tigre = 22 85, 86, 87, 88
Adultério, naufrágio, pai, queda, vulcão = Urso = 23 89, 90, 91, 92
Exército, hospital, nascimento, quartel = Veado = 24 93, 94, 95, 96
Espelho, estrela, onda, quadro = Vaca = 25 97, 98, 99, 00

FONTES Sites How Stuf Works e O Bicheiro e revista SUPERINTERESSANTE Consultoria Antonio Paulo Benatte, professor do departamento de história da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), autor da tese Os Jogos que Especulam com o Acaso: Contribuição a uma História do ‘Jogo de Azar’ no Brasil Moderno (1890-1950)

Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/como-funciona-o-jogo-do-bicho - por Luiza Sahd

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Quais os riscos de fazer uma tatuagem?

Hoje em dia, é muito fácil fazer uma tatuagem. Mas não deveria ser tão simples assim: a tatuagem é uma marca permanente feita sobre a nossa pele, marca que é muito difícil de ser retirada em caso de arrependimento.

Portanto, antes de você correr modificar seu corpo, pense bem e considere todos os riscos e consequências envolvidos em se fazer uma tatuagem. Garanto que tem muita coisa que você ainda não sabia.

O que é tatuagem?
Uma tatuagem é um desenho feito com pigmentos inseridos através de picadas na camada superior da pele. Tipicamente, o tatuador usa uma máquina pequena de mão que atua muito como uma máquina de costura, usando uma ou mais agulhas para perfurar a pele repetidamente.
A cada furo, as agulhas inserem na pele minúsculas gotas de tinta. O processo, feito geralmente sem anestésicos, causa pequeno sangramento e dor, que pode variar de leve a forte.

Maior de idade
O primeiro passo para se considerar fazer uma tatuagem é ser maior de idade. O Brasil ainda não tem uma lei federal, ou seja, única, sobre tatuagem em crianças e adolescentes, mas muitos estados a proíbem.
Por exemplo, São Paulo, Rio de Janeiro e Manaus proíbem menores de 18 anos de fazer tatuagem, mesmo com autorização dos pais. Em Santa Catarina e em Porto Alegre, com 16 anos e autorização dos pais, os menores podem fazer tatuagem. Em Curitiba, Juiz de Fora, Recife e Cuiabá, se a família permitir, não tem restrição de idade.
Se informe no seu estado qual a lei vigente. Mas, acima de tudo, não custa esperar até ter 18 anos. As chances são de que você estará mais maduro e seguro de que é isso que você quer. Bem melhor do que desenhar uma folha de maconha no braço ou tatuar “Seu nome” no peito e depois ter que viver com isso para sempre (exemplos de casos reais que chegaram até a polícia em São Paulo e em Minas Gerais; no primeiro caso, o tatuador da menina de 11 anos foi preso, e no segundo, a família do garoto de 14 anos recebeu indenização do tatuador).

Permanente
O segundo fator a se considerar é: o quanto você deseja uma tatuagem? Antes de fazer uma, pergunte-se se você realmente quer investir em arte corporal permanente.
Se você está inseguro ou preocupado de que possa se arrepender um dia, espere e leve mais tempo para pensar sobre isso. Não se permita ser pressionado para fazer uma tatuagem, e não faça uma tatuagem se você estiver sob a influência de álcool ou drogas.
Se você decidir ir em frente com a tatuagem, considere coisas como escolher o local da tatuagem com cuidado. Lembre-se que ela pode até mesmo atrapalhar a conquista de uma vaga de emprego. Considere se você quer que ela seja visível ou possivelmente escondida sob a roupa. Lembre-se também que o ganho de peso, incluindo gravidez, pode distorcer a tatuagem ou afetar sua aparência.

Riscos
Quer mesmo mesmo fazer uma tatuagem? Tudo bem. Mas considere também os riscos que você estará correndo, por mais baixos que alguns sejam:
• Reações alérgicas: corantes usados em tatuagem, especialmente vermelhos, verdes, amarelos e azuis, podem causar reações alérgicas na pele, como uma comichão no local da tatuagem. Isso pode ocorrer até mesmo anos depois de fazer a tatuagem.
• Infecções na pele: infecções que podem causar vermelhidão, inchaço, dor e pus são possíveis após uma tatuagem.
• Outros problemas de pele: em alguns casos, granulomas podem se formar em torno da tinta da tatuagem. Você também estará sujeito à formação de quelóides, áreas elevadas causadas por um crescimento excessivo da pele da cicatriz.
• Doenças transmitidas pelo sangue: se o equipamento utilizado para criar a sua tatuagem estiver contaminado com sangue infectado, você pode contrair várias doenças transmissíveis pelo sangue, como tétano, hepatite B e hepatite C. Isto pode ocorrer quando o tatuador utiliza o mesmo potinho de tinta para mais de um cliente ou caso não esterilize o equipamento em autoclave.
• Complicações em caso de ressonância magnética: raramente, tatuagens ou maquiagem permanente podem causar inchaço ou ardor nas áreas tatuadas durante exames de ressonância magnética. Em alguns casos, os pigmentos de tatuagem podem interferir com a qualidade da imagem, dificultando o diagnóstico de alguma condição de saúde.
Medicação ou outro tratamento, incluindo possível remoção da tatuagem, pode ser necessário se você experimentar uma reação alérgica à tinta da tatuagem, ou se você desenvolver uma infecção ou outro problema de pele perto de uma tatuagem.

Precauções
Entende os riscos e as consequências de se fazer uma tatoo, e quer mesmo assim? Então tome certas precauções, como escolher bem o tatuador. Não tente fazer a tatuagem ou permitir que um amigo não treinado a faça. Vá a um estúdio de tatuagem respeitável que empregue somente funcionários devidamente treinados.
No caso do Brasil, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) estabeleceu um “guia” de recomendação técnica quanto a estúdios de tatuagem e piercing. Considerando todos os riscos envolvidos, a Anvisa aprovou uma Norma Técnica para o funcionamento dos estabelecimentos que realizam procedimentos de pigmentação artificial permanente da pele e colocação de adornos, que incluem ter uma alvará sanitário/licença sanitária, possuir local adequado e salubre e usar artigos descartáveis e esterilizados (consulte esse documento completo aqui). Antes de fazer uma tatuagem, verifique se o seu estúdio possui essa licença e obedece a essas recomendações.
Além disso, fique de olho no tatuador: mesmo que aparentemente ele cumpra as recomendações, veja se ele as está aplicando em você, ou seja, verifique se o tatuador lavou as mãos antes de tocar em você, se está usando um novo par de luvas para cada procedimento, se está usando equipamento adequado, se removeu a agulha de um pacote fechado, se esterilizou equipamentos não descartáveis usando uma máquina de esterilização por calor (autoclave), se gavetas, mesas e pias estão desinfetadas, etc.

Se arrependeu ou teve complicações?
Se você acha que sua tatuagem pode estar infectada ou se está preocupado que sua tatuagem não está sarando corretamente (por exemplo, está formando quelóides), contate um médico.
Se você estiver interessado em remoção da tatuagem, pergunte a um dermatologista sobre cirurgia a laser ou outras opções.[MayoClinic]

Fonte: http://hypescience.com/quais-os-riscos-de-fazer-uma-tatuagem/ - por Natasha Romanzoti

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Os 11 livros mais polêmicos da história

11) PRODÍGIO DA POLÊMICA
Livro: Sarah (1999)
Autor: Jeremiah “Terminator” LeRoy
É um romance supostamente baseado na infância do autor, representado por um garoto de 12 anos, chamado Cherry Vanilla, que deseja virar uma mulher famosa. Com forte carga de prostituição e abuso sexual infantil, a história caiu no gosto até de celebridades. Em 2006, o autor foi desmascarado e revelou-se que a pessoa que se passava por LeRoy era uma modelo contratada. A real autora era uma ex-operadora de tele sexo. A farsa contribuiu ainda mais para seu sucesso.

10) BLASFÊMIA LUCRATIVA
Livro: Deus, um Delírio (2006)
Autor: Richard Dawkins
O biólogo britânico expõe argumentos para provar a inexistência de Deus, faz apologia ao ateísmo e aponta a religião, de modo geral, como principal causa dos males modernos: guerras, ignorância, intolerância etc. Sucesso de vendas, a obra inflamou a discussão entre religiosos e ateus no meio acadêmico e gerou dezenas de artigos e até livros contrários a suas ideias. Dawkins virou ícone do ateísmo.

09) SENTENÇA DE MORTE
Livro: Versos Satânicos (1989)
Autor: Salman Rushdie
A obra conta a aventura de dois muçulmanos que sobrevivem a um atentado a bomba em um avião. Depois da queda, um deles desenvolve chifres, cascos e um rabo. O outro cria uma auréola. Recheado de ironias e críticas ao Alcorão e ao islamismo, o livro culminou na busca pela cabeça do autor – líderes religiosos ofereceram US$ 6 milhões como recompensa pelo seu assassinato. Rushdie teve que se manter no anonimato durante muitos anos.

08) AMOR NÃO TEM IDADE
Livro: Lolita (1955)
Autor: Vladimir Nabokov
Rejeitado por várias editoras, que o taxaram de pornografia pura, Lolita é um romance escrito em primeira pessoa que conta a história de Humbert Humbert, professor de poesia francesa quarentão que se apaixona por sua enteada de 12 anos e vive com ela uma relação amorosa e erótica. Humbert se define como um pervertido e atribui seus atos a um romance malsucedido da juventude. Inspirou dois filmes, também controversos.

07) MALDIZENDO A MADAME
Livro: Madame Bovary (1857)
Autor: Gustave Flaubert
Avançada para os padrões da época, a fictícia madame Bovary comete adultério e se entrega ao consumismo desenfreado (e às dívidas que vêm junto) para dar sentido à sua vida carente de aventuras. Acaba tendo um final trágico e meio moralista: ela se suicida ingerindo arsênico. Por fazer críticas ao clero e à burguesia, o romance causou furor na época, com o autor sendo levado a julgamento por ofender a moral e a religião. Absolvido, Flaubert declarou no tribunal: “Emma Bovary sou eu”.

06) O SONHO ACABOU?
Livro: A Interpretação dos Sonhos (1900)
Autor: Sigmund Freud
Obra em que o pai da psicanálise relaciona os sonhos às projeções do inconsciente. Para o médico austríaco, qualquer sonho pode ser explicado, diferentemente do que alguns estudiosos acreditavam. Mal recebido, o livro causou polêmica por contrariar as teorias da época, que diziam que os sonhos não eram inteligíveis. As interpretações sexuais foram um dos motivos de maior escândalo.

05) MIL E UMA PERVERSÕES
Livro: Os 120 Dias de Sodoma (1785)
Autor: Marquês de Sade
Não é à toa que o nome do autor deu origem à palavra “sadismo”: o livro tem escatologia (uma cena narra um banquete com pratos com fezes), incesto, tortura (inclusive de crianças), orgias e assassinato. Uma leitura mais atenta aponta que a violência foi o recurso do escritor para afrontar as instituições da Igreja, da família e do Estado. Preso diversas vezes e perseguido ao longo da vida pelo comportamento libertino, Sade morreu em um hospício.

04) AO ALTO E ALÉM
Livro: Acerca do Infinito, do Universo e dos Mundos (1584)
Autor: Giordano Bruno
Precursor da filosofia moderna, o livro se baseia na teoria do astrônomo e matemático Copérnico, que afirmava que a Terra não era o centro do Universo. Para o autor,o Universo seria infinito e com um número infinito de mundos, todos em sistemas heliocêntricos (ou seja, que têm um Sol como centro), com seres inteligentes. O autor acabou executado como herege pela Inquisição.

03) TÁ DE MACAQUICE?
Livro: A Origem das Espécies (1859)
Autor: Charles Darwin
Um dos livros mais importantes da história das ciências, apresenta a Teoria da Evolução, cujos preceitos se tornaram a base da biologia moderna. Na obra, Darwin analisa a luta pela sobrevivência e a seleção natural entre as espécies. Mas foram as teorias de que o homem veio do macaco que geraram comoção, principalmente porque contradizem totalmenteo livro do Gênesis, na Bíblia, que trata da suposta criação do mundo por Deus.

02) MANIFESTO DO MAL
Livro: Mein Kampf (1925/1926)
Autor: Adolf Hitler
A “cartilha do nazismo” expressava as ideias antissemitas e racistas do ditador, que escreveu o primeiro dos dois volumes na prisão. Foi meio que uma sementinha da 2a Guerra Mundial e do Holocausto, já que, em suas páginas, Hitler persuadia os alemães a combater os judeus, que, segundo ele, pretendiam dominar o país. O estado da Baviera, na Alemanha, se recusa a reeditar a obra ou permitir republicações.

01) A OBRA DA DISCÓRDIA
Livro: Bíblia (ano indeterminado)
Autor: vários (mais de 40)
Fiéis, cientistas, ateus e diversos outros grupos levantam dúvidas sobre autoria, idiomas e datas. Além disso, seu conteúdo sempre gerou incertezas e muitas análises, principalmente as partes sobre o pecado original, o Apocalipse e a criação divina. Trechos sobre penas de morte, sacrifícios, violência contra crianças, bebedeiras e sexo sempre são trazidos à tona por seus detratores. A Bíblia também é muito analisada por seguidores de outras crenças além da católica, o que contribui para que gere polêmicas.

FONTES: Cassiano Ricardo Tirapani, coordenador da Casa da Palavra, em Santo André (SP), Fernando Sá, professor e editor da Editora PUC-Rio, Noemi Jafe, escritora, Rodrigo Petronio, escritor, Rosangela Petta, jornalista e dramaturga

Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/top-11-os-11-livros-mais-polemicos-da-historia - por Heloísa Noronha

domingo, 21 de outubro de 2012

Copa O Saber de Futsal Masculino - 2º Turno



Professor José Costa

Enxaguantes bucais realmente funcionam?

As promessas de horas prolongadas de hálito fresco podem levantar dúvidas: os antissépticos bucais conseguem, de fato, combater o mau hálito? De acordo com estudo recente, a resposta é “sim”.

Para entender como esses produtos podem ajudar, é importante conhecer o que está por trás do mau hálito, formalmente conhecido como halitose. Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Halitose, o problema atinge cerca de 30% da população brasileira e, embora não seja uma doença propriamente dita, pode ser sinal de algum problema de saúde (como gengivite).

O odor desagradável é produzido por bactérias que se alimentam de restos de alimentos presos na língua e entre os dentes. Elas liberam, entre outras substâncias, sulfureto de hidrogênio, o mesmo que está por trás do mau cheiro de ovos podres.

Embora escovar bem os dentes e usar fio dental ajude, nem sempre é o bastante, em especial porque é a língua o principal “reservatório” de bactérias. E estudos anteriores mostraram que escovar a língua tem um efeito bastante limitado no combate à halitose.

Os enxaguantes bucais podem combater o problema por duas vias: matando as bactérias ou camuflando/neutralizando o odor. “Nós vimos que antissépticos bucais, bem como aqueles que neutralizam odores, são de fato muito bons para controlar mau hálito”, destaca o pesquisador Zbys Fedorowicz.

Contudo, ele também fez uma pequena ressalva: produtos que contêm gluconato de clorexidina podem manchar (temporariamente, mas de modo visível) a língua e os dentes. “Você pode remover um pouco com escovação, mas entre os dentes, onde a escova não alcança, é bastante aderente”, diz. O efeito é parecido com o amarelamento causado por tabaco.

Agora, se os enxaguantes têm efeitos que duram doze horas ou mais, já é outra história.[Life's Little Mysteries]

Fonte: http://hypescience.com/enxaguantes-bucais-realmente-funcionam/ - por Guilherme de Souza

sábado, 20 de outubro de 2012

Aprender outro idioma faz o cérebro crescer

Cérebro e idiomas

Estudos já demonstraram que falar dois idiomas aguça o cérebro e melhora a atenção e até que falar dois idiomas retarda os sintomas do Mal de Alzheimer.

Mas um grupo de pesquisadores suecos queria saber o que acontece no "hardware", ou seja, na fisiologia do cérebro.

Eles encontraram um laboratório perfeito na Academia de Intérpretes das Forças Armadas da Suécia, onde jovens recrutas aprendem um novo idioma em um ritmo muito rápido - 13 meses.

Estudando os cérebros desses recrutas antes e depois do treinamento de idiomas, eles tiveram uma oportunidade sem precedentes para observar o que acontece com o cérebro quando aprendemos um novo idioma.

Curso super intensivo

Ao entrar na Academia de Uppsala, os jovens suecos com talento para línguas vão de um conhecimento zero de línguas como árabe ou russo, a falá-las fluentemente, em um período de 13 meses.

De manhã à noite, durante a semana e os fins de semana, os recrutas estudam em um ritmo diferente do encontrado em qualquer outro curso de idiomas.

Como grupo de controle, os pesquisadores usaram estudantes de medicina e de ciências cognitivas da Universidade de Umea - também estudantes que estudam muito, mas não línguas.

Os dois grupos passaram por exames de ressonância magnética antes e depois de um período de três meses de estudos intensivos.

Crescimento do cérebro

Enquanto a estrutura do cérebro do grupo de controle permaneceu inalterada, partes específicas do cérebro dos estudantes de língua cresceram.

As partes que aumentaram de tamanho foram o hipocampo, uma estrutura cerebral profunda, envolvida na aprendizagem de novos materiais e na navegação espacial, e três áreas no córtex cerebral.

"Ficamos surpresos que diferentes partes do cérebro desenvolveram-se em diferentes graus, dependendo do desempenho dos alunos e de quanto esforço eles tiveram que despender para levar adiante seu curso," disse Johan Martensson, pesquisador em psicologia da Universidade de Lund.

Alunos com maior crescimento no hipocampo e de uma área do córtex cerebral relacionada ao aprendizagem de línguas - o giro temporal superior - alcançaram maiores habilidades de linguagem do que os outros estudantes.

"Ainda que não possamos comparar três meses de estudo intensivo de línguas com uma vida inteira sendo bilíngue, há bastante fundamento para sugerir que a aprendizagem de línguas é uma boa maneira de manter o cérebro em forma," concluiu Martensson.

Fonte: http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=aprender-outro-idioma-faz-cerebro-crescer&id=8249&nl=nlds

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Câncer de mama: o que toda mulher deveria saber

Apesar de incontáveis campanhas de conscientização realizadas no mundo todo, o câncer de mama é cercado de mitos. Para avaliar até que ponto ia o conhecimento de leigos e especialistas acerca do tema, a revista Health fez uma pesquisa com 753 leitores e 1.248 ginecologistas obstetras. Confira a seguir resultados que causaram espanto na equipe (e informações cruciais para se combater a doença).

Fato surpreendente #1: 63% das mulheres acreditam que o histórico familiar é o maior fator de risco para o câncer de mama.
O que você deveria saber: A grande maioria das mulheres com câncer de mama não tem histórico familiar da doença.
O maior fator de risco entre as mulheres é, de fato, a idade. “Conforme envelhecemos, nossos tecidos também envelhecem, e o risco de se desenvolver doenças aumenta”, explica Susan Boolbol, do Centro Médico Beth Israel em Nova York (EUA).
Com o passar dos anos, aumenta também o tempo de exposição ao hormônio estrogênio, que pode elevar o risco de câncer de mama – o que explica, em parte, por que as chances de se ter a doença aumentam de 1 em 233 aos 30 anos para 1 em 29 aos 60.
Naturalmente, embora não seja o maior fator de risco, a existência de casos na família é preocupante, e deve ser informada ao médico. Casos de câncer de ovário, próstata ou pâncreas também podem ser motivo de preocupação em relação ao câncer de mama.

Fato surpreendente #2: 40% das mulheres dizem que câncer de mama é o câncer que mais as preocupa.
O que você deveria saber: Câncer de mama é bastante tratável se detectado precocemente.
Apesar de ser o tipo mais comum entre as mulheres, o câncer de mama é responsável por menos mortes do que o de pulmão – as chances de uma mulher morrer por causa deste é de 1 em 20, contra 1 em 36 do câncer de mama. Isso se deve, em parte, porque o câncer de mama tende a ser detectado (em especial por meio de mamografia) em estágios mais iniciais e mais fáceis de tratar, diferentemente de câncer de pulmão ou de ovário, por exemplo.
O temor em relação à doença se deve, assim, mais à exposição midiática do que ao risco de morte que ela causa.

Fato surpreendente #3: 39% das mulheres dizem que a principal forma de se detectar câncer de mama precocemente é por meio do autoexame mensal.
O que você deveria saber: Mamografia é a forma principal, de acordo com 73% dos médicos.
Muito recomendado em campanhas de conscientização, o autoexame é considerado por algumas pessoas tão eficaz quanto a mamografia – uma crença que muitos especialistas consideram perigosa. “Autoexames não são confiáveis”, aponta Barbara Levy, do Congresso Americano de Ginecologia e Obstetrícia. “Agora nós estimulamos a autoconsciência – saber como seus seios aparentam e senti-los, para que, caso note qualquer inchaço ou caroço, você possa informar seu médico”.
Ao invés de fazer um autoexame mensal, procure sentir os seios de vez em quando, no banho ou pouco antes de dormir. Passar por uma mamografia anual a partir dos 40 anos permanece uma recomendação forte entre especialistas da área. Para mulheres com menos de 50 anos, Levy recomenda a mamografia digital, capaz de analisar melhor seios densos.

Fato surpreendente #4: Apenas 4% das mulheres dizem que excesso de peso tem o “maior efeito” sobre o risco de câncer de mama.
O que você deveria saber: Estar acima do peso aumenta suas chances de ter câncer de mama em mais de 40%.

De acordo com estudo citado pela Health, mulheres que ganharam de 9 a 13 kg após os 18 anos têm maior risco de desenvolver câncer de mama após a menopausa. Entre os médicos que participaram da enquete da revista, 78% recomendaram que os pacientes percam peso como forma de diminuir os riscos de se desenvolver a doença.[CNN]

Fonte: http://hypescience.com/cancer-de-mama-o-que-toda-mulher-deveria-saber/ - por Guilherme de Souza

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Quais foram as perguntas de vestibular mais polêmicas?

ENSINO A DISTÂNCIA
Instituição: Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, 2011.
Uma questão considerava correta a afirmação de que o escritor Samuel Smiles, nascido e criado na Escócia, deu aula ao autor Graciliano Ramos, natural do interior de Alagoas. Graciliano nasceu 12 anos antes da morte de Samuel, que nunca foi professor primário aqui, no Brasil.
Repercussão: Professores de cursinhos, indignados, reclamaram muito. Porém a facul não aceitou o pedido de anulação.

ZOEIRA PODE?
Instituição: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 1998
O exame trazia uma charge com o então presidente, Fernando Henrique Cardoso, que promoveu a privatização da mineradora Vale. No desenho, FHC dizia à esposa que merecia desconto no Imposto de Renda por ter “doado” a Vale.
Repercussão: Jornais e revistas acusaram a UFRGS de fazer propaganda ideológica de mau gosto. O alarde não adiantou e a questão continuou válida.

QUESTÃO ELEITORAL
Instituição: Universidade Estadual de Santa Cruz (BA), 2011
A prova reproduzia um anúncio que divulgava as qualidades do governo estadual da Bahia e pedia ao aluno para analisar o duplo sentido em uma frase da propaganda – os dois sentidos, é claro, eram favoráveis ao governador.
Repercussão: O caso gerou manchetes como “governo faz propaganda em vestibular”. O Ministério Público questionou a empresa responsável pela prova, mas a questão ficou assim mesmo.

O POLÍGONO IMPOSSÍVEL
Instituição: Universidade de São Paulo, 2011
Na prova de matemática, uma pergunta sobre um polígono deixou o vestibulando fazendo cálculos que não chegavam a lugar algum. A soma dos ângulos proposta era impossível de acontecer na figura descrita no enunciado.
Repercussão: Cinco dias depois de muito barulho na imprensa e nas redes sociais, a universidade anulou a questão.

TRAPALHADAS DO ENEM
O Exame Nacional do Ensino Médio também já deu o que falar
- Em 2009, a prova foi roubada na gráüca e teve que ser adiada e refeita. O preju foi de R$ 45 milhões.
- No ano seguinte, uma questão dizia que a abertura dos portos no Brasil aconteceu em 1810. Detalhe: a informação correta era o título do livro relacionado à pergunta, 1808.
- Em 2011, alunos de uma escola cearense tiveram acesso a 14 perguntas uma semana antes do teste. As questões foram anuladas apenas para eles.

FONTES: Jornal Estado de Minas; revista Exame; sites iG e G1; http://mundoestranho.abril.com.br/materia/quais-foram-as-perguntas-de-vestibular-mais-polemicas - por Rodrigo Ortega

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Como um filme é convertido para 3D?

Há três métodos, que você confere abaixo. Em comum, eles tentam recriar a ilusão da paralaxe – a sobreposição de duas imagens idênticas, como se fossem captadas por cada um dos nossos olhos, que, fundidas no cérebro, dão a sensação de tridimensionalidade. Mas os resultados nem sempre são satisfatórios.

O melhor modo ainda é captar o filme, desde o início, com equipamento 3D.

3 X 3 - Conheça as três técnicas para gerar a terceira dimensão

1. Recortar e colar
O primeiro método é o mais fácil e rápido – leva cerca de um mês. Um software localiza os elementos de cena que estão no primeiro plano (mais “à frente” no cenário) e desloca seus pixels para criar a imagem duplicada do 3D. Esse processo é parecido com o dos televisores 3D.

2. Trabalho braçal
O segundo método é semelhante, mas mais artesanal. Por isso, se for feito às pressas, pode deixar a desejar – foi o que aconteceu, por exemplo, com o filme Fúria de Titãs, de 2010. Cabe a um artista 3D (e não a um computador) analisar cena a cena e separar os dois planos. Em seguida, é criada uma modelagem geométrica dos principais elementos.

Jogo de cena
Sobre essa geometria, é projetada a cena original – assim, as modelagens ganham a textura, as sombras e a luz originais. E aí essa imagem é filmada por uma câmera 3D virtual (criada pelo próprio computador dentro desse cenário). Essa câmera cria a sobreposição de imagem que será projetada na tela das salas de cinema.

3. Mínimos detalhes
A última técnica é uma versão melhorada da segunda. Aqui, a cena é desconstruída e todos os elementos são modelados a mão. Depois, ela é reconstruída quase inteira em 3D e também recebe a projeção do 2D. Alice no País das Maravilhas, de 2010, foi feito assim. Esse é o método mais caro: de US$ 80 mil a US$ 100 mil por minuto de filme.
Fontes: Diego Velasco-De Armas, sócio do estúdio de animação Oca Filmes, Ricardo Eloy, especialista em computação gráfica da escola Melies, e site Omelete.

Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/como-um-filme-e-convertido-para-3d - por Luiza Wolf

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Há técnicas para definir o sexo do bebê durante a transa?

Por métodos naturais de concepção, determinar o sexo do bebê é impossível. Contudo, há técnicas que prometem aumentar a chance de gerar meninos ou meninas de acordo com características dos espermatozoides.

Os que carregam cromossomo X (e geram meninas) são mais pesados, resistentes e lentos do que os que levam cromossomo Y. Daí, a dica de transar no dia da ovulação para privilegiar os mais ligeiros e ter um menino. Fazer sexo poucos dias antes da liberação do óvulo, por sua vez, favoreceria os portadores do cromossomo X, que sobrevivem mais.

Outro fator que supostamente interfere na “corrida pela vida” é o grau de acidez no útero e no canal vaginal. Quanto mais ácido, vantagem para os resistentes (X). Por isso, a recomendação de dieta alcalina (salada, carnes, peixes – sem temperos como vinagre e limão – e nada de carboidratos e laticínios) para ter menino. E uma mais ácida (condimentos, doces, refri e carboidratos) para ter menina. Entretanto, nenhum desses métodos é confiável, já que não dá para precisar o momento da ovulação.

Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/ha-tecnicas-para-definir - por Katia Abreu

domingo, 14 de outubro de 2012

Orgulho de ser Professor

Convicto da importância do professor na educação de crianças e jovens, não apenas em 15 de outubro, mas em todos os dias do ano, gostaria de relatar em poucas palavras a minha trajetória como professor de educação física e a missão incansável de educar.

Em 1976, quando estudava a 8ª série e praticava basquete no Colégio Estadual Murilo Braga, resolvi que iria fazer o vestibular para Educação Física e ser professor.

Em janeiro de 1980, fiz o vestibular e fui aprovado. Era o início da concretização do sonho de ser professor. No mês de abril do mesmo ano, tive a oportunidade de ingressar no serviço público e, assim, dar aulas de Educação Física e basquete no CEMB. No início da carreira, passei 5 anos estudando na UFS e ao mesmo tempo ensinando. Atualmente, não ensino basquete no Murilo Braga, apenas leciono aulas de educação física aos alunos do Ensino Médio.

Em 1988, insatisfeito com apenas um emprego, resolvi procurar o ex-colega da universidade e Vice-diretor do Colégio Graccho, Abelardo Neto. Solicitei a ele um emprego como professor, o qual fui prontamente atendido. Ensinei basquete e no último ano de trabalho na escola lecionei aulas de educação física aos alunos do 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Dediquei 22 anos de minha vida aos alunos e a instituição, a qual sou eternamente grato pela acolhida.

Em 1989, recebi o convite para ensinar basquete no Colégio Salesiano pelo coordenador Pedagógico Jairton Guimarães (Cobrinha), que já conhecia o meu trabalho através do CEMB e do Graccho. Também lecionei educação física do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. Trabalhei 21 anos e aprendi muito como educador através do sistema preventivo de Dom Bosco.

Tenho orgulho de ter trabalhado em dois dos melhores colégios do Estado, Graccho e Salesiano. Em ambos, pedi para ser demitido por motivos pessoais e fica aqui o meu agradecimento pelo respeito ao meu trabalho por mais de duas décadas.

Em 1993, a Irmã Auxiliadora me fez o convite para lecionar no Colégio Dom Bosco, inicialmente o basquete e depois o voleibol, que continuo até os dias de hoje. Atualmente também ensino educação física aos alunos do 5º ano do Ensino Fundamental e do 1º Ano ao 3º Ano do Ensino Médio.

Em março de 2010, o Diretor do Colégio O Saber, Everton Souza, ex-aluno do basquete do CEMB, me convidou para dar aulas de educação física aos alunos do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental e prontamente aceitei este novo desafio na minha vida profissional.

Tenho orgulho de ter sido campeão por todas as escolas que trabalhei, nas diversas competições escolares de voleibol, handebol, futsal e, principalmente, do basquete.

Que Deus, na sua infinita bondade, me dê muita saúde e disposição para continuar trabalhando e contribuindo na formação integral dos alunos, como faço há 33 anos. Trabalho esse realizado com respeito, dedicação e compromisso aos alunos e às instituições de ensino, sempre com Orgulho de ser Professor.

Professor José Costa
CREF 000245-G/SE

sábado, 13 de outubro de 2012

Entenda as diferenças entre os treinos feminino e masculino

Os objetivos das mulheres costumam ser mais variados e pedem maior diversidade de exercícios

As mulheres têm a estrutura óssea mais leve e um percentual de gordura maior. Com a mesma altura são mais leves e possuem menos força. Porém não é por isso que as mulheres devem treinar menos peso que os homens. A principal diferença entre os treinos femininos e masculinos é a intensidade. O trabalho de aumento da massa muscular exige um programa de treino mais intenso com poucas repetições e muita carga. Esse é um objetivo unânime entre os homens, mas não para as mulheres. Mulheres têm objetivos e necessidades diferentes e buscam uma redução de gordura localizada, condicionamento físico e definição muscular. A mulher tem 30% menos massa muscular que o homem.

Há diferença entre a reação do corpo do homem e da mulher à atividade física?
A reação depende do nível de condicionamento. Se realizar um exercício aeróbio a 70% da frequência cardíaca máxima ou um exercício muscular a 70% da força máxima, os sintomas serão os mesmos para ambos os sexos.

No universo feminino, existe um momento onde a reação ao exercício pode ser diferente. Na fase folicular (início da menstruação), a mulher tem alterações hormonais que a deixa com mais força. Na fase lútea, que dura aproximadamente 13 dias, e termina com o início de sangramento menstrual, a força diminui. Hoje é comum desenvolver o planejamento das atividades considerando as fases do ciclo menstrual, fazendo com que o treinamento de força seja variado.

O ganho de massa muscular
Com relação á prática de musculação, os benefícios são definição muscular, emagrecimento, melhora da postura, fim das dores musculares e aumento da massa muscular. Detalhe: o corpo marombado é quase uma utopia para as mulheres - elas não têm condições hormonais para isso. O que determina o aumento da massa muscular é a forma como foi planejada, intensidades e atividades fora da academia.
"O corpo marombado é quase uma utopia para as mulheres - elas não têm condições hormonais para isso."
Mesmo com essas diferenças, algumas mulheres aumentam a massa muscular com facilidade. O ideal é acompanhar a evolução com uma análise de composição corporal onde observaremos o aumento da massa muscular. Um acompanhamento a cada três meses já é o suficiente.
Para desenvolver um trabalho combinado de modalidades com eficiência, os treinos devem ser moderados e a soma das atividades não pode ultrapassar duas horas. Se você corre dez quilômetros na esteira, por exemplo, e depois ainda faz um treino pesado de musculação, podem haver prejuízos nos resultados. A escolha do que fazer primeiro poderá ajudar.
Para quem tem como foco emagrecer, o trabalho aeróbio deve ser o primeiro. Para quem quer aumentar a massa magra, o trabalho muscular deve ser a prioridade. Ainda temos o caso de mulheres que precisam emagrecer e ganhar resistência muscular ao mesmo tempo. Para essas, o formato de circuito - em que são mesclados trabalho cardíaco e muscular - é a melhor opção.

Malhar os braços
A musculatura superior contribui para a manutenção da postura, ajuda a prevenir dores e lesões articulares e traz benefícios estéticos. Os principais músculos a serem trabalhados são: peitoral (fly e crucifixo); Dorsal (remada sentada e puxador pulley na frente); bíceps (rosca direta e rosca martelo); tríceps (testa e pulley) e ombros (elevação frontal e lateral). A mulher deve trabalhar todos os músculos superiores, mas claro que não será na mesma proporção dos membros inferiores.

Gaste tempo na academia
Com relação ao tempo passado na academia, as mulheres querem ter mais resultados sem sofrer tanto. Administram mal seu tempo conversando demais e se arrumando muito para treinar. Muitas mulheres têm mais tarefas do que o homem e isso faz com que não fiquem o tempo necessário na academia. Por isso devemos lembrá-las que o resultado só virá como fruto do trabalho - um mês treinando certinho pode valer bem mais que três meses de treinos mal feitos.

Para conseguir a barriga chapada
Muitas mulheres procuram ajuda profissional ficar com a barriga chapada. Isso vai depender de dois fatores: pouca gordura na região e musculatura abdominal desenvolvida. A sugestão para secar a barriga é realizar exercícios abdominais variados que trabalhem a musculatura infra, reto e supra-abdominal, além dos oblíquos. No próprio colchonete é possível fazer mais de 30 tipos de abdominais - realize dois exercícios para cada uma das divisões já citadas. A intensidade pode ser ampliada com aumento de carga usando o peso do próprio corpo, aumento de ângulo ou anilhas, do volume de repetições, e diminuindo o tempo de descanso entre as séries.

Fonte: http://www.minhavida.com.br/fitness/materias/15655-entenda-as-diferencas-entre-os-treinos-feminino-e-masculino?utm_source=news_mv&utm_medium=ciclos&utm_campaign=Sedentarismo – por Givanildo Matias

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Nove conselhos de pediatras para o seu filho crescer com saúde

Ministério da Saúde lança campanha de atualização da caderneta de vacinação infantil
O Ministério da Saúde acaba de lançar uma campanha de atualização da caderneta de vacinação infantil. Com 34 mil postos de saúde espalhados pelos país, o objetivo da iniciativa é aumentar a cobertura da vacinação em crianças de até cinco anos, reduzindo o risco de transmissão de doenças que podem ser evitadas. A campanha tem início neste sábado (18) e termina no dia 24 de agosto. Este, entretanto, é apenas um dos cuidados para deixar a imunidade nas alturas.

Afinal, quando pensamos na saúde dos nossos filhos, vale tudo: não deixá-lo exposto a agentes infecciosos, preparar um prato colorido rico em nutrientes e até matriculá-lo em diferentes atividades físicas são cuidados comuns de mães e pais. E ninguém melhor do que o pediatra para nos aconselhar sobre os melhores hábitos para fortalecer a imunidade, do bebê e da criança. Por isso, conversamos com especialistas que nos deram as melhores dicas para o seu filho ter uma saúde de ferro. Confira:

Mantenha a cartela de vacinação em dia
Vacinar o bebê ou a criança ajuda na prevenção das doenças para as quais existem vacinas. "A vacina é uma imunização passiva, ou seja, o organismo cria anticorpos contra a bactéria ou vírus que causam a doença sem ficar doente", diz a pediatra Ana Gabriela Pavanelli Roperto, do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, em São Paulo. Além disso, avacinação aumenta a produção de células defensoras protegendo o nosso corpo inclusive contra outras doenças. Um total de 12 vacinas deve ser tomado até os seis anos, conforme recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria e da Associação Brasileira de Imunizações. São elas: BCG, Hepatite B, Tríplice bacteriana (difteria, coqueluche e tétano),Poliomielite, Haemophilus influenzae tipo B (meningite, epiglotite, septicemia,pneumonia), Pneumocócica conjugada (meningite, pneumonia, sepse, bacteremia e otite média aguda), Rotavírus, Meningocócica C conjugada (meningite), Influenza, Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola), Varicela e Hepatite A. "Fora essas, a vacina contra a Febre Amarela é fundamental em áreas de alto contágio e também deve ser feita também nessa fase da vida", completa a especialista.

Amamente o seu filho pelo menos até os seis meses de idade
Segundo a pediatra Ana Gabriela, o leite materno possui um importante papel na imunidade dos bebês, pois contém células de defesa e fatores anti-infecciosos que têm a função de proteger o organismo dos pequenos. "O leite ainda tem ação bactericida, protegendo os recém-nascidos de doenças infecciosas, alergias, obesidade e diabetes, além de conter nutrientes que trazem efeito positivo no aprendizado e no desenvolvimento da cavidade bucal", completa a especialista. A Organização Mundial de Saúde (OMS), o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Pediatria recomendamamamentação como único alimento para o bebê por aproximadamente seis meses. Após esse período, a amamentação deve ser e complementada com outros alimentos até os dois anos ou mais.

Monte um prato colorido
A partir dos seis meses de vida, é necessário começar a introduzir os outros grupos alimentares na dieta da criança. "Os alimentos sólidos contém componentes como fibras, vitaminas, oligoelementos e proteínas, mas no inicio da alimentação complementar eles precisam ser amassados e oferecidos em forma de papinha, pois os lactentes podem se engasgar", diz a pediatra Ana Gabriela.

A dieta de qualquer criança deve ser extremamente equilibrada, incluindo leite, verduras, legumes, frutas, cereais e carnes brancas e vermelhas. O resultado é um prato rico em nutrientes essenciais para proteger o organismo. 'Uma alimentação balanceada é o primeiro passo para um sistema imunológico forte e a prevenção do excesso de peso, que pode gerar outros problemas no futuro", diz o pediatra e neonatologista Marcelo Reibscheid, do Hospital São Luiz, em São Paulo.

Quando a criança já está maior e consegue mastigar, é importante continuar incentivando a dieta equilibrada. Marcelo afirma que é comum, logo nos primeiros anos de vida, os pais passarem a oferecer refrigerantes, doces e alimentos industrializados para as crianças, como salgadinhos e bolachas. "Experimente trocar esses lanches por frutas, para a criança acostumar com o consumo desses alimentos mais saudáveis desde cedo, e restrinja as guloseimas", afirma.

Respeite a soneca da tarde
Além das oito horas de sono diárias, é importante que crianças de até cinco anos de idade tenham a chamada soneca da tarde ou soneca do dia. De acordo com o pediatra e neonatologista Jorge Huberman, do Instituto Saúde Plena e do Hospital Albert Einstein, o sono da tarde melhora a produtividade da criança, diminui a irritação, ajuda no desenvolvimento cognitivo e melhora a coordenação motora. "A ansiedade gerada por dormir pouco pode inclusive fazer com que a criança coma mais do que o necessário, predispondo a obesidade", aponta. Segundo os especialistas, o sono no período da tarde é obrigatório até um ano e meio, e após essa idade fica a critério da criança escolher se quer tirar um cochilo ou não. "Algumas crianças já ficam descansadas com as oito horas de sono da noite, não sendo necessária a soneca", diz Ana Gabriela. ?Por isso é importante conversar com a criança, para entender a necessidade desse descanso ou não?, completa.

Deixe a criança brincar ao ar livre
Muitas mães e muitos pais acreditam que se a criança brincar ao ar livre, estará altamente exposta a vírus e bactérias, correndo mais risco de pegar doenças. Segundo o pediatra Jorge, o cuidado pode ter efeito contrário. "Crianças que brincam apenas em lugares fechados são mais propícias a ficarem doentes, pois esses ambientes concentram um número maior de vírus, bactérias e ácaros", diz. 'Ao brincar ao ar livre, a criança entra em contato com outras pessoas e cria mais anticorpos, aumentando sua imunidade, além de o contato com a natureza e com outras crianças proporcionar mais diversão e uma qualidade de vida melhor."

Outro benefício de brincar ao ar livre é o fato de criança tomar mais sol, que é um bactericida natural. "A exposição ao sol de maneira saudável, sempre com proteção e nos horários adequados, deixará os ossos da criança mais fortalecidos, assim como sua imunidade", afirma Marcelo Reibscheid.

Ensine a criança a manter hábitos de higiene
É importante que desde cedo a criança tenha consciência da importância da higiene diária, desde lavar as mãos antes de comer ou após sair do banheiro até tomar banho e escovar os dentes após as refeições. 'Manter os hábitos de higiene retira impurezas e diminui a quantidade de bactérias, vírus, vermes e outros micro-organismos que ficam alojados nas mãos e no corpo", diz a pediatra Ana Gabriela. "Com isso, prevenimos a transmissão de doenças infecciosas como verminoses, gripes, resfriados e diarreias e evitamos problemas com cáries e gengivites."

Estimule a prática de exercícios
Se não for exagerada, a atividade física só trará benefícios para a criança. "A prática de exercícios estimula o desenvolvimento físico e da musculatura, da coordenação motora, previne a obesidade e incentiva o convívio social", diz o pediatra Marcelo. Segundo o especialista, o incentivo a movimentos como sentar e levantar podem ser feitos a partir dos seis meses de idade, e o estímulo a prática de atividades esportivas estão liberados a partir do primeiro ano de vida. "Existem também aulas de natação e ioga para bebês para serem feitas junto com os pais, e exercícios fortalecem o vínculo afetivo entre pais e filhos", diz Marcelo.

Estabeleça uma rotina
"As crianças não gostam de nada que seja desconhecido ou mal planejado, e acabam ficando estressadas", alerta o pediatra Marcelo. Por isso, é interessante criar uma rotina com horário pré-estabelecidos para o banho, refeições, descanso e demais atividades do dia. "Dessa forma, após cada atividade a criança saberá o que virá na sequência e terá conhecimento do seu dia a dia, fator que melhora o desenvolvimento cognitivo e previne a ansiedade."

Deixe a criança longe do fumo passivo
O fumante passivo inala as mesmas substancias tóxicas que o fumante ativo. São tóxicos que, entre outros problemas, podem causar alergias respiratórias (como asma, rinite e sinusite), dificultar a aprendizagem da criança e até prejudicar sua audição. "Bebês que são constantemente expostos ao fumo passivo ainda podem ser vítimas da Síndrome da Morte Súbita Infantil, causada pelas substâncias tóxicas do cigarro", alerta a pediatra Ana Gabriela. E não adianta fumar longe da criança: as substâncias ficam impregnadas na sua roupa, nas paredes e nos móveis da casa, onde a criança pode passar a mão e levar os dedos contaminados à boca, sofrendo os mesmos efeitos.

Fonte: http://www.minhavida.com.br/familia/galerias/15418-nove-conselhos-de-pediatras-para-o-seu-filho-crescer-com-saude?utm_source=news_mv&utm_medium=ciclos&utm_campaign=Imunidade - POR CAROLINA GONÇALVES

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Cientistas descobrem um simples truque para enganar a depressão: boa postura

O modo como as pessoas cuidam do corpo é fundamental para manter uma boa saúde física e mental. Já é bastante conhecido o fato de que exercícios físicos ajudam a combater a depressão. Uma nova forma de evitar esse problema é também manter uma boa postura.

Em um novo estudo publicado na revista Biofeedback, o professor de saúde Erik Peper relatou que manter a postura ereta reflete em melhores níveis de humor e energia.

A boa postura, assim como o exercício físico, permite biologicamente que sejamos mais felizes e tenhamos mais energia. A saúde da coluna reflete em qualidade de vida e evita problemas de saúde como a depressão.

Erick Pepper pediu que 110 voluntários caminhassem por um corredor com e sem boa postura e depois com a coluna ereta. Quando os voluntários classificaram seus níveis subjetivos de energia, os que caminharam de maneira preguiçosa e sem postura disseram que sua energia havia diminuído. Já os que andaram com boa postura disseram que o nível de energia havia aumentado.

Os voluntários também foram avaliados quanto a seus níveis de depressão. Os mais deprimidos geralmente relatavam níveis mais baixos de energia andando com má postura do que as pessoas não depressivas.

Por isso, se você tem ou conhece alguém com depressão, uma boa dica é procurar fazer atividades físicas, e manter sempre uma boa postura. Além de aumentar a autoestima, um estilo de vida saudável ajuda a manter boas condições físicas e psicológicas. [MedicalXpress/Biofeedback Health]

Fonte: http://hypescience.com/cientistas-descobrem-um-simples-truque-para-enganar-a-depressao-boa-postura/ - por Stephanie D’Ornelas

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Alimentos falsos amigos da dieta

Veja porque consumir alguns tipos de produtos que supostamente são saudáveis pode prejudicar o regime

A primeira atitude de quem está no regime é fazer uma listinha com os alimentos que podem ou não ser consumidos sem preocupação. Afinal, selecionar o que entra no seu prato é a regra básica para se alimentar corretamente e não ganhar os quilinhos a mais. Mas existem alimentos que aparentam ser benéficos ao regime, mas que na verdade, prejudicam, e muito, quando o assunto é controle alimentar.

Barrinhas de cereais e os chamados biscoitos cream cracker, por exemplo, devem ser consumidos de maneira moderada e com atenção. Segundo a nutricionista Gabriela Marcelino, é preciso avaliar principalmente os valores nutricionais de cada produto. “Em algumas marcas o conteúdo de sódio e gorduras está em excesso”, explica.

Para quem acredita que os queijos brancos podem ser consumidos sem preocupação, atenção: algumas marcas variam consideravelmente os valores de gorduras e calorias, o que acaba alterando os valores calóricos da dieta. Por isso, é recomendado optar pelas versões lights.

Outro fator importante também é observar cuidadosamente os rótulos de cada alimento. Comprar com a promessa de que ele não engorda pode ser fatal para o desequilíbrio da dieta. Nada melhor do que ler e comparar os componentes nutricionais que ficam na parte de trás de cada produto.

No caso das bebidas, redobre os cuidados com os refrigerantes “zero”. Dependendo da marca, contem sódio em excesso, prejudicando a pressão arterial e sendo responsável pelos famosos inchaços no corpo.

Invista nos sucos naturais, sem adicionar açúcar. Algumas frutas como morango, abacaxi e melancia, por exemplo, já são doces naturalmente.

Gabriela lista algumas atitudes, que aparentemente são saudáveis e ajudam emagrecer, mas que na verdade, são prejudiciais à saúde e comprometem o regime. Confira:

Deixar de lado o café da manhã: a maioria das pessoas acredita que pular a primeira refeição do dia é uma maneira eficaz de emagrecer. Mas saiba que sem ela, há ausência de proteínas e carboidratos que seu corpo precisa para manter a saúde do dia a dia.

Deixar de almoçar ou jantar: seu organismo precisa de nutrientes, fibras e vitaminas que somente em uma alimentação equilibrada e orientada por um nutricionista é que você conseguirá ter os componentes necessários à saúde. Por isso, nada de pular refeições.

Seguir as “dietas da moda”: Seja a dieta da lua, dos pontos ou outras que são orientadas a eliminar de vez certos tipos de alimentos são totalmente prejudiciais ao organismo e nada contribui para a redução do peso. Por isso, o recomendado é visitar o nutricionista, que orientará o melhor cardápio para o seu tipo de organismo, além de falar quais são os alimentos que você deve ou não comer no dia a dia.

Fonte: http://www.dicasdemulher.com.br/alimentos-falsos-amigos-da-dieta/?utm_source=dicasnewsletter&utm_medium=email&utm_campaign=Emendar_o_anticoncepional:_pode_ou_n%C3%A3o? - Por Ana Carolina Gabriel - Foto: Thinkstock

Academia Saúde Total traz natação para bebês em Itabaiana

Agora crianças de 6 meses podem praticar atividades para o seu desenvolvimento.

A Academia Saúde Total inova mais uma vez e traz a natação para bebês. A partir dos seis meses as crianças poderão praticar a atividade que ajuda no desenvolvimento não só físico como também social.

As aulas serão nas terças e quintas, das 15h às 16h, com início no dia 16/10, em piscina coberta e aquecida, desde que a criança esteja acompanhada de um dos pais ou responsável.

Na oportunidade a Academia Saúde Total aproveita para informar que também conta com as modalidades: musculação, hidroginástica, natação infantil (a partir dos 3 anos), pilates, spinning, aeróbica, artes marciais, sauna e uma loja de roupas e acessórios exclusivos.

Inscrições e maiores informações na Rua General José Calazans, 450 ou pelo telefone 3431-8094. Horário de funcionamento das 05h às 21h, sem fechar para o almoço.

Fonte: http://www.itnet.com.br/materia-19074

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Siga sete dicas dos treinadores para largar o sedentarismo

Estudo mostra que gordinho ativo é mais saudável que magro sedentário

Dois estudos publicados nesta quarta-feira (5) descobriram que está sendo chamado de paradoxo da obesidade. Esse conceito afirma que, em certos casos, os quilos além da conta não indicam perigo à saúde e podem até ser protetores do nosso organismo.

A primeira pesquisa foi feita pela Universidade de Granada, na Espanha, e foi publicada no European Heart Journal. O estudo analisou dados de 43 mil americanos, divididos em grupos conforme os níveis de obesidade, colesterol, pressão arterial e condicionamento físico. Após acompanhar os participantes durante 14 anos, os médicos perceberam que as pessoas com obesidade, porém consideradas saudáveis após os exames, tiveram um risco 38% menor do que as não saudáveis de morrer por qualquer causa. A redução de morte por doenças cardiovasculares ou câncer foi de 30% a 50%. O desempenho desses participantes que estavam acima do peso, mas que mantinham bons hábitos foi, ao longo do tempo, similar ao dos magros saudáveis.

Outro trabalho, publicado na mesma edição da revista, analisou durante quatro anos a mortalidade de 64 mil suecos com problemas cardíacos (como angina e infarto) submetidos a um exame de imagem para determinar a saúde de suas artérias coronárias. Os pacientes foram subdivididos de acordo com seu IMC. Os resultados mostraram um gráfico em forma de "U": aqueles que estavam muito magros ou com obesidade mórbida corriam mais risco de morrer do que pacientes intermediários, com sobrepeso ou obesidade moderada.

Os cientistas americanos acreditam que o melhor condicionamento físico das pessoas saudáveis com obesidade foi responsável pelo menor risco de morte observado nesse grupo em relação ao grupo dos não saudáveis. Eles afirmam que o exercício tem ação anticoagulante, ajuda a dilatação dos vasos e melhora a resistência à insulina, tendo um efeito contrário ao da obesidade, sendo portanto melhor ser uma pessoa acima do peso que se exercita do que um magro sedentário.

Siga este plano para começar a praticar exercícios
Segundo a Federação Mundial de Cardiologia, pessoas que não praticam atividades físicas têm um risco duas vezes maior de sofrer doenças do coração, ter pressão alta e desenvolver diabetes quando comparadas a quem pratica exercícios físicos regularmente, independente fato de a pessoas estar ou não acima do peso. Então, que tal abandonar a preguiça e ganhar mais saúde seguindo este plano que preparamos para você?

Faça uma avaliação médica
A avaliação médica não é apenas um pré-requisito para que aluno e professor trabalhem em segurança, mas a melhor maneira de descobrir os limites do seu corpo e o exercício ideal para vencê-los. "Também é fundamental realizar uma avaliação física. Por meio dela é possível determinar a porcentagem de gordura corporal do indivíduo e ter uma ideia de seu alongamento e da sua resistência", afirma o personal trainer Ricardo Custódio, da Companhia Atlethica do Estádio do Morumbi, em São Paulo.

Desenferruje
"A principal meta de quem começa a treinar após ter ficado muito tempo parado deve ser reabituar o corpo à prática regular de exercícios", explica Adriano. Segundo o personal trainer, emagrecer ou ganhar tônus muscular devem ser objetivos secundários nesse retorno. Isso porque o retorno ao treino, na maioria das situações, traz os mesmos desafios de uma primeira experiência com exercícios

"O aluno terá que começar do zero, mesmo tendo sido atleta regular no passado. Não respeitar essa progressão pode sobrecarregar os músculos e articulações, ocasionando lesões", diz o especialista. A diferença entre uma pessoa que já treinou e outra, que nunca se mexeu, é o tempo de resposta aos movimentos: quem já fez exercícios tende a recuperar o condicionamento mais rapidamente.

Comece por atividades de baixo impacto
Voltar a treinar e já partir para atividades de grande impacto aumenta e muito o risco de lesões. Decidir correr logo no primeiro dia de treino, por exemplo, poderá sobrecarregar os músculos e articulações dos membros inferiores, afirma o médico do esporte Ricardo Nahas, do Centro de Referência em Medicina do Exercício e do Esporte do Hospital 9 de Julho. Ele explica que, em uma caminhada, cerca de 20% do peso corporal fica concentrado nas articulações e essa porcentagem dobra numa corrida. "Por isso, é essencial realizar a readaptação muscular, articular e cardíaca", diz o médico.

Exercício tem que dar prazer
Exercícios físicos não se resumem a musculação e esteira. Por isso, se a academia não te atrai, busque fazer outras atividades, como esportes coletivos, ginástica ou circuito. "Treinar por prazer mantém o aluno motivado e reduz o risco de abandonar o programa", afirma Ricardo Custódio. O exercício perfeito, de acordo com o personal, é aquele que consegue equilibrar as necessidades do seu corpo com as suas preferências.

Respeite seus limites
O condicionamento físico não aparece do dia para a noite. "Pegar muito peso de uma vez ou caminhar uma distância muito longa só vai causar dores nos músculos e nas articulações", afirma o personal Adriano Braga. Estar disposto a melhorar sempre é fundamental, mas isso deve ser feito de maneira segura. "Do contrário, há risco de uma lesão mais séria e você é obrigado a ficar sem treinar justo quando estava mais engajado".

Aumente a intensidade aos poucos
O aumento da dificuldade do treino faz parte do programa - além de tornar a atividade mais interessante, o desafio ajuda seu corpo a ganhar condicionamento. "Isso pode significar aumento da carga, aumento da velocidade, redução do intervalo entre um exercício e outro ou aumento do número de repetições", afirma o personal Adriano Braga. Seguir um plano para aumentar a intensidade significa abandonar o sedentarismo de maneira gradual e saudável.

Faça alongamento e aquecimento
"Aquecer é aumentar a temperatura corporal, o que eleva a frequência cardíaca e prepara o corpo para a prática de exercícios", afirma o médico do esporte Ricardo. O alongamento, por sua vez, pode ajudar a prevenir lesões ? esse tipo de movimento estimula a liberação do líquido sinovial, que lubrifica as articulações. "Esses minutinhos de preparação são valiosos porque informam o organismo sobre o que deve ser priorizado no momento, deixando atividades, como a digestão, em segundo plano".

Fonte: http://www.minhavida.com.br/saude/galerias/15587-siga-sete-dicas-dos-treinadores-para-largar-o-sedentarismo?utm_source=news_mv&utm_medium=ciclos&utm_campaign=Sedentarismo

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

O que comer para treinar melhor?

Uma boa alimentação é fundamental para quem pratica atividades físicas, mas, quais são os melhores alimentos para intensificar o preparo físico? Segundo pesquisadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, o primeiro e mais importante passo é se hidratar: ingerir de dois a três copos de líquido duas horas antes do treino e de um a dois cerca de 30 minutos antes ajuda a pessoa a se sentir mais forte. Além disso, durante a realização da atividade, deve-se consumir um gole de água a cada 15 minutos. Além da água, sucos de fruta naturais, leite desnatado e bebidas esportivas estão liberados.

Ingerir proteínas de alta qualidade, como carnes magras, ovos, nozes e manteigas, iogurtes, leite com baixo teor de gordura, queijo e leite de soja ajuda na reconstrução e reparação muscular após o treino. Carboidratos devem ser consumidos antes da prática de atividade física, pois é o que dá energia ao corpo para ele se movimentar. Pão de trigo integral ou quinoa, macarrão, aveia, arroz integral, frutas, feijão, ervilhas e batata-doce são boas fontes de carboidratos saudáveis. Alimentos ricos em fibras e gordura devem ser evitados antes do exercício, já que o corpo gasta mais tempo para digeri-los, o que pode gerar desconfortos.

Fonte: http://www.boasaude.com.br/blogboasaude/?p=3602&newsid=534&utm_source=boletim_BS_534&utm_medium=email&utm_campaign=Blog_p=3602 – por Natália Barbosa

Valmir derrota Luciano com 3.677 votos na frente em Itabaiana

O candidato da oposição à Prefeitura de Itabaiana, Valmir dos Santos Costa, o “Valmir de Francisquinho” (PR), derrotou o atual prefeito Luciano Bispo (PMDB), com uma diferença histórica de 3.677 votos. Valmir alcançou 53,59% (27.435) dos votos válidos contra 46,41% (23.758) de Bispo.

Durante o dia de votação, Valmir demonstrou confiança num resultado positivo. “A população deixou bem claro nessa campanha que não aceita mais a forma como o município vem sendo administrado. É o servidor recebendo seus salários atrasados, greve dos professores, obras paralisadas, comércio em crise, enfim, é um verdadeiros caos administrativo”, relatou Valmir de Francisquinho.

O candidato votou no colégio estadual Murilo Braga, na seção 23, acompanhado da vice-prefeita e candidata à reeleição, Lourdinha Machado (PSDB), do senador Eduardo Amorim (PSC) e da deputada estadual Maria Mendonça (PSB).

Valmir de Francisquinho disse que fará uma gestão voltada para todos. “A partir de amanhã o palanque deve ser desarmado. Quero ser prefeito de todos os itabaianenses, independente de questões políticas. Vamos trabalhar para consertar os erros deixados e implementar as mudanças tão desejadas pelo nosso povo”, frisou.

Fonte: http://www.nenoticias.com.br/73347_itabaiana-valmir-derrota-luciano-com-3677-votos-na-frente.html - por AGÊNCIA EM PAUTA, da redação

sábado, 6 de outubro de 2012

Dez mandamentos para escolher seu candidato a prefeito e vereador no dia 07 de outubro

1º- Gato escaldado tem medo de água fria ( conheça seu candidato e a trajetória do seu partido na defesa de causas populares).

2º- Diz-me com quem andas que te direi quem és ( descubra as alianças do partido, a classe social a qual pertence, quais interesses defende, etc ).

3º- Mentira tem pernas curtas ( confronte a imagem do seu candidato com sua prática).

4º- Em rio de piranhas jacaré nada de costas ( exercite sua inteligência, vote em candidatos que defendem as causas populares com coerência de valores e de projetos políticos ).

5º- Quem semeia ventos colhe tempestades ( analise os projetos , como ele propõe e se são transformadoras ).

6º- Quem engorda o gado é o olho do dono ( analise sua campanha, seus gastos, qual seu slogan, etc ).

7º- Uma andorinha só não faz verão ( qual seu passado e suas lutas em favor da democracia e distribuição da riqueza e do poder de sua cidade. Com quem ele poderá contar na ajuda de sua administração que venha a melhorar o desenvolvimento em todos os segmentos.

8º- Aquele que não quer quando pode não pode quando quer ( veja como ele visa atender os anseios de participação do povo, da sociedade civil, das instituições, etc ).

9º- Quando a esmola é grande o Santo desconfia ( as propostas dele são confiáveis? são concretas? são as mesmas de sempre? são apenas eleitoreiras?).

10º- Piriquito come milho, papagaio leva a fama ( até que ponto ele fará com que sua cidade dará mais um passo no avanço: na luta de classe dos trabalhadores, na questão dos excluídos, na educação, na saúde, em moradias, em respeito ao salário dos funcionários públicos, na distribuição de renda.
Observe se sua administração não vai ser voltada apenas para atender aos interesses daqueles que o ajudaram financeiramente na sua eleição, etc ).

Autor desconhecido