domingo, 18 de novembro de 2012

10 propostas da geoengenharia para salvar o planeta

O clima em nosso planeta está sempre em mudança, com os seres humanos interferindo nelas ou não. Ao longo de seus 4,5 bilhões de anos de existência, a Terra já passou por eras de extremo calor a extremo frio. Há mais de 25 milhões de anos, a Antártica era um paraíso tropical. Com o congelamento dos polos, o planeta entrou em um período em que a evolução dos seres humanos e das outras espécies se tornou possível.

Vivemos em um clima que é ideal para nossa sobrevivência. Mas a pergunta que assusta e intriga pessoas ao redor do mundo é: até quando será assim? Para que nossa espécie sobreviva, é necessário manter o clima em seu estado atual.

» Em vinte anos, precisaremos de um segundo planeta
Muita gente acredita que nós só conseguiremos manter a Terra em boas condições climáticas com a ajuda da tecnologia. Falando mais especificamente, com a ajuda da geoengenharia, que é a ciência que estuda os meios de manipulação do clima através da tecnologia, de forma controlada.

Com as previsões cada vez mais pessimistas sobre o futuro do clima em nosso planeta, surgem diversas propostas para tentar frear o aquecimento global. Mas, enquanto a geoengenharia promete resolver os problemas climáticos do planeta, céticos acreditam que os efeitos colaterais poderiam ser catastróficos.

Quais são os principais objetivos da geoengenharia?
Para manter o clima em seu estado ideal, é necessário manter os polos gelados. E quanto mais carbono é lançado no ar, mais difícil é manter o clima assim.
Também é necessário manter os oceanos alcalinos. Quando há muito carbono na atmosfera, o gás se dissolve nos oceanos, transformando-se em ácido carbônico. Esse fenômeno, chamado de acidificação oceânica, mata diversas criaturas marinhas, que são centrais na cadeia alimentar. Sem eles, muitas espécies poderiam morrer rapidamente.
Portanto, os objetivos principais da geoengenharia são manter o clima frio, diminuir lançamento de carbono no ar e combater a acidificação dos oceanos.

Abaixo, confira dez propostas da geoengenharia para salvar o planeta:

1 – PARAR DE USAR COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS
Essa talvez seja a proposta mais urgente para salvarmos o planeta – e a nossa existência. Se pararmos de usar combustíveis fósseis (que liberam carbono), o clima poderia voltar a se resfriar, embora muito lentamente.
Acredita-se que muitas das mudanças climáticas antigas na Terra foram causadas por gigantescos vulcões que liberaram muitos gases e carbono, que se assemelham aos elementos que lançamos a partir de fábricas e carros atualmente.
Os combustíveis fósseis são usados em larga escala desde a Revolução Industrial, que poderia ser comparada, metaforicamente, com um grande vulcão. Mas será que as empresas vão se propor a parar de emitir poluentes derivados de combustíveis fósseis algum dia?

2 – TORNAR AS NUVENS MAIS REFLEXIVAS
As nuvens são uma importante forma de manter o planeta frio, pois elas refletem a luz de volta para o espaço. Uma ideia da geoengenharia é tornar as nuvens mais reflexivas. Alguns cientistas sugeriram lançar partículas de sulfato, que são altamente reflexivas, nas nuvens.
Entretanto, não existe nenhuma certeza de que essas nuvens “super-reflexivas” poderiam afetar os padrões climáticos. Além disso, essa seria apenas uma solução de curto prazo, pois as nuvens teriam que receber tratamento constante.

3 – AEROSSÓIS ESTRATOSFÉRICOS
Alguns geoengenheiros creem que tornar as nuvens mais reflexivas não seria a melhor solução. Outra opção seria bombear partículas reflexivas acima da camada de nuvens, na estratosfera. A vantagem é que essas partículas poderiam ficar suspensas na estratosfera por muitos anos. Mas, obviamente, essa seria uma solução de curto prazo também.

4 – ESPELHO GIGANTE NO ESPAÇO
Outra ideia maluca é colocar um espelho gigante em órbita para reduzir a incidência de raios solares na superfície terrestre. Isso descartaria a possibilidade de bombardear as nuvens com partículas de sulfeto. Parece ficção científica, não é?

5 – PLANTAR ÁRVORES
Sim, o que todos os ambientalistas do mundo defendem: devemos plantar árvores. Elas são o sistema de filtragem natural da Terra, pois captam o dióxido de carbono e liberam oxigênio. Nossa espécie já desmatou (e desmata) muito. Então, devemos plantar novamente para controlar o clima do planeta.

6 – MAIOR INTEMPERISMO
O intemperismo é um dos sistemas de filtragem natural do planeta. O fenômeno acontece com o desgaste das montanhas com o vento e chuva. As rochas são quebradas com o tempo, e elas puxam o carbono da atmosfera através de um processo químico complexo. Em seguida, as pedras são arrastadas para o fundo do mar, onde “guardam” carbono.
Esse carbono fica armazenado por milhões de anos no fundo do oceano. Alguns cientistas acreditam que seria possível acelerar esse processo, espalhando rochas pré-intemperizadas em vários lugares do planeta. Ao invés do fenômeno demorar milhões de anos, o carbono seria retirado do ar rapidamente.

7 – FERTILIZAÇÃO DOS OCEANOS
Uma ideia que surgiu é a de despejar pó de ferro no oceano, que é o alimento preferido das cianobactérias e outras criaturas unicelulares que sugam o dióxido de carbono do ar. Isso já foi tentado algumas vezes, mas não funcionou. As cianobactérias não afundam o suficiente no oceano, e acabam liberando o carbono de volta para a atmosfera.

8 – DIMINUIR A ACIDEZ DO OCEANO
Um dos maiores sumidouros de carbono é o oceano. Mas ele já absorveu tanto carbono que está se tornando ácido e incapaz de absorver mais sem grandes danos. É por isso que os geoengenheiros se perguntam como tornar o oceano menos ácido novamente.
Cientistas acreditam que isso só seria possível com um enorme projeto que incluiria o despejo de grandes quantidades de calcário, silicatos, hidróxidos de cálcio e outras substâncias que induzem a alcalinidade no oceano. Mas isso seria arriscado, pois poderia mudar drasticamente o comportamento marinho.

9 – PURIFICAÇÃO DO AR
Alguns pesquisadores acreditam que seria possível inventar sistemas de purificação de ar gigantes que puxassem o dióxido de carbono do ar, e depois o bombeassem para grandes cavernas abaixo da superfície da Terra. Sob grande pressão, o dióxido de carbono permaneceria por lá por milhões de anos.

10 – USO DE BIOCOMBUSTÍVEL
Quando se queima biocombustível, que é o combustível de origem biológica não fóssil, obtemos energia verde. Muitos defensores do biocombustível apontam que esse processo cria um sistema de sequestro de carbono positivo. Seria possível enterrar o subproduto rico em carbono, resultante da queima de biocombustível, e ainda enriquecer o solo. [io9/Ciência Hoje]

Fonte: http://hypescience.com/10-propostas-da-geoengenharia-para-salvar-o-planeta/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+feedburner%2Fxgpv+%28HypeScience%29 – por Stephanie D’Ornelas

2 comentários:

  1. Prezado Blogueiro,

    Está no ar o mais novo agregador de conteúdo da web.
    Envie até 2 links por dia gratuitamente.
    Faça o cadastro do seu blog, é fácil e rápido.

    Atenciosamente,
    http://vadiandonanet.com/

    ResponderExcluir
  2. sou seu colega de Profissão(se se bem que não estou exercendo a profissão),gostei do teu blog, muito interessante.

    ResponderExcluir