terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Feliz 2014!

Aos amigos leitores do Blog:

Vocês foram importantes para o sucesso e crescimento do blog em 2013.

Como agradecimento, quero desejar-lhes um feliz 2014 e que seja o melhor ano de suas vidas e de seus familiares, repleto de paz, amor, saúde e muito dinheiro no bolso para realizar seus projetos e sonhos.


Professor José Costa

O Ano Novo marca um novo começo

Todos os povos, em qualquer que seja o momento, ou a forma de comemoração, celebram o Ano Novo como uma mudança de ciclo e como a renovação das esperanças. O que distingue a noite de Réveillon das demais é a certeza de que, no dia seguinte, cada um de nós terá uma nova chance, novas oportunidades de reviver, de forma diferente, cada dia, cada mês, cada estação.

É chegado o momento de refletir sobre como vivemos o ano que se encerra. Vamos avaliar o que fizemos de melhor e o que não foi tão bom assim. Vamos aprender com os erros e com os acertos. Muitos fazem listinhas de metas para o novo ano. Se este é o seu caso, estabeleça metas que poderá cumprir e se esforce, de verdade, para conquistá-las.

Mas, a meta principal de todos nós deverá ser sempre a mesma: caminhar na direção do nosso crescimento pessoal e na melhoria do ambiente em que vivemos. Cuidar do próximo, dos amigos, dos parentes, dos colegas de trabalho ou de escola. Oferecendo nosso melhor, receberemos também o melhor de quem nos rodeia. Não há como negar: é dando que se recebe, é amando que se é amado.


Fonte: www.varejãodoestudante.com.br

Feliz olhar novo

O grande barato da vida é olhar para trás e sentir orgulho da sua história.

O grande lance é viver cada momento como se a receita de felicidade fosse o AQUI e o AGORA.

Claro que a vida prega peças. É lógico que, por vezes, o pneu fura, chove demais…, mas, pensa só: tem graça viver sem rir de gargalhar pelo menos uma vez ao dia? Tem sentido ficar chateado durante o dia todo por causa de uma discussão na ida pro trabalho?

Quero viver bem! Este ano que passou foi um ano cheio. Foi cheio de coisas boas e realizações, mas também cheio de problemas e desilusões. Normal. As vezes a gente espera demais das pessoas. Normal. A grana que não veio, o amigo que decepcionou, o amor que acabou. Normal.

O ano que vai entrar vai ser diferente. Muda o ano, mas o homem é cheio de imperfeições, a natureza tem sua personalidade que nem sempre é a que a gente deseja, mas e aí? Fazer o quê? Acabar com o seu dia? Com seu bom humor? Com sua esperança?

O que desejo para todos é sabedoria! E que todos saibamos transformar tudo em boa experiência! Que todos consigamos perdoar o desconhecido, o mal educado. Ele passou na sua vida. Não pode ser responsável por um dia ruim… Entender o amigo que não merece nossa melhor parte. Se ele decepcionou, passe-o para a categoria 3. Ou mude-o de classe, transforme-o em colega. Além do mais, a gente, provavelmente, também já decepcionou alguém.

O nosso desejo não se realizou? Beleza, não estava na hora, não deveria ser a melhor coisa pra esse momento (me lembro sempre de um lance que eu adoro): CUIDADO COM SEUS DESEJOS, ELES PODEM SE TORNAR REALIDADE.

Chorar de dor, de solidão, de tristeza, faz parte do ser humano. Não adianta lutar contra isso. Mas se a gente se entende e permite olhar o outro e o mundo com generosidade, as coisas ficam bem diferentes.

Desejo para todo mundo esse olhar especial.

O ano que vai entrar pode ser um ano especial, muito legal, se entendermos nossas fragilidades e egoísmos e dermos a volta nisso. Somos fracos, mas podemos melhorar. Somos egoístas, mas podemos entender o outro. O ano que vai entrar pode ser o bicho, o máximo, maravilhoso, lindo, espetacular… ou… Pode ser puro orgulho! Depende de mim, de você! Pode ser. E que seja!!!

Feliz olhar novo!!! Que o ano que se inicia seja do tamanho que você fizer.

Carlos Drummond de Andrade

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Previsões para 2014 (feitas há 50 anos)

Em 1964 o célebre escritor Isaac Asimov, depois de visitar a Feira Mundial de Ciência e Tecnologia, escreveu para o The New York Times suas previsões para 50 anos no futuro, ou seja, para o ano de 2014.


Veja algumas de suas previsões:

A iluminação ambiente se dará por meio de painéis eletroluminescentes. Tetos e paredes brilharão suavemente e em uma variedade de cores que poderá ser alternada com o simples toque de um botão.

As janelas terão seus vidros cobertos por películas polarizadas para bloquear total ou parcialmente a luz solar. O grau de opacidade deste tipo de película poderá ser alterado automaticamente em função da intensidade da luz que incide sobre ele.

Dispositivos eletrônicos serão aplicados nos utensílios de cozinha para aliviar o peso das tarefas cotidianas repetitivas e tediosas, tendo como destaque o preparo de “refeições automáticas”, como, por exemplo, cafeteiras, máquinas de panificação, etc.  que prepararão o dejejum “automaticamente” bastando uma prévia programação na noite anterior.

Além de almoços e jantares completos, com pratos semiprontos, disponíveis no congelador até que sejam necessários.

Os robôs, embora já existam em 2014, não serão muito comuns. No entanto os computadores serão miniaturizados, e servirão como o “cérebro” dos robôs.

Estarão em operação grandes estações de energia solar, principalmente em regiões desérticas e semiáridas, tais como o Arizona, Negev , Cazaquistão, etc.

Também existirão projetos de estações de coleta de energia solar no espaço, por meio de enormes dispositivos com foco parabólico que irradiarão a energia, assim recolhida, para a Terra.

Algas serão utilizadas para criar alimentos com alto teor proteico e que terão o sabor e a textura de um filé ou de um peito de peru.

Os sistemas automatizados substituirão as tarefas repetitivas e o ser humano trabalhará menos e como consequência disso surgirá um transtorno psicológico relacionado ao tédio fazendo com que a psiquiatria seja de longe a especialidade médica mais importante.

E por aí vai.
É interessante observar que Isaac Asimov acerta um contingente de previsões acima da estatística.
E qual é o mistério nisso? Ele é algum tipo de profeta?
Muito longe disso!
É ciência pura. É futurologia.
Ele simplesmente se apoiou em dados disponíveis em 1964 que possibilitaram a construção de cenários possíveis a partir da projeção dos avanços tecnológicos já desenhados naquela época.
Porém, tanto Isaac Asimov quanto a maioria dos futurólogos de plantão não foram capazes de prever a internet e as suas consequências mais diretas na forma do relacionamento interpessoal e no tratamento das informações.
A meu ver, a rede mundial de computadores é tão importante para a difusão da informação e a democratização do conhecimento, que pode ser comparada com o advento da imprensa de Gutemberg e todo o seu contorno revolucionário.
Mas bem, isso já é assunto para o ano que vem.

Um 2014 de muitos desafios e pleno de realizações.

Fontes: The New York Times - http://hypescience.com/previsoes-para-2014-feitas-ha-50-anos/ - Autor: Mustafá Ali Kanso -  Imagem: Future city by Sam-Howzit

domingo, 29 de dezembro de 2013

Conheça as 8 promessas de ano novo mais comuns

Descubra o que a maioria das pessoas deseja mudar no ano que se aproxima

Virada de ano é sempre um momento especial: cheio de alegrias, festas, comemorações e muitas promessas. Assim que os fogos de artifício aparecem no céu, tudo aquilo que não foi feito durante o ano que se passou vem à tona e os planos para alcançar esses objetivos começam a surgir. As promessas para o ano que se aproxima são comuns, mas algumas são mais comuns do que outras. Por isso, conheça as 8 promessas de ano novo mais recorrentes.

1 – Passar mais tempo com os amigos e com a família
Com a correria do dia-a-dia, a promessa de passar mais tempo com os amigos e com a família parece ser a mais comum. E por mais que pareça difícil, não é impossível. Para isso, evite levar trabalho para casa e permita-se não fazer nada nos finais de semana para relaxar com os amigos e curtir a família. Entre em contato com aquelas pessoas com as quais não fala há tempos e, acima de tudo, permita-se aproveitar o tempo livre.

2 – Praticar mais exercícios
A promessa de começar o ano na academia ou pistas de corrida também é freqüente. Para mantê-la, é preciso ser firme e insistir nos exercícios mesmo que a falta de tempo ou o excesso de trabalho sejam recorrentes. Optar por um personal trainer pode ser uma escolha, já que ele irá ajudá-la a não desistir.

3 – Perder peso
Normalmente, atrelado à prática de exercícios, vem o objetivo de perder peso. Nesse caso, o segredo é estabelecer metas objetivas e reais e colocá-las em prática. Não se deixe levar pelas escapadinhas de final de semana e, se puder, procure um profissional da área para ajudá-la.

4 – Aprender algo novo
Mais uma vez, traçar metas é fundamental. Não basta insistir em “querer aprender algo novo” se você ainda não sabe de fato o que quer aprender. Não importa se o objetivo é aprender uma língua estrangeira ou tocar um instrumento, decida o que quer fazer e informe-se. Procure professores, instituições, horários e valores para que você possa começar a se programar para o ano que se aproxima.

5 – Economizar
Poupar dinheiro também faz parte das promessas de fim de ano. Para concretizá-la, o primeiro passo é abrir uma conta destinada a poupar. Depois disso, examine suas despesas mensais, corte as despesas extras, reduza as dívidas, comprometa-se consigo mesma a depositar um pouquinho todo mês e contenha-se para não mexer nas economias.

6 – Ler mais livros e assistir menos TV
Muitas vezes, assistir TV todos os dias é uma questão de hábito, o qual pode ser mudado se insistirmos em praticar outros hábitos, como ler livros, por exemplo. Se o problema é carregar livros impressos para todo lugar, as opções mais modernas, como é o caso dos tablets podem ajudar.

7 – Ir para a cama mais cedo
Outra promessa intimamente relacionada ao objetivo de diminuir o estresse, é a de ir para a cama mais cedo. Para que isso aconteça, é preciso que o dia seja produtivo. Entretanto, normalmente, produtividade é sinônimo de estresse, por isso, aprenda a equilibrar as coisas e aprenda a relaxar. Além disso, faça com que dormir mais cedo seja parte da sua rotina e da rotina da sua família, isso pode ajudar.

8 – Consumir menos bebidas alcoólicas e parar de fumar
Parar com os vícios, também faz parte dos objetivos de ano novo. Para começar, evite o champanhe e outras bebidas alcoólicas logo na virada de ano, assim você não corre o risco de escorregar na promessa. Já para parar de fumar, considere procurar a ajuda de um especialista e não hesite em fazer tratamentos que a ajudem a alcançar esse objetivo. Além disso, lembre-se o quanto de dinheiro você gasta com a bebida e o cigarro e o quanto eles fazem mal à saúde.

25 simpatias para você ter o que quiser no Ano Novo

Amor, dinheiro, saúde, viagens, emprego... Qual o seu maior desejo para o próximo ano?

Mais um ano que passou voando. Alegrias, tristezas, conquistas e frustrações fazem parte do pacote da vida. Esta época é uma ótima oportunidade para rever o ano que passou: as coisas boas e ruins, os acertos e erros e o que é necessário melhorar e manter. Mas, principalmente, é hora de fazer novos planos para o novo ciclo que se inicia.

Para isso, não dá para abrir mão do esforço próprio, mas não custa nada contar com uma ajudinha extra. Que tal começar a preparar algumas simpatias para fazer na Virada e atrair boas energias para o Ano Novo?

Mesmo quem não acredita nessas coisas, pode experimentar.

Pensamentos positivos nunca são demais e, de qualquer forma, essa pode ser uma atração divertida e diferente para animar a festa de passagem de ano junto à sua família e seus amigos. Confira:

Se você quer dinheiro… (e quem não quer?)
1. Chupe sete sementes de romã na noite de Réveillon e não as jogue fora. Embrulhe em um papel e guarde esse pacotinho na carteira ao longo do ano;
2. Não deixe faltar um prato com lentilha na ceia. A leguminosa, além de nutritiva, é tradicionalmente tida como um imã de prosperidade;
3. Espalhe punhados de arroz cru por todos os cantos da casa, mentalizando o seu desejo de prosperidade para você e toda a sua família. Retire o arroz em 6 de janeiro, Dia de Reis, e jogue-o no jardim;
4. Coloque uma nota de dinheiro no sapato para passar a Virada. Dinheiro chama dinheiro;
5. Escolha uma roupa amarela para a ceia;
6. E o principal: não passe a Virada sem dinheiro na carteira! Lembre-se da crença de que tudo o que você fizer nessa hora, tende a se repetir durante o ano inteiro.

Se você quer amor…
7. Compre um quartzo rosa e deixe-o dentro de uma mistura de água e sal grosso de um dia para o outro. No dia seguinte, limpe-o com água corrente e deixe-o tomar sol por pelo menos uma hora. Leve o quartzo rosa para a festa da virada e deixe-o na bolsa ou cabeceira da cama durante o ano;
8. Anote o nome dele sete vezes em um papel e guarde-o no sapato do pé esquerdo. À meia-noite do dia 31, bata o pé sete vezes no chão, repetindo o nome dele a cada pisada;
9. Coloque as pétalas de sete flores de laranjeira junto a algumas gotas do seu perfume favorito e uma colher de sopa de mel. Misture em dois litros de água fervente, coloque em um recipiente de vidro e espere esfriar. Coloque agora as pétalas de sete rosas vermelhas e jogue a mistura do pescoço para baixo antes do banho, pedindo que um amor verdadeiro apareça para você. Tome banho normalmente e não conte a ninguém que fez a simpatia;
10. A primeira pessoa que você deve abraçar para dar feliz Ano Novo deve ser do sexo oposto;
11. Use roupas íntimas novas durante a virada. De preferência nas cores rosa ou vermelha.

Se você quer saúde…
12. Na manhã do dia 31 de dezembro, separe um punhado de folhas de eucalipto, melissa e hortelã. Lave-as bem, ferva em dois litros de água e coe. Quando estiver morno, depois de tomar banho, jogue essa água no corpo do pescoço para baixo dizendo: “Ano Novo, novos tempos. Que a saúde boa venha e, com alegria, que Deus a tenha”. Enxugue-se com uma toalha branca e continue usando-a normalmente. Se quiser, jogue as sobras do banho em um jardim florido;
13. Use peças verdes na festa de Ano Novo.

Se você quer mudar de emprego…
14. Na hora da Virada, suba com o pé direito em um degrau, cadeira ou qualquer objeto de nível mais elevado. Mentalize que esse ato representa sua ascensão profissional;
15. No dia 1º de janeiro, escreva seu nome completo em um papel em branco. Dobre e coloque esse papel dentro de um copo virgem; acrescente uma colher de açúcar ou de mel. Encha o copo com água e coloque em um lugar alto por uma semana. Reze um Pai-Nosso e uma Ave-Maria todos os dias em frente ao copo. Assim que você arrumar o emprego, tome um banho com a água do copo do pescoço para baixo e jogue o copo fora.

Se você quer afastar energias ruins…
16. No dia 31, antes do Sol se pôr, risque com giz ou carvão um círculo no chão de mais ou menos 1,5 m de diâmetro. Entre dentro do círculo com uma vassoura e comece a varrer de dentro para fora mentalizando que está varrendo todos os seus problemas. A cada varrida, diga em voz alta o que está indo embora. Respire fundo e saia do círculo lentamente. Lave a vassoura e água corrente e acenda uma vela branca dentro do círculo;
17. No dia 31 de dezembro, ferva dois litros de água com folhinhas de arruda, alecrim e manjericão. Jogue no corpo antes de tomar banho para descarregar as energias negativas;
18. Varra toda a poeira da casa para fora. Lave os batentes das portas com sal grosso e borrife água benta nos quatro cantos da casa;
19. Na Virada, dê três pulinhos com uma taça de espumante na mão, mas sem deixar derramar nenhuma gota. Jogue toda a bebida para trás de uma vez só, sem olhar, imaginando que está deixando tudo de ruim para trás. Se por acaso molhar alguém, não se preocupe: é sinal de sorte da pessoa que foi molhada. Mas não vale combinar!
20. Na praia, pule as sete ondas depois da Virada e faça um desejo para cada uma. Depois de terminar, saia do mar devagar, andando de costas para a areia, sempre encarando o mar. Só vire as costas para o oceano quando sair completamente da água, para deixar por lá toda a energia negativa.

Se você quer emagrecer…
21. Fatie uma cebola em quatro partes, de baixo para cima. Pegue três partes e enterre. A quarta parte deve ser toda separada em anéis: cada um deles representa 1 kg. Separe o número de anéis correspondente à quantidade de quilos que você quer perder e ferva-os em ½ litro de água. Com esse caldo, você deve regar três vezes o local onde as demais partes foram enterradas;
22. Pegue uma batata e faça um furo para cada quilo que você deseja perder. Coloque dentro de cada um deles um caroço de feijão. Enterre a batata no quintal.
23. Mas não se esqueça de que fechar a boca e fazer exercício durante o ano todo é tudo!

Se você quer viajar…
24. Nas primeiras horas do Ano Novo, pegue uma mala de viagem e ande com ela pela casa. Aí é só aguardar muitos passeios para breve.



Se você quer ter sorte…
25. Prefira carne de porco (pernil, por exemplo) e evite o peru, como prato principal da ceia. O porco fuça para frente e o peru cisca para trás. Afinal, que direção você quer tomar no Ano Novo?


Fonte: http://www.dicasdemulher.com.br/simpatias-para-o-ano-novo/ - Por Jenifer Corrêa - Foto: Thinkstock

sábado, 28 de dezembro de 2013

As tendências da numerologia para 2014

Para ajudar no planejamento dos próximos meses, o especialista em numerologia do Personare e autor do Mapa do Ano, Yubertson Miranda, explica como calcular seu ano pessoal e dá dicas as da numerologia para os próximos meses.

A numerologia pode lhe ajudar a se planejar para o novo ano. De acordo com a simbologia do número de 1 a 9 que rege o seu ano pessoal, é possível saber de antemão quais as oportunidades de crescimento entre janeiro e dezembro, assim como os desafios do período. A associação da data de nascimento de uma pessoa ao ano presente revela detalhes que marcarão os meses que estão por vir.

Para calcular seu ano pessoal, basta somar o dia e o mês que nasceu com o número 7 (resultado da somatória de 2014 - 2+0+1+4). Por exemplo, quem nasceu dia 20/10/1990: some o 20 (dia de nascimento) + 10 (mês de nascimento) + 7 (ano universal para 2014) = 37. Depois some novamente até chegar a um único número: 3+7=10; 1+0=1. O número reduzido é o 1. Ele representa o ano pessoal, que vale de 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2014.

Ano pessoal 1
Seu 2014 será um ano para tomar decisões corajosas, para seguir um novo rumo. Nesse percurso você tende a se envolver em novos projetos e desafios que lhe trarão maior independência e ânimo. Quanto mais puder agir com criatividade, originalidade e iniciativa, melhor. Deixe o passado para trás e se concentre no que pode plantar para seu futuro ser a cada ano melhor. 

Ano pessoal 2
Será desafiante desenvolver sua capacidade de conciliar pessoas e situações conflitantes. Precisará aprimorar a habilidade de ouvir, de entender o ponto de vista do outro, pois possivelmente lidará com vários atritos e divergências em suas relações, que precisarão ser ajustados para evitar o fim de parcerias e acordos. Quanto mais puder agir de forma compreensiva, justa e sensível, melhor. Mulheres que passam pelo ano pessoal 2 despertam ou acentuam seu lado maternal e protetor. 

Ano pessoal 3
Prepare-se para um período de intensas emoções. Tanto que alterações de humor tendem a ser recorrentes, ora se sentindo com grande animação e autoconfiança, ora com desânimo e insegurança. Você estará mais sensível às opiniões de outras pessoas. Apenas não se deixe abalar por isso. Invista no desenvolvimento de suas habilidades comunicativas e artísticas, que estarão favorecidas em 2014. 

Ano pessoal 4
2014 será um ano de maiores responsabilidades, tanto familiares quanto profissionais. Valerá a pena desenvolver hábitos mais disciplinados para não sobrecarregar seu corpo no cumprimento de tantas tarefas exigentes. Saiba intercalar descanso no desempenho de sua produtividade. Será um período que demandará muito planejamento e praticidade, mas seus compromissos lhe permitirão alcançar um novo nível de estabilidade e respeitabilidade. 

Ano pessoal 5
Nesta fase você tende a ansiar por novidades, por novas experiências. Por isso, o que no ano passado lhe satisfez e trouxe estabilidade pode passar a lhe incomodar. Cuidado com uma exagerada ansiedade por dar conta de tudo ao mesmo tempo agora" e acabar se acidentando ou largando imprudentemente certos compromissos e atividades que podem não dar tão rápido quanto esperava. Lembre-se do que Renato Russo cantava: "Disciplina é liberdade." Priorize o que lhe dará mais prazer e se entusiasme para dar a volta por cima diante de possíveis crises e reviravoltas em seu 2014. 

Ano pessoal 6
Você desejará mais sossego e segurança, principalmente emocional e afetiva. Sua vontade de curtir mais a família e o lar tende a se acentuar. Poderá se deparar com alguns conflitos interpessoais e precisar conciliar situações e pessoas. Caso queira se envolver com algum instrumento musical ou expressão artística, isso lhe fará bem, pois o 6 simboliza o gosto pelo bela arte e pelo belo. Outro ponto importante de seu 2014 será o de trabalhar em equipe ou fazer parte de um grupo de apoio ou caridade. Seu desejo de ajudar as pessoas estará maior nos próximos meses. 

Ano pessoal 7
Será um ano apropriado para atividades intelectuais e para o aprimoramento de suas competências. Você se perceberá mais exigente, com uma maior seletividade e perfeccionismo. O ano de 2014 também trará seus desafios, uma vez que se deparará com certas situações que evitou ou medos que ainda não superou. Não por acaso a busca pela religião ou pela terapia costuma ser mais marcante num Ano Pessoal 7. 

Ano pessoal 8
Seu 2014 será marcado por uma percepção mais lúcida do seu poder realizador. Aproveite o momento e desenvolva sua força para concretizar as metas que almeja atingir. Assuntos profissionais estarão em destaque, apresentando grandes desafios e responsabilidades. Para desempenhá-las com competência, aprimore sua capacidade de planejar, organizar (inclusive suas finanças e seu modo de lidar com o dinheiro) e gradualmente cumprir as tarefas que estarão sobre seus ombros. 

Ano pessoal 9
Será o momento de colocar um ponto final em relações e circunstâncias que não têm muito mais a oferecer. Ganhe sabedoria com o fim desses ciclos e transmita, principalmente por meio do exemplo, essa sua compreensão. Aproveite também para dedicar mais tempo às pessoas que precisam de sua ajuda. 2014 será o ano para você fazer a diferença na vida dos outros. 

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/bem-estar/fotos/religiao/tendencias-numerologia-2014-763983.shtml#1 - Por Yubertson Miranda, do Personare - Foto: Getty Images

9 dicas para conseguir realizar seus desejos de ano novo

Ponha em prática estas dicas que abrem os caminhos e ajudam a tornar concretos seus desejos para 2014.

1 - Apure os seus objetivos
Quando você não sabe o que quer, o risco de ficar andando em círculos é grande. A dica é traçar metas! Fátima Valverde Gimenez, especialista em psicoterapia transpessoal, de São Paulo, sugere o seguinte exercício: numa cartolina, desenhe um círculo e divida-o em fatias. Cada parte representará uma área da sua vida relacionamento afetivo, família, amizades, carreira... Defina um objetivo que queira atingir em cada área. Daí busque em revistas, jornais ou catálogos figuras que remetam a eles e cole-as na cartolina, nas fatias correspondentes. Fixe esse painel num lugar que você olhe com frequência, de preferência, logo ao acordar e antes de se deitar. O seu subconsciente registrará os desejos mais facilmente e buscará os recursos necessários para a materialização dos seus sonhos, diz Fátima.
 
2 - Avalie os planos de tempos em tempos
É preciso checar regularmente o que você tem feito para chegar aonde almeja. Assim, você consegue pontuar os avanços e as dificuldades e traçar uma nova rota, caso não esteja progredindo bem, recomenda a psicóloga Sâmara Jorge, de São Paulo. Lembre-se: não
há nada de mal em voltar atrás e recomeçar do zero..
 
3 - Assuma a responsabilidade
Nada de ficar falando que a sua felicidade depende do seu parceiro ou da sua família. Quem deve arregaçar as mangas em prol da sua realização é você mesma! Para transformar a realidade, comece a plantar novas sementes, sempre com sentimentos positivos. Isso também ajuda a inspirar e a entusiasmar as pessoas ao seu redor para melhorarem, argumenta Luciana Ferraz, de São Paulo, coordenadora nacional da Organização Brahma Kumaris, que visa desenvolver o potencial humano e ensina meditação..
 
4 - Valorize a caminhada
Quando encabeçar uma batalha por algo que almeja muito, não foque apenas no que falta realizar. Mirar só para a frente, rumo ao que ainda falta trilhar, pode ser desanimador. Habitue-se a olhar para trás também. Assim, vai constatar que já subiu muitos degraus e venceu trechos importantes, pondera Sâmara..
 
5 - Deixe a prosperidade entrar na sua vida
Mudar alguns hábitos na rotina da casa pode ajudá-la a ficar mais receptiva às realizações. É o que garantem os princípios do feng shui, técnica chinesa de harmonização de ambientes. Deixe a porta principal abrir totalmente, sem nada que a bloqueie, e mantenha a maçaneta em perfeito estado. Dessa forma, as energias positivas não encontram dificuldades para entrar, ensina a consultora Mariângela Pagano, de São Paulo. Já a porta do banheiro deve ficar fechada, pois é um lugar de escoamento energético.
 
6 - Proteja-se
Reforce a sua defesa com um spray aromático simples de preparar. A dica é da aromaterapeuta Sâmia Maluf, de São Paulo: junte num borrifador 75 gotas de óleo essencial de olíbano, 90 ml de água destilada e 20 ml de álcool de cereais. Use sempre que sentir necessidade de se resguardar ou de livrar o ambiente de energias negativas. O olíbano purifica o ar e a mente, serve para proteger as pessoas e para estabelecer a conexão com a espiritualidade, explica a expert..
 
7 - Aproveite o espírito de renovação
Um ano novinho em folha desperta a vontade de fazer diferente e melhor! Comece esse movimento dando aquele trato na sua casa. Mude os móveis e quadros de lugar, troque as fotos dos porta-retratos, acrescente novas almofadas ao sofá, pinte a casa toda ou apenas uma parede... Além disso, abra todos os cômodos, gavetas, armários, janelas e portas para a energia circular. Vasculhe as caixas e os arquivos e separe o que vai usar do que só está ocupando espaço. Dessa forma, você cede lugar às novidades, orienta o consultor de feng shui Franco Guizzetti, de São Paulo..
 
8 - Fortaleça crenças e conhecimentos
A consultora de feng shui e numerolorogia Cris Ventura, de São Paulo, revela que o número que irá reger o ano de 2014 é o 7 (a soma dos algarismos é igual a 7). Isso indica que será um bom período para o desenvolvimento das habilidades intelectuais, pontua. Aproveite para fazer cursos, ler bastante, investir em atividades que possam melhorar o seu grau de instrução e aprimorar talentos. Vale ressaltar ainda que o ano universal 7 tem uma forte simbologia espiritual e de fé. Ele reforça a importância de acreditar em si mesmo, no próprio potencial, além de favorecer a conexão com crenças e com a intuição, completa Cris. Sendo assim, reserve alguns períodos para ficar sozinha, ouvir a sua voz interior ou praticar rituais. Desses momentos podem surgir ideias poderosas!.
 
9 - Concentre-se (pra valer) no que estiver fazendo
Se deixarmos a mente vagar projetando demais o futuro, acabamos distraídas, ansiosas, e o nosso rendimento no presente fica comprometido. Então, já sabe: recobre o foco! O óleo essencial de alecrim pode dar uma forcinha. Use-o num difusor, no ambiente em que você está realizando algum projeto importante. O produto revitaliza as células cerebrais e aumenta a concentração, clareia a mente e estimula a memória. É ótimo para esforço mental excessivo e esgotamento em geral, esclarece Sâmia.

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/bem-estar/reportagem/auto-ajuda/dicas-conseguir-realizar-seus-desejos-ano-novo-763057.shtml - Reportagem: Patrícia Affonso - Edição: MdeMulher - Foto: Getty Images

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Caminhada: uma boa opção de atividade física no verão

Estamos no período das férias escolares e no início da estação de verão, época propícia para fazer caminhada entre várias atividades físicas. Ela pode ser realizada por crianças, jovens, adultos e idosos, seja individualmente ou em grupos, de acordo com as condições físicas de cada um.

     Os exercícios físicos e, em especial, a caminhada faz bem para o corpo e a mente. Segundo estudos, caminhar reduz o risco de morte por doenças cardíacas, derrame, hipertensão e diabetes. Também ajuda no controle do peso e emagrece, combate a osteoporose, melhora a circulação, afasta a depressão e aumenta a sensação de bem-estar.

     A caminhada é uma excelente atividade física quando feita sob certas regras. Antes de iniciar um programa de caminhada, a pessoa deve procurar um médico para fazer uma bateria de exames e testes de aptidão física. Feito isso, inicie suas caminhadas com regularidade, o mínimo são três dias por semana em dias intercalados, iniciando por trinta minutos e aumentando gradativamente. Antes e após de cada caminhada faça alguns alongamentos. Uma hora de caminhada se gasta em torno de 300 a 400 calorias, de acordo com a intensidade.

     O horário ideal é pela manhã até às 10 horas ou pela tarde a partir das 17 horas, mas mantendo o mesmo horário. Procure locais poucos poluídos e menos perigosos como: praças, parques, praias e espaços esportivos. Evite caminhar nas avenidas e nos acostamentos das rodovias, que além da poluição dos carros, motos e caminhões tem o perigo de atropelamento por estes veículos.

     Use shorts e camisetas folgadas, leves, de algodão e cores claras; tênis macio, leve, com palmilhas amortecedoras e meias de algodão. Podem ser usados boné e óculos escuros. Procure evitar tecidos sintéticos, sapatos, chinelos e agasalhos.

     A postura do corpo deve ser ereta e com a cabeça erguida, os braços devem estar descontraídos com movimentos rítmicos durante as passadas.

     A caminhada deve ser em velocidade rápida, porém confortável dentro do seu limite. Respire sempre pelo nariz. Nas primeiras semanas, o ritmo inicial deve ser de 100 metros em 1 minuto, ou seja, caminhar 3 km em 30 minutos e aumentar gradativamente até uma hora, chegando aos 8 km.

     Não pratique exercícios em jejum. Procure tomar um copo de suco ou coma uma fruta antes da caminhada. Para se reidratar nos dias de exercícios, tome de preferência água, sucos ou água de coco, no mínimo 3 litros.

     Em caso de dúvida, procure um professor de educação física habilitado, para poder lhe orientar sob os benefícios das atividades físicas.

     Se você ainda não pratica a caminhada, tome esta decisão agora e melhore sua qualidade de vida, o corpo e a mente agradecem.

Professor José Costa

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

15 dicas sobre sexo que as mulheres precisam saber

Confira alguns conselhos que você precisa saber antes de começar a sua vida sexual

Falar sobre sexo durante o período da adolescência pode ser estranho. Mas se a sua experiência em educação sexual não passa de cegonhas e abelhas, conversas desconfortáveis ou conversas francas com os amigos, tudo ainda é teoria, e na prática você pode ter algumas surpresas. A seguir algumas dicas importantes para você não ser pega desprevenida:

Seu parceiro nem sempre terá um impulso sexual maior do que você.

Você pode ter relações sexuais o quanto você quiser.

O sexo é realmente maravilhoso quando você ama a pessoa com quem você está.

As mulheres podem desfrutar do sexo tanto quanto os homens.

Sexo nem sempre se parece com o que os filmes mostram.

Saiba o que você gosta e não tenha medo de dizer ao seu parceiro.

Diga “não” quando quiser e saiba que isso não te torna menos atraente.

O melhor sexo é quando os dois se satisfazem.

Muitas mulheres podem não ter orgasmo na relação sexual por si só. Estima-se que 50 a 75% precisam de estimulação clitoriana.

É fácil ser pego desprevenido, por isso, sempre esteja protegido de antemão contra doenças sexualmente transmissíveis ou gravidez indesejada.

O melhor sexo não significa um grande amor.

Ansiedade e medo sobre sexo são normais, por isso, é bom que você converse com o seu parceiro.
Assim como qualquer outra coisa, para melhorar precisa praticar.

Seu “pico sexual” não será necessariamente aos seus vinte anos
.
Experimente.

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

8 produtos de beleza que você mesma pode fazer em casa

Produtos pré e pós-depilação, por exemplo, podem ser substituídos por itens que já temos em casa

É geralmente quando estão arrumando a casa, ou ainda preparando a mala para uma viagem, que as mulheres se dão conta da quantidade enorme de produtos de beleza que possuem! Xampu, condicionador, hidratante facial, creme corporal, perfume e muito mais.

E, seja com o objetivo de economizar, seja com a proposta de diminuir a quantidade de itens de beleza disponíveis em casa, muitas mulheres buscam ideias de produtos caseiros que possam substituir os originais – comprados em lojas de cosméticos, farmácias, supermercados etc.

Abaixo você confere as receitas de alguns desses produtos de beleza caseiros mais conhecidos. Eles podem ser feitos em casa, de forma rápida e prática:

1. Produto pré-depilatório
As mulheres que têm o costume de se depilar em casa sabem: há uma infinidade de produtos destinados exclusivamente a elas! Esfoliante para a virilha, loção pré-depilatória, loção calmante pós-depilatória e outros.
Mas estes produtos podem tranquilamente ser substituídos por coisas que já temos em casa. Em vez de comprar um creme pré-depilatório, por exemplo, basta aplicar um talco comum antes da aplicação da cera, para proteger a pele.

2. Remover a cera
Após a depilação, a remoção dos pedacinhos de cera que costumam ficar no corpo pode ser feita com a ajuda de óleo de amêndoas ou até mesmo de azeite.

3. Produto pós-depilação
Após a depilação, a pele da maioria das mulheres costuma ficar irritada e avermelhada. Mas não é preciso comprar, necessariamente, um creme pós-depilação. Para acalmá-la, após o procedimento, pode-se usar compressas geladas com chá de camomila.

4. Esfoliação corporal
Em uma tigela, misture 1/4 da xícara de óleo (o tipo fica a seu critério), 1/8 da xícara de açúcar mascavo, 1/8 da xícara de sal e complemente com um óleo essencial que você gosta bastante (por exemplo, de baunilha) – isso para a mistura ter um cheiro agradável.
Mas, atenção, se você tem a pele seca, evite esse tipo de esfoliação. Ou, pele menos, exclua o sal da mistura, e dobre a quantidade de açúcar. Mas a melhor opção é conversar sempre com seu dermatologista a respeito dos melhores produtos para o seu caso.

5. Lavar o rosto com mel
Combine uma colher de sopa de mel puro com uma colher de sopa de bicarbonato de sódio. Passe a mistura sobre a pele úmida. O mel é uma boa opção para acalmar a pele, enquanto o bicarbonato de sódio age como um esfoliante suave, que não machuca a face.

6. Perfume
Quer fazer seu próprio perfume? Combine óleos essenciais que você gosta – como, por exemplo, de baunilha, lavanda etc. – com um pouco de álcool e mantenha a mistura em um recipiente hermético.

7. Óleo de barbear
A dica é para os homens! Em vez de comprar um creme de barbear, eles podem escolher um óleo de sua preferência – de coco, jojoba, argan etc. – e passar na área que será barbeada. Mas, atenção, os homens que possuem a pele oleosa devem evitar esse tipo de produto.

8. Máscara hidratante
Combine um pote de iogurte com meia xícara de farinha de aveia não instantânea, misture e aplique no rosto, tomando cuidando com a região dos olhos. Deixe a mistura agir por cerca de 15 minutos e enxague.

Opinião profissional

Mas será que esses “produtos caseiros” são mesmo eficazes? Ou a melhor opção é sempre optar por produtos originais?
Apesar dos produtos caseiros serem práticos e eficazes na opinião de algumas pessoas, a Sociedade Brasileira de Dermatologia declarou, por meio de assessoria de imprensa, que é contra esse tipo de produto. Isso porque, não existe comprovação científica de que essas soluções caseiras são realmente eficazes e não se sabe se elas são boas ou não para a pele.
Por isso, em caso de dúvidas, a melhor solução é conversar sempre com seu(ua) dermatologista a respeito de misturas e substituições de produtos. Dessa forma, você evita possíveis problemas de pele e tem segurança na hora de fazer suas escolhas.

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Aposte nos hábitos que te dão mais disposição

Comer um café da manhã caprichado e tomar sol são alguns itens da lista

Você é o tipo de pessoa que acorda de manhã super animado e com a maior disposição, mas chega na hora do almoço já está se sentindo cansado ou muito disperso no trabalho? Isso pode estar acontecendo porque o seu corpo está com o horário de sono "desregulado" ou você não está fornecendo energia o suficiente para ele no decorrer do dia.

Felizmente, com adoção de alguns hábitos simples, você pode gozar de uma super disposição o dia inteiro e aproveitá-lo muito mais!

Café da manhã caprichado
O nutrólogo Roberto Navarro, de São Paulo, explica que a primeira refeição do dia deve ter pelo menos 25% do valor energético total de um dia todo. O ideal é que sejam evitados pela manhã alimentos com alto índice glicêmico, como açúcares, doces, pães, bolachas, biscoitos recheados e bolos, pois eles podem levar a uma queda súbita da glicose sanguínea e provocar dificuldade de concentração, fadiga mental e até irritabilidade. "Por isso, não seria interessante abusar desses alimentos citados, salvo quando 'integrais', pois esses têm menor índice glicêmico", diz Roberto.
O café em pequenas quantidades (até 1 xícara de chá) pode melhorar a disposição e a atenção. Já alimentos muito gordurosos não são recomendados por exigirem um maior trabalho na digestão e, consequentemente, dar a sensação de "cansaço". O café da manhã perfeito deve conter cereais integrais, frutas, oleaginosas e alguma proteína, como iogurte natural, queijo branco ou peito de peru.

Levante-se e movimente-se
Um estudo feito por pesquisadores da California State University, em Long Beach (EUA), afirma que fazer uma caminhada de 10 minutos te deixa acordado e com mais energia por até duas horas. Isso se dá porque a caminhada fornece mais oxigênio para nosso cérebro e músculos, deixando-os "ligados" por mais tempo.
Se você trabalha em um escritório, levante-se e faça pequenas caminhadas durante o dia, como ir até o restaurante para comer. Isso fará com que você se sinta mais alerta e refrescado. O clínico geral Felippo Pedrinola conta que essa prática promove a redução do estresse crônico e possibilita interações com outras pessoas e situações, contribuindo para o bem-estar.  

Hidrate-se
"Uma boa hidratação é essencial para melhorar a disposição física e mental", diz Roberto. A recomendação é de dois litros de água por dia. Porém, Roberto alerta que, durante uma refeição, não devemos ingerir mais de 200 ml de líquidos, pois acima disso há uma diluição do suco gástrico, o que prejudica a eficiência digestiva. 

Tome um pouco de sol
A liberação de alguns hormônios como cortisol e melatonina é regulada em horários específicos no decorrer do dia e sofre sim influência da luz do sol. "Ter a percepção correta de manhã, tarde e noite é fundamental para a regulação hormonal e o bem estar físico e mental", afirma Roberto Navarro.
ê um descanso aos olhos
Para aqueles que trabalham com computador ou constantemente lendo algum documento, saibam que a fixação contínua - seja na tela ou em um leitura - pode causar fadiga visual e piorar a sonolência e o cansaço. Desviar o olhar do trabalho por alguns minutos periodicamente, para relaxar, é uma boa pedida. 

Respire
A respiração profunda aumenta os níveis de oxigênio do sangue no corpo. Isso diminui a frequência cardíaca, regula a pressão sanguínea e melhora a circulação, auxiliando o desempenho mental e energético. O clínico geral Filippo Pedrinola conta que um bom exemplo de exercício do tipo são os chamados mini-relaxamentos de respiração.
Antes de fazer aquela ligação difícil ou entrar numa reunião pesada, feche os olhos e inspire lentamente contando até 4, prenda a respiração por 2 segundos e expire contando até 4. "Faça isso por cinco minutos quantas vezes quiser, procurando respirar menos de 10 vezes por minuto", diz o clínico.
Converse um pouco: se você sentir que está ficando cansado ou com falta deconcentração, experimente conversar com seu colega da mesa ao lado. Uma conversa descontraída pode fazer sua mente funcionar novamente. Pesquisadores do Instituto de tratamento do sono Maimonides Sleep Arts & Sciences afirmam que conversar com um colega sobre uma ideia de negócio, política ou religião é um estimulante muito forte de comportamento - especialmente quando é uma conversa sobre política. 

Saia da rotina
O clínico geral Filippo Pedrinola explica que a mudança da rotina, nem que seja de pequenas coisas, pode estimular novas conexões cerebrais. Esse fenômeno é conhecido como neuroplasticidade e ajuda nossa mente a ficar mais alerta. 

Faça um lanchinho
Devemos nos alimentar a cada três horas em média para evitar queda de glicose no sangue e prejudicar nossa concentração e disposição física. "Se você sentir-se cansado ou disperso e estiver mais que três horas sem ter se alimentado, vale recorrer a um lanche mais leve, como fruta, iogurte ou barra de cereais", diz Roberto. 

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Os 25 maiores arrependimentos na vida: quais são os seus?

A vida é ocupada. Chega o fim do ano e mesmo assim você não para um minuto, atrasa para os encontros com os amigos, perde um almoço em família. Então, algo acontece. Um bom amigo ou um ente querido – talvez da mesma idade – cai morto inesperadamente. Começamos a pensar sobre todas as coisas que ele não fez e quais seriam nossos maiores arrependimentos se de repente nos víssemos em nosso próprio leito de morte.

Aqui está uma lista dos 25 maiores arrependimentos que você provavelmente teria. A questão é: você vai mudar alguma coisa esta tarde ou amanhã, à luz desta lista? Ou você vai voltar para a sua vida agitada?

1. Trabalhar muito em detrimento da família e amizades
Como você equilibra trabalho e família? É difícil. Há sempre preocupações. “O que o meu chefe e colegas de trabalho vão pensar?”, “Vou ficar até mais tarde só hoje”, “Vou compensar minha família neste fim de semana”. Mas isso nunca parece acontecer. Dias se transformam em meses e depois anos e depois em décadas.

2. Enfrentar os valentões na escola e na vida
Acredite ou não, muitos dos nossos maiores arrependimentos na vida tem a ver com coisas que aconteceram na infância. Nós nunca parecemos esquecer – ou perdoar a nós mesmos – por não enfrentar as pessoas que nos humilharam ou provocaram no passado. Tínhamos muito medo, éramos muito inseguros. E, pelo jeito, a maioria de nós também vai encontrar esse tipo de gente, que comete bullying e assédio moral, na nossa vida profissional. Talvez muitos gostariam de não ter engolido tanto sapo, mesmo que isso os custasse seu trabalho.

3. Ficar em contato com bons amigos da infância e juventude
Há geralmente um amigo de infância ou escola com quem éramos melhores amigos e simplesmente nos afastamos. Poderíamos ter ficado em contato no começo, mas depois ficou cada vez mais difícil pegar o telefone ou enviar um e-mail. Passaremos o resto da vida nos perguntando como seria sentar com ele novamente para um café.

4. Desligar mais o telefone/deixá-lo em casa
Muitos de nós não conseguem desapegar do telefone ou da internet. Nós dormimos com ele ao nosso lado. Nós o carregamos conosco constantemente. Estamos sempre verificando Facebook e Twitter, à noite e nos fins de semana, nos tirando tempo de qualidade com a família e amigos. No entanto, nós não paramos com isso.

5. Terminar um relacionamento com o verdadeiro amor
Romance é uma grande área de arrependimento para a maioria de nós. Talvez porque abandonamos alguém que não deveríamos, ou alguém especial nos deixou. É um interminável jogo de “o que poderia ter sido”. É difícil simplesmente ser feliz com o amor que você encontrou, quando se está pensando constantemente no que você já teve – e poderia nem ter sido tão bom quanto você pensa que seria.

6. Preocupar-se com o que os outros pensam sobre você
A maioria de nós coloca demasiada importância ao que as outras pessoas pensam sobre nós. Naquele momento, pensamos que as suas opiniões são fundamentais para o nosso sucesso e felicidade. Em nosso leito de morte, nada disso importa.

7. Não ter bastante confiança
Relacionado com o ponto anterior, um grande pesar para a maioria de nós é questionar por que tivemos tão pouca confiança em nós mesmos. Por que permitimos que as preocupações dos outros pesassem tanto em vez de confiar em nossas próprias crenças? Mais tarde, desejamos ter sido mais autoconfiantes.

8. Viver a vida que os pais queriam, e não a que você queria
Muitos de nós vivem a vida que achamos que um bom filho ou filha deveria viver. Seja porque nossos pais explicitamente nos pediram ou seja essa uma decisão inconsciente, fazemos escolhas de vida fundamentais – sobre onde e o que estudar, que trabalho fazer – porque achamos que é isso que vai fazer nossos pais felizes. Mais tarde, percebemos que não estamos realmente fazendo o que nós queríamos fazer, e sim que estamos vivendo a vida de outra pessoa.

9. Candidatar-se ao “emprego dos sonhos”
Seja por medo, por causa de uma criança, ou porque o nosso cônjuge não queria se mudar, nós acabamos nunca fazendo o trabalho que sempre sonhamos. Talvez ele não fosse mesmo perfeito para nós, mas todo mundo se arrepende de sequer ter tentado.

10. Não levar a vida tão a sério
Parece estranho dizer, mas a maioria de nós não sabe se divertir. Somos muito sérios. Não brincamos. Não achamos nada engraçado. E, assim, a vida passa sem diversão. Conte uma piada ao motorista do ônibus hoje – mesmo se ele acabar olhando para você estranho, você provavelmente vai sorrir, por dentro se não por fora. E continue fazendo isso. Todos os dias.

11. Viajar mais com a família/amigos
A maioria das pessoas fica perto de casa e não viaja muito. No entanto, as grandes viagens com amigos e família – para o outro lado do país ou para Paris – são as coisas das quais as memórias são feitas. Passar por situações e se livrar delas como um grupo é divertido, mesmo quando chove.

12. Deixar o casamento falhar
Se você perguntar a opinião de pessoas divorciadas, elas vão lhe dizer que sua decisão foi a melhor. Ninguém aguentava mais. E, claro, existem alguns casamentos que não devem continuar mesmo, e o divórcio é a solução para todas as partes envolvidas. No entanto, se você falar com essas pessoas em particular, elas vão dizer-lhe que lamentam terem falhado. Nunca é apenas uma coisa que termina um casamento – mesmo que essa coisa seja infidelidade. Normalmente, existem muitos sinais e problemas que levam a isso. Os arrependimentos da maioria de nós é não ter corrigido alguns ou a maioria desses “pequenos problemas” ao longo do caminho. Não podemos controlar o nosso cônjuge, mas podemos controlar nossas ações e sabemos – lá no fundo – que poderíamos ter feito mais.

13. Ensinar os filhos a fazer mais coisas
As crianças amam fazer coisas com seus pais. E não precisa ser férias na Disney. Pode ser juntar folhas, jogar bola, aprender a trocar uma lâmpada, etc. Todos os nossos pequenos hábitos são imitações do comportamento de nossos pais. Se não temos tempo para fazer coisas com os nossos filhos, estamos roubando-lhes a chance de nos imitar.

14. Fazer as pazes com um membro da família ou velho amigo
Pessoas que se gostam e se conhecem há anos passam mais tempo ainda sem se falar. Ninguém faz um esforço. Ambos pensam que o outro está errado, ou que o outro é muito teimoso. Ambos pensam que fizeram tudo o que podiam para reatar o contato ou fazer as pazes – quando não fizeram. Só quando um dos dois não estiver mais por perto é que vão perceber isso.

15. Confiar mais na voz no fundo da sua cabeça
A maioria de nós já teve a experiência de uma pequena voz na parte de trás de nossas cabeças nos avisando que algo estava errado. Na maior parte dos casos, ignoramos aquela voz. Pensamos que sabemos melhor. Também na maior parte das vezes, aprendemos mais tarde que a voz estava certa.

16. Não chamar aquela pessoa por quem você tinha uma queda para sair
Nervos levam o melhor de nós, especialmente quando somos jovens. Podemos perdoar a nós mesmos por nunca termos dito como nos sentíamos em relação a uma pessoa, mas vamos continuar a pensar nisso décadas mais tarde. Às vezes, as pessoas se arrependem até de ver alguém famoso ou conhecido na vida real e não lhes dizer o quanto lhe inspiraram. A verdade é que sempre podíamos ter expressado nossos sentimentos.

17. Envolver-se com o grupo errado de amigos
Fazemos coisas estúpidas quando somos jovens. Nós somos impressionáveis. Nunca achamos que há algo errado com quem somos amigos, mas a realidade é que as companhias podem, sim, nos influenciar negativamente. A nossa escolha de amigos pode nos levar a um resultado ruim na vida.

18. Não se formar na escola ou faculdade
Há muita gente que não tem diploma de ensino médio ou faculdade, mas que é muito respeitada e boa no que faz. No entanto, se o tema educação surgir em uma conversa privada, quase que universalmente essas pessoas dizem se arrepender de não ter se formado. Isso os deixa inseguros, mesmo que sejam bem sucedidos.

19. Escolher o trabalho mais prático em vez do que o que você realmente queria
Ao aconselhar alguém sobre carreira, diga sempre para a pessoa fazer o que ama. Claro que, como um país, nós precisamos de certos tipos de profissionais, mas, no final do dia, você tem que viver a sua vida, e não a do governo. Há muitas pessoas que pensam que precisam fazer algo que não gostam para construir experiência antes de se estabelecer em algo que amam. Embora existam muitas estradas que levam a Roma, é provavelmente melhor que você comece imediatamente na área que te interessa.

20. Passar mais tempo com os filhos
Quando se trata de passar mais tempo com seus filhos, não é a qualidade do tempo que é importante, e sim a quantidade. Muitos pais ocupados se confortam em saber que vão passar a semana toda longe só porque no fim de semana vão assistir a um jogo de tênis do filho. Esse “tempo de qualidade” vai equilibrar ou compensar a falta da semana toda. Provavelmente não. As crianças geralmente preferem ter o pai todo dia para jantar do que vê-lo uma vez ao ano em eventos especiais da escola.

21. Não cuidar da saúde
Ninguém pensa na saúde até que haja um problema. Nesse ponto, prometemos a nós mesmos que, se melhorarmos, vamos nos cuidar mais. Não deveríamos precisar de uma calamidade para priorizar a nossa saúde e dieta. Pequenos hábitos todos os dias fazem uma grande diferença.

22. Não ter a coragem de falar em um evento importante
Mais pessoas têm medo de falar em público do que de morrer. Aparentemente, é melhor estar morto do que dar um discurso. No entanto, quando você estiver perto da morte, provavelmente desejará ter superado esses medos em pelo menos algumas ocasiões, especialmente no funeral de um ente querido ou em um casamento.

23. Não visitar um amigo/parente antes dele morrer
Estamos sempre ocupados com nossas próprias vidas. Mesmo quando sabemos que um amigo ou parente está doente, demoramos para visitá-lo. Em certas ocasiões, dá tempo de ver a pessoa antes dela morrer. Ainda assim, ela pode não estar tão bem e você mal vai poder conversar com ela. E daí, sempre vai se arrepender de não ter ido visitá-la antes, quando tinha a chance. Sempre vai pensar o que você não daria para ter uma última conversa normal com aquela ela.

24. Aprender outro idioma
Algumas pessoas até viajam bastante, mas poucas estudaram uma segunda ou terceira língua pra valer. Este é um grande arrependimento para muitos de nós, mesmo que possa parecer uma coisa pequena ao lado de família, carreira e romance. Isso porque saber um outro idioma abriria portas para oportunidades e uma nova cultura para nós.

25. Ser um melhor pai ou mãe
Não há legado maior do que os nossos filhos. Muitas vezes, eles acabam bem. Mas, quando começam a mostrar sinais de problemas – na escola, com amigos ou de qualquer outro tipo -, sabemos que temos uma parcela de culpa e que provavelmente deveríamos ter passado mais tempo com eles. Há sempre tempo para melhorar as nossas relações com os nossos filhos. Só não podemos esperar mais um dia, especialmente se é um relacionamento que tem sido negligenciado por anos. [Forbes]