terça-feira, 30 de abril de 2013

Faz mal um jovem tomar Viagra? Como ele age no organismo?


O Viagra (Sildenafil) e os outros componentes da sua classe - Levitra (Vardenafil) e Cialis (Tadalafil) - são medicamentos desenvolvidos para facilitar a ereção masculina. Eles agem nos vasos sanguíneos dentro do pênis, facilitando as dilatações, o que faz com que mais sangue permaneça nos corpos cavernosos (espécie de esponja que há no interior do pênis), levando à ereção. Essa classe de medicamentos surgiu para tratar dificuldades de ereção que podem surgir a partir dos 45, 50 anos. No entanto, de uns tempos para cá, existe uma espécie de "febre" entre os jovens para consumir esses remédios.

Vamos então a algumas explicações: em primeiro lugar, remédio é remédio, não é bala. E, como todo remédio, deve ser receitado pelo médico, atendendo a indicações corretas. Todo medicamento pode trazer efeitos indesejados. E com o Viagra não é diferente.

Dores de cabeça, rubor facial, enjôo e alterações visuais são os efeitos mais comuns. Em segundo lugar, é mito a história de que o Viagra produz uma superereção. O pênis não vai ficar maior, nem gerar um prazer incomparável. Ele terá apenas uma ereção completa e parecida com a que é produzida naturalmente pelo corpo.

Os jovens estão usando Viagra porque querem o pênis ereto por mais tempo ou para vencer as ansiedades de quem começa a vida sexual. Calma lá! É verdade que o pênis poderia se recuperar para um "segundo turno" de forma mais rápida. E também que eventuais medos de falhar não atrapalhariam tanto a ereção. Mas existe o risco de o homem achar que só "funciona" com o remédio e que vai conseguir ter quantas relações sexuais quiser, o que não é verdade.

Que tal reservar esse tipo de medicamento para o futuro, quando você realmente sentir que precisa? E mais: jovens que têm dificuldade de ereção podem se beneficiar mais com prática, experiência e, eventualmente, terapia, do que com remédios. Certo?

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Exercícios físicos são chave para dormir bem?


Se você sente muito sono durante o dia ou acha que levantar da cama pela manhã é uma verdadeira sessão de tortura, talvez seja hora de adotar uma boa rotina de exercícios – e, de acordo com o mais recente estudo da Fundação Nacional do Sono dos Estados Unidos, mesmo exercícios leves podem ajudar muito a ter uma boa noite de sono.

 “Com toda a imagem ruim que remédios para dormir ganharam ultimamente, é bom saber que há uma mudança de estilo de vida que pode nos ajudar a dormir melhor”, destaca a médica Barbara Phillips, do Laboratório do Sono do Sistema de Saúde do Reino Unido. “Os novos dados indicam que não importa quanto nos exercitamos, contanto que façamos exercícios”.

Desde 1991, a Fundação realiza anualmente uma enquete sobre a qualidade do sono entrevistando mil pessoas com idade de 23 a 60 anos. Na edição de 2013, que teve os resultados divulgados recentemente, mais participantes que diziam praticar exercícios físicos intensos, moderados ou leves relataram ter noites de sono melhores (de 56% a 67%) em comparação com aqueles que não se exercitavam (39%).

 “Se você é inativo, fazer 10 minutos de caminhada por dia pode aumentar suas chances de ter uma boa noite de sono”, aponta Max Hirshkowitz, um dos responsáveis pela enquete. “Os dados da nossa pesquisa certamente encontraram uma relação forte entre bom sono e exercícios”.

Sedentarismo e noites ruins

Um em cada dois participantes que não se exercita disse que acaba acordando no meio da noite, e um em cada quatro disse que tem dificuldade para cair no sono.

“Sono ruim pode prejudicar a saúde em parte porque deixa as pessoas menos inclinadas a se exercitar”, explica Shawn Youngstedt, que ajudou a conduzir o estudo. “Mais da metade (57%) de todos os participantes disse que seu nível de atividade é menor do que o usual depois de uma noite de sono ruim. Não se exercitar e não dormir se torna um círculo vicioso”.

Outro problema relacionado à falta de exercícios foi a apneia do sono (distúrbio que faz com que a pessoa pare de respirar repentinamente enquanto dorme): 44% dos participantes inativos apresentaram risco moderado de desenvolver o problema, contra 26% dos que praticam exercícios leves, 22% dos que praticam exercícios moderados e 19% dos que praticam exercícios intensos.

Além da ausência de exercícios, o excesso de tempo que a pessoa passa sentada também se mostrou problemático: entre aqueles que passavam mais de oito horas diárias sentados, em torno de 15% disseram dormir muito bem, menos do que aqueles que passavam menos tempo (cerca de 25%).

Mexa-se (de manhã, de tarde ou de noite)

Mesmo os participantes que se exercitavam perto da hora de dormir não relataram problemas de sono, em comparação com aqueles que se exercitavam mais cedo. Esse resultado contraria a antiga recomendação de não fazer exercícios à noite, e levou a Fundação a recomendar que as pessoas com sono “normal” se exercitem a qualquer hora do dia, contanto que não troquem horas de sono por horas de exercício. No caso de pessoas com insônia crônica, contudo, a recomendação de não fazer exercícios à noite continua.

Para encerrar, confira a seguir algumas dicas rápidas para dormir melhor:

- Faça exercícios físicos regularmente (exercícios intensos seriam o ideal, mas moderados e leves também são bons);
- Crie um ambiente apropriado para dormir – escuro, fresco e silencioso;
- Tenha um “ritual de relaxamento” antes de dormir, como tomar um banho morno ou ouvir músicas relaxantes;
- Evite se expor demais a luz à noite, e aproveite a luz natural durante o dia;
- Procure usar seu quarto apenas para dormir, não para trabalhar;
- Deixe para se preocupar durante o dia. Se algo estiver te pertubando na hora de dormir, anote e só se preocupe com isso pela manhã;
- Se estiver com insônia não insista: levante da cama e vá fazer algo relaxante, como ler;
- Se você se sentir constantemente cansado durante o dia, roncar demais ou acordar sem fôlego, fale com seu médico.[Medical XpressLiveScience]

7 maneiras incríveis de usar o mel


Além de seu uso na culinária, o mel pode ser produto de beleza e até anti-séptico natural

O mel é um dos produtos naturais mais benéficos para a saúde humana. Fruto do trabalho das abelhas com o pólen de diversos tipos de flor, essa substância é, em geral, usada para substituir o açúcar na alimentação, mas o mel possui muitas outras aplicações. Há quem diga que Cleópatra, a mais famosa rainha do Egito Antigo, chegava mesmo a banhar-se com mel. Lendas à parte, que tal descobrir quais são os benefícios que você pode extrair dessa delícia?

1 – Dor de garganta e tosse

Esse uso é clássico. Muitas avós recomendam o mel para tratar a tosse e as dores de garganta e, seguindo estudos feitos acerca das propriedades do produto contra esses males, alguns remédios industrializados também contam com o mel em sua composição. Tal como nesses medicamentos, o poder curativo do mel é potencializado se você combiná-lo com o suco de um limão.

2 – Ressaca alcoólica

Para quem costuma passar do limite quando o assunto é álcool, o dia seguinte poderá ser menos sofrido se você utilizar o mel para ajudar a curar os efeitos da ressaca. Isso acontece porque a frutose – um tipo de açúcar contido no mel – acelera o metabolismo do corpo, o que faz com que o organismo elimine o álcool acumulado com maior rapidez.

3 – Banho de rainha

Caso você não seja a própria Cleópatra, fica complicado realizar o sonho de mergulhar em uma banheira de mel. Porém, nem tudo está perdido – e você pode se beneficiar das propriedades do mel para a pele usando apenas um pouco do produto no banho de banheira. Você vai precisar de uma xícara de água quente, duas colheres de sopa de mel e duas gotas de óleo essencial de lavanda. Misture todos os ingredientes e, quando seu banho estiver preparado, acrescente a mistura. O resultado é um banho muito mais relaxante.

4 – Acne

O mel tem efeito bactericida e auxilia na cicatrização, de acordo com estudos realizados pela Sociedade Alemã e Romena de Apiterapia. Para usá-lo em suas espinhas, basta aplicar um pouco sobre a acne e cobrir com um curativo adesivo. Depois de 30 minutos, retire o curativo. Ele ajuda a secar as espinhas inflamadas e também pode minimizar a vermelhidão das cicatrizes deixadas pela acne.

5 – Hidratação para a pele

Para hidratar pele seca, o mel é um dos produtos naturais mais poderosos. Basta aplicar sobre a região desejada – ele tem efeitos incríveis sobre áreas naturalmente ressecadas, como os cotovelos e calcanhares – e deixar agir por cerca de 30 minutos, retirando em seguida.

6 – Reconstrução para os cabelos

Para “fechar” os fios, usar mel é uma alternativa barata e eficaz. Misture uma colher de chá do produto ao xampu de sua preferência e utilize-o normalmente. Após algum tempo de uso, você vai perceber que o aspecto dos cabelos se torna mais saudável e menos ressecado.

7 – Cicatrizante

Devido ao seu já citado efeito bactericida, o mel também pode ser usado sobre feridas, cortes, arranhões e queimaduras. Nesse caso, o produto trabalha como um anti-séptico natural, eliminando as possibilidades de infecção no local e auxiliando na cicatrização.

Fonte: http://www.dicasdemulher.com.br/7-maneiras-incriveis-de-usar-o-mel/ - Por Carolina Werneck - Foto: Thinkstock

domingo, 28 de abril de 2013

Conheça os benefícios de alguns alimentos para o seu coração


Veja como alguns alimentos podem ser aliados do seu coração e coloque-os em sua alimentação diária para desfrutar de todos os benefícios:

Alho: tem potente ação no controle da pressão arterial. Pesquisas mostram que o alho inibe uma enzima chamada angiotensina que tem papel vasoconstrictor. Com essa enzima inibida os vasos são mais relaxados e o sangue circula melhor.

Suco de uva: As uvas escuras são ricas em polifenóis que melhoram a elasticidade dos vasos e ajudam e diminuir a formação de placas de colesterol. Estudos mostram que o consumo de 200ml ao dia tem relação inversa com doenças do coração.

Romã: Pesquisa feita em Israel mostrou que o consumo de suco de romã, devido aos seus antioxidantes não só controlou a formação de placas de colesterol, mas também reduziu o entupimento das artérias. A sugestão de consumo é de 250ml ao dia do suco.

Amêndoas: são fontes de gorduras insaturadas, um tipo de gordura que no fígado não é transformada em colesterol. Também tem fito-esteróis que diminuem a absorção do colesterol da dieta. Inclua com opção de lanche da manhã ou da tarde.

Peixes: o ômega 3 presente no salmão, atum ou sardinha são fundamentais para a saúde cardiovascular. Esse tipo de gordura do bem diminui os níveis de triglicérides, aumenta os níveis de HDL e diminui o risco de arritmias. Além de ser anti-inflamatório.

Cacau: é rico em flavonoides, antioxidantes que diminuem a formação de placas de colesterol ao mesmo tempo que melhoram a flexibilidade dos vasos. Assim seu consumo está relacionado a redução da pressão arterial e também a menor risco de infarto. Use 30g do chocolate amargo ao dia ou use o cacau em pó em bebidas ou frutas.

Laranja: é rica em um tipo de fibra solúvel, a pectina. Essa fibra reduz a absorção do colesterol ingerido na dieta e diminui seu acumulo nas veias e artérias. Também é boa fonte de potássio, mineral importante no controle da pressão arterial.

Fonte: http://www.dietaesaude.com.br/v1/15706/comer-para-a-saude-do-coracao - por Bruna Pinheiro - Nutricionista Dieta e Saúde

sábado, 27 de abril de 2013

10 descobertas científicas extremamente óbvias

Frases como “Ah, mas todo mundo sabe isso” não são o suficiente para impedir uma pesquisa científica. Afinal, vai que “todo mundo” estava enganado? A seguir, você conhecerá 10 casos em que a ciência confirmou coisas que, de certa forma, já eram sabidas.

10. Salto alto pode causar dor nos pés
Mulheres que preferem sapatilhas ou sandálias sem salto podem se sentir mais seguras: em estudo publicado em 2009 no periódico Arthritis Care & Research, 64% das mulheres mais velhas que disseram ter dor nos pés usavam constantemente calçados de salto alto.




9. Porcos gostam de lama
De acordo com artigo publicado em 2011, porcos realmente gostam de chafurdar na lama, seja para se refrescar (como eles não suam, se sujam com lama, que resfria o corpo quando seca) ou para se divertir (já que fazem isso mesmo em épocas frias). Se você cria porcos e eles não querem deitar e rolar em lama, pode começar a se preocupar.






8. Dormitórios mistos aumentam o consumo de álcool e a probabilidade de sexo
Para o desespero de pais e alegria de estudantes, um estudo confimou que moradores de residências universitárias “mistas” têm 2,5 vezes mais chances de beber semanalmente do que colegas que dividem a casa apenas com pessoas do mesmo sexo. E, por falar em sexo, residentes “mistos” também têm, em geral, mais parceiros sexuais e costumam consumir mais material pornográfico. Os resultados do estudo foram publicados em 2009 no Journal of American College Health.

7. Todos queremos sair com alguém sexy
Você até pode dizer que “aparência é o de menos, quero alguém que me faça rir” ou algo do gênero, mas no fundo deseja uma pessoa sexualmente atraente: um estudo recente, feito com associações de palavras, revelou essa preferência que, em certos casos, pode estar no subconsciente. Os participantes responderam muito mais rapidamente a palavras ligadas a sensualidade, mesmo que alegasse ser “pouco exigente” em termos de aparência.

6. Não é seguro dirigir depois de fumar maconha
Pode parecer chocante para alguns, mas pegar no volante “chapado” não é uma boa ideia: segundo estudo publicado em outubro de 2012 no periódico Epidemiologic Reviews, pessoas que fumaram maconha até três horas antes de dirigir têm duas vezes mais chances de se envolver em acidentes de carro do que aqueles motoristas que não fumaram.



5. Excesso de carne vermelha, processada e/ou salgada demais faz mal
Por melhor que seja seu sabor, aquele X-burger duplo pode acabar te matando se for consumido com frequência. Um estudo divulgado em 2009 no periódico Archives of Internal Medicine acompanhou mais de 500 mil pessoas e revelou que aquelas que abusavam de certos tipos de carne tinham mais chances de morrer de câncer ou ataque cardíaco.
“No quadro de mortalidade geral, 11% das mortes de homens e 16% das mortes de mulheres poderiam ter sido evitadas se as pessoas tivessem diminuído seu consumo de carne vermelha”, escrevem os autores. Talvez embalagens de bifes devessem vir com a frase “aprecie com moderação” estampada, por garantia.

4. Chamar uma ambulância aumenta suas chances de sobreviver a um ataque cardíaco
Segundo um estudo apresentado no Acute Care Cardiac Congress em outubro de 2012, apenas 29% das pessoas que tiveram ataque cardíaco na Turquia e foram atendidas em hospital chegaram lá de ambulância. Os autores também concluíram que ir de táxi ou com o carro da pessoa leva mais tempo – possivelmente por causa da tensão na hora de dirigir ou pela falta de uma sirene no veículo.



3. Exercícios físicos fazem bem à saúde
Se realizados de forma correta, exercícios físicos podem (surpresa!) trazer benefícios à sua saúde física e mental. Em setembro de 2012, um estudo publicado no periódico Clinical Psychological Science mostrou que tanto a melhora na autoimagem como a interação social em exercícios coletivos pode diminuir os riscos de problemas como depressão, ansiedade excessiva e uso de drogas.


2. Valentões de escola preferem brigar e implicar com colegas menos populares
Um estudo focado em alunos do ensino fundamental mostrou que, nessa fase, as crianças e pré-adolescentes dão muita importância para a opinião de colegas do mesmo sexo; alguns, em busca de aprovação, praticam bullying com os menos populares porque, além de se mostrarem “dominadores”, não desagradam os próprios amigos – que não ligam para os alvos.


1. Álcool aumenta suas chances de fazer sexo sem proteção
Não é segredo que beber demais atrapalha o processo de tomada de decisões – entre elas a de usar ou não preservativo na hora de fazer sexo. De acordo com um estudo publicado em janeiro de 2011 no periódico Addiction, cada 0,1 mg/ml de álcool no sangue aumenta em 5% a probabilidade de você deixar o preservativo de lado na hora da relação.[LiveScience]


sexta-feira, 26 de abril de 2013

10 formas de ser mais saudável com alguns minutos por dia


Confira algumas atitudes e exercícios rápidos, mas de bons resultados se feitos diariamente
 
Muitas pessoas reclamam que a falta de tempo faz com que elas não consigam seguir uma rotina de exercícios ou uma alimentação balanceada para serem mais saudáveis. Realmente, a correria e compromissos do dia a dia acabam ocupando boa parte das nossas horas. No entanto, sempre há um jeitinho de tirar alguns momentos para cuidar de si, não é verdade?

Um novo estudo publicado no HealthyDay News descobriu que muitas pessoas estão sacrificando uma atividade saudável em troca de outras. "Se assumirmos, por exemplo, que os adultos têm 45 minutos de tempo livre para dedicar a saúde, talvez a gente precise olhar para isso de forma holística e determinar a melhor maneira de usar esse tempo", disse Rachel Tumin, autora do estudo.

Se temos cerca de 45 minutos a uma hora por dia totalmente livres, que tal aproveitá-los para deixar o corpo mais saudável com pequenas atitudes ou exercícios? O site do The Huffington Post listou 10 formas de fazer isso gastando apenas alguns minutinhos, que podem fazer grande diferença na sua vida. Confira abaixo.

Em um minuto: rir bastante
60 segundos de risadas é tudo o que você precisa para liberar endorfina, substância que reduz o stress e relaxa os músculos. E se você fizer disso uma prática regular, ela ainda traz mais benefícios como melhorar a circulação e até mesmo ter uma vida mais longa.

Em dois minutos: agradecer
Dizer “obrigado” não dói nada e pode fazer muita diferença na sua saúde. Além de ser boa para quem recebe o agradecimento, a gratidão também pode melhorar a sua saúde. Segundo um estudo feito em 1995, esse sentimento pode proteger o coração, fortalecer o sistema imunológico e melhorar o sono.

Em três minutos: preparar um ovo
​Sim, apesar da má fama de antigamente de que eles elevavam o colesterol, uma nova pesquisa desmitificou esse fato, provando que a gema não eleva as taxas e ainda tem uma substância que melhorar o humor, a colina. Além disso, outra pesquisa feita pela Universidade de St. Louis (EUA) revelou que comer ovos no café da manhã pode ajudar na perda de peso. Vale o ovo cozido, mexido ou outras opções que não levem óleo no preparo.

Em quatro minutos: respirar fundo
Respirar profundamente pode acalmar e reduzir o stress. Onde quer que você esteja, pode dedicar alguns minutos para respirar pelo nariz em uma contagem de três, fazer uma breve pausa, depois expirar lentamente. Nessa hora, concentre-se apenas nisso.

Em cinco minutos: fazer um minicircuito
Se você não conseguiu tempo para uma caminhada ou uma aula de spinning, que tal apostar em uma série rápida de exercícios que podem ser feitos em casa mesmo? A sequência é do especialista em fitness triátlon Ben Greenfield, sendo composta por 25 polichinelos, 20 flexões, 15 agachamentos lentos, 10 flexões lentas e controladas e 10 agachamentos com salto. Fácil, não é mesmo?

Em seis minutos: subir escadas
Chegou alguns minutos antes no trabalho? Então, que tal pegar as escadas? Com apenas alguns minutinhos você aproveita esse movimento e ajuda a combater os efeitos de ficar sentada por muito tempo.

Em sete minutos: ler os rótulos
Ler os rótulos das embalagens faz muito bem, pois você evita alimentos com substâncias que são prejudiciais ao seu organismo ou muito calóricas. Analise o teor de gordura, de gordura trans, açúcar, fibras e porções antes de colocar no seu carrinho do supermercado.

Em oito minutos: Agendar uma consulta médica
Por mais ocupada que você seja durante o dia, agendar aquela consulta com o médico não vai fazer você gastar muito tempo. Cuide de sua saúde antes de tudo e não espere acontecer algo com ela.

Em nove minutos: embalar um almoço
No seu trabalho é permitido levar o almoço? Se a resposta for positiva, aproveite essa oportunidade para levar comida de casa mais saudável com menos sódio e gordura. Embale a refeição antes de sair ou até na noite anterior. Dessa forma, você fica longe das tentações dos restaurantes e lanchonetes. Além disso, economiza dinheiro.

Em 10 minutos: tirar um cochilo
Bateu um sono? Se estiver em casa durante o dia, aproveite. Se não, arranje um lugar tranquilo e feche os olhos por um tempo para relaxar. Uma pesquisa mostrou que a soneca pode ajudar a melhorar a memória, a criatividade e a produtividade. Mas o ideal são 10 minutos, pois, mais do que isso, pode deixar você mais lenta.

Desafio de Voleibol do Colégio O Saber

Neste sábado, 27 de abril de 2013, será realizado o maior evento de voleibol que Itabaiana já presenciou, o Desafio de Voleibol do Colégio O Saber, envolvendo mais de 250 alunos do 5º ao 9º Ano do Ensino Fundamental. O desafio será disputado a partir das 08 horas, na quadra esportiva Emílio de Oliveira, com os alunos da manhã enfrentando os da tarde, por ano e sexo.


Atualmente o meu maior desafio como educador é atrair, incentivar e motivar o aluno para a prática esportiva. Profº José Costa

Professor José Costa

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Blog Professor José Costa - 800.000 acessos, obrigado!


5 combinações de alimentos que você deve evitar


Conheça as misturas erradas de alimentos que atrapalham a absorção adequada de nutrientes e cuide da sua alimentação

Comer bem além de implicar em fazer várias refeições saudáveis ao longo do dia, que incluam comidas dos diversos grupos alimentares, demanda que a pessoa conheça um pouco do funcionamento dos processos químicos do organismo, pois muitos alimentos quando combinados atrapalham uns aos outros no quesito absorção de nutrientes.

Como a maioria das pessoas não têm conhecimento tão detalhado do organismo, para ter a alimentação como uma aliada da manutenção da saúde é preciso contar com o apoio de um nutricionista, pois estes profissionais da saúde podem indicar quais são as combinações que devem ser evitadas para aperfeiçoar a nutrição.

Para que você não tenha que sair correndo para o seu nutricionista com o objetivo de saber se anda cometendo alguma falha na hora de combinar alimentos, veja cinco combinações de alimentos que, segundo a revista espanhola Quo, não são adequadas.

1 – Espinafre com queijo
Tentar fazer o espinafre ficar mais saboroso gratinando-o ou fazer uma pizza com espinafre pode ser uma boa ideia em termos de sabor, mas não de absorção de nutrientes, pois o espinafre é um dos vegetais mais ricos em oxalato, substância que reduz a absorção de cálcio, ou seja, o benefício do queijo é anulado. Além disso, pode ocorrer competição entre o cálcio do queijo e o ferro do espinafre na absorção, limitando a biodisponibilidade dos dois minerais.

2 – Açúcar com cremes
Adicionar muito açúcar em preparações com cremes pode não ser uma boa opção, pois dá origem a um alimento viciante e que tem uma composição que acrescenta muitas calorias à dieta. Ou seja, pegue leve na quantidade de açúcar na hora de fazer receitas como pavês e coma com moderação o tentador crème brûlée.

3 – Cereais com refrigerante
Comer cereais como milho e arroz acompanhados por refrigerante é uma má escolha, pois os cereais são ricos em magnésio e os fosfatos de sódio limitam a absorção deste mineral que é fundamental para o coração.

4 – Beterraba com soja
Beterraba e soja são dois alimentos saudáveis, mas que não devem ser comidos juntos, pois a beterraba é rica em oxalatos e a soja contém cálcio, bem como ferro. Ambos os minerais da soja são afetados pela presença da substância contida na beterraba.

5 – Lentilhas com leite
Esta é a combinação mais estranha e pouco provável de ser feita, mas se um dia você quiser jantar lentilhas lembre-se não tomar o típico copo de leite quente antes de dormir, pois a lentilha é fonte de ferro, um mineral que é facilmente afetado pela presença do cálcio de alimentos como o leite.

É importante entender que cada alimento tem uma composição complexa de substâncias, as possibilidades de reações químicas no organismo são inúmeras e o estado de saúde da pessoa que está ingerindo o alimento tem impacto singular.

“É por isso nutricionistas e endocrinologistas pedem exames aos pacientes antes de indicar uma dieta alimentar ou revelar a necessidade de determinada substância para equilíbrio dos processos do organismo”, completa a nutricionista carioca Isabella Peixoto.

Portanto, contar com informações sobre alimentação de fontes seguras e com o apoio de um profissional da saúde é fundamental para que não se crie mitos alimentares e não sejam feitas más escolhas.

terça-feira, 23 de abril de 2013

Beber líquidos durante as refeições engorda?


Desvende esse mito!

O hábito de ingerir líquidos nas refeições é muito comum, porém todos já ouviram dizer que isso é errado porque engorda, nos faz comer em maior quantidade, a barriga incha ou ainda atrapalha a digestão. Entenda um pouco mais sobre esse assunto e saiba como se comportar na hora de realizar as refeições:

Qual melhor momento de ingerir líquidos?
Os líquidos devem ser consumidos 20 minutos antes ou 60 minutos após as refeições. Quando optar por ingeri-los nas refeições é indicado no máximo um copo pequeno, com capacidade de 150 a 200 ml.

Ingerir líquidos nas refeições engorda?
O líquido ingerido na refeição não engorda, porém dilata o estômago e provoca uma sensação de inchaço abdominal.
É importante não criar o hábito de ingerir líquidos sempre nas refeições, pois o estômago sempre passará por essa dilatação o que irá torna-lo mais elástico. Essa dilatação reduz a sensação de saciedade e você pode acabar consumindo mais alimentos, levando a um excesso alimentar durante o dia e consequentemente o aumento de peso.

Por que devemos evitar líquidos nas refeições?
Durante a digestão dos alimentos precisamos da ação do suco gástrico no estômago, para que alguns nutrientes possam ser quebrados e absorvidos. Quando ingerimos líquido em excesso nas refeições o suco gástrico fica diluído e dessa forma a digestão fica comprometida podendo ocasionar problemas como indigestão, gases, flatulências e deficiência na absorção de nutrientes como ferro, cálcio, zinco, vitamina B12, entre outros.

Se optar por ingerir líquidos, qual dar preferência?
Se desejar beber líquidos durante a refeição, dê preferência aos sucos naturais feito com frutas ácidas como abacaxi, limão, morango, kiwi, já que não irão trabalhar a favor do suco gástrico no estômago, não interferindo na absorção dos alimentos. A água também é uma boa escolha, pois ajuda na hidratação e não aumenta o valor calórico da refeição.
É importante ressaltar que refrigerantes e água gaseificadas são mais prejudiciais, pois o gás presente nessas bebidas dilata ainda mais o estômago, prejudicando a digestão e criando uma falsa sensação de saciedade, fazendo com que a fome apareça mais rapidamente, e podendo levar a um excesso alimentar durante o dia e consequentemente o aumento de peso.

Como manter o corpo hidratado sem ingerir líquidos nas refeições?
Muitas pessoas sentem necessidade de ingerir líquidos durante as refeições quando a hidratação durante o dia está baixa e somente se lembram de tomar algo na hora da refeição. É importante lembrar que a recomendação de água é de 6 a 8 copos de 200 ml e essa deve ser feita preferencialmente nos intervalos entre as refeições!
Alimentos ricos em água, geralmente frutas e legumes como abacaxi, abobrinha, alface, laranja, tomate, mamão, melancia, melão, uva, chuchu fazem parte de nossas refeições, portanto é impossível realizar uma refeição sem ingerir líquidos, a preocupação sempre deve ser em não consumir líquidos em grande volume.

Portanto, é importante evitar a ingestão de líquidos durante a refeição, e caso ocorra, não deverá exceder um copo pequeno, e que preferencialmente seja água ou suco de frutas ácidas. E lembre-se sempre tenha foco na hidratação ao longo do dia.

Andréia Manetti Previero 
Nutricionista do Dieta e Saúde
CRN 34975/P

Exercício físico combate danos causados ao cérebro pelo álcool


Pessoas que tem problemas de excesso de consumo de álcool vão receber uma boa notícia. De acordo com um novo estudo, a prática regular de atividade física pode combater alguns dos danos causados pela substância.

Os cientistas responsáveis pelo estudo associaram o álcool a danos causados à substância branca do cérebro, mas a relação foi vista apenas entre pessoas que não se exercitavam regularmente. Entra aquelas que eram ativas esse mesmo problema não foi detectado.

A substância branca é responsável pela comunicação entre as diferentes áreas do cérebro, assim, quando ela é danificada, a habilidade cerebral de trocar mensagens entre suas diferentes regiões fica deficiente.

Apesar de os resultados encontrados serem positivos, os pesquisadores alertam que isso não significa que a prática esportiva permite o consumo excessivo do álcool. O abuso dessa substância causa diversos males ao organismo, e outras áreas do corpo e até mesmo do cérebro serão prejudicadas com esse hábito.

A pesquisa foi publicada no periódico Alcoholism: Clinical & Experimental Research.

Live Science

segunda-feira, 22 de abril de 2013

A história do Campeonato Serrano de Basquete

Durante 27 anos os itabaianenses presenciaram a realização do maior torneio de basquete do estado de Sergipe em todos os tempos, o Campeonato Serrano, o qual atraia centenas de pessoas a quadra do Módulo Esportivo de Itabaiana e do Ginásio de Esportes Miltão do Colégio Estadual Murilo Braga. O campeonato foi disputado por milhares de alunos e ex-alunos do CEMB ao longo dos anos, sempre nas tardes de sábado, durante o 1º semestre.

O campeonato Serrano tinha como principais objetivos: incentivar a prática do basquete em Itabaiana e revelar atletas para compor as equipes do Colégio Estadual Murilo Braga que o representaria nas competições dos Jogos da Primavera, Jogos Infantis e dos campeonatos sergipano nas diversas categorias.

O campeonato foi realizado inicialmente com os alunos do CEMB, posteriormente também com os ex-alunos e nos últimos campeonatos, com participações de equipes convidadas de Aracaju. No início as equipes receberam nomes dos estados brasileiros, depois de equipes nacionais do basquete como: Sírio, Monte Líbano, Tupã, Francana, Ginástico, Prudentina, Minercal... Posteriormente foram mudados para os nomes de lojas comerciais de Itabaiana através de patrocínios e por último, os nomes dos colégios participantes do campeonato.

O comércio de Itabaiana foi extremamente importante para o sucesso do campeonato através da parceria que patrocinava os fardamentos das equipes e as medalhas e troféus oferecidos às equipes vencedoras, elementos fundamentais para incentivar as participações dos atletas.

A imprensa sergipana teve um papel muito importante na evolução do campeonato através da divulgação dos boletins semanais informando os leitores através dos jornais e da internet, os espectadores pela televisão e os ouvintes pelo rádio o que se passava a cada rodada, estimulando os atletas a participar e ao público em assistir os jogos.

A equipe de arbitragem do campeonato era composta por mim, pelos alunos e ex-alunos os quais recebiam todos os anos uma palestra teórica sobre as regras e um treinamento prático de como ser mesário e juiz no jogo, sob minha orientação. Em algumas finais de campeonato a equipe de arbitragem da FSB vinha arbitrar através de uma parceria com AIB.

Em 1976, o Professor Romilto Mendonça introduziu o basquete como prática esportiva nas aulas de educação física do Colégio Estadual Murilo Braga, e juntamente com os alunos realizou o primeiro campeonato de Itabaiana.

Em 1977, o Professor Romilto Mendonça foi transferido para Aracaju e o campeonato não foi realizado, mas em 1978, foi reiniciado com força total pelo Professor José Antonio Macedo, na quadra do Módulo Esportivo de Itabaiana, o qual tinha sido inaugurado em 1977.

Em 1980, comecei a ensinar basquete no CEMB e passei também a realizar o campeonato juntamente com o Professor José Antonio, mas em 1986 ele assumiu a vice-direção do CEMB e se afastou da realização do campeonato.

Em 1982, o campeonato começou a ser divulgado pela Rádio Princesa da Serra AM. Posteriormente, a Radio Capital do Agreste, a FM Itabaiana e a Princesa FM também passaram a divulgar.

Em 1984, ocorreu o grande marco na história do basquete de Itabaiana, criamos a Asssociação Itabaianense de Basquete com o objetivo de organizar e realizar o campeonato serrano, e também desenvolver atividades ligadas ao basquete como: gincanas, festival de arremessos, concursos de pesquisa, festas comemorativas, etc. Foi nesta época que decidimos colocar um nome comercial ao campeonato, que passou a se chamar de Campeonato Sorvete Kiola de Basquete. A partir desta data, o torneio começou a ser realizado com as meninas, já que nos anos anteriores, só tinha sido disputado pelos meninos. A partir desta data, após o término de cada campeonato realizávamos uma festa de confraternização envolvendo atletas, professores, patrocinadores e a imprensa.

Em 1986, o campeonato passou a ser chamado de Posto Serrano, no lugar de Sorvete Kiola. Pela primeira vez foi utilizado um cartaz com os dados do campeonato para divulgar a competição na imprensa, escolas, ruas e no comércio.

Em 1987, criamos o Jornal do Basquete, que era editado em 4 páginas, para divulgar o campeonato, apesar de toda a divulgação feita nas rádios de Itabaiana, na TV Sergipe e TV Atalaia, e nos Jornais: Gazeta de Sergipe, Semanário Esportivo, Jornal de Sergipe, Correio de Sergipe, Jornal da Manhã, Jornal da Cidade, Cinform, O Serrano. Neste ano a abertura do 11º campeonato foi transmitida ao vivo pela Rádio Princesa da Serra e o encerramento pela Rádio Capital do Agreste.

Em 1990 instituímos a Homenagem Especial do campeonato entregando uma placa de reconhecimento a atletas veteranos que se destacaram nos torneios em anos anteriores e aos professores do CEMB que contribuíram com o engrandecimento do basquete.

Em 1996 houve a 1ª participação de uma equipe de Aracaju no campeonato, a do Colégio Salesiano no torneio feminino. Posteriormente participaram os colégios: Graccho Cardoso, Dom Luciano, Oratório Festivo Nossa Senhora Auxiliadora, Coesi e Arqui.
Em 2001 foi instituída a Medalha Amigo do Basquete para homenagear jornalistas e radialistas da imprensa sergipana que apoiavam e divulgavam o basquete de Itabaiana nos jornais, rádios e televisão.

Em 2002 o campeonato começou a ser divulgado para o mundo através da internet pelo site da Itnet, portal de Itabaiana, e posteriormente por outros sites. Também neste ano, a reportagem do programa Globo Esporte da TV Sergipe fez uma matéria na final do 26º Campeonato Serrano, no Ginásio Esportivo Miltão do CEMB, mostrando a importância do torneio para incentivar os jovens a prática esportiva em Itabaiana.

Em 2003 a realização do último Campeonato Serrano de Basquete, o 27º, e até hoje as pessoas me perguntam por que acabou, e sempre respondo, como tudo que é bom um dia acaba, mas foram por vários motivos, entre eles: a diminuição do número de alunos praticando esporte no Murilo Braga, e em especial o basquete, por conta das mudanças nas aulas de educação física pela implantação da LDB de 1996 e a diminuição do interesse dos ex-alunos na participação do campeonato por conta de suas atividades profissionais e familiares, já que a maioria já estavam casados e trabalhando.

Para resgatar a história do basquete de Itabaiana criamos um blog na internet com fotos das equipes e dos jogos, os cartazes dos campeonatos, recortes de jornais e comentários de atletas, professores, radialistas, jornalistas e amantes do esporte, no seguinte endereço: http://basquetedeitabaiana.blogspot.com acesse e deixe seu comentário.

Agradecemos a todos que participaram e contribuíram no desenvolvimento e engrandecimento do campeonato como: os professores, a imprensa sergipana, o comércio de Itabaiana, o Colégio Estadual Murilo Braga e em especial aos atletas, razão maior da realização do Campeonato Serrano de Basquete por 27 anos em Itabaiana, que talvez um dia retorne, se o esporte voltar a ser valorizado no CEMB e no município.

José Costa
Professor de Educação Física
CREF 000245-G/SE

Jogos para o cérebro funcionam?


Quem não gostaria de turbinar um pouco o cérebro? Algumas pessoas por necessidade, outras por vaidade, outras ainda para aprimorar a si mesmas.

As razões para tentar ficar mais esperto e inteligente são as mais diversas, mas, geralmente, todos têm uma coisa em comum: tentam usar jogos de treinamento cerebral para isso.

Para estas pessoas, as notícias não são tão boas. Novos estudos sugerem que os jogos para o cérebro não melhoram os processos mentais ou o QI dos jogadores, apenas os deixam melhores naqueles mesmos jogos.

Os estudos céticos surgem uma década década depois de outras pesquisas sugerirem que jogos para o cérebro funcionavam, o que havia sido acompanhado pela criação de companhias como Cogmed, Lumosity, Jungle Memory e CogniFit, que vendem jogos para crianças, velhos e adultos.

E a nova informação já criou um impasse. Executivos destas empresas insistem que a nova descoberta tem falhas, enquanto os pesquisadores afirmam que é antiético vender um software que não funciona, especialmente a públicos vulneráveis como crianças com problemas de aprendizado ou idosos preocupados com o declínio cognitivo.

Um estudo comparou os efeitos de jogos de treinamento dual n-back, um tipo de programa de treinamento popular no Vale do Silício, com um jogo placebo e com nenhum jogo. Os pesquisadores de três diferentes universidades americanas chegaram à conclusão que o jogo melhorava a capacidade dos jogadores nos jogos, mas não em testes independentes de inteligência fluida, inteligência cristalizada, multitarefas e outras capacidades.

Outro estudo tentou repetir os resultados de pesquisas anteriores que mostravam que certos exercícios melhoravam a inteligência fluida, importante para o aprendizado e associada ao sucesso profissional. O novo estudo não conseguiu repetir tais conclusões.

Por fim, uma revisão analisou 23 estudos anteriores sobre jogos para o cérebro, ponderando as pesquisas pelo rigor de sua execução e pelo número de participantes incluídos. De forma semelhante aos outros estudos, a meta análise descobriu que as pessoas apenas ficavam melhores nos jogos que praticavam, mas estas habilidades não eram transferidas para outras áreas, como habilidades verbais e não verbais, aritmética ou atenção.

Entretanto, estas análises não compararam os resultados dos jogos em crianças saudáveis em comparação com crianças com problemas de aprendizado, ou entre adultos normais e adultos diagnosticados com declínio cognitivo. O primeiro e o segundo estudos trabalharam com jovens saudáveis, e a meta análise examinou estudos sobre jogos que envolveram todo tipo de pessoas.

A conclusão é que, pelo menos para pessoas normais, estudar e jogar xadrez, apesar de ser divertido, só vai te deixar melhor em jogar xadrez. Se você quiser melhorar a memória, terá que fazer caminhadasdormir bem e praticar técnicas de memorização. [PopsciThe New Yorker]

domingo, 21 de abril de 2013

Uma maneira mais simples de aprender um novo idioma


Aprender uma nova língua pode dar preguiça quando a gente pensa que terá de enfrentar com dedicação alguns anos em um curso de idiomas. Por esse motivo, é crescente o número de métodos educacionais que ajudam as pessoas a conhecer boa parte da linguagem de maneira informal, por meio de jogos. Nesta semana, pesquisadores da Universidade de Nottingham (Inglaterra) apresentaram uma técnica que, aparentemente, dá resultado.

Eles reuniram um grupo de falantes de inglês para ter contato com um idioma que, apesar da proximidade geográfica, era totalmente desconhecido para eles: o galês. Os psicólogos pretendiam verificar se era possível reter conhecimento sobre uma nova língua “sem intenção”, ou seja, aprender inconscientemente durante uma atividade.

O experimento foi divido em duas etapas. Na primeira, os voluntários viam uma série de palavras em galês no computador e deveriam indicar quando determinada letra era encontrada nas palavras mostradas. Ao mesmo tempo, ouviam cada palavra sendo pronunciada e olhavam uma foto mostrando o que significava.

Em seguida, eles foram orientados a tentar aprender, de fato, as traduções corretas. A cada palavra em galês, eles deveriam indicar entre opções o que o termo significava em inglês. Na hora, o computador já respondia se a resposta estava correta ou não. Metade das palavras exibidas já havia sido mostrada na primeira etapa do estudo.

Cruzando os resultados, os cientistas perceberam que o índice maior de acertos foi com as palavras que já haviam sido mostradas na primeira etapa. Isso mostra, segundo eles, que o conhecimento foi agregado mesmo que os voluntários não tivessem a intenção explícita de aprender. A simples exposição a um novo idioma, por brincadeira, também é um ótimo instrumento lúdico. [Science Daily/Web India/PLOS One]

sábado, 20 de abril de 2013

10 truques de maquiagem que toda mulher deveria saber


Segredinhos ajudam a ter boca e olhos poderosos e uma linda pele usando maquiagem

Que quase toda mulher é louca por maquiagem não é nenhuma novidade. Afinal, quem é que não gosta de poder usufruir de alguns pequenos truques para ficar ainda mais bonita? Seja para realçar a boca, os olhos, ou deixar a pele linda, sempre há um segredinho que pode ajudar a valorizar ainda mais a beleza natural.

1 – Elimine os sinais de cansaço
Depois de uma noite mal dormida, as olheiras são quase certas no dia seguinte. Para ajudar a diminuí-las e reduzir também o inchaço do rosto, a dica é molhar uma pequena toalha, deixá-la no freezer alguns minutos e, em seguida, colocar sobre a pele. Hidratar também é importante e, ao espalhar o produto, aproveite para massagear a pele. Na hora da maquiagem, disfarce o olhar cansado com corretivo um tom mais claro que a cor da base, de preferência em versões cremosas ou líquidas, que são mais fáceis de espalhar.

2 – Sobrancelhas uniformes
As sobrancelhas são a moldura do olhar e podem transformar a expressão do seu rosto. Por isso, mantê-las no formato certo é fundamental. Se você errou e acabou deixando algumas falhas, é preciso esperar crescer e, enquanto isso, corrigir com produtos específicos, combinam creme definidor, gel que ajuda a fixar, e cor, que deve ser próxima do seu tom natural. “É importante lembrar que esses produtos devem ser específicos para sobrancelha. Não adianta usar lápis ou sombra para o olho, pois possuem uma pigmentação diferente”, explica designer de sobrancelha Carla Barraqui, do Rio de Janeiro.

3 – Maquiagem natural
Para situações como o trabalho, por exemplo, o ideal é não parecer que está maquiada. A recomendação da hair stylist Meire Carriel, do Lo Studio Panamby, em São Paulo, é uma maquiagem básica, que realce os traços. O pó compacto pode ser dispensado e, no lugar dele, pode ser usada uma base de textura spray leve ou uma base de textura nude, oil free e com um acabamento matificado, para não deixar a pele marcada.
Na sequência, aplica-se um blush em tom neutro, corretivo e a máscara para cílios apenas para definição. O batom pode ser nude ou na tonalidade mate. E, se quiser, pode ser passada uma sombra mate tom bege em toda pálpebra móvel e próximo da sobrancelha.

4 – Boca volumosa
Nem todo mundo nasceu com a sorte de famosas como Angelina Jolie e Alinne Morais que, naturalmente, já possuem uma boca poderosa. Mas qualquer mulher pode conseguir esse efeito. A dica da maquiadora Vanessa Rozan, do Liceu de Maquiagem de São Paulo, é apagar o desenho dos lábios com corretivo e refazer o contorno de 1mm além do formato original com lápis de boca. Depois, aplique um batom com ácido hialurônico (que), especialmente os de cores vivas e cintilantes, que destacam os lábios e causam a ilusão ótica de aumento. Finalize passando um gloss no centro dos lábios inferiores.

5 – Olhos mais sexy
O olhar é a chave da sedução e caprichar neles é fundamental para garantir o sucesso da produção. Para deixá-los maiores, contorne a parte externa da raiz dos cílios superiores com um lápis cremoso, fazendo um traço em direção ao canto externo. Na parte externa use um pincel de precisão para arrastar o traço e fazer a ponta de gatinho. Algumas cores que ficam bem são berinjela, marrom escuro, preto e verde-musgo. Sombra num tom marrom médio nas pálpebras, sobre o lápis, complementa o visual. Para finalizar, use uma máscara de volume para os cílios.

6 – Cílios poderosos
Os cílios também merecem atenção e, mesmo os naturais, podem ganhar um efeito de postiços graças ao efeito do curvex. Basta pressioná-lo próximo à raiz dos fios por 5 segundos e, em seguida, levar até a metade do comprimento e apertar novamente, de leve. Depois disso, aplique a máscara, sempre apoiando a escova na base das pestanas e passando em direção às pontas, além de fazer alguns movimentos sutis na horizontal. Faça em três camadas: a primeira em toda a extensão, a segunda do meio para a ponta e a última apenas nos cílios do canto. Para os inferiores, use o pincel na vertical.

7 – Rosto definido
A dica é seguir o jogo de luz e sombra, deixando algumas regiões mais claras e outras mais escuras. Para saber quais áreas iluminar, a maquiadora sênior da MAC, Fabiana Gomes, ensina: “Em frente ao espelho, com uma fonte luminosa acima da cabeça, movimente-se e veja onde aparecem as sombras. São esses locais que devem ser escurecidos”, diz. Para afinar o rosto, use um pincel largo e aplique o pó seguindo a linha imaginária quem vai do alto das maçãs até o canto da boca e ilumine o centro da testa com corretivo líquido um tom mais claro que a pele. E, independente do tom de pele, o ideal é usar um pó solto dois tons acima da cor da base.

8 – Pele bronzeada
Não é preciso tomar sol para ficar com cara de quem se bronzeou. Alguns produtos podem ajudar a conseguir esse efeito. Para começar, escolha uma base até dois tons acima da sua pele. Com um pincel, aplique em todo o rosto e esfume bem a linha do pescoço, deixando uma transição natural. Um pó translúcido pode ser usado em pontos estratégicos, como testa, abaixo dos olhos, queixo e sobre o ossinho do nariz. Nas têmporas, em direção à boca, espalhe um pó bronzeador.

9 – Bonita a festa toda
Toda mulher sabe o quanto é frustrante fazer um belo make para algum evento e ainda na metade da noite a maquiagem começar a sair. Por isso, a preparação da pele é um passo essencial para fazer a maquiagem durar. O uso do primer, além de proteger a pele da própria maquiagem, ajuda na fixação e na uniformização da cor. Usar maquiagem de toque seco também é uma boa opção.

10 – Não se esqueça do pescoço
Base e pó com dois tons a mais que o tom da pele são necessários para deixar a maquiagem completa e uniforme. A dica da maquiadora Viviane Costa, do Studio de Beleza Sonia Nesi, no Rio de Janeiro, é pincelar minuciosamente na ponta do queixo e abaixo dele, deslizando o pincel.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

10 computadores pessoais muito mais velhos que o seu


Tablets, ultrabooks e notebooks são algumas das opções de computadores pessoais portáteis que existem hoje. Porém, antes de chegar a esta era em que se pode levar um computador para qualquer lugar, muitas empresas tiveram de ralar para conseguir criar uma máquina que pudesse ser utilizado em casa. Confira essa seleção baseada na cronologia do Computer History Museum, localizado nos Estados Unidos.

1º - Kenbak-1
Esse computador pessoal foi criado em 1971 por John Blankenbaker, da Kenbak Corporation. Há poucas informações sobre o aparelho, porém sabe-se que foram montadas e vendidas cerca de 40 máquinas. O PC custava US$ 750, tinha uma memória RAM de 256 bytes e contava com interruptores para entrada e luzes para saída. A Kenbak fechou as portas em 1973, e a produção do computador também foi interrompida.




2º - Xerox Alto
Desenvolvido pelo Centro de Pesquisa da Xerox de Palo Alto, em 1974, o computador foi o primeiro a utilizar um desktop com mouse embutido, além de ter uma interface gráfica. Também possuía vários menus, ícones e podia ser vinculado a uma rede de área local. Este PC nunca chegou a ser vendido comercialmente: a Xerox apenas distribuiu algumas máquinas para universidades. Mais tarde, engenheiros incorporaram suas características em outros desktops.




3º - Scelbi 8H
Criado também 1974, a Scelbi anunciou pela primeira vez nos Estados Unidos um computador pessoal com base em um microprocessador, o Intel 8008. O 8H tinha 4 kbytes de memória interna e vinha com uma fita cassete com dois tipo de interfaces, uma de teletipo e outra de osciloscópio. Era vendido por US$ 500 (cerca de R$ 1.000). Um ano depois, a empresa lançou o 8B com 16 kbytes de memória para o mercado empresarial. A Scelbi vendeu cerca de 200 máquinas deste modelo.



4º - Altair 8800
Vendido originalmente em 1975 como um kit pela revista "Popular Electronics", os projetistas se surpreenderam quando dez vezes mais unidades foram vendidas além do programado. Baseado no microprocessador Intel 8080, o Altair vinha com um software desenvolvido por Bill Gates e Paul Allen, o Basic, além de ter uma memória de 256 bytes. Cada computador foi vendido por US$ 297 (cerca de R$ 600). Esta máquina foi uma das que deu origem ao termo "Computador Pessoal".



5º - Apple I
Steve Wozniak criou o primeiro computador da Apple em 1976. Ele havia sido desenhado para uso próprio, mas Steve Jobs teve a ideia de vendê-lo. Foram produzidas cerca de 200 unidades, vendidas por US$ 500 (cerca de R$ 1.000) cada. Apesar de ser considerado o primeiro computador vendido totalmente montado, o usuário que o adquirisse deveria acrescentar fonte de energia, teclado e monitor. A máquina possuía 4 kibibytes (sim, existe e corresponde a 4.096 bytes) de memória.



6º - Commodore PET
O primeiro de vários computadores pessoais lançados em 1977 era vendido montado e era simples de operar. O PET valia US$ 595 (cerca de R$ 1.200) e tinha a opção de ser adquirido com 4 ou 8 Kbytes de memória. A máquina também apresentava visor integrado, duas unidades internas de cassete e um teclado embutido. Esse PC não teve tanta popularidade nas residências – a Apple já dominava o mercado com o seu novo Apple II.




7º - Apple II
O novo computador da Apple foi lançado também em 1977. Era equipado com um processador MOS Technology 6502, placa-mãe de circuito impresso, teclado, interface para cassetes de áudio e também vinha com uma fita cassete com o jogo "Breakout". Quando ligado a uma televisão colorida, o Apple II produzia gráficos de cores brilhantes. Nos EUA, o preço variava de acordo com a memória, sendo US$ 1.298 (cerca de R$ 2.600; 4KB) ou US$ 2.638 (cerca de R$ 5.280; 48KB).



8º - TRS-80
O terceiro PC lançado no ano de 1977 vendeu mais de 10 mil unidades, bem mais do que as 3.000 máquinas que a Tandy Corporation esperava. Com um preço de US$ 599,95 (cerca de R$ 1.200), o computador era vendido com microprocessador Z80, monitor de vídeo e 4 Kbytes de memória. Alguns consumidores viam como vantagem também o manual do TRS-80, já que ele era fácil de entender e não era preciso ter um conhecimento prévio para interpretá-lo.




9º - Atari 400 e 800
Lançados juntos em 1979, os computadores foram construídos com ideias diferentes. O 400 serviria principalmente como console para jogos e teria como público-alvo as crianças, enquanto o modelo 800 seria mais voltado para um computador pessoal e teria o público doméstico geral como foco de mercado. Ambos possuíam microprocessador MOS Technology 6502 e memória de 8 Kbytes. O modelo 400 era vendido por US$ 549,95 (cerca de R$ 1.200) e o 800 por US$ 1.000 (cerca de R$ 2.000).



10º - IBM 5150
Chamado também de IBM PC, a empresa americana introduziu seu computador no mercado no ano de 1981. Foi a partir desta máquina que se iniciou um rápido crescimento de vendas de computadores pessoais. Este PC é o mais próximo dos que conhecemos hoje. Era equipado com Intel MHz 4,77, microprocessador 8088, sistema operacional da Microsoft MS-DOS e memória RAM de 16 Kibibyte. O IBM 5150 era vendido por US$ 1.565.




quinta-feira, 18 de abril de 2013

As sete características de uma pessoa criativa


Personalidade criativa

Algumas pessoas são mais criativas, literalmente borbulhando de ideias, enquanto outras raramente ou nunca mostram sinais de criatividade.

A criatividade pode ser definida de maneira simples como a capacidade de chegar a novas ideias para servir a um determinado propósito.

A criatividade é, portanto, uma das mais importantes fontes de renovação, seja em termos econômicos - na indústria, comércio e serviços -, seja em termos de pensar uma nova sociedade.

Assim, seria desejável colocar pessoas mais criativas em pontos chaves, de forma a vencer a inércia e o conservadorismo.

Mas será que existe algum sinal que possa identificar as pessoas criativas?

O professor Oyvind L. Martinsen, da Escola de Negócios da Noruega, acredita ter encontrado uma lista de características que descrevem uma "personalidade criativa".

O estudo foi realizado com centenas pessoas com diferentes formações e funções, de músicas e artistas a estudantes.

O pesquisador mapeou os traços criativos da personalidade dos participantes avaliando suas habilidades criativas através de vários tipos de tarefas.

Ele estabeleceu então sete características de personalidade primordiais que caracterizam as pessoas criativas:

Características das pessoas criativas

Orientação associativa: imaginativo, lúdico, apresenta riqueza de ideias, capacidade de se envolver, trânsito fácil entre a realidade e a ficção.

Necessidade de originalidade: Resiste a regras e convenções. Tem uma atitude rebelde devido a uma necessidade de fazer coisas que ninguém faz.

Motivação: Tem uma necessidade de realizar, é orientado para objetivos, tem atitude inovadora e energia para enfrentar questões difíceis.

Ambição: Tem uma necessidade de ser influente, atrair a atenção e reconhecimento.
Flexibilidade: Tem a capacidade de ver aspectos diferentes dos problemas e sugerir soluções opcionais.

Baixa estabilidade emocional: Tem uma tendência a experimentar emoções negativas, grandes flutuações de humor e estado emocional, falta de autoconfiança.

Baixa sociabilidade: Tem uma tendência a não ser muito atencioso, é obstinado e encontra defeitos e falhas em ideias e pessoas.

Entre os sete traços de personalidade, a orientação associativa e a flexibilidade são os fatores mais fortes na determinação do pensamento criativo.

As outras cinco características descrevem inclinações emocionais e fatores motivacionais que influenciam a criatividade ou despertam o interesse em criar coisas novas.

Veja 10 chás poderosos que ajudam a emagrecer e a rejuvenescer


As receitas são simples, baratas, fáceis de fazer e prometem efeitos milagrosos para a saúde e a beleza

Quando ainda não havia remédios, pílulas e cremes industrializados, os homens recorriam às plantas na busca pelo tratamento de diversas doenças.

Além do poder da cura, as ervas também possuem componentes que produzem efeito rejuvenescedor e de cuidados de beleza.

Uma forma de se aproveitar os benefícios proporcionados pelas plantas é com os chás, que proporcionam inúmeros efeitos positivos no organismo e que refletem na sua aparência.

Quer investir em tratamentos de beleza, de forma rápida, fácil e sem gastar muito?

Conheça este 10 tipos de chás para rejuvenescimento e beleza e confira seus benefícios:

1 – Chá antiacne

Componentes: Aveia e Regaliz (alcaçuz).
Quantidade: Dois copos por dia.
Benefícios: Contém ação anti-séptica, reduz as triglicérides e diminui a oleosidade da pele.

2 – Anticelulite

Componente: Hera (Hedera Helix).
Quantidade: De três a cinco vezes por dia.
Benefícios: Além de dissolver os nódulos que se formam com a celulite, o chá também promove algumas mudanças específicas no tecido cutâneo e subcutâneo.

3 – Beleza Imperial

Componente: Branco (rosa chinesa).
Quantidade: Um copo por dia.
Benefícios: Ação antioxidante, antiidade, diurética e sedativa.

4 – Botox Vegetal

Componente: Hibisco.
Quantidade: Dois copos por dia.
Benefícios: Contém propriedades antioxidantes, que relaxam e suavizam as rugas. Além disso, o chá também reduz o colesterol e a triglicérides.

5 – Reduzir medidas

Componente: Cavalinha.
Quantidade: Três vezes por dia.
Benefícios: Elimina líquidos do corpo, ajuda a queimar a gordura e tem ação antiedema.

6 – Perder peso

Componente: Garcinia cambogia.
Quantidade: Tomar um copo duas horas antes de cada refeição.
Benefícios: O chá garante um efeito de saciedade que diminui o apetite, por isso é ideal para quem quer perder peso. Além disso, inibe a produção de enzimas que transformam o açúcar em gordura.

7 – Fortalecer unhas e cabelo

Componente: Alecrim.
Quantidade: Dois copos por dia.
Benefícios: Além das propriedades para fortalecer as unhas e o cabelo, o alecrim também funciona como relaxante muscular, ativador da memória e fortalecedor dos músculos do coração.

8 – Ortomolecular

Componente: Ginkgo Biloba.
Quantidade: Dois copos por dia, logo após as refeições.
Benefícios: O Ginkgo Biloba é considerado o “elixir” da beleza, saúde e bem-estar. A planta de origem chinesa é considerada um estimulante, antioxidante, protetora de neurotransmissores, reguladora de hormônios e imunomoduladora.

9 – Pele de bebê

Componentes: Chá verde e sementes de Amapola.
Quantidade: De um a dois copos por dia.
Benefícios: Com ação antioxidante e rejuvenescedora, o chá proporciona um efeito “aveludado” na pele.

10 – Fortalecer o cabelo

Componentes: Plantas do gênero Aesculus e Symphytum.
Quantidade: Três copos por dia.
Benefícios: Deixa o cabelo forte e sedoso, impedindo a queda capilar. Além disso, tonifica os vasos arteriais e venosos.