quarta-feira, 1 de maio de 2013

20 mitos e verdades sobre academia


Sabe aquelas teorias que a gente nunca sabe se são verdadeiras ou não, mas acaba contando às amigas? Muitas podem levá-las a cometer erros quando o assunto é atividade física. Com a ajuda de especialistas, desvendamos algumas para você

O exercício só dá resultado se sentirmos dor depois
Mito. A dor está relacionada à intensidade do exercício, à preparação de seu praticante e à resposta do organismo. Nem sempre os exercícios causarão dor e isso não quer dizer que não estejam funcionando. Aliás, sentir muita dor depois dos treinos pode sinalizar a prática incorreta. Por isso, peça auxílio ao instrutor para correção da execução, da postura e adequação de séries de acordo com o seu perfil.

Treinar em jejum emagrece
Mito. Para emagrecer é preciso ter um balanço calórico negativo, ou seja,gastar mais calorias do que se ingere. E para favorecer essa queima calórica durante a atividade física, precisamos estar fortes e descansadas. O jejum nos deixa
enfraquecidas, limitando a performance e inibindo o gasto de calorias.

Quem malha muito e para de repente pode ver tudo despencar rapidamente
Mito. Pelo contrário, o treinamento feito até então permite um aumento do metabolismo que persiste muito mais do que em um sedentário. Se a pessoa gradativamente for reduzindo seus treinos, a sensação de diminuição da firmeza muscular demora mais a acontecer”, afirma Marcos César Rodrigues, professor da unidade Jardins da Fórmula Academia (SP).

O apetite aumenta com a prática de exercícios
Verdade. O gasto de energia resulta, sim, em uma sensação de fome aumentada. “Fique atenta ao que come e o quanto come. Senão, fica difícil ver os resultados”, diz Giba Ambrogi, professor da academia Bio Ritmo (SP).

A corrida faz o bumbum cair
Mito. De acordo com Marcos César Rodrigues, essa é uma ilusão criada devido ao movimento dos glúteos durante a corrida. No entanto, o efeito da atividade aponta para o resultado oposto. “A corrida fortalece a musculatura local, enrijecendo a região”, garante.

Praticar atividade física com roupas escuras ou com o corpo envolvido em plástico acelera a queima de gordura
Mito. Vestimentas com essas características não aumentam a queima de calorias. O que ocorre é uma elevação da temperatura corporal, que ocasiona liberação de suor. Assim, o organismo perde líquido e, ao subirmos na balança, temos a impressão errônea de que houve perda de gordura. Escolha sempre roupas confortáveis — que não causem abafamento — e adequadas ao tipo de atividade que irá praticar. É importante que não comprometam os movimentos nem o equilíbrio natural do corpo.

Antes da atividade física é preciso comer uma fonte de carboidrato. Senão, o corpo queima massa muscular em vez de gordura
Verdade. “Esse tipo de nutriente fornece bastante energia para o treino. E se suas reservas não estiverem adequadas, o corpo queimará a massa magra, o que é prejudicial para a saúde”, explica Emy Takahashi, nutricionista do Grupo Stancanelli (SP). Dúvidas sobre a quantidade? Consulte um especialista.

Nosso corpo queima mais gorduras depois de 30 minutos de exercício
Verdade. O metabolismo de gorduras é acelerado na presença de alguns hormônios que são secretados pelo corpo humano na corrente sanguínea. Até que esses hormônios atinjam a concentração ideal, são necessários, em média, 30 minutos de exercício. “No entanto, depois de algum tempo de prática, o corpo necessita de um menor nível destas substâncias para acelerar a quebra das gorduras”, conta o professor Giba Ambrogi.

Exercícios em que a frequencia cardíaca é mais constante, como esteira e bicicleta, são mais eficazes para a perda de peso do que aqueles em que a variação do ritmo é grande, como step
Mito. A frequencia cardíaca não exerce grande influência no processo de perda de peso. “O fator mais importante é a relação entre queima calórica, que vem da adoção de uma dieta balanceada associada à prática de exercícios físicos. Se queimarmos mais calorias do que ingerirmos ocorre a perda de peso”, diz o personal trainer Bruno Tadeu P. da Silva (SP). Pesquisas compararam os índices de emagrecimento de praticantes de corrida e musculação. O resultado foi semelhante. “A corrida mantém uma frequencia cardíaca mais constante, já a musculação causa variações. Por isso, é indiferente”.

Alongamento depois da musculação pode favorecer a incidência de lesões
Verdade. “Nesse período, os músculos estão um pouco tensionados e forçá-los pode causar problemas no desempenho e aumentar o risco de lesões”, salienta Bruno Tadeu. Por isso, pegue leve! Alongue para induzir o corpo ao relaxamento e não exija muito da sua flexibilidade.

Na academia transformo gordura em músculos
Mito. É impossível transformar gordura em músculos. “O que ocorre é que um vai embora enquanto o outro chega. A ilusão de transformação acontece devido à pouca mudança do peso corporal observada na balança, quando se diminui a gordura e aumenta o volume muscular”, esclarece Marcos César Rodrigues, da Fórmula Academia.

Depois dos 35 anos é mais difícil ter resultados com a malhação
Verdade. Em média, a diminuição do metabolismo da mulher ocorre por volta dos 32 anos. Nos homens, algum tempo mais tarde: aos 36
.
Quem deseja emagrecer pode adotar uma rotina de exercícios fracionada ao longo do dia. Não precisa fazer tudo de uma vez
Verdade. Segundo André Leta, diretor técnico da rede de academias Proforma (RJ), o Colégio Americano de Medicina Esportiva recomenda a realização de, no mínimo, 150 a 250 minutos de atividade moderada. “Esses 150 minutos podem ser distribuídos em treinos que contemplem cinco dias na semana, com duração de 30 minutos cada. Essa meia hora pode ser fracionada durante o dia, em blocos mínimos de 10 a 15 minutos de duração. Assim você pode realizar três etapas de 10 minutos ou duas etapas de 15 minutos no decorrer do dia”, diz.
O spinning (ciclismo indoor) machuca o joelho
Mito. Os movimentos exigidos durante o pedalar em uma bicicleta de ciclismo indoor são igualmente seguros para o joelho. No entanto, o mecanismo de catraca fixa do spinning exige cuidados extras, como o controle de ritmo e ajustes da bicicleta.

Quando bebemos água gelada durante o treino gastamos mais calorias
Mito. Realmente o organismo aquece a água que ingerimos e esse processo demanda energia. No entanto, o gasto calórico é insignificante: cerca de uma caloria por litro. Então, nem adianta apostar nisso. Mas lembre-se: beber água hidrata e faz bem para a pele.

Tomar um banho gelado após a musculação pode favorecer o ganho muscular
Mito. A teoria por trás deste mito defende que o aumento do fluxo sanguíneo, resultante do contato com a água em baixa temperatura, aumentaria o aporte de sangue nos músculos favorecendo sua recuperação e hipertrofia. “Para derrubar essa ideia, devemos lembrar que esta adaptação do fluxo sanguíneo diante da água fria ocorre em todos os compartimentos do corpo e não só nos grupos que foram estimulados durante o treinamento. Além disso, após a atividade física, a circulação de sangue já se mantém aumentada nos músculos exercitados, independentemente de se ter tomado banho gelado ou não. Portanto, tal atitude não causa nenhuma reação, positiva ou negativa, da resposta muscular”, analisa André Leta.

Combinar exercícios aeróbicos e anaeróbios é a melhor forma de emagrecer
Verdade. “A musculação ajuda na obtenção de um melhor desempenho na atividade aeróbica e, consequentemente, auxilia o praticante a perder peso de forma mais eficaz e sem a preocupação de desenvolver lesões”, opina Guilherme Dantas, coordenador da academia Physical (RJ).

Treinar de manhã traz melhores resultados do que no período da noite
Mito. É o ritmo biológico de cada pessoa que determina a melhor hora para treinar.

A musculação favorece o surgimento de estrias
Mito. “Isso só acontece com o uso de substâncias que façam a musculatura crescer de forma não natural, já que esses produtos causam um esticamento agressivo que pode gerar estrias”, alerta o professor Marcos César Rodrigues.

Musculação com pouco peso e várias repetições ajuda a emagrecer. O contrário só propicia ganho de massa muscular
Mito. Quem pega mais pesado na malhação também faz uma manutenção do peso. “A musculação, independentemente da sua carga, ajuda a acelerar o metabolismo. Estima-se que, no período pós-treino, os praticantes tenham o metabolismo 12% mais acelerado”, comenta Bruno Tadeu. E para mantermos a massa magra, nosso corpo despende mais energia do que quando há muita reserva de gordura.

2 comentários:

  1. http://www.magroparasempre.com/infopage.aspx?pack=mps&cid=320507&ad=XX

    ResponderExcluir
  2. Simpatia Escrever o nome dele embaixo do pé esquerdo e bata no chão por 3 vezes dizendo: Debaixo do meu pé esquerdo,eu te prendo,eu te amarro, e te mantenho pelo poder das 13 almas benditas. Que assim seja, assim será, assim esta feito. Que você venha me procurar, dizendo que me ama e quer ficar para sempre comigo. Enquanto você não vier, não irá comer, nem dormir e nem terá vontade de outra muher ao seu lado a não ser eu. Assim seja e assim será assim está feito. (Publicar no mesmo dia 4 vezes, e se sonhar, não revele o sonho a NINGUÉM! )

    ResponderExcluir