terça-feira, 30 de julho de 2013

9 maneiras simples de ajustar sua alimentação para perder peso

Substituir alguns alimentos por outros mais saudáveis e menos calóricos ajuda no processo de emagrecimento

Ao contrário do que muita gente imagina, não é preciso mudar toda a dieta para perder peso. Basta encontrar algumas maneiras de ajustar a alimentação, com pequenas atitudes que podem fazer toda a diferença na hora de emagrecer.

São mudanças simples e, ao mesmo tempo, uma das melhores maneiras de perder peso, pois permitem que você coma o que já está acostumada e, ao mesmo tempo, ajuda a cortar calorias! Veja algumas dicas:

1. Beba água e coma salada antes das refeições
A primeira dica é uma das maneiras mais fáceis de ajudar a dieta e começa antes mesmo de comer. Basta beber um copo grande de água ou comer uma salada com um molho leve antes das refeições. A água e salada vão ajudar você a se sentir completa mais rapidamente durante a sua refeição e isso fará com que você não coma tanto. Você não vai se sentir privada de comer nada, porque vai se sentir satisfeita. Além disso, optar pela salada ajuda a adicionar mais verde em sua dieta, o que é sempre bom para a saúde.

2. Opte pelo pão integral
Trocar o pão branco processado regular pelo pão integral não faz muita diferença em relação à ingestão de calorias, mas a longo prazo ajuda muito. Pães integrais contêm mais fibras, vitaminas e nutrientes. Por isso, eles costumam satisfazer mais e por mais tempo do que os pães que não são feitos de grãos integrais. Assim, você não terá que comer tanto para saciar a fome. Além disso, seu corpo pode quebrá-los mais facilmente do que os pães industrializados brancos, e eles não ficarão armazenados como gordura!

3. Substitua alimentos processados
Aos poucos, vá substituindo os alimentos processados, que tendem a ser pobres em nutrientes, o que faz com que seu corpo busque mais comida para encontrar os nutrientes de que necessita.

4. Troque açúcar por adoçante
Se você gosta de adoçar o seu café ou chá com açúcar, mudar para um adoçante é uma maneira fácil de abandonar calorias indesejadas. Mas ao invés de adoçantes químicos, prefira as alternativas naturais, que são mais saudáveis e não contêm ingredientes perigosos.

5. Mude a forma de consumir molhos
Em vez de encher a salada de molho, coloque o molho em um copo e mergulhe o garfo no copo antes de comer a salada. Isso irá diminuir o seu consumo em cerca de 80%, sem perder o sabor. Se for comer em restaurantes, sempre peça o molho à parte e, preferencialmente, opte pelos menos calóricos.

6. Coma devagar
Se você quer continuar comendo alguns de seus pratos favoritos, mas também quer perder peso, tente comer mais devagar. Saboreie cada mordida, mastigue bem, e preste atenção ao seu corpo, observando quando ele começa a se sentir saciado. Quando você receber esse sinal, pare de comer. Como seu estômago encolhe, você vai ficar cheio mais rápido e com menos quantidade de comida.

7. Substitua a margarina
A margarina é feita a partir de óleos hidrogenados produzidos quimicamente e tem sido associada ao ganho de peso, redução do metabolismo e maior risco de doença cardíaca. Por isso a manteiga é uma opção melhor. E o azeite de oliva melhor ainda, pois tem benefícios para a saúde, como redução de colesterol, que a manteiga não tem.

8. Mude seus condimentos
Sanduíches são sempre um dos pratos preferidos da maioria das pessoas, mas geralmente são muito calóricos, dependendo seus condimentos. Por isso, se for optar pelos sanduíches, prefira condimentos mais leves, como mostarda ou vinagre. Além disso, tente adicionar temperos vegetais, que ajudarão a te deixar saciado e irão te impedir de beliscar chips ou outras guloseimas.

9. Troque o sorvete pelo iogurte
Optando pelo frozen em vez de sorvete, você pode reduzir cerca de 100 calorias em média. Eles são tão deliciosos quanto, mas muito mais saudáveis.

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Música acelera o aprendizado das crianças

Além de divertir, a musicalidade é importante para a memorização e incentiva a criatividade

A música, parte integrante das manifestações culturais de todos os povos, ajuda as pessoas a expressarem seus sentimentos e emoções e é capaz de facilitar a comunicação interpessoal até entre quem não fala o mesmo idioma. Para as crianças, a música pode ser uma grande aliada no processo de aprendizado, ajudando-as a fixar o conhecimento com mais facilidade e rapidez. A música na educação infantil é uma verdadeira fonte de diversão, descontração e estímulos sensoriais.

Segundo a educadora Norma Viscardi, profissional da rede FasTracKids, a melodia e a ordem rítmica de uma música fazem o cérebro registrar a informação de várias maneiras e em diferentes áreas, o que estimula a fixação e a memorização e incentiva a criatividade. “É por isso que cada vez mais instituições de ensino infantil apostam no uso da música como uma ferramenta educacional“, diz.

Ela explica que a música é capaz de estimular também a percepção das crianças, aumentar a capacidade de diferenciação auditiva, a criatividade, a memória, e a maneira de expressar suas emoções. “Criar ou acompanhar e curtir uma sequência de sons harmoniosos é uma das atividades mais relaxantes e prazerosas para o cérebro humano.

Se uma informação a ser aprendida está sintonizada com a música, as habilidades de decodificação e recodificação necessárias para o aprendizado tornam-se mais rápidas e eficazes. A memória é uma das funções cerebrais mais estimuladas pela música”, afirma.

O professor de música Robson Menezes, do Colégio Itatiaia, diz que a música é uma ferramenta que pode ser utilizada em qualquer tema ou matéria, aumentando a atenção e a concentração da criança. “Acredito que ajuda tanto no lógico como no humano. Para uma criança que tem dificuldades lógicas, a música irá ajudar este aspecto, pois seu lado humano está mais ‘tranquilo’, e vice-versa. Mas pensando na maioria das crianças, a música irá ser um componente muito importante para o desenvolvimento global”, explica.

No Brasil, a utilização da música em sala de aula tornou-se obrigatório em escolas públicas e privadas desde 2008, de acordo com a lei nº 11.769. O objetivo de incentivar e acelerar o desenvolvimento das crianças. Mas na maioria das escolas essa lei ainda não é cumprida.

domingo, 28 de julho de 2013

8 dicas de um dermatologista para ter uma pele mais jovem

Siga à risca as sugestões do especialista para adiar o envelhecimento da pele

Garantir uma pele mais jovem e bonita é o desejo de todas as mulheres. Para isso, não abrem mão de investir em produtos de beleza, que muitas vezes custam caro. Mas preço alto nem sempre é sinônimo de eficiência. “As pessoas muitas vezes pensam que quanto mais caro é produto, mais eficaz ela será. Mas isso não é sempre o caso. É preciso fazer compras inteligentes, pois há produtos muito eficazes a preços acessíveis”, afirma a dermatologista Susan C. Taylor, de Nova York.

Ela recomenda algumas dicas que vão ajudar a cuidar da pele:

1 – Use protetor solar
O protetor deve ser usado diariamente, pois os raios de sol podem acelerar o envelhecimento. E deve ser aplicado não só no rosto, mas em todas as partes do corpo que ficam expostas. O fator de proteção solar deve ser pelo menos 30.

2 – Evite sol
Conquistar um corpo bronzeado pelo sol pode causar muitos danos, pois os raios UV são prejudiciais e aceleram o envelhecimento, causando rugas, manchas e até mesmo câncer de pele.

3 – Hidrate-se
Além de usar cremes hidratantes para a pele, é importante também beber muita água. Isso pode ajudar a reduzir o aparecimento de linhas finas e deixar a pele mais jovem e brilhante.

4 – Teste os produtos
Mesmo os produtos considerados antialergênicos precisam ser testados para evitar qualquer tipo de irritação. Antes de começar a usá-los, passe uma pequena quantidade no antebraço, por duas vezes ao dia, durante quatro a cinco dias, e fique atenta a qualquer tipo de reação. Se nada ocorrer, o produto é seguro para ser aplicado no rosto.

5 – Siga as instruções
Qualquer produto deve ser usado conforme as instruções. Se aplicado de forma errada ou em quantidade maior do que a recomendada, pode fazer mais mal do que bem, causando obstrução dos poros, manchas ou outros efeitos indesejados.

6 – Procure um dermatologista
Alguns produtos prescritos por dermatologistas podem causar ardor ou queimadura na pele. Se estiver sob os cuidados médicos, isso pode ser seguro e eficaz. Mas se um produto não recomendado causar queimaduras, pode ser perigoso, além de fazer com que sinais de envelhecimento fiquem mais perceptíveis.

7 – Não exagere
Limite o número de produtos utilizados. Usar muitos produtos para a pele, especialmente mais de um produto antienvelhecimento, pode causar irritações.

8 – Tenha paciência
É muito importante dar tempo para que o produto funcione. Nada é imediato e a maioria pode demorar pelo menos seis semanas para começarem a agir. Em alguns casos, a demora pelos resultados pode chegar a três meses.


sexta-feira, 26 de julho de 2013

15 atividades que queimam 200 calorias

Trata-se de um número arbitrário, nós sabemos, mas quem não quer gastar calorias? Ainda mais 200 delas! E nem é preciso ser um super atleta. Você só precisa…

Correr por 20 minutos. Mas existem várias outras atividades que, mesmo sem querer, acabam queimando essa quantidade de calorias sem a necessidade de suar, correr o risco de machucar o joelho e, você sabe, se exercitar. Quem sabe você prefira…

Mascar chicletes por 18 horas. Porém, cuidado! Como cada chiclete possui aproximadamente 10 calorias e, se você trocar de goma a cada hora, você recuperará todas as calorias que perdeu mascando-as. Ou seja, você teria que permanecer com o mesmo doce as 18 horas seguidas. Alguém se habilita? Uma alternativa que requer menos da sua mandíbula, mas ainda na região bucal é…

Aplicar protetor labial 1.500 vezes. E que tal utilizar esses lábios mega hiper superprotegidos para algo mais divertido? Para queimar 200 calorias, é necessário que você e seu amor estejam dispostos a…

Beijar durante 2 horas seguidas. Nada mau, hein? Se as coisas esquentarem, vocês só precisam…

Fazer sexo por 1 hora para se livrarem dessa mesma quantidade de calorias. Mas antes disso (ou depois…) você talvez queira…

Escovar os dentes 45 vezes, com 2 minutos de duração para cada escovada. Se você considera que 200 calorias não merecem um esforço tão grande quanto sexo ou higiene bucal, tente…

Assistir TV por 2 horas e meia. Pode não parecer, mas o simples fato de ver televisão passivamente, apenas trocando de canal eventualmente, te ajuda a queimar (demoradamente) calorias. Para um efeito um pouco mais rápido, a sugestão é…

Assistir a 4 seriados de comédia, daqueles de meia hora cada um. O riso que certamente acompanhará sua maratona televisiva acelera o processo de perda de calorias. Se você ficar entendiado com os episódios de Friends (impossível) e acabar caindo no sono, tudo bem, pois…

Dormir durante mais 3 horas também fazem aquelas 200 calorias sumirem.
E o que você me diz se, em vez de tirar uma soneca no sofá, você decidir ser mais radical e surfar por 1 hora? É uma ótima alternativa para quem, além de emagrecer, deseja pegar um belo bronzeado (todo mundo). E a boa notícia é que, se algo der errado e você se afogar, não há com o que se preocupar, já que…

Beber 8 copos d’água durante 3 dias queima as tais 200 calorias. Porém, é preciso que seja potável e não do mar...

Se você estiver à procura de uma atividade mais intensa, que não envolva água salgada nem três dias para se concretizar, você pode relembrar os bons momentos de Educação Física na escola e pular corda durante 15 minutos. Será que você possui o mesmo pique de quando estava na 6ª série? Ou, se você está contente e quer mostrar para toda a gente, pode…

Cantar 23 vezes seguidas a sua música preferida (uma canção de 4 minutos). Só não garantimos que aqueles que ouvirem seu repertório um tanto quanto repetitivo fiquem assim tão contentes. Para acompanhar, sugerimos…

Tocar piano por 1 hora e meia. Se você não sabe tocar piano, você pode muito bem…
Escrever uma história de 4.800 palavras sobre como foi sua experiência de gastar 200 calorias. Que tal?

Só lembrando que o número exato de calorias que seu corpo queimará durante cada atividade depende de vários fatores, que incluem sexo, idade, tamanho e composição geral do seu corpo. E, para efeito de comparação, um quilo de gordura possui aproximadamente 8 mil calorias. Ou seja, o desafio de perder 200 calorias é apenas o começo. [Asap Science]

quarta-feira, 24 de julho de 2013

9 comportamentos humanos comuns explicados pela ciência

Mesmo pessoas que se dizem extremamente “autênticas” não escapam de certas “amarras biológicas” em relação a seus comportamentos. A verdade é algumas coisas dependem menos de nós mesmos e mais de fatores que não podemos controlar (ainda), como genética. Confira:

9. Preferir loiras
Embora diversos fatores (especialmente culturais) possam fazer com que um homem se sinta mais atraído por ruivas ou morenas, por exemplo, existe uma certa preferênciaherdada dos nossos ancestrais: mulheres loiras geralmente têm a pele clara, o que “esconde” defeitos físicos com menos eficiência. Na busca por parceiras, ainda na época em que vivíamos em cavernas, era mais fácil avaliar previamente a saúde física de mulheres de pele clara.

8. Trair
Esse hábito que deveria ser menos comum tem, possivelmente, uma certa base genética: o RS3 334 (que ficou conhecido como “gene do divórcio”) prejudica a liberação do hormônio vasopressina, ligado à monogamia e à formação de vínculos. Pessoas em que esse gene têm uma expressão mais forte são mais propensas a ficar insatisfeitas em relacionamentos e a buscar relações fora dele.


7. Abraçar
Tirando a explicação social por trás dessa demonstração de afeto, podemos citar o lado biológico: o contato físico positivo provoca a liberação do hormônio ocitocina, ligado (entre outras coisas) à confiança e à formação de vínculos.




6. Não gostar de estranhos
Mais uma possível herança ancestral, do tempo em que manter amigos e conhecidos por perto e desconhecidos a uma distância segura era uma questão de sobrevivência.





5. Coçar
Nós nos coçamos, naturalmente, para aliviar a coceira, que por sua vez é um sinal de alerta da presença de substâncias potencialmente perigosas para o nosso corpo. Uma sensibilidade aparentemente exagerada, embora incomode, pode ser mais útil do que uma falta de sensibilidade na pele (afinal, é melhor lidar com alarmes falsos do que correr o risco de se machucar por causa de uma falta de alerta).

4. Discutir com você mesmo
Você provavelmente já fez acordos consigo mesmo, prometendo que trabalharia no dia seguinte para compensar um momento de preguiça ou que iria na academia para queimar as calorias do almoço de domingo. Curiosamente, em muitos casos a área do seu cérebro que é ativada quando você pensa em outra pessoa é a mesma ativada quando você pensa no seu “futuro eu”.


3. Rir
Como as regiões cerebrais responsáveis pelo riso também regulam a respiração e a fala, rir é uma função, de certa forma, primária. Acredita-se que o riso, desde tempos antigos, é entendido como uma demonstração de intenções amigáveis e uma forma de criar vínculos com outras pessoas.



2. Sentir cansaço à noite
A rotina que a maioria das pessoas segue, de levantar pela manhã e dormir à noite, tem relação com hormônios: a luz do sol desencadeia a liberação de hormônios que nos ajudam a ficar em estado de alerta; já a ausência de luz aumenta os níveis de hormônios (como a melatonina) que nos levam a buscar repouso.






1. Agredir
Pessoas com temperamento “explosivo” podem ter parte dele explicada por problemas na amígdala cerebelosa, uma estrutura responsável por impulsos agressivos. Normalmente, esses impulsos são controlados pelo córtex pré-frontal, que interpreta outras informações antes de tomar uma atitude. Se o impulso for muito forte, porém, a agressividade fala muito mais alto que a razão.


Bônus: Buscar material de pedofilia
Em 2002, foi relatado o caso de um homem casado, de 40 anos, que começou a sentir dores de cabeça excruciantes e forte desejo por pornografia, em especial por infantil. Ao examinar o homem, médicos descobriram que ele tinha um tumor no cérebro que pressionava seu córtex pré-frontal. Casos como esse mostram que, certas vezes, comportamentos doentios como a pedofilia podem ser, em parte, atribuídos a alterações em determinadas regiões cerebrais. [Listverse]

10 intrigantes fatos sobre a água da Terra

Se alguém pergunta: “qual é a substância mais importante que existe?”, a resposta mais óbvia é “a água”. Não só ela é diretamente responsável pela nossa existência, como perfaz a maior parte do corpo humano – precisamos dela para sobreviver.

Com base em quão abundante parece ser, é fácil esquecer que na maioria das vezes é um dos recursos mais escassos (pelo menos quando se trata de água potável), ainda mais quando deixamos a atmosfera da Terra rumo a imensidão do espaço.

Confira uma lista com alguns dos fatos mais interessantes sobre esse líquido e o papel que desempenha em nosso planeta:

10. A Terra não tem tanta água quanto provavelmente você acha que tem

É fato que mais de 70% da superfície da Terra é coberta por água; o Oceano Pacífico, sozinho, cobre metade do globo. No entanto, na maior parte da superfície, ela não passa de uma película relativamente fina.
Um estudo recente publicado pela U.S. Geological Survey (Serviço Geológico dos EUA) mostra que se reuníssemos toda a água da Terra (oceanos, rios, lagos, lenções freáticos e calotas de gelo) em uma única esfera, ela teria um diâmetro de 1.384 km, um pouco mais que a distância do Rio de Janeiro – RJ a Salvador – BA, ou o tamanho de um planeta anão como o Sedna (um dos muitos objetos trans-netunianos), e teria um volume de 1,386 bilhão de quilômetros cúbicos.
Além disso, a quantidade de água doce é muito menor: sua esfera teria um diâmetro de 272,8 km – 4 vezes menor em diâmetro e 50 vezes menor em volume. Essa segunda esfera inclui as geleiras. A terceira esfera, com apenas lagos de água doce e rios, teria uns 90 km de diâmetro.

9. A lua Europa tem mais água que a Terra

Antigamente, os astrobiólogos achavam que a Terra era a maior fonte de água do sistema solar, algo hoje reconhecido como falso.
Quando na década de 90 a sonda Galileu investigou o sistema de luas de Júpiter, descobriu que uma delas tinha uma massa de água maior que o esperado. A notícia repercutiu pelo mundo e, de uma gélida lua, Europa se tornou uma sensação no mundo dos astrobiólogos como potencial morada para a vida extraterrestre.
Sua água está na forma de uma espessa crosta de gelo rachada, onde podem se formar lagos subglaciais perto da superfície, parecidos com o famoso lago Vostok, explorado na Antártida. E os estudos indicam também um oceano colossal de água líquida abaixo da crosta de gelo.
Mesmo sendo menor que a lua e umas 50 vezes menor que a Terra, toda a água de Europa daria uma esfera de 1.754 km, duas a três vezes maior que toda a massa líquida da Terra.
Outros mundos parecem ter ainda mais. Titã, lua de Saturno, teria uma massa maior de água que a Terra e Europa, enquanto o planeta Netuno poderia ter em seu manto uma massa colossal de vários planetas Terras em forma de água, segundo modelos teóricos para a estrutura dos gigantes gasosos distantes.
No sistema solar exterior, a presença de água em mundos como luas e planetas anões não é uma pequena fração como na Terra, mas tão ou mais substancial que a própria rocha.

8. Nosso abastecimento de água veio provavelmente de cometas e asteroides

Não temos uma resposta exata sobre a origem da água na Terra, mas o modelo científico mais aceito indica que ela veio por um bombardeio de cometas.
Neste cenário, a primeira parte da história é que muito de nosso abastecimento de água existiu no período de formação dos planetas, quando o material que os compõe começou a se fundir no disco protoplanetário do sistema solar em formação ao redor do jovem sol.
Enquanto planetas rochosos se formavam no sistema solar interior, o calor das rochas fundidas teria feito todas as massas de água evaporarem e escaparem da gravidade para o espaço, se aglutinando na forma de cometas e asteroides – no fim, a gravidade dos planetas se encarregou de arremessá-los para longe do espaço planetário, onde permaneceram inertes por bilhões de anos.
A segunda parte vem no Intenso Bombardeamento Tardio, quando um fenômeno gravitacional iniciou um processo de envio de muitos desses objetos gelados na direção do sistema solar interior, tendo muitos deles caído na Terra. Com isso, uma massa imensa de água se formou em nosso planeta, com a ajuda da pressão atmosférica da Terra.
Boa parte dos materiais orgânicos daqui provavelmente vieram para a Terra da mesma maneira, dando origem à vida.

7. Micrometeoritos caem na Terra sobre a forma de chuva

Estima-se que em torno de 10 mil toneladas de micrometeoritos caem na Terra todos os dias, sendo muitos deles pequenos pedaços de rocha por vezes com pequenas frações de ferro, que cruzam nosso caminho.
Acredita-se que a maioria desses pequenos viajantes, que consiga sobreviver ao atrito com a atmosfera que incinera objetos entrantes, acaba ficando presos na atmosfera superior e passe realmente a fazer parte dela. Em um dado momento, eles se misturam com o vapor de água, aglomerando-se e depois caindo sobre a superfície na forma de chuva.
Então, na próxima vez que molhar-se numa chuva de verão, saiba que pode estar em contato com bilhões de pequenas partículas de poeira estelar, restos da formação planetária, talvez pedacinhos de Marte ou da lua.

6. Há mais de 10^30 vírus nos oceanos do mundo

Através de sua pesquisa, Curtis Suttle (da Universidade de British Columbia) passou um tempo significativo a contar fisicamente o número de vírus localizados em várias partes do oceano. Em última análise, ele concluiu que cada litro de água do mar contém cerca de 3 bilhões de vírus. Considerando o fato de que os geólogos estimam que o oceano contém cerca de 1,3×1021 litros de água, devemos ter cerca de 4 E 30 (4 seguido de 30 zeros) vírus ao todo.
Uma curiosidade é que se pudéssemos empilhar esse número colossal de seres microscópicos, cobriríamos algo como 10 milhões de anos-luz – uma medida mais que astronômica, galáctica. Uma ano-luz equivale a 9,46 trilhões de km. A nossa galáxia, a Via Láctea, tem 100.000 anos-luz de diâmetro. 10 milhões de anos-luz daria o diâmetro do Grupo Local de Galáxias, que abrange 35 galáxias, entre elas a nossa.

5. A vida pode sobreviver em regiões “inabitáveis” do fundo do mar

A maioria de nós mantém uma boa ideia das variáveis necessárias para nossa sobrevivência – água, alimentos, oxigênio, luz solar… – tudo isso geralmente considerado imperativo para a nossa forma de vida.
Imagine a surpresa dos biólogos quando vida foi descoberta ao explorarem alguns dos mais profundos lugares de nosso planeta, onde as condições são mais adversas que quaisquer outras localidades já vistas.
As formas de vida encontradas são comparáveis a potenciais formas alienígenas. Algumas delas, como os vermes-tubo, são criaturas de três metros de comprimento, sem olhos, bocas ou intestinos. Outros, como bactérias que forma encontradas dentro de fontes hidrotermais, vivem a mais de 2.000 metros abaixo do nível do mar – onde não só há ausência de luz solar, como a pressão é substancialmente maior do que se poderia experimentar na superfície, e as temperaturas podem exceder os 400 graus Celsius. Para sobreviver, algumas formas de vida extraem energia a partir do sulfeto de hidrogênio proveniente das fontes hidrotermais, num processo chamado “síntese química”.
Na parte mais profunda do oceano, na Fossa das Marianas, além de outros seres foi encontrada uma peculiar ameba gigante, com 10 centímetros. Esses seres vivem a quase 11 quilômetros de profundidade com uma pressão 1.100 vezes maior que a da atmosfera ao nível do mar.
A vida nesses estremos obscuros tem sido uma grande esperança para a procura por formas de vida extraterrestre em mundos com oceanos obscuros como Europa, a lua de Júpiter citada no item 9.

4. Há mais moléculas em um litro de água que litros de água no oceano

Se você despejasse uma garrafa de água no oceano, e viajasse para o outro lado do mundo para pegar água do oceano com essa mesma garrafa, qual a chance de pegar ao menos uma molécula da mesma água que despejou anteriormente? Provavelmente nula, dada a imensa quantidade de água em um oceano.
Na verdade, as chances são muito boas (na casa dos dígitos quádruplos) de que você não só encontre uma molécula idêntica de água: cerca de 8.000 exatamente. Mas como?
Um litro de água tem um monte de moléculas nele. Na verdade, há mais moléculas em um litro de água do que litros de água em todos os oceanos da Terra. Por conta disso, as chances são boas de encontrar não apenas uma, mas dígitos quádruplos de moléculas idênticas (cerca de 8.000). Esses números são discriminados aqui.
Importante lembrar que isso é apenas um teste de lógica numérica, que não deve ser levado ao pé da letra.

3. Algumas das moléculas de água que consumimos já foram bebidas por dinossauros

Como vimos desde as séries fundamentais, a água tem um ciclo bastante complexo: é consumida por seres vivos, devolvida a terra, evaporada, forma nuvens, precipita nas chuvas – obviamente, isso não é tudo, mas é um bom resumo do que acontece.
Isso essencialmente significa que a água é constantemente reciclada. No entanto, as moléculas por si próprias mudam de estado (sólido, líquido e gasoso) o tempo todo. Embora, como na fotossíntese ou na radiação, elas possam ser separadas em suas partes constituintes – hidrogênio e oxigênio, na maior parte das fases dos ciclos, elas permanecem as mesmas, e já encontramos vários leitos de rios antigos que contém moléculas de água com milhões de anos de idade, quando dinossauros ainda andavam por aí.
Uma vez sabido que moléculas são pequenas e numerosas, passam por vários ciclos e processos na natureza, podemos calcular a quantidade de água que herdamos da época dos dinossauros. Segundo os cientistas, as plantas consomem 12 trilhões de quilos de água por ano, de uma quantidade de 1.400 bilhões de bilhões de quilos; assim, a maioria das moléculas de água é separada a cada 100 milhões de anos. Considerando que a distância entre nós e os dinossauros é 65 milhões de anos, as estimativas dizem que mais da metade das moléculas de nossa água (uns 57%) eram ingeridas por eles. Ou, para quem preferir, algumas das moléculas mais recentes em seu copo d’água passaram através da bexiga de Einstein, Shakespeare, Cleópatra, Issac Newton e talvez até Confúcio.

2. Se a Terra parasse de girar, toda a nossa água iria para os pólos

Entre outras coisas terríveis que aconteceriam se a Terra parasse de girar, toda a água se acumularia nos pólos. Isso aconteceria porque a migração oceânica cessaria, e toda a água se deslocaria da parte equatorial para as polares. A rotação é um elemento fundamental da formação planetária, pois equilibra o campo magnético e dá movimento as massas oceânicas e atmosféricas. Dois super oceanos nos pólos gélidos e sem chão pra pisar, e equador seco de um lado pelo calor solar, e congelado do outro por uma noite de meio ano é o que uma Terra sem giro causaria.

1. Super Barragens podem frear a rotação da Terra

Talvez alguns não achem o assunto mais interessante dessa lista, mas certamente é de grande importância. É necessário uma discussão em torno dos impactos ambientais de algumas tecnologias modernas.
Durante os últimos 40 ou 50 anos, temos visto uma concentração significativa em formas de geração de energia. Um avanço que tem sido massivo está na forma de barragens hidrelétricas, que apesar de geralmente caras, são uma fonte de energia limpa. A princípio, parece um bom investimento, mas logo surgem preocupações surpreendentes, como o fato de que elas podem alterar a rotação orbital do planeta.
O maior exemplo é a Three Gorges Dam, Barreira das Três Gargantas, na China. É uma barreira peso-pesado que, quando cheia, contém 42 bilhões de toneladas de água – um volume de 39 km³, na capacidade total.
Esta grande mudança na distribuição de massa em relação à rotação da Terra tem aumentado o tempo de um dia em 0,06 microsegundos. Isso com apenas essa barreira, sem contar as outras superbarragens que existem no globo. Certamente, 60% de um microsegundo não parece muito, mas a soma futura de várias barragens operantes simultaneamente pode trazer consequências maiores. Associadas a outros fenômenos naturais responsáveis pela gradual freagem da rotação, como o afastamento da lua, esses números podem passar a ser significativos. [FromQuarksToQuasar]

terça-feira, 23 de julho de 2013

12 curiosidades incríveis sobre os cabelos

Confira alguns fatos sobre os seus cabelos que você nem imaginava

As nossas madeixas são um dos principais motivos de nossa vaidade. E para as que gostam de saber mais sobre o assunto, aí vão algumas curiosidades sobre o cabelo, que você provavelmente não sabia:

Uma pessoa tem, em média, de 100 mil a 150 mil fios de cabelo;

Um único fio de cabelo pode suportar até 100 gramas de peso e uma cabeça inteira de cabelos pode suportar até 12 toneladas – o equivalente a dois elefantes;

Um fio de cabelo cresce de 0,3 a 0,5 milímetros por dia, cerca de 1 a 1,5 centímetros por mês e de 12 a 15 centímetros por ano;

O cabelo crespo cresce mais lentamente e é mais frágil do que o cabelo liso;

A palavra shampoo vem do Hindi ‘champna’, que significa massagem ou amassar;

Crianças perdem uma média de 90 fios de cabelos por dia, o que aumenta para 120 na velhice;

As mulheres muitas vezes experimentam grande – mas reversível – perda de cabelo dois ou três meses após o parto. A produção maciça do hormônio estrógeno durante a gravidez coloca os folículos pilosos em sua “fase de crescimento”. Após o nascimento, o equilíbrio hormonal é restaurado e os folículos pilosos entram na “fase de perda”, fazendo com que um grande número de pelos caiam ao mesmo tempo;

Povos africanos e europeus são mais propensos à calvície do que os povos asiáticos;

É possível que seu cabelo fique branco após choque elétrico;

Um centímetro de cabelo pode revelar muito sobre seu comportamento no último mês, como o que você comeu, bebeu, e os ambientes que você frequentou;

Em 2002, homens e mulheres do Reino Unido gastaram mais de 400 mil libras em lâminas de barbear para remover pelos indesejados;

O primeiro shampoo líquido a ir para o mercado foi Dop, que apareceu nas prateleiras em 1952.

10 fatos um tanto desagradáveis sobre o corpo humano

Embora o corpo humano seja um milagre da evolução, é sempre bom lembrar que também é muito nojento. Veja 10 fatos que devem fazer você se sentir desconfortável, especialmente com a sua pele:

1- O corpo humano perde 600 mil partículas de pele por hora – algo em torno de 0,7 kg em um ano. Um homem de 70 anos, por exemplo, já perdeu 47 kg de pele durante sua vida;

2- Cada centímetro quadrado da sua pele possui 32 milhões de bactérias. Só na sua boca são 700 espécies, que diferem dependendo do seu local de origem;

3- Seu corpo tem dois picos de flatulências: cinco horas após o almoço e 8 após o jantar. Nas mulheres, o gás tem um cheiro mais forte, pois possui mais sulfeto de hidrogênio, mas os homens produzem mais gases;

4- Não tente segurar um espirro. Isso pode estourar um vaso sanguíneo da sua cabeça ou de seu pescoço e você pode morrer. Ainda sobre o nariz, você engole, em média, um litro de catarro, ou ranho, como queira, por dia;

5- Um prepúcio (pele que cobre o pênis) do tamanho de um selo postal pode ser expandido para o tamanho de três quadras de basquete em 21 dias, e é utilizado para tratar a pele danificada em queimaduras;

6- Algumas pessoas nascem com mais de duas mamas (polimastia), que podem crescer em qualquer lugar ao longo das cristas mamárias, região entre as axilas e as coxas;

7- Um obstrução intestinal pode causar contração muscular gástrica, puxando as fezes para cima, causando o chamado vômito fecal;

8- A cera do ouvido, seca ou molhada, protege as orelhas de infecção por interceptação de objetos estranhos. Outra curiosidade: pessoas com cera molhada tem um odor mais forte nas axilas;

9- Seus pés têm cerca de 500 mil glândulas sudoríparas, que geram cerca de meio litro de suor por dia. O suor, poucos sabem, não tem cheiro, mas é um terreno fértil para as bactérias, que acabam gerando um cheiro desagradável;

10- Se um homem morreu na vertical, ele vai ter uma ereção depois de morto. O fenômeno é conhecido como “anjo da luxúria”. O sangue se acumula na parte “mais baixa” do corpo e causa um inchaço.

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Beber água pode ajudar o cérebro?

Um novo estudo sugere que beber água pode ajudar a melhorar o desempenho mental, pelo menos em certos tipos de testes.

Na pesquisa, participantes que consumiram cerca de três xícaras de água (775 mililitros) antes de fazer uma bateria de testes cognitivos tiveram melhor desempenho em uma avaliação que mediu o tempo de reação das pessoas, em comparação com aqueles que não beberam água. Nos demais testes, nenhuma diferença foi vista.

A pesquisa

34 adultos foram convidados a abster-se de comida ou bebida a partir das 21:00, e ir a um laboratório no dia seguinte para fazer alguns testes. Os participantes visitaram o laboratório duas vezes: em uma ocasião, os cientistas ofereceram-lhes uma barra de cereal e água, e em outro dia, apenas uma barra de cereais.

Para o teste de reação, os participantes tinham que pressionar um botão assim que viam um objeto na tela do computador. Os tempos de reação dos que tinham bebido água foram 14% mais rápidos do que do grupo sem água.

O consumo de água não afetou significativamente o desempenho em outros testes de cognição, como memória de palavras.

Ajuda ou não ajuda?

Os pesquisadores especulam que a sensação de sede pode tirar um pouco da atenção do trabalho em mãos, e, assim, prejudicar o tempo de resposta das pessoas.

Os resultados sugerem que matar a sede “libera recursos de atenção” para que as pessoas se saiam melhor em tarefas que exigem concentração.

No entanto, o consumo de água nem sempre pode melhorar a cognição. Em um teste em separado de aprendizagem de regras, os participantes se saíram melhor quando não tinham bebido água antes.

Pesquisas futuras devem tentar explicar por que a água potável parece ter efeitos benéficos em alguns casos, mas negativos em outros.

“Pode ser que os processos fisiológicos [de beber ou não beber água] afetam o desempenho em tarefas diferentes de formas diferentes”, disse a pesquisadora Caroline Edmonds, da Universidade de East London, na Inglaterra. “Sede pode levar a um melhor desempenho em algumas tarefas porque o hormônio vasopressina, que ativa a resposta de sede, também tem sido associado à atenção e excitação”.

Estudos anteriores em adultos sugerem que a desidratação pode diminuir o desempenho mental, e estudos em crianças têm sugerido que o consumo de água pode melhorar a memória.

Mais pesquisas são necessárias para esclarecer esses links. [LiveScience]

domingo, 21 de julho de 2013

10 tratamentos naturais para dor de cabeça

Com maneiras alternativas, é possível (sim!) aliviar a dor sem recorrer aos analgésicos

Dores de cabeça são terríveis e, infelizmente, não poupam ninguém. Um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou que este é um dos problemas de saúde mais comuns em todo o mundo, afetando até 75% dos adultos de 18 a 65 anos. As causas podem ser variadas, como uma ressaca ou o excesso de preocupações do dia a dia.

A boa notícia é que tratamentos naturais podem ser ótimas alternativas à medicação farmacêutica convencional. Então, se você precisa de uma solução fácil contra aquela dorzinha de cabeça que apareceu de repente, temos algumas dicas para te ajudar.

1. Acupuntura e Acupressão
Vários estudos já comprovaram cientificamente a eficácia da acupuntura na prevenção e tratamento das dores de cabeça e crises de enxaqueca. Nos casos de cefaleia, as técnicas da Medicina Tradicional Chinesa produzem efeito analgésico, anti-inflamatório e relaxante muscular. A acupuntura é capaz de promover o alívio imediato da dor e, ainda, tratar suas causas – como afirma a fisioterapeuta e acupunturista Daiane Perez.
Mas para quem não acha as agulhas uma ideia muito simpática, a acupressão é uma alternativa. O tratamento utiliza os mesmos princípios da acupuntura, substituindo as agulhas por um sistema simples de toque – aplicando e liberando pressão nos pontos chamados meridianos do corpo. Um destes pontos está entre os dedos polegar e o indicador (utilize o polegar e o indicador da outra mão e pressione a articulação), explica a especialista.

2. Automassagem
A maioria das dores de cabeça tem origem tensional. Por isso, uma massagem pode ser realmente capaz de aliviar a dor. Com a massagem, além dos músculos, é estimulada a circulação sanguínea – isto porque a fricção das mãos provoca calor na região e aumenta o calibre dos vasos. O resultado é a diminuição da dor.
Contra as dores de cabeça, a dica é apoiar os cotovelos em uma cadeira ou mesa. Depois, coloque as mãos sobre as têmporas (na região final de cada sobrancelha) e faça movimentos circulares nos sentidos horário e anti-horário.

3. Aromaterapia
Aromaterapia é também é uma maneira natutal de aliviar as dores de cabeça sem precisar recorrer aos analgésicos. Os óleos essenciais – substâncias retiradas das plantas e que concentram benefícios terapêuticos – pode ser inalados, aplicados nas têmporas ou em compressas frias.
O aroma mais indicado é o de lavanda, pelas propriedades relaxantes capazes de aplacar a dor de cabeça tensional. Então, se você está propenso a dores de cabeça, tente borrifar a essência de lavanda no travesseiro, por exemplo. Caso o incômodo tenha origem alimentar (excesso de açúcar ou álcool, por exemplo), vale a pena utilizar o óleo de hortelã.

4. Homeopatia
Os remédios homeopáticos são feitos com base em substâncias de origem vegetal, mineral e animal várias vezes diluídas. Mas antes de recorrer às “gotinhas” homeopáticas, é recomendável consultar um profissional da área. A essência da terapia é analisar o paciente como um todo (estilo de vida, personalidade, etc.) e, por isso, a fórmula que sua amiga usa nem sempre será a mais indicada para você.

5. Escalda-pés
Ataques fortes e repentinos de dor de cabeça podem ser combatidos com um escalda-pés. O simples fato de mergulhar os pés em uma bacia de água quente já ajuda (e muito) a ativar a circulação, proporcionando uma sensação de bem estar. A água deve estar até a altura dos tornozelos, a uma temperatura de mais ou menor 40°. Faça o escalda-pés durante 15 minutos.

6. Compressas frias
Colocar um pano umedecido em água fria sobre os olhos ou uma compressa de gelo no lugar onde a dor parece ter começado é uma boa maneira de aliviar o incômodo. A dica é simples, mas é importante manter a compressa por, em média, 20 minutos para que o alívio da dor seja percebido.

7. Água
Agora pare e pense: quantos copos de água você bebeu hoje? Às vezes as dores de cabeça são causadas pela desidratação – um jeito que o organismo encontra para reclamar a falta deste líquido tão importante para o funcionamento do corpo.
Mesmo que você não sinta tanta sede, não se esqueça de tomar água. E não vale simplesmente substituir por outras bebidas. Aliás, refrigerantes, chás e café podem sorrateiramente contribuir para a desidratação e aumentar as dores de cabeça.

8. Durma bem
O simples fato de deitar e ficar de olhos fechados, por meia hora ou mais, pode ser um dos melhores tratamentos para a dor de cabeça. Para alguns tipos de cefaleia, como as enxaquecas, dormir parece ser a única coisa que interrompe o ciclo da dor.
O sono com qualidade não só trata como, principalmente, evita as dores de cabeça. Por isso, é importante regrar o ritmo das noites de descanso. Tanto a privação quanto o excesso de sono podem deflagrar dores de cabeça.

9. Alimentação
Alguns alimentos são capazes de interferir na química cerebral, provocando a dilatação dos vasos sanguíneos – uma das causas da dor. Alimentos ricos em nitratos (frios e embutidos) ou aqueles ricos em fenilalanina (chocolate) e tiramina (queijos e vinhos) são vilões na dieta de quem quer evitar as cefaleias.
Além de prestar atenção no cardápio, não pule refeições. Quando se está em jejum, a concentração de glicose no cai sangue e provoca um desequilíbrio. O resultado é a dor de cabeça.

10. Controle o estresse
O melhor tratamento sempre será a prevenção. Por isso, se como milhares de pessoas você é vítima das dores de cabeça causadas pelo estresse do dia a dia, tente lidar melhor com as causas destas preocupações. Procure atividades para se distrair, relaxar e descansar (mente e corpo) sempre que possível.
É importante lembrar que estas dicas valem para aquela dor de cabeça ocasional. Se você sente dores frequentemente, a situação pode ser mais grave e você deve consultar um médico.

Fonte: http://www.dicasdemulher.com.br/10-tratamentos-naturais-para-dor-de-cabeca/ - Por Priscila Domingos - Foto: Thinkstock

Como se livrar da barriguinha flácida

Dicas de exercícios físicos e alimentação para acabar de vez com ela

A tão temida barriga flácida é um problema muito comum e nem mesmo as famosas estão livres. Recentemente, a atriz e cantora Jennifer Lopez, famosa por ter um corpo sempre em forma, chamou a atenção pela barriguinha saliente. O acúmulo de gordura na região abdominal é resultado muitas vezes de um estilo de vida sedentário, associado à má alimentação. Além de não ser esteticamente bonito, é também um grande fator de risco para o desenvolvimento de doenças endócrinas e metabólicas, como o diabetes mellitus do tipo 2, e cardiovasculares, como hipertensão.

Como perder a barriga

Mas como se livrar da incômoda barriguinha? O nutricionista Ricardo Zanuto, doutor e mestre em Fisiologia e Biofísica pelo Instituto de Ciências Biomédicas da USP (ICB-USP), explica que a diminuição da gordura corporal principalmente na região abdominal ocorre através da reeducação alimentar. “É aconselhável o acompanhamento de um nutricionista para adequar a dieta a cada realidade, bem como o acompanhamento de um profissional de educação física que indicará o melhor programa de exercícios”, diz.

A principal dica nutricional para quem quer ter um abdômen definido é consumir carboidratos com baixo índice glicêmico, aumentar o consumo proteico, evitar o consumo de refrigerantes, doces e alimentos gordurosos. Legumes e verduras, carnes e os derivados de leite com pouca gordura são os alimentos mais indicados.

Exercícios para perder barriga

Já os exercícios físicos são fundamentais para quem busca emagrecimento e diminuição da quantidade de gordura corporal. De acordo com o professor de educação física Fábio Medici Lorenzeti, eles influenciam no metabolismo através da maior liberação de hormônios, aumentando o gasto energético pós-exercício e estimulando o aumento de massa muscular. Fazer abdominais também irá ajudar a tornar os músculos desta região mais fortes e resistentes. E lembre-se sempre: para diminuir medidas é necessário fazer exercícios aeróbios e ter uma alimentação adequada.

Fonte: http://itodas.uol.com.br/corpo-e-dieta/como-se-livrar-da-barriguinha-flacida/ - por Mariana Bueno

10 maneiras de se divertir e relaxar segundo a ciência

Algumas ações podem tornar sua rotina mais leve, e manter distante sua ansiedade

Organização, pontualidade e consistência são muito incentivados nos locais de trabalho, nas escolas ou na criação dos filhos. Mas existe um ponto em que ficamos exigentes demais conosco. Pessoas que vivem sob muita pressão e sempre em busca do perfeccionismo costumam se sentir frustradas, pois nem todos agem desta mesma forma.

Confira a seguir 10 dicas para tornar sua rotina mais flexível e relaxada, driblando a frustração.

Observe seus comportamentos rígidos

Tire um tempo do seu dia para anotar sua rotina e suas regras. Em seguida, peça ao seu filho, parceiro ou colega para que avalie o quão rígidas parecem as ações que você anotou. Esse exercício não tem o intuito de fazê-la se sentir mal, e sim, fazê-la entender como sua rotina pode estar lhe trazendo uma sobrecarga emocional.

Experimente coisas novas

Experimente uma nova comida, um novo esporte, tipo de filme, desodorante, qualquer coisa! Use seu cérebro pra fazer coisas diferentes. Isso diminui a sua ansiedade e a torna mais flexível em outras situações da vida.

Abrace as oportunidades

Não diga “não” puramente pela força do hábito. Ao invés de pensar em 20 motivos para não fazer algo, pense em cinco razões pelas quais você deve fazê-lo. Considere o que é realmente grande e importante. Por exemplo: você não sentiu vontade de sair com amigos, mas quis preservar e reforçar suas amizades.

Foque só no que está fazendo

Não pense sobre todas as outras coisas que você precisa fazer. Isso não vai resolvê-las. Diminua a velocidade e se concentre no que está fazendo exatamente naquele momento. Isso diminuirá seu estresse e fará suas tarefas do momento serem melhor desempenhadas.

Mude

Você sempre faz as coisas por uma razão ou apenas por hábito? Comece a fazer as coisas de forma diferente. Escolha um novo caminho para ir ao trabalho, substitua o exercício atual por ioga, cozinhe coisas diferentes. Essa é uma ótima maneira de você ver como se sente sem a rigidez que lhe é tão comum.

Siga o fluxo

Este pode ser um desafio maior: permitir que outros assumam o comando. Tenha um dia em que o seu parceiro ou amigo planeja tudo, sem a sua opinião. Assim você se torna mais flexível em todos os outros aspectos da sua vida, de forma natural e espontânea.

Reconheça os sentimentos do próximo

Identifique as situações em que você está sempre no comando. Há outras pessoas na sua vida que merecem dar um outro ponto de vista? Eles podem ter parado de dar as suas opiniões, porque você não os reconhece, e modificar esse comportamento será um benefício para ambas as partes. Aprenda a ouvir mais os outros e a ser mais flexível em relação às suas opiniões.

Deixe quem convive com você ser livre

Deixe um pouco de ser controladora e pratique deixar as pessoas ao seu redor mais livres. Se o seu parceiro não dobrar as toalhas do jeito que você gosta, ou se as crianças não fizerem bem suas camas, apenas deixe-as serem assim. Manter o silêncio pode parecer um ato muito difícil, mas considere a liberdade que você vai ganhar em não ter que monitorar os outros. Isso irá tornar sua vida mais leve e com menos preocupações.

Monitore-se

Verifique seu vocabulário e modifique os “não pode”, “não deve” ou “não consigo”. Essas são frases típicas de quem não tem uma atitude flexível.

Pratique

Assim como você faz exercícios para fortalecer os seus músculos, você deve fazer o mesmo com seu pensamento e vocabulário, para tornar-se mentalmente flexível. Defina metas pequenas no início, como fazer uma pequena mudança a cada dia. Quanto mais você puder desafiar a si mesma para permitir novas experiências, mais fácil será para integrá-las em sua vida cotidiana.

sábado, 20 de julho de 2013

10 mitos e verdades sobre o emagrecimento

Comer carboidrato à noite engorda? E chá verde, ele queima calorias? Descubra este e outros mitos

A maioria das mulheres acha que tem alguns quilinhos a perder, não importa o que os outros lhe digam. Algumas querem eliminar peso para sempre, enquanto outras apenas desejam entrar no vestido incrível da festa do fim de semana.

O fato é que o emagrecimento está cercado de informações equivocadas, que se não forem esclarecidas, podem colocar a dieta e a saúde em risco. A nutricionista do grupo Nutricionista Associadas, Ana Paula Lins, desvenda 10 mitos muito comuns.

1) Água morna com limão de manhã emagrece?
O ácido cítrico presente no limão tem ação adstringente, ajudando o corpo a eliminar toxinas e gorduras, mas não há fundamento científico na ação emagrecedora da mistura. Contudo, a água morna ajuda a descolar as fezes ressecadas da parece de intestino e consequentemente diminui o estufamento abdominal.

2) Refrigerante diet é melhor do que o normal
Os refrigerantes dietéticos contêm mais sódio do que os normais, além de serem ricos em edulcorantes artificiais. Por isso, diet ou normal, o refrigerante deve ser evitado.

3) Comer carboidrato à noite engorda
Não engorda, é só não abusar. Se você comer de maneira regrada e sem excessos, o organismo, ao acordar no dia seguinte, terá chance de voltar a gastar energia. Dê preferência aos carboidratos integrais.

4) Maçã piora a prisão de ventre
Pelo contrário, melhora! A parte interna da fruta, principalmente o “miolo” onde ficam as sementes, é rica em uma substância chamada pectina, que auxilia a queima do gordura e contribui para o funcionamento do intestino.

5) Musculação não é indicada para quem quer perder peso
A musculação aumenta a massa magra e quanto mais músculos, mais calorias o corpo gasta para se manter. Além disso, qualquer atividade física é importante para aumentar o metabolismo e acelerar a queima de gordura.

 6) Corrida é melhor do que caminhada
Realizar um treino intervalado de caminhada  pode ser mais eficientes do que correr horas na esteira. O importante é que você respeite os limites do seu corpo e procure a orientação de um profissional de educação física.

7) Shakes substituem as refeições principais
Os shakes industrializados contêm uma série de aditivos químicos e podem não apresentar todos os nutrientes de que você precisa. É importante considerar que a reeducação alimentar traz benefícios que vão além do emagrecimento: você treina a mastigação, a saciedade e conhece melhor o seu organismo. Nos intervalos das refeições principais, que tal apostar em um shake caseiro com semente de chia?

8) Frutas podem ser consumidas à vontade
As frutas são ricas em frutose, um tipo de carboidrato. Para não comprometer a dieta, o ideal é comer no máximo cinco porções por dia.

9) Chá verde ajuda a queimar calorias
O chá verde é um alimento com propriedades termogênicas, o que aumenta o gasto calórico do organismo. Contudo, devido à presença de cafeína na erva, pessoas que sofrem de hipertensão arterial ou arritmia devem evitar o consumo excessivo destes chás, bem como pessoas com gastrite e/ou dificuldades para dormir. A nutricionista indica que sejam consumidas apenas duas xícaras por dia

10) Fazer jejum por alguns períodos acelera o emagrecimento
Muito pelo contrário. O jejum prolongado pode trazer prejuízos, não contribui para o funcionamento do metabolismo, além de desregular os hormônios que auxiliam no mecanismo de fome e saciedade. E muitas vezes, predispões a compulsão alimentar em determinados horários.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Ingressos da Copa do Mundo de 2014 vão variar de R$ 30 até 1.980

Os preços dos ingressos da Copa-2014 vão variar de R$ 60 a R$ 1.980, considerados os valores cheios e com a meia-entrada a um mínimo de R$ 30. A Fifa anunciou nesta sexta-feira, em coletiva realizada em São Paulo, os valores a serem cobrados pelos bilhetes e o esquema de comercialização, que inclui pacotes para assistir a todas as partidas de uma seleção ou de um estádio específico. A comercialização começa a partir de 20 de agosto pelo site da entidade.

Com esse valor, a Fifa cumpre a promessa de comercializar o ingresso mais barato da história recente do Mundiais. Na Africa do Sul, o preço mínimo era de 140 rands, o que corresponde a R$ 31,50. Esse barateamento tem como objetivo melhorar a imagem da entidade, desgastada com os protestos ocorridos durante a Copa das Confederações.
O valor de R$ 60 é para jogos de grupo do Mundial, na categoria 4, somente para brasileiros. A federação promete que haverá 400 mil dessas entradas. Está excluída a partida de abertura em São Paulo, que tem ingressos por preços maiores. O preço mais caro é para a final, na categoria 1.

Com os preços anunciados, a Fifa tem como desafio fazer uma operação eficiente da comercialização e da distribuição de bilhetes para garantir um incremento na sua imagem. Não foi um bom início o fato de por duas vezes tabelas com dados sobre os bilhetes terem vazado na internet poucos dias antes da divulgação dos preços.

Também não foi uma boa apresentação a forma como ocorreu a venda e o recolhimento de entradas para a Copa das Confederações. Erros no site da federação internacional e enormes filas formadas por torcedores para pegar os ingressos não deixaram boa impressão no público brasileiro. O problema chegou a tal nível que o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, disse ao UOL Esporte que tinha vergonha da operação e que merecia tomar um chute no traseiro se o esquema não melhorasse para a Copa.

CONFIRA OS PREÇOS DOS INGRESSOS DA COPA DO MUNDO-2014

Agora, as vendas vão começar a ocorrer a partir de 20 de agosto quando será aberto o período para requisição de bilhetes por meio do site da federação internacional.

Encerrados os pedidos, será feito um sorteio para determinar quem conseguiu os ingressos. Nesta primeira fase, só serão conhecidos os jogos do Brasil, já que o sorteio de grupos do Mundial vai acontecer no final do ano. Já é possível comprar pacotes de entradas para as partidas da seleção incluindo de três a sete partidas - se o time brasileiro cair, passam a valer para outras equipes.

Como uma novidade para esse Mundial, a Fifa também disponibilizou pacotes para cada sede específica: é possível, por exemplo, comprar um grupo de bilhetes para as quatro partidas de Cuiabá. Neste caso, não há acréscimos ou descontos nos preços dos bilhetes individuais. 

Depois de terminados os grupos, haverá uma nova fase de comercialização de bilhetes, a partir de dezembro deste ano, também por meio de requisição na internet e posterior sorteio.

50 truques para deixar seu rosto lindo

Confira dicas e segredos para manter a pele jovem, bonita e saudável

Veja uma seleção incrível - e eficaz - feita por especialistas com máscaras caseiras, dicas de limpeza e outros segredos. 

1. Se você tem muitos cravos no nariz e não sabe o que fazer, não se desespere: use um esfoliante com alfa-hidroxiácido (ácido à base de fruta) duas vezes por semana e o resultado poderá ser visto em um mês. Depois, mantenha o efeito usando um esfoliante mais suave duas vezes por semana.
2. Cosmético hipoalergênico não livra você de alergias. Ele possui um potencial menor, mas lembre-se de que não está 100% livre da possibilidade de causar esse tipo de problema. Antes de comprar algum, consulte umdermatologista.
3. Sua maquiagem f­ica descascada e desigual? Isso acontece porque seu rosto está desidratado. A solução é simples: esfolie a face duas vezes por semana e use umhidratante intenso para melhorar o aspecto da pele.
4. Não há comprovação científica de que o chocolate causa ou não espinhas. No entanto, estudos comprovam que uma dieta com excesso de alimentos industrializados, açúcar re­finado e farinhas brancas pode acentuar quadros de acne, pois elevam a glicose no sangue.
5. Se você sofre com cravos e espinhas, use sempre toalhas felpudas e limpas. Isso porque as bactérias da acne estão presentes em toalhas reutilizadas. Importante, também, em casos mais severos, trocar a fronha do travesseiro todos os dias.
6. Evite banhos com temperaturas muito elevadas. A água quente causa desidratação, essecamento e, em longo prazo, f­lacidez cutânea. 
7. Dá-lhe água na pele. As águas termais são excelentes para levar na bolsa. Borrife sempre que sentir a pele desvitalizada, quente ou para “segurar” o make.
8. Peles sensíveis exigem uma boa limpeza duas vezes ao dia. Mas vá com calma, sem utilizar esponjas ou buchas. Invista em produtos com fórmulas minimalistas, ou seja, com poucos componentes.
9. Você tem uma festa incrível, mas está com uma pele cansada? Invista na máscara de pêssego. Retire a polpa de dois pêssegos maduros e amasse-as com 1 colher (sopa) de farinha de trigo. Espalhe o creme no rosto e deixe agir por 15 minutos. Lave com água.
10. Use protetor solar com FPS 30, no mínimo. Sim, você já leu esta dica milhares de vezes — aqui na Corpo a Corpo —, mas este é o primeiro passo para manter a pele bonita e saudável por mais tempo.
11. Os cremes noturnos não devem ser usados durante o dia. A maioria tem a funçãoantienvelhecimento, ou seja, contém ativos mais potentes, incompatíveis com a luz diurna. E também porque é durante o sono que acontece o processo de renovação celular da pele.
12. O ácido retinoico é excelente para clarear manchas. Além disso, ele melhora a textura da cútis. No entanto, muita gente desiste diante dos incômodos do tratamento, como pele sensível, vermelha e descamante. A dica é começar a usar o produto aos poucos, em alguns dias da semana, e não desistir. Insista, pois vale a pena.
13. Dê atenção ao colo e ao pescoço. Principalmente se você deseja ter uma aparência equilibrada, é preciso dar a eles os mesmos cuidados que confere ao rosto. A dica exclui, obviamente, produtos à base de ácidos fortes.
14. Ao contrário do que se pensa, lavar o rosto várias vezes ao dia não evita a acne. Pelo contrário, isso pode até desencadear o aumento da oleosidade da pele (efeito rebote). Lave-o duas vezes ao dia, no máximo.
15. Usar cosméticos com vitamina C é fundamental. Por ser a grande vedete dos cosméticos manipulados, ela defende a pele contra a ­flacidez, suaviza rugas, melhora a elasticidade, combate os efeitos nocivos do sol e clareia manchas.
16. Quer lábios cheios e volumosos à la Angelina Jolie sem ter de apelar para um preenchimento? Use produtos com substâncias que dão volume, com ingredientes que “irritam” a pele de propósito e dilatam os vasos sanguíneos. Para completar, um gloss transparente ou batom rosa potencializam o efeito.
17. Quem tem pele oleosa deve adotar hidratantes em textura de gel, do tipo oil-free (livres de óleo). Alguns desses produtos contêm princípios ativos mati­ficantes — argila branca, zinco ou silício — que agem como microesponjas, sugando o excesso de gordura.
18. O boom das redes sociais exige fotos bonitas para postar no Facebook, Instagram, Twitter, etc. Para sair bem, na hora do clique, encoste a língua no céu da boca (de boca fechada). Isso puxa os músculos faciais e faz um provável queixo duplo desaparecer. Para disfarçar olheiras, empine um pouco o queixo.
19. Capriche na aplicação do protetor solar na região do buço, principalmente após a depilação. Isso evita o surgimento de manchas indesejáveis no local — que, vistas à distância, dão a impressão de que você está com “bigodinho”...
20. Use produtos anti-idade especí­ficos para a sua faixa etária. Eles contam com substâncias apropriadas para as suas necessidades, mesmo que você ache que a sua pele é mais jovem ou mais velha do que a idade em questão.
21. O uso de uma loção de limpeza não dispensa o sabonete, em seguida. É que a loção sempre deixa um resquício de produto que só o sabonete é capaz de eliminar.
22. Exagerar na esfoliação facial pode desequilibrar a camada natural de gordura.Isso faz que a pele produza ainda mais óleo. O ideal é esfoliá-la apenas uma vez por semana.
23. Aumente a ingestão de peixes — em especial salmão, arenque, anchova e sardinha —, de nozes e linhaça. Esses alimentos são ricos em ômegas 3 e 6, ácidos graxos que melhoram a hidratação da pele.
24. Não use hidratantes corporais no rosto. Em geral, a pele da face é mais oleosa do que a do corpo. Você corre o risco não só de f­icar com a cara engordurada, mas também de obstruir os poros, causando cravos e espinhas.
25. Em dias de calor ou de frio intensos, use um stick protetor labial com f­iltro solar. Nossos lábios são muito sensíveis, têm a pele ­fina e não contam com melanina para protegê-los. E aquelas pelinhas soltando acabam com o visual!
26. O ideal é usar produtos de uma mesma linha para limpar, hidratar e proteger a pele. Eles têm os mesmos ingredientes básicos e perfume.
27. Os tônicos servem para f­inalizar o ritual de limpeza, e não para realizá-la. Eles fecham os poros e preparam a cútis para a hidratação.
28. Invista em um bom primer. Depois do curvex, ele é a melhor invenção de beauté da humanidade, pois dá uma disfarçada nas imperfeições do rosto (camu­la poros dilatados, por exemplo) e ainda forma uma película que deixa a base mais uniforme.
29. Está sentindo o rosto tenso? Testa contraída, maxilar travado? Experimente fazer a seguinte massagem: toque em um ponto qualquer do rosto com a ponta dos dedos e sinta onde relaxa mais. Pressione circulando o dedo em sentido anti-horário até sentir a região totalmente solta. Depois, toque vários pontos do rosto ao mesmo tempo com todos os dedos.
30. A agressão do sol se acumula no rosto durante anos, antes de se tornar visível. Se você acha que tem a pele perfeita, peça ao médico para mostrar, usando uma luz especial, os danos.
31. O hidratante, apenas, não é e­ficiente contra linhas ­finas e marcas de expressão. Ele apenas mantém estável a quantidade de água na pele. Para combater os sinais do envelhecimento, use produtos apropriados. 
32. Passou a noite na balada e precisa estar apresentável no dia seguinte? Anote a receita: faça uma compressa gelada com chá de camomila ou chá-verde, que melhoram a vascularização da região. O efeito, porém, é temporário, então capriche também no corretivo.
33. Cigarro já foi sinônimo de glamour. Hoje, sabe-se que a fumaça e o calor ressecam a pele e a nicotina prejudica a oxigenação e a produção de colágeno. Livre-se dele!
34. Quer fazer um lifting caseiro (e que realmente funciona!) para os olhos?Bata 1 clara de ovo e aplique na região com um pincel. Depois, coloque sobre cada pálpebra um algodão embebido em chá de hortelã. Quando sentir a pele repuxar, enxágue com água gelada e aplique um creme.
35. Se você tem pele mista, use adstringente sobre a zona T (testa, nariz e queixo) somente nos meses de calor. No inverno, troque-o pela água de rosas ou de hortelã.
36. Quem tem a pele oleosa deve evitar penteados com franja. A testa ­fica sem “respirar”  direito e aumenta o problema.
37. Se você tem sardas, fuja dos suplementos à base de betacaroteno. Ele é indicado para preparar a pele antes do sol. Mas neste caso é contraindicado, porque há chance de as sardas f­icarem mais escuras.
38. Aí vai uma boa receita de máscara desintoxicante: junte 2 colheres (sopa) de aveia e 1 colher (sobremesa) de mel a 1 xícara de chá verde bem concentrado. Mexa bem e deixe descansar por 5 minutos. Aplique em todo o rosto e deixe agir por 15 minutos. Depois, retire com uma espátula de madeira e lave o rosto com água corrente.
39. Limpe a pele antes de qualquer procedimento. O rosto sem resíduos de produtos potencializa o efeito de qualquer máscara de beleza, caseira ou industrializada.
40. De olho nos tratamentos para acne. Se estiver fazendo algum tratamento para esse problema, procure não usar hidratante facial nas áreas mais afetadas. Pre­ira aplicar um gel de ácido salicílico e não dispense o protetor solar.
41. O hidratante deve ser usado sempre antes do protetor solar ou do creme anti-idade. Os séruns, por sua vez, precisam ser aplicados antes do hidratante ou do creme noturno.
42. Está numa época di­fícil ou cansativa no trabalho ou na vida pessoal? De jeito algum descuide da sua rotina com o rosto — é nos momentos di­fíceis que os picos do cortisol, o hormônio do estresse, f­icam elevados e prejudicam o viço.
43. Adote um demaquilante especí­fico para a região dos olhos. Essa área é mais sensível e tem maior propensão às alergias.
44. Não durma com maquiagem. Ela impede que a pele respire normalmente, obstrui os poros e pode provocar oleosidade. Por mais cansada que esteja, dedique uns minutinhos antes de cair na cama para a limpeza da sua face.
45. Boa receita caseira para diminuir inchaços dos olhos:misture 1 ou 2 colheres (sopa) de aveia com algumas gotas de óleo de amêndoa ou de semente de uva. Deixe essa pasta agir por 15 minutos e enxágue com água fria.
46. Os cuidados com a pele devem começar aos 20 anos. Em função das mudanças de alimentação e da genética, os cuidados com a pele devem começar mais cedo — em vez dos 25 recomendados antigamente.
47. "É melhor ser alegre que ser triste”, diz a canção Samba da Bênção, de Vinicius de Moraes. Os músculos envolvidos no sorriso evitam a ­flacidez nas laterais do queixo. E deixam o rosto mais belo.
48. O sal de cozinha aumenta as bolsas sob os olhos. Bem, se você sempre achou que o sal em excesso causa apenas o inchaço do corpo, ­ffique atenta, pois ele também ajuda a criar as bolsas ao redor dos olhos.
49. Alguns cremes importados não funcionam bem para a pele brasileira, pois são mais pesados e gordurosos. Antes de desembolsar uma pequena fortuna, consulte sempre o dermatologista.
50. Pele seca não é pele ressecada. Essa última pode entregar que a pessoa não está tomando água ou hidratando a cútis.

http://corpoacorpo.uol.com.br//corpo-e-rosto/cuidados-com-o-rosto/50-truques-para-deixar-seu-rosto-lindo/3854 - Por Heloísa Noronha/ Realização Tomaz Souza Pinto/ Adaptação Rebecca Nogueira Cesar - Foto: Danilo Borges

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Cinco conselhos para viver mais e melhor

Tem havido um verdadeiro modismo das "doenças herdadas pelo DNA", além de uma certa paranoia do tipo "evitar todas as doenças".

E há ainda uma sensação de que deve haver remédio para tudo, levando a uma falsa ideia de longevidade, em que só passamos mais anos doentes, em tratamentos infindáveis e sem esperanças de cura.

Viver de forma saudável pode começar pela eliminação dessas preocupações e desses enganos tipicamente "de época", que quase sempre são criados por intervenções de mídias com pouca sabedoria.

Mas, eliminados os autoenganos, a busca do bem viver pode prosseguir pela adoção de práticas de vida mais realistas.

Veja cinco fatores que podem não apenas prolongar a vida de uma pessoa, mas também prolongá-la com qualidade.

Aproveite os benefícios dos exercícios

A pressão do cotidiano pode deixar uma pessoa com a sensação de que não há muito tempo para exercícios.

Mas vale a pena levar em consideração que, além da diminuição de peso, pode-se ganhar muito mais com o exercício.

As atividades físicas ajudam a manter o coração mais saudável, reduzindo o risco de vários problemas cardiovasculares, incluindo a pressão arterial alta e doenças cardíacas.
Além disso, manter-se fisicamente ativo pode reforçar a saúde mental e ajudar a gerenciar o estresse, a ansiedade e também a depressão.

O exercício frequente pode ajudar a alcançar e manter o peso ideal, reduzindo o risco de diabetes.

O exercício mais pesado, como a corrida, é especialmente bom para melhorar a densidade óssea e proteger contra a osteoporose.

E talvez não seja necessário entrar para uma academia: você pode começar evitando as escadas rolantes e os elevadores, não usando o carro para andar um ou dois quilômetros perto de casa e fazer pequenos consertos em casa. Só o fato de ficar menos tempo sentado já aumenta a expectativa de vida.

Cuide da saúde óssea

Durante a infância nossos ossos são fortes e, caso se quebrem, normalmente se recuperam com facilidade.

Mas, à medida que vamos envelhecendo, este processo fica mais lento e as articulações podem ficar mais frágeis.

A perda de densidade óssea começa a partir da meia-idade, seguindo o processo normal de envelhecimento.

Fatores ligados ao estilo de vida, como ter uma dieta rica em cálcio e se exercitar com frequência podem manter os ossos saudáveis e minimizar o risco de fraturas.

Mantenha-se socialmente ativo

A amizade é importante para a felicidade.

E, recentemente, foi demonstrado que os amigos também podem ajudar uma pessoa a viver mais.

Estudos sobre a solidão indicam que o isolamento social está associado a uma taxa mais alta de mortalidade entre idosos e que a solidão é um "assassino oculto" para os idosos.
Na mesma linha, pesquisas demonstraram que pessoas casadas vivem mais do que os solteiros. Os especialistas acreditam que isto se deve ao fato de que os casados, ou quem vive junto, têm uma rede de apoio social melhor, o que minimiza o risco de isolamento.

Tenha uma dieta saudável

Uma boa dieta é algo básico para se ter uma boa saúde e evitar certos tipos de comidas e bebidas pode ajudar a prolongar a vida.

Ingerir muitos alimentos de alto conteúdo calórico, como doces ou gordura, pode levar ao aumento de peso e à obesidade.

Algumas gorduras são conhecidas por serem particularmente ruins para a saúde. Os ácidos graxos trans, por exemplo, podem estar presentes em algumas marcas de margarinas, biscoitos, tortas e fast-food.

Este ingrediente pode aumentar o nível do colesterol ruim, o que aumenta significativamente o risco do bloqueio de artérias e outras complicações.

Reduzir a ingestão do sal também é importante para manter o coração saudável pois consumir muito sal pode levar à hipertensão, o que, por sua vez, pode ocasionar problemas cardíacos, derrames e outras complicações.

Consumir muitas bebidas alcoólicas também pode ter efeitos devastadores na saúde. Não apenas a ressaca do dia seguinte a uma bebedeira, mas também, no longo prazo, pode causar danos em vários órgãos.

O abuso crônico de bebidas alcoólicas é uma das principais causas de doenças do fígado.

E não se pode esquecer do cigarro. São muitos os estudos que alertam para o perigo para a saúde, pois fumar aumenta o risco de desenvolver cerca de 50 doenças graves.

O fumo é a causa de 90% dos casos de câncer de pulmão, prejudica o coração e a circulação arterial, piora as doenças respiratórias e afeta a fertilidade.

E os estudos sobre o DNA?

Boa parte das investigações sobre envelhecimento está se concentrando no papel dos telômeros, que são "tampas" protetoras que se encontram no final dos cromossomos, algumas vezes parecidos com o que vemos no final de um cadarço de sapatos.

Seu papel é proteger o final dos cromossomos para evitar a perda de informação genética durante a divisão celular.

Cada vez que as células se dividem, a ponta dos telômeros fica menor. Com o tempo, encolhem tanto que a divisão celular pára, levando à morte da célula. Este é um processo bem documentado conforme envelhecemos.

Mas, assim como o DNA não tem todas as respostas, e que é possível alterar nossos genes pelo nosso comportamento, o que será que determina o tamanho dos nossos telômeros? Esta resposta a ciência ainda não tem.

E, dada a finitude natural do ser humano - nosso corpo não é eterno, ainda que possa durar mais do que dura hoje -, talvez devamos nos concentrar em viver melhor o tempo que vivemos do que nos preocupar em viver um outro tempo que ainda não chegou. E o único tempo que temos para viver bem é o presente.

Com informações da BBC