segunda-feira, 30 de junho de 2014

Alimentos para combater e prevenir o câncer

Uma alimentação equilibrada e saudável pode não só manter os números da balança em dia como também prevenir o aparecimento de várias doenças, principalmente o câncer.

 Os alimentos não fazem milagre, mas podem blindar o corpo. Veja quais são os alimentos que selecionados pela Dra. Lunamaris Salum de Abreu, médica nutróloga da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN):

Iogurte natural e coalhada
Ricos em lactobacilos, probióticos fundamentais no equilíbrio da microbiota intestinal que é a primeira barreira protetora à entrada de substâncias tóxicas no organismo.

Frutas vermelhas e roxas
Como morango, mirtilo, blueberry, jabuticaba, amora, framboesa. São ricas em polifenóis  e proantocianidinas que são antioxidantes.

Sementes de girassol, de abóbora, gergelim, linhaça
Além de ricas em fibras, possuem alto teor de gorduras saudáveis.

Molho de tomate
Rico em licopeno, antioxidante protetor de diversos órgãos, principalmente próstata.

Folhas verde escuras
Espinafre, rúcula, couve, além de folhas da beterraba, do brócolis e do rabanete contêm luteína e zeaxantina, poderosos antioxidantes.

Cacau
Encontrado em maior quantidade nos chocolates amargos, o fruto é rico em catequinas, que possuem ação antioxidante.

Chá verde
Rico em catequinas, desde que seja autêntico, geralmente de origem japonesa.

Especiarias
Gengibre, açafrão, pimentas, canela, cravo, páprica, cúrcuma - geralmente chamadas de “temperos”, possuem fortes propriedades antiinflamatórias.

Vitamina D
Um dos mais importantes fatores anticancerígenos. Apesar de a principal fonte ser o sol, alguns alimentos apresentam alto teor de vitamina D, como gemas de ovos, manteiga de leite, laticínios integrais e peixes.



domingo, 29 de junho de 2014

17 atitudes práticas para emagrecer

Maneirar no sal, se concentrar na hora de comer e dormir bem podem contribuir para a perda de peso. Confira esses e outros segredos da nutricionista Aline Telles, de São Paulo, para segurar o ponteiro da balança.

1. Se concentre na comida
Não coma ao falar ao telefone. Beliscar durante o papo faz você mastigar mal e comer mais sem perceber.

2. Escolha o salgado assado e integral
Entre a coxinha e a esfirra, fique sempre com a segunda opção, que é assada (e menos calórica).

3. Prefira os chicletes sem açúcar
Mascar uma goma açucarada todos os dias significa ingerir, ao final de uma semana inteira, 100 calorias.

4. Tenha mais cuidado ao comer fora
A pizza da sexta à noite é um perigo: além do recheio (uma fatia de quatro queijos soma 390 calorias), tem a cerveja, o refrigerante e a sobremesa.

5. Faça uma despensa saudável
Não compre refrigerante, bolachas e salgadinhos. Tenha à mão alimentos saudáveis.

6. Troque a manteiga pelo azeite
O leite é rico em gordura saturada, exatamente o tipo que aumenta o colesterol e ajuda a formar pneuzinhos localizados.

7. Abuse da linhaça
Ela é fonte natural de ômega 3, o alimento é anti-inflamatório e auxilia na redução de gordura localizada.

8. Crie um calendário da dieta
Marque nele os dias em que fez tudo direitinho. Isso ajuda a aumentar o ânimo.

9. Diminua o sal
O excesso dele facilita a retenção de líquidos. Fique atenta ao nível de sódio dos alimentos e bebidas, como sopas prontas e refrigerantes.

10. Use pratos menores
Quanto menor o prato, menos comida cabe nele e maior a chance de você se satisfazer com pouco.  

11. Saia da mesa ao terminar de comer
Isso evita que você continue beliscando e bebendo mesmo depois de já ter matado a fome.

12. Durma bem
Uma noite de insônia altera o metabolismo da serotonina, hormônio importante para diminuir a ansiedade e controlar a fome.

13. Escove os dentes logo após comer
Assim você evita beliscar bobagens ao sair da mesa.

14. Coma doce só depois do almoço
Nesse momento, o açúcar é digerido lentamente, liberando energia para as células aos poucos. Quando consumido sozinho, é estocado em forma de gordura localizada. Só não vale comer uma torta inteira!

15. Coma gengibre
Essa raiz é um alimento termogênico, ou seja, ela acelera a queima de gordura no corpo.

16. Fotografe-se durante a dieta
Para perceber o quanto emagreceu, faça cliques a cada sete dias e compare os resultados para ficar mais estimulada.

17. Preste atenção nas roupas
Calça jeans é melhor do que a balança: ganhou uns quilinhos, ela fica apertada. Doe as que estão grandes.

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/dieta/reportagem/aliados-da-dieta/17-atitudes-praticas-emagrecer-787458.shtml - Por Gustavo Curcio - Edição: MdeMulher - Foto: Getty Images

sábado, 28 de junho de 2014

Conheça os benefícios do futebol

Com a realização da Copa do Mundo aqui no Brasil, você tem mais um motivo para conhecer os benefícios do futebol para o corpo e introduzi-lo no seu dia a dia

Nunca viu graça em assistir a 22 pessoas correndo atrás de uma bola no gramado? Talvez seja porque você nunca tenha experimentado vestir a camisa e dar alguns chutes a gol. A modalidade geralmente agrada mais aos homens, mas a ala feminina também pode tirar proveito de seus benefícios. “As mulheres tendem a optar por outras atividades por acreditarem que o futebol masculiniza o corpo”, explica Camila Fonseca Belluomine, professora da academia Bio Ritmo (SP). Mas a profissional garante que isso não passa de um mito. “O esforço em campo não faz nada mais que melhorar a capacidade física, aumentar a resistência muscular e definir glúteos e pernas”. Ou seja, pode ser incorporado facilmente ao dia a dia de quem quer ficar mais firme e condicionada. As iniciantes devem começar com um jogo por semana, para que o corpo se adapte fisiologicamente.

No segundo mês já dá para turbinar a prática. “Se você sofre com lesões na coluna, nos joelhos ou nos tornozelos, converse com seu médico, pois o esporte exige mudanças rápidas de direção e pode ocasionar algumas quedas, comprometendo ainda mais a saúde do corpo”, alerta Camila Belluomine. “Por isso mesmo, lembre-se de conversar com um profissional de educação física para que ele a direcione para o treino certo”, complementa Felipe Lopes da Silva, educador físico da academia Fluyr Saudável (SP). Confira os benefícios do esporte para cada parte do corpo. 

Cérebro: Detona o estresse e a ansiedade, reduzindo o risco do aparecimento de desordens mentais. Amplia as noções cooperativas porque estimula o trabalho em grupo.

Olhos: Desenvolve as funções cognitivas por exigir reações rápidas durante as jogadas.

Pulmão: Aumenta a capacidade pulmonar e a captação de oxigênio graças à expansão do órgão.

Membros superiores: Diminui os níveis de gordura subcutânea devido ao gasto calórico.

Coração: Melhora a resistência cardiovascular e diminui a frequência cardíaca em repouso, minimizando o risco de desenvolvimento de problemas no coração.

Abdome: Reduz o percentual de gordura abdominal e define os músculos da região. Ou seja, chapa a barriga.

Membros inferiores: Enrijece o bumbum e as pernas além de melhorar a flexibilidade, a coordenação, a mobilidade articular, a velocidade, o equilíbrio, a força e a resistência muscular.

Fonte: http://corpoacorpo.uol.com.br/fitness/treino-sob-medida/conheca-os-beneficios-do-futebol/5170 - Texto: Caroline Randmer | Adaptação: Nathália Henrique - Foto: Shutterstock

sexta-feira, 27 de junho de 2014

10 benefícios de fazer atividade física

Prevenir Alzheimer, câncer, derrame e doenças respiratórias são algumas das vantagens de praticar exercícios. Fique por dentro dos benefícios e mexa-se!

1- Reduz o risco de AVC
No início de 2014, um trabalho apresentado na Conferência Internacional de Derrame, nos Estados Unidos, mostrou que mulheres que praticavam atividades moderadas - como uma simples caminhada - estavam 20% menos propensas a sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). A redução da pressão arterial - importante fator de risco para o derrame - é um dos principais mecanismos envolvidos nesse processo. "O simples ato de se exercitar, mesmo que de forma leve, contribui para uma maior produção de óxido nítrico, substância que se associa à parede das artérias fazendo com que elas relaxem", diz Cassiano Neiva, coordenador do Laboratório de Metabolismo e Fisiologia do Esforço da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Bauru, no interior de São Paulo. Desse modo, os vasos ficam menos resistentes à circulação sanguínea e a pressão abaixa.

Mas vá com calma: de nada adianta se esforçar na academia se você não adota outras 
atitudes para evitar o AVC. Entre elas estão uma alimentação balanceada (com baixa ingestão de açúcar, gordura saturada e sódio), se afastar do cigarro e do excesso de bebida alcoólica e ter um sono de boa qualidade. 

2- Garante ossos saudáveis
Ao se exercitar, não são apenas os músculos que ficam mais fortes - os ossos também, principalmente se você fizer atividades como corrida, vôlei e basquete. É que, por serem exercícios de impacto, facilitam a fixação do cálcio no osso. No caso de nós, mulheres, isso pode ajudar durante a menopausa, quando há perda de massa óssea.

Mas se os exercícios começarem a ser praticados antes do climatério, a prevenção a esse quadro é ainda maior. Estudos mostram que o ideal é ter uma vida ativa desde a infância ou início da adolescência. Isso faz com que os ossos cresçam mais fortes e densos, formando uma espécie de reserva. "Sabe-se que mulheres ativas ao longo da vida têm um estoque ósseo maior e, por isso, menos propensão a males como 
osteoporose no futuro", diz o médico do esporte Ricardo Nahas, do Hospital 9 de Julho, em São Paulo, e diretor da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte. 

3- Ajuda no tratamento do glaucoma
Pessoas que sofrem com esse mal - marcado pela elevação da pressão intraocular - também se beneficiam com a prática de atividade física. "Ao se exercitar, ocorre uma série de alterações nos tecidos oculares que fazem com que a pressão diminua", conta o oftalmologista Marinho Scarpi, da Universidade Federal de São Paulo. No entanto, segundo o médico, ao adotar um comportamento sedentário, as condições voltam aos níveis normais. Por isso, além do esforço físico, é preciso seguir o tratamento para o glaucoma recomendado por um oftalmologista. 

4- Protege o coração
A atividade física é fundamental para quem busca se blindar contra males cardiovasculares. É que, além de reduzir a pressão arterial, os exercícios diminuem as taxas de colesterol LDL - aquele que deixa a gordura se acumular nos vasos - e aumentam os níveis de partículas HDL, que fazem uma espécie de limpeza nas paredes das artérias. Com isso, o risco de sofrer um infarto, por exemplo, é bem menor.

Sem falar que adotar uma vida ativa é garantia para ter um coração mais forte. "Os exercícios aeróbicos, ao melhorar a eficiência cardíaca, fortalecem a musculatura do ventrículo, intensificando a força do coração", informa Cassiano Neiva. Por isso, apostar na natação, na corrida ou até na bicicleta é receita de sucesso. 

5- Espanta a depressão
"O exercício aumenta a quantidade de neurotransmissores ligados à sensação de prazer e bem-estar, como as serotoninas", lembra o médico do esporte Gabriel Ganme, de São Paulo. E em indivíduos depressivos essas substâncias se encontram em falta. "Em casos leves, às vezes nem é preciso tomar medicação, pois só a atividade física controla a depressão", afirma o ortopedista Roberto Ranzini, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. 

6- Previne demências
"O exercício melhora a comunicação entre as células nervosas em várias áreas do cérebro e também promove o surgimento de novos neurônios na região do hipocampo, ligada à memória", explica a neurologista Sonia Brucki, coordenadora do departamento de neurologia cognitiva e do envelhecimento da Academia Brasileira de Neurologia. Além disso, ao fazer uma caminhada ou até uma aula de musculação, o fluxo sanguíneo melhora bastante. Com isso, mais nutrientes e oxigênio chegam à massa cinzenta.

E isso está associado a um menor risco de desenvolver doenças como Alzheimer e Parkinson. Segundo um estudo recente da Universidade do Leste da Finlândia, indivíduos que se exercitam no mínimo duas vezes por semana estão menos propensos a sofrer com as 
demências quando se tornarem idosos. O benefício também se aplicaria a pessoas que começam a mexer o esqueleto após a meia-idade. 

7- Aumenta a criatividade
Em um trabalho da Universidade Stanford, nos Estados Unidos, especialistas investigaram se a atividade física teria alguma relação com a criatividade. Para tanto, eles recrutaram 176 estudantes universitários e os dividiram entre um grupo que caminhava (ao ar livre ou na esteira) e outro que permanecia sentado. Os resultados mostraram que aqueles que se exercitavam - não importa o local - apresentavam uma capacidade criativa 60% maior do que os sedentários. "A atividade física melhora o funcionamento do cérebro como um todo, e a criatividade não ficaria de fora", avalia Sonia Brucki. 

8- Afasta o câncer de mama
Diversos estudos já demonstraram que fazer atividade física reduz o risco de câncer de mama. A explicação para esse elo estaria no fato de o esforço físico atuar contra hormônios e substâncias inflamatórias que influenciam no aparecimento de tumores. Além disso, a queima dos quilos extras também é fundamental para prevenir o câncer. "É que as células tumorais se abastecem de gordura, e o exercício acaba com ela", explica Cassiano Neiva, da Unesp.

E um trabalho recente da Sociedade Americana de Câncer, publicado em 2013 no periódicoCancer Epidemiology, Biomarkers and Prevention, vem endossar esses achados. Após analisar 70 mil mulheres que já haviam passado pela menopausa, os pesquisadores viram que aquelas que caminhavam no mínimo sete horas por semana apresentavam um risco 14% menor de desenvolver tumores nas mamas em comparação às voluntárias que andavam por um período menor de tempo. No caso das participantes que pegavam ainda mais pesado nos exercícios, a propensão a essa doença caía para 25%. 

9- Te deixa longe de males respiratórios
Quando se trata do sistema respiratório, a atividade física ajuda a prevenir uma série de encrencas, a exemplo de asma, bronquite, câncer e DPOC (condição marcada pela união de bronquite e enfisema pulmonar). Entre os benefícios do esforço físico regular estão uma melhor elasticidade da pleura (membrana que recobre os pulmões), maior capacidade de trocas gasosas pelos alvéolos pulmonares, fortalecimento dos músculos inspiratórios e expiratórios e a menor propensão a lesões e tumores.

Segundo o professor Cassiano Neiva, da Unesp, o ideal é praticar exercícios aeróbicos de forma regular. Comece com uma carga moderada e, aos poucos, vá intensificando. E não se esqueça: é fundamental ter o acompanhamento de um educador físico e, se você tiver algum problema de saúde, a orientação de um médico também. 

10- Dá um chega-pra-lá na TPM
Se você é daquelas que sofrem com a irritação e as dores típicas do período pré-menstrual, considere se matricular na academia e começar o quanto antes a sua modalidade favorita. "A atividade física ajuda a aliviar a tensão, a ansiedade e até as cólicas", diz o médico Ricardo Nahas, do Hospital 9 de Julho, em São Paulo. Um dos principais mecanismos envolvidos nesse processo é a maior produção de endorfina, substância que provoca uma sensação de relaxamento e conforto no cérebro. Para esse fim, vale apostar em atividades calmantes, como caminhada, ioga ou Tai Chi Chuan. 

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/saude/fotos/prevencao-trata/alem-emagrecimento-10-beneficios-fazer-atividade-fisica-785712.shtml#1 - Por Luiza Monteiro - Foto: Helga Silva

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Saiba quantas calorias você perde em uma hora de cada exercício

Confira uma tabela com o número de calorias que você queima praticando uma hora de cada exercício

Número de calorias perdidas com uma hora de atividade: 

Arrumar o armário – 175 cal/h
Boxe – 660 cal/h
Caminhada – 330cal/h
Carregar as compras do supermercado – 161 cal/h
Ciclismo – 360cal/h
Corda – 840cal/h
Correr atrás dos filhos – 280cal/h
Corrida – 900cal/h
Cozinhar – 168cal/h
Dança de salão – 210cal/h
Estender roupa – 140cal/h
Experimentar roupa – 140cal/h
Futebol – 540cal/h
Handebol – 600cal/h
Ioga – 140cal/h
Kangoo Jump – 800cal/h
Lavar a roupa – 140cal/h
Lavar o banheiro – 210cal/h
Lavar a louça – 60cal/h
Lavar o quintal – 210cal/h
Limpar as janelas – 210cal/h
Muay Thai – 600cal/h
Natação – 500cal/h
Passar aspirador de pó – 245cal/h
Passar pano no chão – 266cal/h
Passar roupa – 90cal/h
Passear com o cachorro – 280cal/h
Patinação – 840cal/h
Pilates – 175cal/h
Regar as plantas – 175cal/h
Spinning – 720cal/h
Step – 595cal/h
Subir escadas – 1000cal/h
Tênis – 480cal/h
Varrer a casa – 191cal/h
Vôlei – 360cal/h

Fonte: http://corpoacorpo.uol.com.br/fitness/treino-sob-medida/saiba-quantas-calorias-voce-perde-em-uma-hora-de-cada-exercicio/5184 - Por Caroline Randmer | Adaptação Rebecca Nogueira Cesar - Foto: Danilo Borges

7 dicas para levar uma vida menos complicada

Viver com menos - objetos, roupas, comida e obrigações - é o caminho para uma rotina mais saudável e feliz. Veja como colocar em prática um estilo de vida em que o simples é mais do que necessário.

1. Foque o presente
Está provado que fazer várias coisas ao mesmo tempo não é sinônimo de competência nem de resultado. Tente se concentrar no que está sendo realizado no momento, não importa se você está trabalhando, cozinhando ou brincando com as crianças. Só mantendo o foco é que você consegue captar as próprias emoções, entender e influenciar o mundo à sua volta, além de dar atenção de verdade a quem está por perto.

2. Desconecte-se
"Ter momentos off ao longo do dia é chave para se conectar consigo mesma", sugere a terapeuta cognitiva e médica nutróloga Mariela Silveira, do Kurotel Centro Médico de Longevidade e Spa, no Rio Grande do Sul. Deixe smartphone e tablet dentro da bolsa, em outro cômodo e nem pense em levar para a academia - assim, você consegue relaxar depois de um dia de trabalho, malhar com foco e curtir o jantar com as amigas.
"Parece pouco, mas a expectativa pelo toque ou alerta de mensagem gera ansiedade e tira você do momento presente", diz a médica. Ela explica que cada alerta de chamada no Whatsapp ou curtida em uma foto, por exemplo, liberam uma descarga de dopamina, substância que promove o prazer imediato. Na dependência dessa recompensa rápida, deixamos de aproveitar o agora e de experimentar outros prazeres.

3. Dê-se um tempo
"Boas ideias e decisões dificilmente surgem quando estamos procurando por elas no meio da nossa rotina acelerada", diz o escritor britânico Carl Honoré, defensor da movimento Slow, que prega justamente a desaceleração como o caminho para uma vida mais plena e prazerosa. "Elas vêm quando estamos praticando um esporte, balançando na rede ou mergulhados em um banho de espuma. Quando estamos tranquilos, sem pressa nem stress, o cérebro entra em um modo de pensamento mais eficiente", completa.

4. Prepare sua comida
Cozinhando você sabe exatamente o que está ingerindo e tem como controlar a dose de sal e gordura, além do tamanho da porção. Isso faz diferença na balança, como mostrou um estudo da Universidade de Temple, na Pensilvânia (EUA), que acompanhou 12 mil pessoas durante quatro anos. O resultado revelou que aqueles que se alimentavam em restaurante de três a seis vezes por semana tinham índice de massa corporal mais elevado do que os que faziam as próprias refeições ou comiam fora no máximo duas vezes por semana.

5. Curta seus relacionamentos
A tecnologia enfraqueceu os laços entre as pessoas. Tudo bem que podemos manter contato constante e reencontrar gente que não víamos havia um tempão, mas os relacionamentos nunca foram tão superficiais. Invista em quem você ama, seja fazendo mais refeições em família, seja lembrando de telefonar para a amiga com frequência ou conversando mais com o namorado. Vínculos sólidos nos tornam emocionalmente fortes e preparadas para a vida.

6. Pense antes de comprar
E não apenas sobre a necessidade de ter mais uma bolsa preta ou outro tênis para malhar. Mas também sobre a relação entre preço e qualidade. O que vale mais: uma blusa baratinha, daquelas que você sabe que vai acabar depois de algumas lavagens, ou uma mais cara, mas que combina com várias peças do guarda-roupa e mesmo depois de anos está inteira e deixa o visual sempre arrumado? Lembre-se de que o momento pede reflexão e consumo consciente.

7. Medite
A prática facilita todas as sugestões anteriores, pois acalma, ajuda a pôr as ideias e as emoções em ordem e tem impacto na saúde. Vários estudos já associaram a meditação à redução da pressão arterial, da ansiedade, do stress e da insônia, ao controle da depressão e da dor e à melhora da imunidade. Quer começar? Encontre um lugar sossegado, feche os olhos, acalme a respiração e vá deixando os pensamentos irem embora, sem se prender a eles.

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Saiba escolher o tênis para cada tipo de esporte

Conheça as partes que formam o grande parceiro das atividades físicas e descubra o modelo ideal para o seu esporte:

Futsal
Deve combinar a liberdade e proteção anti-impacto. E ser macio e ajustável para facilitar os movimentos. O solado fino permite mais aderência e controle.









Musculação
Por ser uma ginástica localizada, tem de ser confortável antes de tudo. E se for associada a uma atividade aeróbica, adquira os que têm amortecedores.









Tênis
Em razão de o esporte exigir giros e movimentos laterais, o solado deve conter sulcos para maior aderência, sem prejudicar as articulações ou causar torções.









Basquete
Um tênis de cano médio ou alto é ideal por permitir maior fixação do pé e evitar torções. Para os saltos, um amortecedor em todo o solado é indicado.









Triatlo
Não deve ter cadarços para facilitar os momentos de trocas de provas. Já que o ritmo não permite o uso de meias, os tênis devem ter zonas de ventilação. E sem costuras que possam machucar os pés.









Corrida
Pede um tênis com amortecedor em todo o solado por ser um esporte de movimentos repetitivos e de forte impacto.










Texto: por Clara Ribeiro - http://revistavivasaude.uol.com.br/bem-estar/saiba-escolher-o-tenis-para-cada-tipo-de-esporte/2677/ - Romulo Osthues/ Infigráfico: Stella Torreão/ Adaptação: Letícia Maciel 

11 alimentos poderosos na faxina

1. Abacaxi: rico na enzima bromelina que tem a propriedade de quebrar as proteínas facilitando a digestão. 

2. Abacate: ajuda a diminuir o colesterol ruim (LDL). Consumido à noite, aumenta a quantidade do hormônio do crescimento, que troca a massa gorda pela magra.

3. Arroz integral: carrega fibras, fazendo o intestino funcionar e favorecendo a eliminação das toxinas.

4. Dente-de-leão (erva para chá): ajuda o fígado eliminar as gordura e toxinas em excesso.

5. Gengibre: estimula a digestão, alivia a prisão de ventre e é um excelente termogênico, ou seja, acelera o metabolismo.

6. Linhaça: tem alto teor de ômega 3 e fibras solúveis, que eliminam o colesterol ruim e fazem o intestino trabalhar bem.

7. Melancia: tem propriedade diurética e, por ser docinha, diminui a compulsão a doces.

8. Pera: rica em pectina, fibra solúvel que impede que o corpo absorva carboidrato e gordura.

9. Psyllium (fibra solúvel encontrada em lojas de produtos naturais): após ser diluída em água, ela se torna gelatinosa e funciona como uma esponja que faz o intestino livrar-se
das toxinas. Também diminui a fome.

10. Salsa: é diurética e rica em magnésio, ferro e vitamina C, que eliminam os radicais livres.

11. Salsão: além de ser diurético, é potente digestivo, porque ajuda a quebrar as moléculas de gordura, e também combate a formação de gases.

terça-feira, 24 de junho de 2014

Wilson Cunha, Gia, uma história de vida em prol do esporte

Em Itabaiana, tem homens e mulheres com belíssimas histórias de vida, e uma delas é a de Wilson Cunha, popularmente conhecido como Gia. Itabaianense, desportista nato e político sem mandato na atualidade, mas que já foi vereador, deputado estadual e federal. Gia sempre colocou seus mandatos políticos em prol do esporte, principalmente do futebol e futsal.

Wilson da Cunha é filho de Antônio Francisco da Cunha e Joana Perpétua da Cunha, nasceu no povoado Água Branca, Itabaiana-SE, em 10 de Agosto de 1951. Com 1 ano de idade veio morar na cidade na Rua Nova. Cursou o antigo primário na escola de Maria Branquinha e da 5ª série até o 3º ano no Colégio Estadual Murilo Braga, onde se interessou pela prática de futsal nas aulas de educação física com o professor Manoel da Costa Lima.

Ainda jovem, Gia começou a praticar e ter a paixão pelo futsal na quadra do GLEI, localizado na Rua Antônio Dutra, atualmente a loja de M Sobral.    

Em 14 de Setembro de 1972, Gia fundou o Coritiba Football Clube com suas cores, nome, escudo e uniforme em homenagem ao Coritiba do Paraná. Gia formou a primeira equipe do Coritiba com atletas que estudavam no CEMB e participou de vários campeonatos de futsal no GLEI, inclusive com ele jogando ou sendo dirigente. Na mesma época, o Coritiba disputou vários campeonatos em Aracaju representando a cidade de Itabaiana.

Na década de 80, houve uma rivalidade muito grande no futsal de Itabaiana entre Coritiba e Independente, as duas equipes da cidade, que disputaram alguns campeonatos sergipano promovidos pela FSFS. Inclusive, essa rivalidade ocorreu também no basquete, onde ambas as equipes participaram do campeonato serrano em 1988 e 1989. As disputas do futsal eram realizadas no Ginásio do SESI e as do basquete no Módulo esportivo.

O Coritiba foi heptacampeão sergipano de futsal, entre 1993 e 1999, participou de três campeonatos brasileiro de futsal, conquistou os títulos da Copa do Nordeste em 1992 e da Copa Norte-Nordeste de futsal em 1998. Atualmente, o Coritiba está afastado das quadras de futsal. Gia, por diversas vezes, atuou como técnico do Coritiba de futebol e futsal quando o clube não estava fazendo boas campanhas nos campeonatos e conseguiu obter vitórias memoráveis pelo seu conhecimento e amor ao esporte.

No futebol, o Coritiba conquistou o título de campeão da segunda divisão do campeonato sergipano em 1999 e 2013, foi vice-campeão da primeira divisão do sergipano e também participou da Copa do Nordeste de futebol em 2000. O Coritiba foi campeão do Campeonato Sub-17 de futebol, em Cascavel-Paraná, em 2005. Atualmente disputa a primeira divisão do Campeonato sergipano. O mando de campo dos seus jogos de futebol é no Estádio Presidente Médici e tem como sede o Módulo Esportivo de Itabaiana. Gia tem um grande mérito como desportista, o de colocar um segundo time de futebol na cidade e representá-la no campeonato sergipano, visando dar oportunidades e um futuro melhor aos jovens itabaianenses através do futebol.

O primeiro mandato político de Gia foi como vereador em 1983 e reeleito em 1988. Em 1990 foi eleito deputado estadual e em 1994, eleito deputado federal. Wilson Cunha também foi Secretário de Articulação com os municípios no Governo de Albano Franco. Em sua vida pública sempre utilizou os seus mandatos em prol do esporte, apresentando projetos ou cobrando dos governos uma política de incentivo ao esporte.

Como vereador indicou a construção de várias quadras esportivas e campos de pelada no município, chegando a construir um campo de futebol no povoado Cajaíba com recursos próprios, favorecendo a juventude da comunidade.

Como deputado estadual indicou a reforma, ampliação e calçamento do Estádio Presidente Médici e solicitou a construção do Ginásio de esporte José Milton Machado, o Miltão, ao governo do estado.  Patrocinou algumas participações do Colégio Estadual Murilo Braga nos Jogos da Primavera.

No mandato de deputado federal, ele foi integrante da comissão de esporte da Câmara Federal e participou da audiência pública com o Ministro do Esporte Edson Arantes, Pelé, onde solicitou a construção de um centro esportivo em Sergipe que atendesse a todos os esportes. Foi Gia que indicou e conseguiu os recursos financeiros para a construção da Escola Agrícola de Itabaiana com um campo de futebol anexo à instituição. Ele também administrou o Estádio Presidente Médici e o Ginásio de Esportes José Milton Machado, o Miltão.

Desde 1994, o Governo do Estado cedeu como comodato às instalações do Módulo Esportivo de Itabaiana a Wilson Cunha, pois estavam abandonadas durante 6 anos. Com recursos próprios reformou a sede, o campo de futebol com aumento de suas dimensões oficiais, a pista de atletismo, murou e arborizou suas dependências que correspondem a 22 mil metros quadrados, oferecendo uma estrutura com qualidade a população.

No Módulo Esportivo, Gia fundou a escolhinha de futebol de campo com crianças da comunidade, realiza diversos campeonatos nas categorias sub13 e sub17, permite a educação física escolar dos colégios municipais e estaduais e a realização dos campeonatos de futebol dos Quarentões e amador da cidade. Por tudo isso, com a administração de Gia no Módulo foi proporcionado à comunidade uma área de lazer e esporte para melhorar a vida do cidadão, pois a mesma ficou esquecida pelo poder público por muito tempo.

Um dos grandes sonhos dos desportistas itabaianenses é a construção de um ginásio esportivo que atenda a toda população, e este sonho será concretizado em breve, pois foi com a indicação de Gia e com o apoio do Senador Eduardo Amorim que o governo do estado construirá o ginásio de esporte no Módulo Esportivo.

Com uma missão incansável de promover e patrocinar o esporte em sua terra, Gia em sua trajetória de vida é um exemplo de desportista, cidadão e político desprovido de interesses pessoais e promocionais, colocando-se à disposição e contribuindo em projetos esportivos que melhorem a vida de todos os cidadãos itabaianenses.

Com Informações de Wilson Cunha, Gia

Por Professor José Costa

segunda-feira, 23 de junho de 2014

7 substâncias naturais para ganhar músculos

Reforços externos para o treino são muito bem-vindos para a construção de um corpo magro e definido. Aqui, você encontra uma seleção de 7 produtos seguros e eficazes, testados por estudos e aprovados por especialistas para deixar o seu corpo definido. Conheça as ervas que têm um efeito a favor dos seus músculos - para completar o seu projeto de um corpo bonito e saudável:

1. Avena sativa (Avena sativa)
Por que funciona: Avena sativa é o nome científico da aveia integral. Ela contém saponina, um fitoquímico que estimula a hipófise a aumentar os níveis de testosterona e liberar o hormônio luteinizante (LH), importante para os músculos. Também oferece zinco, mineral essencial para a produção de testosterona. Na forma de alimento, seria necessária uma quantidade muito grande para que surtisse efeito no ganho de massa magra. 
Contraindicações: não são conhecidas. 

2. Eurycoma longfolia (E. longfolia jack)
Por que funciona: o extrato dessa erva originária da Malásia, também conhecida como tongkat ali, possui cerca de 22% de peptídeos, fragmentos de aminoácidos que estimulam a produção de testosterona. Como têm boa biodisponibilidade, são facilmente absorvidos pelas células musculares.
Contraindicações: pessoas que sofrem de insônia e/ou irritabilidade. 

3. Ginseng (Panax sp)
Por que funciona: popularmente conhecido como ginseng coreano, possui propriedades estimulantes e vasodilatadoras, diminui a fadiga crônica e favorece o fornecimento de nutrientes para o músculo. Mais: ajuda a reduzir os níveis de açúcar no sangue, diminui o cortisol (que prejudica o ganho de massa muscular), é antioxidante, ativa o sistema imunológico e estimula a produção de testosterona.
Contraindicações: pessoas hipertensas e/ou com infecções renais. 

4. Pycnogenol (Pinus pinaster)
Por que funciona: o extrato da casca do pinheiro marítimo francês é um antioxidante 50 vezes mais potente do que a vitamina E e 20 vezes mais do que a vitamina C. Além de neutralizar os radicais livres, o pycnogenol pode aumentar a produção do óxido nítrico, substância que dilata os vasos, favorecendo o fluxo sanguíneo e melhorando o desempenho durante o treino de força. Os músculos, menos fatigados e com maior poder de recuperação, agradecem.
Contraindicações: não são conhecidas. 

5. Teanina (theanine)
Por que funciona: esse aminoácido é extraído das folhas do chá verde e promove o relaxamento físico e mental. Por essa razão, e também porque modula o cortisol, que é o hormônio do stress, pode até reduzir o mau humor. A substância também estimula a produção do hormônio do crescimento (GH), que é secretado durante o sono e contribui para o ganho muscular.
Contraindicações: para pacientes sensíveis a algum componente da fórmula. 

6. Tribulus (Tribulus terrestris)
Por que funciona: contém flavonoides, alcaloides e saponinas - que, segundo estudos clínicos, estimulam a secreção de testosterona. Também pode aumentar os teores de estrogênio e do hormônio luteinizante (LH), que contribuem para o aumento da massa magra.
Contraindicações: mulheres com histórico de câncer de mama. 

7. Urtiga dioica (Urtica dioica)
Por que funciona: impede a conversão da testosterona em estrogênio, o que aumenta os níveis do hormônio masculino no organismo. Também atende pelo nome de stinging nettle root.
Contraindicações: hipertensos.

domingo, 22 de junho de 2014

7 motivos para praticar esportes

Se você ainda não está convencido de que a prática de atividades físicas pode combater o aparecimento de muitas doenças, conheça 7 motivos indicados por especialistas e pratique já!

Alguns têm mais e outros menos disposição para fazer atividades físicas. Os motivos também podem variar: uns são inspirados pela estética; já outros prezam o bem-estar. Mas uma coisa é consenso entre o grupo de pessoas ativas: quem se exercita ganha inúmeros benefícios para uma vida mais saudável, inclusive a redução da incidência de fatores de risco de doenças cardiovasculares – como hipertensão arterial, diabetes, obesidade e aumento dos níveis de colesterol. 

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 80% da população brasileira é sedentária, ou seja, não pratica nenhuma atividade física ou faz pouco exercício. O cardiologista Eduardo Nagib, diretor médico do Hospital TotalCor, do Rio de Janeiro, afirma que o sedentarismo é responsável por 13% das mortes no país, sendo 8,2% em decorrência de problemas no coração. “A ausência de atividades físicas causa um prejuízo acumulativo. Não praticar exercícios e associar essa rotina a má alimentação, tabagismo ou ingestão de bebidas alcoólicas pode ser altamente prejudicial à saúde em longo prazo”, reforça Nagib.

Porque praticar exercícios hoje 

1-O peso da inércia
Segundo dados do Ministério da Saúde, aproximadamente 64% da população brasileira é obesa. E o sedentarismo é o grande adversário da corrida contra a balança. Ficar parado sem se exercitar provoca lentidão no metabolismo, resultando em acúmulo de gordura corporal e perda de massa muscular.

2-Coração de atleta
Segundo Nagib, a prática regular de exercícios afasta as chances de o indivíduo desenvolver doenças cardiovasculares como hipertensão arterial, acidente vascular cerebral (AVCs) ou infarto, por exemplo. “Iniciar atividades físicas e dar continuidade a elas proporciona benefícios gradativos, que melhoram com o tempo e diminuem em até 54% o risco de morte por doenças cardíacas”, aponta o cardiologista.

3-Aliado contra o câncer
Para o diretor médico do TotalCor, o exercício físico é fundamental para ajudar no combate ao câncer. “Manter o corpo saudável e forte ajuda a enfrentar o tratamento de quimioterapia e minimizar seus efeitos colaterais”, afirma Nagib.

4-Diabetes controlada
A atividade física auxilia no controle da taxa de açúcar no sangue, pois, durante o exercício, os músculos usam, inicialmente, a glicose da corrente sanguínea, reduzindo a reserva dessa substância armazenada na forma de glicogênio, o que ajuda a manter o nível glicêmico estabilizado. Eduardo Nagib alerta que, no entanto, os pacientes que utilizam doses de insulina devem manter a alimentação equilibrada para evitar episódios de hipoglicemia. Após iniciar um programa de exercícios regulares, esses pacientes devem procurar o endocrinologista para rever a dosagem de insulina mais adequada para o controle de seus níveis glicêmicos.

5-A democracia dos exercícios
De iniciantes a praticantes regulares, os benefícios da atividade física são para todos. Bastam 30 minutos de atividade moderada cinco vezes por semana e você será capaz de sentir os primeiros sinais, que são a evolução do condicionamento físico para realizar tarefas do dia a dia, como subir e descer escadas, ou fazer caminhadas longas. Já os praticantes assíduos de exercícios têm vantagens, como a diminuição da pressão arterial, da frequência cardíaca e dos níveis de colesterol e glicemia, que, consequentemente, reduzem as chances de problemas no coração.

6-Bom para o corpo, bom para a mente
Exercitar o corpo traz ganhos para a mente. Aumento da memória e disposição, diminuição da sensação de fadiga, liberação do estresse e melhora do humor por causa da produção de endorfina, que ajuda a combater a depressão e o baixo-astral, são alguns fatores que mantêm a mente sã.

7-Mobilidade garantida
A inatividade afeta também o sistema esquelético, provocando a perda de massa óssea e muscular e a degeneração de articulações. Nagib reforça que a prática de exercícios deve ser incentivada desde a infância, com controle médico, pois garante mobilidade e flexibilidade.

Fonte: http://revistavivasaude.uol.com.br/bem-estar/7-motivos-para-praticar-esportes/2139/  - Texto: Letícia Maciel/ Foto: Shutterstock 

sábado, 21 de junho de 2014

5 estratégias para melhorar a memória

Especialista explica como funciona a memória e como usá-la a seu favor

Nem sempre a memória funciona como gostaríamos. Informações importantes às vezes são esquecidas e coisas que deveriam ficar para trás martelam na cabeça. Paulo Ribeiro, especialista em Aprendizado e autor do livro "Os 7 Pilares do Aprendizado: Usando a Ciência Para Aprender Mais e Melhor", afirma que é possível melhorar a memória

Como funciona 

Segundo o especialista, os seres humanos possuem alguns tipos de memória diferentes. O primeiro nível é a memória sensorial. “Ela é a nossa conexão com a realidade, uma pequena região em que os nossos sentidos mantêm um grande volume de informações. Essa memória é relacionada com a transformação dos estímulos externos”, explica. A segunda forma de memória é a “memória de trabalho”, que está diretamente ligada a nossa consciência sobre as coisas e ao nosso foco de atenção.

O lugar responsável pelo armazenamento permanente de informações é chamado dememória de longo prazo. “Tudo o que você já vivenciou, fez ou pensou na vida está guardado lá. Não só conteúdo relacionado a estudos, mas experiências de vida também. Não há limitações conhecidas à capacidade de armazenamento de informações nessa memória”, ensina ele. 

Como melhorar a memória

De acordo com Ribeiro, o esquecimento é resultado de uma falha no aprendizado ou no processo de armazenamento das informações. O especialista ensina cinco dicas para transferir o conhecimento para a memória de longo prazo.

Esquema: agrupe as informações de uma maneira original de modo que o todo a faça sentido;

Repetição: repetição é uma das maneiras de transferir os conhecimentos da memória de trabalho para a de longo prazo;

Imagens: criar imagens mentais envolvendo a informação a ser guardada também é uma ótima estratégia; 

Métodos: qualquer metodologia que aplicamos de modo consciente a formar memórias de melhor qualidade, como criação de músicas ou uso de siglas.;

Elaboração: explanar, explicar e abordar o mesmo tópico por vários ângulos, aprofundando o entendimento a respeito.

Fonte: http://itodas.uol.com.br/9657/5-estrategias-para-melhorar-memoria - Por Redação - Crédito: Thinkstock