quarta-feira, 30 de novembro de 2016

11 traços comuns de pessoas extremamente inteligentes

Pessoas extremamente inteligentes costumam ter estas características em comum

No site Quora, mais de 100 pessoas responderam à pergunta “Quais são os traços comuns de pessoas altamente inteligentes?”. Os usuários estavam usando sua própria experiência ou chutando de acordo com o senso comum.

Apesar disso, muitos deram respostas com as quais os pesquisadores concordam. Confira onze delas e a ciência por trás das afirmações:

1. Pessoas inteligentes são altamente adaptáveis
Vários usuários do Quora observaram que pessoas inteligentes são flexíveis e capazes de prosperar em diferentes contextos. As pessoas inteligentes se adaptam mostrando o que pode ser feito, independentemente das complicações ou restrições colocadas sobre elas.
Recentes pesquisas psicológicas apoiam essa ideia. Inteligência depende de ser capaz de mudar seus próprios comportamentos, a fim de lidar mais eficazmente com o seu ambiente, ou fazer alterações no ambiente em que se encontra.

2. Pessoas inteligentes conhecem suas limitações
As pessoas mais inteligentes são capazes de admitir quando não estão familiarizadas com um determinado conceito. Elas não têm medo de dizer: “Eu não sei”.
Um estudo clássico feito por Justin Kruger e David Dunning descobriu que os menos inteligentes são os que mais superestimam suas habilidades cognitivas. Em uma experiência, por exemplo, os estudantes que tinham acertado menos questões em um teste superestimaram seu número de acertos em quase 50%. Já os que tinham acertado mais questões subestimaram por pouco quantas perguntas eles tinham respondido corretamente.

3. Pessoas inteligentes têm uma curiosidade insaciável
Albert Einstein disse uma vez: “Eu não tenho nenhum talento especial, sou apenas apaixonadamente curioso”.
Uma pesquisa publicada em 2016 sugere que há uma ligação entre a inteligência na infância e a abertura à experiência – uma característica que abrange a curiosidade intelectual – na idade adulta. Os cientistas seguiram milhares de pessoas nascidas no Reino Unido por 50 anos e descobriram que os alunos de 11 anos que tinham obtido maior pontuação em um teste de QI revelaram-se mais abertos à experiência aos 50 anos.

4. Pessoas inteligentes possuem uma mente aberta
Pessoas inteligentes não se fecham a novas ideias ou oportunidades. Elas estão dispostas a aceitar e considerar outros pontos de vista e são abertas a soluções alternativas.
Psicólogos dizem que as pessoas de mente aberta – que buscam pontos de vista alternativos e ponderam as evidências de forma justa – tendem a pontuar mais alto em testes de inteligência. Ao mesmo tempo, elas são cuidadosas sobre que ideias e perspectivas adotam.

5. Pessoas inteligentes gostam de sua própria companhia
Alguns usuários do Quora creem que as pessoas altamente inteligentes tendem a ser “muito individualistas”.
Curiosamente, pesquisas recentes sugerem que pessoas mais inteligentes tendem a derivar menos satisfação da socialização com os amigos do que a maioria das pessoas.

6. Pessoas inteligentes têm alto autocontrole
Pessoas inteligentes são capazes de superar a impulsividade planejando, criando objetivos, explorando estratégias e considerando as consequências.
De fato, os cientistas descobriram uma ligação entre o autocontrole e a inteligência. Em um estudo de 2009, os participantes tiveram que escolher entre duas recompensas financeiras: um pagamento menor imediatamente ou um pagamento maior em uma data posterior. Os resultados mostraram que os participantes que escolheram o pagamento maior em uma data posterior – isto é, aqueles que tinham mais autocontrole – geralmente faziam mais pontos nos testes de inteligência.

7. Pessoas inteligentes são muito engraçadas
O pessoal do Quora acha que pessoas altamente inteligentes tendem a ter um grande senso de humor.
Os cientistas concordam. Em um estudo, as pessoas que escreveram as legendas de desenhos animados mais engraçadas obtiveram as pontuações mais altas em medidas de inteligência verbal. Outra pesquisa descobriu que comediantes profissionais são melhores do que a média das pessoas em medidas de inteligência verbal.

8. Pessoas inteligentes são sensíveis às experiências de outras pessoas
Pessoas inteligentes podem “quase sentir o que alguém está pensando ou sentindo”, disse um usuário da Quora.
Alguns psicólogos argumentam que a empatia – estar em sintonia com as necessidades e sentimentos dos outros e agir de forma sensível a essas necessidades – é um componente essencial da inteligência emocional. Indivíduos emocionalmente inteligentes são tipicamente muito interessados em conversar com novas pessoas e aprender mais sobre elas.

9. Pessoas inteligentes podem conectar conceitos aparentemente não relacionados
Vários usuários do Quora sugeriram que as pessoas inteligentes são capazes de ver padrões onde outros não conseguem, traçando paralelos entre ideias aparentemente diferentes.
Curiosamente, o jornalista Charles Duhigg argumenta que fazer esses tipos de conexões é uma marca registrada da criatividade (que, dependendo para quem você pergunta, pode estar intimamente ligada à inteligência).

10. Pessoas inteligentes procrastinam muito
O usuário Mahesh Garkoti afirmou que as pessoas inteligentes são propensas a procrastinar em tarefas cotidianas, principalmente porque estão trabalhando em coisas que são mais importantes.
Essa é uma proposta interessante, mas alguns cientistas diriam que as pessoas inteligentes procrastinam mesmo em trabalhos que elas acham significativos. O psicólogo Adam Grant sugere que a procrastinação é a chave para a inovação, e que Steve Jobs a utilizava estrategicamente. Todo o tempo que ele demorou para criar algo foi gasto em deixar ideias divergentes virem à mesa, em oposição a mergulhar direito nas mais convencionais e familiares.

11. Pessoas inteligentes contemplam grandes questões
Indivíduos inteligentes costumam se perguntar sobre o universo e o significado da vida. Eles estão sempre pensando qual é o motivo de tudo.
Essa “confusão existencial” pode ser uma das razões pelas quais as pessoas inteligentes são mais propensas a ser ansiosas. Elas podem ser melhor equipadas para considerar situações de uma série de ângulos diferentes, o que significa que estão sempre conscientes da possibilidade de que as coisas podem dar errado. [IFLS]


terça-feira, 29 de novembro de 2016

A história do esporte no Colégio Estadual Murilo Braga

Aliada ao estudo, a prática esportiva no Colégio Estadual Murilo Braga sempre foi uma referência no Estado com excelentes participações em diversas competições esportivas, principalmente nos Jogos da Primavera. A vitoriosa história do esporte caminha paralelamente às boas aprovações dos estudantes nos vestibulares, tornando o CEMB em um dos colégios estaduais de referência em educação de qualidade de Sergipe.

     O Murilo Braga foi fundado em 1949, e já no início da década de 50, o Sr. José Adelson de Oliveira ministrou aulas de educação física, seguido por José Samuel de Almeida. A partir de 1960, assumiu o engenheiro Macedo e posteriormente, o Sr. Pompéia. Neste meio tempo foi construída a primeira quadra esportiva. No final da década de 60, o técnico Labody que veio assumir a AOI também assume as aulas de educação física do CEMB, neste período foi construída a segunda quadra. A partir de 1971, alguns ex-alunos fizeram um curso de educação física em Aracaju que os habilitaram a ensinar educação física no CEMB e os mesmos começaram a introduzir a prática esportiva nas aulas. Também ensinaram educação física os professores João Patola, Tuica, Elze, Laudelina, Eva, Simônia, Ivonete e Assunção.

     Em 1973, o Murilo Braga participou pela primeira vez dos Jogos Estudantis em Aracaju, nas modalidades de voleibol e handebol, tendo a frente os professores José Antônio Macedo e Gercivaldo dos Santos. Foi o início de uma trajetória belíssima de participações em competições esportivas, que por quatro décadas elevou não só o nome do CEMB, mas também de Itabaiana. Posteriormente, o handebol teve vários professores, entre eles: Marcos Baiano, Wilson Reis, Zuleide, Alberto Fontes, Lucy, Jair Marinheiro e Nivaldo Santos, que em 2001 sagrou o Murilo Braga campeão sergipano pela categoria B masculino e representou o Estado e Itabaiana nos Jogos Escolares Brasileiro, JEBs, em Brasília.

     Em 1976, o professor Romilton Mendonça, o primeiro filho de Itabaiana formado no curso de educação física da UFS, introduziu o basquete no Murilo Braga, esporte este que deu muitas glórias ao colégio, assumido depois pelos professores José Antônio, José Costa, Benjamin Alves, Manoel Aelson, Maria Aparecida e Leila. Naquele ano, o CEMB participou pela primeira vez da competição de basquete da categoria A masculino dos Jogos Estudantis. Também participaram dos jogos as 4 equipes de handebol masculino e feminino.

     Em 1977, com a inauguração do Módulo Esportivo de Itabaiana, algumas turmas de educação física e treinamento foram transferidas para o mesmo. A partir desta data, o CEMB ficou com 4 quadras disponíveis e mais a pista de atletismo e o campo de futebol. Com a utilização do Módulo foram introduzidas turmas de atletismo, ciclismo, futebol, tênis de campo, futsal, karatê e GRD lecionadas pelos professores: Manoel da Costa Lima, Marcos Lima, Roberto Andrade, Valtênio Souza, Henrique Santos, Gersonito Santos, Ronaldo Lima, Jorge Cruz, Sandra e Maria Aparecida.

     Em 1977, o professor Marcos Baiano assumiu a direção do Módulo Esportivo e a ser o primeiro Coordenador de Educação Física do CEMB. Posteriormente assumiram a coordenação de educação física os professores: Wilson Reis, José Costa, Henrique Santos, Josiel Batista, Jair Marinheiro, Ronaldo Lima e Benildes Salgado. Atualmente não existe a função de coordenador de educação física.

     Em 1979, o professor Wilson Reis substituiu o professor Marcos e inovou totalmente o esporte e a educação física do CEMB, introduzindo a opção de escolha pelo aluno ao esporte ou ginástica escolar. Os alunos da 5ª série eram direcionados para a iniciação esportiva e a partir da 6ª série escolhiam um dos esportes oferecidos. Formadas as turmas de educação física de cada esporte, os professores escolhiam os atletas de destaque e formavam as equipes na categoria Infantil, A, B e C. Foi o início de um grande trabalho com milhares de alunos praticando esporte e com isto as equipes ficaram mais competitivas nos jogos. Neste ano, o CEMB ganhou o seu primeiro título nos Jogos Estudantis, foi na categoria B masculino de futsal. Em 1981, foi a vez do basquete ser campeão, ocorreu pela categoria A feminina.

     Em 1982, o Murilo Braga obteve a sua melhor classificação no computo geral dos Jogos da Primavera, a 4ª colocação, entre mais de 80 escolas participantes. O CEMB sempre ficou entre as 10 melhores escolas de Sergipe, a campeã do interior e entre as 4 melhores da rede pública. Também participou dos Jogos Infantis, Jogos das Escolas Públicas, Campeonato Escolar e Campeonato Sergipano nas diversas modalidades, sempre conquistando vários títulos. Algumas modalidades foram destaques nas conquistas dos títulos pelo Murilo Braga como: basquete, futsal, ciclismo, futebol de campo, handebol e tênis de campo.

     Diversos alunos do CEMB foram convocados para as seleções sergipana de handebol, basquete, futsal e tênis de campo representando o Estado nos Jogos Escolares Brasileiro, JEBs e Campeonato Brasileiro das modalidades esportivas.

     Em 1994, o governo do Estado inaugurou o Ginásio de Esportes José Milton Machado, o “Miltão”, um sonho dos professores, diretores e alunos do CEMB que foi concretizado 45 anos após a sua fundação. A partir deste ano, as aulas de educação física que eram realizadas no Módulo esportivo passaram a ser lecionadas no Miltão pela oferta de horários que variavam entre as 6h até as 22h, período suficiente para enquadrar todas as turmas. No Miltão já foram realizadas diversas competições que levaram multidões para prestigiar e torcer pelos nossos atletas como: Seletiva dos Jogos da Primavera, Campeonato de futsal do Nordeste, Copa TV Sergipe de futsal, Copa TV Sergipe de handebol, Campeonato Serrano de basquete envolvendo atletas de todo o Estado, Campeonato Sergipano de futsal e os Jogos Internos do CEMB, envolvendo milhares de alunos. Infelizmente o Miltão ficou dois anos e meio interditado, de 2013 a meados de 2015, impossibilitando os alunos e professores de usá-lo para as aulas de educação física e do treinamento esportivo.

     Em 1996, com a nova LDB, ocorreram várias mudanças nas aulas de educação física das escolas públicas, entre elas: a disciplina foi incluída na grade curricular com as aulas reduzidas de três para duas na semana e no mesmo turno de aula; as turmas tornaram-se mistas; aulas teóricas na sala de aula; diminuição das turmas de esportes e aumento das turmas regulares de educação física. Na mesma época, o governo do Estado acabou com os Jogos da Primavera e criou os Jogos das Escolas Públicas desestimulando a competição e consequentemente, caindo o nível técnico das equipes pela falta de competição com as escolas particulares. Não deu outra, o esporte no CEMB, como em outras escolas públicas, declinou e se arrasta por conta de alguns abnegados professores, verdadeiros heróis.

     Em 2006, o governo do Estado construiu uma quadra esportiva coberta nas dependências do CEMB que somada ao Ginásio Miltão, renovou as esperanças dos professores para a motivação dos alunos a prática esportiva, seria bom se não tivesse ocorrido a diminuição pela metade dos alunos da unidade escolar e consequentemente, a dificuldade de formar novas equipes para os treinamentos.

     Em 2015, o ginásio de esportes Miltão foi reinaugurado pelo governo do Estado e entregue à comunidade estudantil ficando disponível para as aulas de educação física e esportes. Este ano, o CEMB voltou a participar dos Jogos da Primavera nas modalidades de badminton e futsal. Atualmente, o Murilo Braga só tem 5 professores de educação física em atividade: Conceição, Jailde, Nailene, Priscila e Wendell  por conta que muitos se aposentaram das atividades profissionais.

     Saudades dos tempos de glória do esporte no Colégio Estadual Murilo Braga e em ano olímpico continua a esperança de que algum dia a história se repita e o esporte possa voltar a brilhar e contribuir na formação integral de milhares alunos, razão da dedicação de professores, diretores e funcionários desta grandiosa instituição de ensino.


Por Professor José Costa

8 dicas para potencializar os resultados dos treinos para o verão

Potencializar resultados na musculação depende de algumas medidas simples. Confira algumas dicas para melhorar seus treinos para o verão

Com o ano terminando, as academias ficam lotadas, tomadas por aqueles que querem um corpo mais bonito para o verão. No entanto, o famoso “projeto verão” pode ter seus riscos para quem era sedentário e começa uma rotina de exercícios visando resultados imediatos, como já falamos aqui. Por isso, as dicas a seguir são para quem já está treinando, mas quer melhorar seus resultados para o verão, ok?

Quando o assunto é conquistar uma vida mais saudável e manter o corpo em forma o segredo é simples. Treinar regularmente, ter uma alimentação balanceada, manter uma hidratação adequada e respeitar os períodos de descanso são coisas fundamentais para quem se exercita.

Com o verão chegando, há quem gostaria de potencializar a queima das gordurinhas indesejadas. Para contribuir com quem quer dar um “up” no seu projeto verão, Cesar Marchesoni, professor e personal trainer da academia Competition, preparou algumas dicas:

1. Faça exercícios multiarticulares
Treine usando exercícios compostos e multiarticulares como: agachamento, supino e barra-fixa, etc.

2. Aumente a intensidade
Use períodos mais curtos de descanso entre as séries (10 a 60 segundos) aumentando a intensidade do seu treino.

3. Preste atenção na execução
Varie a cadência (tempo que você leva para levantar e abaixar o peso) dos exercícios para gerar novos estímulos.

4. Aumente a carga do aparelho
Treine com cargas maiores favorecendo o ganho de massa muscular, claro que dentro dos seus limites.

5. Faça H.I.I.T
Exercícios aeróbicos realizados com máxima intensidade, por um curto período de tempo, intercalados com momentos de descanso. É possível fazer H.I.I.T na esteira, na Bike e na Skill Mill, uma esteira curva multidirecional não motorizada, que é novidade na Competition.

6. Descansar também é importante
Planeje e respeite a recuperação entre as sessões de treino.

7. Cuide da alimentação
Elimine os alimentos processados das suas refeições. Consulte um profissional de nutrição de sua confiança para orientação.

8. Procure ajuda profissional
Para evitar lesões e obter um treinamento personalizado, sempre consulte um profissional de educação física.


Fonte: http://www.sportlife.com.br/fitness/dicas-melhorar-resultados-verao/ - por Victor Moura - Foto: Shutterstock

Parabéns ao Colégio Estadual Murilo Braga pelo 67º aniversário

O Colégio Estadual Murilo Braga está um ano mais velho nesta terça-feira, 29 de novembro, completando 67 anos de existência, uma criança ainda pelo que tem a oferecer na educação dos estudantes de Itabaiana e da região do agreste. CEMB, uma história de compromisso, tradição e referência na educação de Sergipe. Uma história vitoriosa no esporte, na música e nas aprovações de vestibulares.

     Que esta grandiosa instituição de ensino continue contribuindo na formação integral de milhares de crianças e jovens de Itabaiana e do agreste sergipano como faz há 67 anos, com a competência e dedicação de seus professores, funcionários e equipe diretiva.

     Parabéns ao Colégio Estadual Murilo Braga, orgulho de todos os itabaianenses, por mais um aniversário, e também aos alunos, professores e funcionários que estudaram ou trabalharam nos seus 67 anos de existência.

     Tenho orgulho de afirmar que destes 67 anos de existência do Murilo Braga, faço parte desta história por 44 anos, 7 como aluno, do 6º ano do ensino fundamental a 3ª série do ensino médio, e quase 37 anos como professor de educação física.    

Professor José Costa

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Conheça 5 alimentos que te ajudam a perder barriga

O nutricionista Alan Tiago Scaglione nos dá 5 dicas de alimentos que vão te ajudar a perder barriga e tenha uma vida mais saudável

O dr. Alan Tiago Scaglione, nutricionista da Estima Nutrição nos da algumas dicas de alimentos que podem ser grandes aliados na busca da diminuição da barriga. Veja quais são esses alimentos:

Para qualquer atividade realizada, nosso corpo consome energia. Isso inclui o processo digestivo que pode ser usado a nosso favor para o emagrecimento, usando alimentos termogênicos que são capazes de aumentar nosso gasto energético durante sua digestão, favorecendo a queima de gorduras e o emagrecimento. Então quanto mais difícil a digestão do alimento, maior será seu poder termogênico e a queima de gorduras. Abaixo alguns alimentos que favorecem a queima de gorduras:

Gengibre
O gengibre possui ação termogênica auxiliando na queima de gorduras, ação anti-oxidante combatendo os radicais livres que causam o envelhecimento precoce, tem ação diurética que auxilia na redução da retenção de líquidos, tudo isso devido alguns compostos como o Gingerol. Você pode usar o gengibre na forma in-natura ou desidratado para temperar seus alimentos, na forma de chás, sucos, entre outras deliciosas opções. Use sempre com moderação, lembrando que deve-se ter equilíbrio na ingestão de todo e qualquer alimento.

Canela
A canela ajuda no emagrecimento por ser um alimento termogênico. Aumentando o gasto calórico do nosso organismo durante sua digestão e processo metabólico. Também tem ação anti-inflamatória, o que a torna mais interessante ainda para pessoas com obesidade pelo fato de possuírem em sua maioria uma inflamação crônica. A canela tem o poder de ajudar a regular nossos níveis de açúcares no sangue. Evitando posteriormente o acúmulo de gorduras e também prevenindo o Diabetes. Também deve ser usado com moderação, tendo equilíbrio na ingestão de todo e qualquer alimento.

Pimenta vermelha
A pimenta vermelha por ser um alimento termogênico, é capaz de aumentar o gasto calórico do organismo durante a digestão e nosso processo metabólico. A responsável por isso é uma substância chamada capsaicina, que aumenta a taxa metabólica auxiliando na queima de gorduras. Outro fator que auxilia na perda de peso é o fato da pimenta aumentar a atividade do sistema nervoso simpático. Diminuindo o desejo de ingerir proteínas, carboidratos e gorduras em excesso. A pimenta pode ser usada em saladas e pratos quentes na forma de tempero. Mas deve-se ter cuidado na ingestão deste alimento em excesso, principalmente pessoas com hemorroidas, para que não aja um irritamento no local.

Hibisco
O hibisco é usado por muitos consumidores na forma de chá. É preparado com o cálice do botão seco da flor chamada cientificamente de Hibiscus Sabdariffa. Este chá tem várias propriedades benéficas para nosso organismo. Tem ação diurética devido a um flavonoide chamado Quercetina que ajuda a combater a retenção de líquidos. Ajuda a evitar o acumulo de gorduras pois ele reduz a produção de novas células de gorduras (adipogênese), auxiliando assim na perda de peso. Este chá também ajuda a combater o colesterol ruim e diminuir a pressão arterial. Evite tomar mais de duas xícaras por dia, lembrando que todo e qualquer alimento deve ser consumido com equilíbrio.


Abacate
O abacate é uma fruta rica em ácido Oleico (ômega 9), o mesmo encontrado no azeite. Este óleo ajuda na sensação de saciedade, reduz a inflamação das células, e baixa a carga glicêmica da refeição, o que resulta em menos gordura corporal. Se consumida antes de dormir, potencializa a ação do hormônio GH (hormônio do crescimento). Que tem seu pico durante o sono, hormônio este que auxilia na oxidação de gorduras, ajudando assim no emagrecimento.


Fonte: http://www.sportlife.com.br/sem-categoria/alimentos-ajudam-perder-barriga/ - por Gabriel Gameiro - Foto: Shutterstock

domingo, 27 de novembro de 2016

7 erros que as pessoas cometem na academia

Na pressa de conseguir resultados ou na falta de um acompanhamento adequado, muita gente que entra na academia acaba cometendo erros comuns. Confira 7 deles e veja como evitá-los!

Quem já vivenciou a experiência nada agradável sabe bem como é sentir dores nas costas, nos joelhos e nos pés. Geralmente, esse é o resultado direto da prática inadequada de exercícios na academia. Porém, os traumas podem ser até maiores, dependendo do erro cometido. Entre os mais comuns estão a falta de atenção à postura, o excesso de carga ou o exagero na intensidade. “Em geral, esses problemas são o reflexo da busca por mudanças imediatas”, afirma Fabiano Nunes Faria, ortopedista do Hospital Beneficência Portuguesa (SP).

O problema é que, na ânsia de acelerar o treino, essas escorregadas podem nos obrigar a parar de vez. Afinal, o repouso e o tratamento muitas vezes são a única alternativa para recuperar a musculatura. Ou seja, a conta acaba não fechando com um saldo positivo. Para passar longe desses riscos, o segredo é ir com calma e se informar. Malhando com consciência, você protege sua saúde e colhe resultados positivos.

Confira abaixo 7 erros que as pessoas cometem na academia e ande na linha!

1. Pular os exames iniciais
Antes de iniciar a prática física, é necessário passar por uma avaliação médica. Isso porque certas doenças, como as cardiovasculares, podem se manifestar apenas no momento da prática, e muitas delas são fatais. Na academia, a avaliação física é igualmente importante. Esse é o momento em que você vai contar ao professor sobre o seu histórico, se já teve lesões e doenças que precisam ser olhadas com atenção. Segundo Lívia Lanzoni, personal trainer da academia Bodytech (SP), a avaliação, para ser eficiente, precisa contar com teste de VO2 (que mede o esforço cardiorrespiratório durante o exercício), retirada de medidas, provas de flexibilidade e o exame das dobras corporais.

2. Ignorar o aquecimento
Fazer exercícios aeróbicos antes dos localizados promove um aumento da temperatura corporal e muscular e prepara o sistema cardiorrespiratório para a atividade. Uma simples caminhada ou uma corrida leve, de cinco a dez minutos, são o suficiente para dar início ao treino. “Quem sempre chega atrasado e queima a etapa do aquecimento entra rapidamente em situação de estresse muscular e aumenta muito o risco de se machucar”, alerta Fabiano Nunes Faria.
Muita gente deixa para procurar a academia poucos dias antes do início do verão. Porém, trabalhar todos os grupos musculares de uma vez só vai prejudicar a sua saúde. Por conta do esforço excessivo, você corre mais riscos de se machucar, pois acaba saindo da postura sem perceber. “Além disso, o seu rendimento pode ficar muito aquém do desejável. O ideal é dividir o treinamento pela semana e aumentar a intensidade, conforme ganha resistência”, ensina Maurício Barbosa, ortopedista e médico do esporte da Clínica Orthobone (SP).

4. Pegar mais peso do que o recomendado pelo seu instrutor
Não adianta treinar pesado e, no dia seguinte, sentir tanta dor a ponto de ter de ficar de molho. É justamente isso o que acontece quando usamos muita carga para malhar, sem que o corpo esteja preparado. Aqui, mais uma vez, é o cansaço extremo que nos faz sair da posição adequada. A consequência direta do descuido são as lesões.

5. Aliar uma dieta restritiva a um treino forte
Enquanto estiver malhando, o ideal é comer a cada três horas. Isso mantém o metabolismo acelerado e evita a hipoglicemia (queda do nível de glicose no sangue), que faz o rendimento despencar. Além disso, comer pouco antes de treinar também vai atrapalhar o ganho muscular. É que se durante a atividade física o organismo detectar a falta de nutrientes, ele busca os músculos como fonte de energia.

6. Fazer apenas os exercícios que gosta
Mesmo que o seu objetivo seja emagrecer, é importante investir boa parte do seu tempo nas atividades localizadas e de flexibilidade. O fortalecimento muscular e o alongamento também ajudam a prevenir lesões no treino. Além disso, na musculação é preciso treinar todos os grupos uniformemente, para manter um bom equilíbrio e fazer o corpo todo crescer em harmonia, sem nenhuma desproporção.

7. Beber água só quando a sede aperta
A sensação de boca seca já sinaliza que o corpo está desidratado. Então, não vale esperar por esse alerta. Melhor que isso é levar seu squeeze a tiracolo para a academia e beber água enquanto está praticando exercícios. “A água hidrata, lubrifica, transporta nutrientes, elimina toxinas e ainda ajuda a repor as energias, aumentando a disposição para malhar”, afirma Maurício Barbosa.


Fonte: http://corpoacorpo.uol.com.br/fitness/treino-na-academia/7-erros-que-as-pessoas-cometem-na-academia/10860 - Por Rita Trevisan e Giovana Pessoa | Adaptação Ana Paula Ferreir - Foto Shutterstock

sábado, 26 de novembro de 2016

Encerramento das aulas de educação física do Colégio Dom Bosco 2016

Com a não realização dos Jogos das Escolas Particulares de Itabaiana, edição 2016, os professores de educação física José Costa, Ismary Santos e Luciano Alves sob a coordenação de Dênis de Lima realizaram competições esportivas e atividades lúdicas na piscina envolvendo os alunos do ensino fundamental ao ensino médio do Colégio Dom Bosco. Com as competições encerradas, os alunos estão motivados para a prática esportiva em 2017, já que a escola sempre a valorizou como ferramenta educacional na formação integral dos seus estudantes. 













Boas férias!

Por Professor José Costa

Quem tem melhor memória - homem ou mulher?

Há indícios de que seja necessário ligar a memória para nos lembrarmos das coisas que precisamos.

Memória feminina

As mulheres sempre reivindicaram uma capacidade superior à dos homens para se lembrar das coisas - elas se lembram mais e por mais tempo do que os homens.

De fato, um comparativo entre diversas faixas etárias mostra que elas têm razão: Até a meia-idade, as mulheres superam os homens de idade equivalente em todas as medidas de memória.

A ressalva é que a memória feminina diminui à medida que termina seu período de menopausa. Além disso, as mulheres estão desproporcionalmente em maior risco de comprometimento da memória e de desenvolverem demência do que os homens.

A perda de memória, infelizmente, é uma consequência bem documentada do processo de envelhecimento: Estimativas epidemiológicas sugerem que aproximadamente 75% dos idosos relatam problemas relacionados à memória.

Memória depois da menopausa

Apesar dos prognósticos contrários, as mulheres de meia-idade ainda superam seus equivalentes masculinos com idade semelhante em todas as avaliações de memória.

Além de comparar as diferenças por sexo, o estudo também mostrou que as mulheres antes e durante o período da menopausa superam as mulheres pós-menopáusicas em uma série de áreas importantes ligadas à memória.

Declínios nos níveis de estradiol nas mulheres pós-menopáusicas foram especificamente associados com taxas mais baixas de aprendizagem e recuperação de informações, ainda que o armazenamento e consolidação da memória se mantivessem.

"O 'nevoeiro cerebral' e queixas de problemas de memória devem ser levados a sério. Este estudo e outros mostraram que estas queixas estão mesmo associadas com déficits de memória," disse a Dra. JoAnn Pinkerton, da Sociedade Norte-Americana de Menopausa.


Encerramento das aulas de educação física do Colégio O Saber 2016

Com o objetivo de encerrar as aulas de educação física do ano letivo de 2016, os professores John Brito e José Costa realizaram torneios esportivos de badminton, futsal, handebol, queimado e voleibol envolvendo os alunos do ensino fundamental e médio do Colégio O Saber. Os torneios foram desenvolvidos no mês de novembro para incentivar à prática esportiva em 2017.







Boas férias!

Por Professor José Costa

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Manter-se em boa forma física ajuda a proteger o coração?

Com certeza! A obesidade e o sedentarismo estão entre os principais fatores de risco para problemas cardíacos

Não deixar que o sobrepeso e a obesidade tomem conta do pedaço é uma meta que vai muito além da vaidade. Já está comprovado que existe uma relação direta entre o excesso de peso e o surgimento de males como hipertensão, diabete, taxas altas de triglicérides e baixas de HDL, o colesterol bom.

Se por si só essas condições contribuem para o aparecimento das doenças cardiovasculares, quando se aliam ao sedentarismo, então, o perigo dispara. E no Brasil, veja só, tanto o peso de sobra como a inatividade física são a realidade para mais da metade da população

Ninguém aqui vai discordar que a correria do dia a dia tem a ver com esses dados preocupantes. É difícil mesmo resistir à praticidade do combo hambúrguer, batata frita e refrigerante no almoço quando a agenda está apertada. E o que dizer de achar tempo para malhar? Quando a gente se dá conta, os quilos se acumulam e vem aquela falta de ar até pra subir alguns degraus — é o coração se esforçando cada vez mais para bombear o sangue.

Não é para sair por aí fazendo loucuras para emagrecer de qualquer jeito, claro. Os ganhos em saúde e bem-estar dependem de adaptações muitas vezes simples e prazerosas. A prática de exercícios físicos é uma delas. E nem estamos falando necessariamente de se matricular numa academia. Basta incluir uma caminhada em algum momento do dia. Da mesma forma, fazer escolhas saudáveis à mesa não é nenhum bicho de sete cabeças. Com o tempo, acredite, você estará celebrando os benefícios: perda de peso, menos ansiedade, ganho de fôlego, melhora no padrão do sono…


quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Comer antes de dormir faz mal à saúde?

Mais do que um relógio biológico, que dita nossos ritmos diários, nosso organismo parece ter um calendário biológico, atuando no "modo verão" ou no "modo inverno".

Para muita gente, especialmente quem passa o dia fora de casa, no trabalho ou estudando, o jantar se transformou na principal refeição do dia.

No entanto, uma refeição farta realizada perto da hora de dormir pode alterar o organismo e os processos digestivos.

Apresentado no Congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, um estudo realizado com 700 adultos mostrou a relação entre a hora das refeições e os efeitos gerados no organismo.

Os dados mostram que, em algumas pessoas, ingerir alimentos tarde da noite gera um impacto significativo na pressão arterial - 24,2% dos participantes que comeram até duas horas antes de dormir não registraram uma queda adequada da pressão sanguínea, quando, durante a noite, o processo fisiológico normal leva a uma queda da pressão arterial.

Entre os que haviam jantado mais cedo, a porcentagem daqueles que não registraram a queda normal da pressão arterial durante a noite foi de 14,2%.

Vistos ao revés, os dados indicam que mais de três quartos (75,8%) das pessoas não parecem ser afetadas pela refeição tardia, ao menos em relação aos fatores mensurados por este estudo. Desta forma, pessoas que sofrem de hipertensão ou que apresentam variações na pressão arterial podem ter benefícios em monitorar sua situação pessoal ou evitar a prática de comer tarde demais.

Estado de alerta

Parece que consumir alimentos antes de dormir faz com que o organismo permaneça em "estado de alerta", estimulando a produção de hormônios como a adrenalina, o que pode alterar o ritmo circadiano, o relógio biológico que dita o ritmo diário do organismo.

Ebru Ozpelit, professora de Cardiologia da Universidade de Dokuz (Turquia), que apresentou o estudo, disse que os resultados sugerem que a hora em que se come é tão importante quanto o tipo de alimentos que se ingere.

Ozpelit disse que a vida moderna está criando "hábitos de alimentação erráticos", como o de pular o café da manhã e comer cada vez mais tarde. Tais práticas, afirma, estão se tornando cada vez mais frequentes e podem causar danos ao longo do tempo.

"Devemos definir a frequência ideal e a hora dos alimentos", afirma Ozpelit. "O café da manhã é importante, devemos tomar um café da manhã forte e não pular o almoço. Devemos fazer um jantar mais leve e ele não deve ser depois das sete da noite."

Refluxo

Outro problema de comer perto da hora de dormir é o refluxo, segundo a especialista.

Esse transtorno faz com que o conteúdo estomacal retroceda do estômago até o esôfago, o que pode irritar o esôfago e causar acidez gástrica, náusea e indigestão, abrindo caminho até mesmo para a possibilidade de câncer de esôfago.

"Se uma pessoa come e vai dormir não consegue esvaziar o estômago, por isso o estômago fica cheio, e se a válvula gastroesofágica está alterada a comida vai subir," resume ele

Embora o tema não tenha sido diretamente abordado pela pesquisadora, estudos anteriores mostraram que pessoas que comem antes de dormir têm maior risco de desenvolver sintomas de refluxo.


quarta-feira, 23 de novembro de 2016

A alimentação auxilia mesmo a prevenir infartos?

Entenda o papel exato das refeições na saúde cardiovascular

Não é o caso de condenar sumariamente uma escapada à lanchonete no fim de semana para comer um hambúrguer. Nem considerar pecado sem perdão degustar uns docinhos vez ou outra. O perigo, como sempre, está no excesso. Mas numa coisa você pode apostar: o bom funcionamento das artérias está relacionado, sim, àquilo que a gente come. E não se trata só de ficar preso a proibições para evitar o ganho de peso. Já sabemos que ficar em paz com a balança ajuda a manter o coração saudável, mas mais importante é saber fazer as escolhas à mesa, maneirando em alimentos cheios de gordura saturada, açúcar e sal, e caprichando naqueles que são aliados dos vasos.

Uma boa pedida é se orientar pelo equilíbrio da dieta mediterrânea. Não é de hoje que esse menu que privilegia azeite de oliva, peixes, oleaginosas e vegetais vem sendo investigado pelos cientistas, e os resultados comprovam seu poder de baixar o risco cardiovascular.

Doses generosas de frutas, legumes, cereais integrais e lácteos magros compõem a base de outro modelo de cardápio protetor do coração, a dieta Dash. Essa sigla vem de uma expressão em inglês que, traduzida livremente, significa “dieta para combater a hipertensão”. A fórmula de sucesso envolve potássio, cálcio e magnésio — minerais que regulam o ritmo cardíaco e a contração dos vasos. De quebra, quando não se extrapolam os limites calóricos, a dieta, associada a exercícios, promove a perda de peso e o melhor controle do colesterol, dos triglicérides e da glicemia


terça-feira, 22 de novembro de 2016

O Blog Professor José Costa alcança a marca de 4 milhões de acessos


     Mais uma vez, o Blog Professor José Costa está comemorando uma marca histórica, a de 4 milhões de acessos. Ao longo de 7 anos e meio, o blog vem sendo feito com trabalho, responsabilidade e compromisso. Já são mais de três mil postagens publicadas, destas, mais de trezentas foram escritas por mim, às demais foram extraídas de sites da internet e sempre com a citação da fonte. Com fé em Deus, um pouco de paciência e muita humildade, esperamos comemorar até o final de 2017, a marca espetacular de 5 milhões de acessos, que será alcançada graças ao seu acesso diário.

     Quero agradecer primeiramente a Deus, por me dar força, perseverança e determinação em construir um blog com qualidade de conteúdos para os leitores através de artigos sobre educação, esporte, saúde, cultura e cidadania. Sempre oferecendo o que há de melhor na internet sem apelar para postagens relacionadas a sexo, sensacionalismo, politicagem ou fofocas da vida alheia.

     Agradeço aos visitantes espalhados pelo Brasil e no exterior que passaram para ler um post através de pesquisa no google; aos amigos do facebook, twitter; aos leitores cativos; os que acessam de vez em quando e até aqueles que passaram por curiosidade e não mais voltaram; e aos que comentaram ou criticaram alguma postagem de maneira construtiva e contribuíram para o engrandecimento do blog.

     Um obrigado especial aos parceiros do blog por acreditar no meu trabalho: Colégio O Saber, Shopping Peixoto, Colégio Graccho, Ilognet, Churrascaria Recanto da Serra, Drogaria Preferencial, Credimóveis, Auto Escola Itabaiana, Lok Car Sergipe, Galeria Jandrade, Ótica By Brasil, Supermercado Nunes Peixoto, Casa Barbosa-Barbosa Man, Bichos & Cia, PASP, Jamsoft Informática, Joalheria O Garimpo, Modinha Calçados, Academia Power Gym, Casa da Castanha, Cajueiro Park, Mundo dos Lubrificantes, Jaci Doces e Salgados, Point Recargas, Duguay Signs e Format Gráfica. Todos vocês contribuem para a história e engrandecimento deste modesto blog. Nossa parceria é mesmo fundamental, sigamos adiante!

     Um agradecimento especial aos agregadores que permitem o aumento de acessos do blog através de nossas postagens em seus sites como: Geralinks, Meus links, Linkirado, Tedioso e Blogs Brasil.

     Muito obrigado a todos os leitores, parceiros e agregadores por fazerem parte desta história de sucesso do blog, sem os quais não chegaríamos a incrível marca de 4 milhões de acessos, pois vocês acreditam e confiam no nosso trabalho.

     Continue nos visitando, salve em favoritos, compartilhe com os amigos nas redes sociais e recomende aos familiares, pois eles também merecem ler um blog de qualidade!

     Acesse: http://professorjosecosta.blogspot.com.br e volte sempre!


     Professor José Costa

Quais os riscos da radiação dos celulares e como se proteger?

Estamos envoltos em um mar de radiação eletromagnética que não envolve apenas os telefones celulares. E a ciência ainda não tem uma palavra final sobre os efeitos dessa radiação sobre a saúde das pessoas.

Saúde e celulares

Em 2011, a OMS admitiu que o uso do celular pode causar câncer.

Desde então, vários estudos foram realizados, com resultados ambíguos.

Para levar em conta esses resultados, e orientar a realização de estudos futuros, a Organização Mundial da Saúde decidiu reavaliar o assunto.

"Nas últimas décadas foi realizado um grande número de pesquisas para analisar se as ondas de radiofrequência (RF) colocam em risco a nossa saúde," disse Emilie van Deventer, do Departamento de Saúde Pública, Meio Ambiente e Determinantes da Saúde da OMS. "À medida que mais ondas RF têm aparecido em nossas vidas, a questão a ser resolvida é se existem efeitos adversos por parte de celulares, torres de telefonia ou conexões wi-fi em níveis de exposição ambiental."

Riscos Potenciais

As ondas de RF dos celulares são "uma forma de energia eletromagnética que está entre ondas de rádio FM e as micro-ondas. E é uma forma de radiação não-ionizante", explica em seu site a Sociedade Norte-Americana Contra o Câncer (ACS, na sigla em inglês).

De acordo com a organização, essas ondas "não são fortes o suficiente para causar câncer" diretamente, porque, ao contrário dos tipos mais potentes de radiação (ionizantes), não podem quebrar ligações químicas no DNA. Isso só aconteceria, diz a entidade, em níveis "muito altos", tais como em fornos de micro-ondas.

Para Emilie van Deventer, porém, que é autora de cerca de 50 artigos científicos sobre radiações não-ionizantes, é certo que há "potenciais riscos a longo prazo", especialmente relacionados a tumores na cabeça e pescoço.

Isto é algo que a ACS também reconhece: "Quanto mais próximo estiver a antena (do celular) da cabeça, espera-se que maior seja a exposição da pessoa à energia de RF", adverte.

Quais os riscos da radiação dos celulares e como se proteger?
Em uma análise das técnicas usadas para avaliação dos aparelhos, cientistas afirmaram que os modelos usados para aprovar os produtos eletrônicos ficam abaixo da crítica.

A capacidade dos tecidos do nosso corpo em absorver uma radiação é medida em termos de uma "taxa de absorção específica" (ou SAR, na sigla em inglês).

Cada celular tem seu nível SAR que, em geral, pode ser encontrado no site do fabricante. Nos Estados Unidos, o nível máximo permitido é de 1,6 watts por quilograma (W/kg).

No entanto, a Comissão Federal de Comunicações (FCC) dos EUA, adverte que "comparar valores de SAR entre telefones pode causar confusão", porque essa informação é baseada no funcionamento do aparelho em sua potência mais elevada, e não no nível de exposição em uso normal.

Celular e câncer

Há estudos que associaram o uso do telefone celular com o câncer de pele e com o câncer de testículo.

O problema, explica Van Deventer, é que "muitos cânceres não são detectáveis até muitos anos após as interações que causaram o tumor, e como o uso de celular não foi popularizado até os anos 1990, estudos epidemiológicos só podem avaliar os cânceres que se fizeram evidentes em períodos de tempo mais curtos".

Até agora, o maior estudo já realizado é o Interphone, uma investigação em grande escala que foi coordenada pela OMS por meio de sua Agência Internacional para Pesquisa sobre o Câncer (IARC, na sigla em inglês), na qual foram analisados os dados de 13 países.

O estudo analisou o uso de celular em mais de 5.000 pessoas com tumores cerebrais e em um grupo similar de pessoas sem tumores.

Celular no bolso da calça reduz fertilidade masculina
Quais os riscos da radiação dos celulares e como se proteger?
Para o Ministério da Saúde da França, os celulares causam "efeitos biológicos" e a exposição a eles deve ser controlada.
"Nenhuma ligação foi encontrada entre o desenvolvimento de gliomas e meningiomas (tumores cerebrais) e o uso de telefones celulares por mais de 10 anos", diz Van Deventer. "Mas há indicações de um possível risco de gliomas entre os 10% das pessoas que disseram ter usado seus telefones com mais frequência, embora os pesquisadores concluíssem que erros retiraram força destes resultados."

No final, IARC classificou as radiofrequências eletromagnéticas como "possíveis cancerígenos para os seres humanos", uma categoria "utilizada quando a relação causal é considerada confiável, mas as oportunidades, distorções ou confusões não podem ser razoavelmente geridos", diz Van Deventer.

Mas a questão permanece sobre a mesa (e no laboratório) de cientistas de todo o mundo.

A OMS espera publicar, até ao final de 2017, uma "avaliação de risco formal" sobre esta questão, conta Van Deventer.

Também é preocupante a vulnerabilidade especial das crianças, porque seus sistemas nervosos ainda estão em formação. Já se realizou um estudo em grande escala sobre o assunto e há outro em curso na Austrália, cujos resultados serão publicados em breve.

Prevenção no uso do celular

Enquanto isso, especialistas admitem que é melhor prevenir do que remediar.

Nesse sentido, Van Deventer recomenda o seguinte:

Usar fones de ouvido ou deixar o celular no viva-voz, para mantê-lo longe da cabeça.
Limitar o número e a duração das chamadas.
Usar o telefone em áreas de boa recepção, pois isso faz com que o celular transmita com uma potência de saída reduzida.
A Sociedade Norte-Americana do Câncer recomenda enviar mais mensagens do que ligar e limitar o uso do celular. Outra opção é escolher um telefone com um valor de SAR reduzido (menos níveis de ondas de RF).

Mas nem todas as prevenções são bem-vindas. "O uso de protetores de celular para absorver a energia de radiofrequência não se justifica e a eficácia de muitos dispositivos comercializados para reduzir a exposição não foi comprovada," diz Van Deventer.