terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Direito à vida

A vida é sagrada, é um dom dado por Deus, que nos criou a sua Imagem. Por isto, ninguém tem o direito de dispor da vida dos outros; somente Ele pode tirá-la.

Nos dias de hoje, as pessoas estão banalizando a vida humana como se ela não tivesse nenhum valor, como se a outra pessoa não tivesse o direito de vivê-la plenamente. Esta banalização está acontecendo através dos abortos, da violência, das guerras, da fome e da miséria.

A mulher que engravida não tem o direito de cometer um aborto porque com a fecundação se dá o início da vida. Ela perguntou a este feto se ele não queria nascer? Ele não tem culpa de uma gravidez não planejada, por isto deve-se dar o direito à vida. Quem é a favor do aborto defende a morte de um inocente; quem é contra o aborto é a favor da vida. A mãe que tem seu filho recém-nascido não tem o direito de jogá-lo no lixo ou no rio para que morra; ou de deixá-lo em frente à porta de uma casa para ser encontrado e criado por outra pessoa. Por que esta mãe não pensou antes de engravidar? Prefere não assumir a responsabilidade de seus atos e tenta destruir uma vida indefesa.

As pessoas estão matando umas as outras como se fosse à coisa mais natural, sem respeitar o direito à vida do outro.

Determinado dia, numa cidade, um adolescente estava voltando do trabalho para sua casa, quando uma pessoa colidiu na sua bicicleta com uma moto, quando começaram a discutir de quem foi a culpa, o que estava na moto puxou uma arma e atirou, matando o adolescente. Esta estória ou uma parecida ocorre todos os dias em qualquer lugar do país; virou rotina, a violência está generalizada; a vida não tem valor de nada.

Os países ricos gastam bilhões de dólares em armamentos para tirar vidas humanas nas guerras ou na desculpa da auto defesa e da soberania; enquanto isto, milhões de pessoas morrem por causa da fome e da miséria, sem ter as condições mínimas de sobrevivência; principalmente nos paises africanos, asiáticos e até no nordeste brasileiro. Em vez de gastar tanto dinheiro com armas, eles deveriam usar seus dólares em ajudas humanitárias, para diminuir a fome e a miséria dos países pobres e salvar milhares de vidas.

Desde a criação do mundo, os povos vivem em guerras pelo poder; do mais forte contra o fraco, por questões religiosas ou até em nome da paz, aniquilando milhões de vidas humanas, que na maioria das vezes, vão à guerra sem saber o real motivo do confronto. A guerra do Iraque é um exemplo, onde o presidente dos EUA e seus aliados resolveram invadir um país soberano, para “livrar” o povo de um ditador e o mundo de armas nucleares que não foram encontradas, mas a invasão continua. Milhares de americanos e iraquianos estão morrendo numa guerra por interesses políticos e econômicos de governantes ditadores e sem escrúpulos.

Alguns países investem milhões de dólares em expedições espaciais para descobrir novas formas de vidas em outros planetas, enquanto milhões de pessoas morrem na terra por falta de investimentos em pesquisas científicas para descobrir a cura da AIDS, do câncer e de outras doenças; isto não é incoerência?

Só através da educação poderemos transformar este mundo para melhor; ensinando e conscientizando crianças e adolescentes a respeitar, defender, amar, preservar e valorizar a vida que é o caminho para a justiça, o progresso, a liberdade, a paz e felicidade da vida humana. Todo ser humano deve ter o direito à vida com dignidade e igualdade. Pense e reflita.

Por Professor José Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário