sexta-feira, 31 de maio de 2019

5 mitos sobre exercícios físicos


Não “force” o aumento da transpiração, porque isso pode te deixar exposta a um perigo maior: a desidratação

Um dos grandes desafios de quem trabalha com saúde, emagrecimento e fitness é a enxurrada de informações enganosas que são publicadas diariamente  e que confundem muito a cabeça das pessoas de fora da área. Parece que todo dia vem um conhecimento “novo” à tona, muitas vezes contradizendo outro, e ficamos nesse pingue-pongue de “faz bem, faz mal”, o que gera insegurança e desconfiança.

Por isso, preparei esse material sobre os mitos mais comuns sobre exercícios físicos e suas explicações verdadeiras!

Abdominal faz perder a barriga
Apesar de ser muito praticado, os exercícios abdominais não são os responsáveis pela perda da gordura localizada na região do tronco. Para que você consiga ver definição nessa área do corpo, você precisa investir todas as suas fichas em uma dieta equilibrada, para diminuição de gordura abdominal, associada a exercícios físicos de moderada a alta intensidade, e não precisa fazer muito abdominal se você não gosta.
Como esse grupo muscular é amplamente exigido para a estabilização do tronco em muitos outros exercícios, quando esses são bem orientados, programados e executados (por isso a necessidade de um profissional capacitado prescrevendo os exercícios) os músculos abdominais são trabalhados em conjunto. Não há necessidade de fazer 300 abdominais por dia, porque a gente não perde gordura localizada somente com exercício localizado. A perda de gordura é sistêmica, ou seja, no corpo todo. Qualquer exercício que a gente faz, estimula a queima de gordura pelo corpo inteiro, e não de forma localizada.

Suor é sinal de emagrecimento
Suor é sinal apenas de que seu corpo está capaz de regular a sua temperatura interna. Através das glândulas sudoríparas, nós eliminamos água para a superfície da pele, processo de sudorese, que tem alguns objetivos. Um deles é controlar a temperatura corporal em resposta a um aquecimento interno ou externo, e isso é controlado pelo sistema nervoso autônomo.
Claro que, quando perdemos líquidos corporais de forma exagerada, o nosso peso na balança diminui, esse é inclusive um método de controle de reposição de fluidos em atletas, por exemplo. A associação entre suor e emagrecimento existe, talvez, por essa falsa interpretação do número na balança associada a neurose que existe com o peso corporal, no geral.
A perda de peso ocorre quando temos uma alimentação equilibrada, práticas de atividades físicas, sono reparador e déficit calórico. O tanto que uma pessoa sua varia de acordo com o ambiente que ela está, com a genética, com as roupas e com a intensidade do exercício praticado. Suar também não “desintoxica”, ok? Não “force” o aumento da transpiração, porque isso pode te deixar exposta a um perigo maior: a desidratação.

Você queima mais calorias se exercitando por mais tempo, mas com intensidade leve
Talvez por uma interpretação errônea de uma parte dos conhecimentos de fisiologia do exercício, que nos ensina que exercícios de longa duração e moderada-baixa intensidade usam gordura como fonte principal de energia, criou-se a ideia de que é melhor ficar caminhando duas horas do que correr 20 minutos para perder gordura, já que conforme vai aumentando a intensidade do exercício, menos a gordura é utilizada como fonte principal, dando lugar aos carboidratos.
Até pouco tempo atrás, inclusive, a orientação nas academias era que o tempo mínimo de esteira para começar a queimar gordura era de 20 minutos. Ora, mas veja, as tuas células têm cronômetro? Esse é outro mito!
Temos que avaliar o aspecto global de uma atividade, isto é, o número total de calorias gastas durante a prática. Quanto maior a intensidade do exercício, quanto mais rápido você caminhar ou correr, por exemplo, mais calorias você vai gastar por minuto. E o treinamento bem orientado vai te ajudar a manter o exercício de alta intensidade por mais tempo, fazendo com que você consiga sustentar uma prática de alta queima calórica.

Yoga é uma atividade leve
Já que está “na moda”, não poderia deixar de citá-la! O yoga possui diferentes estilos, os mais conhecidos derivam do tradicional da Índia, que foi trazido para o Ocidente por mestres yogis há muitos anos, como o Hatha Yoga, Tantra Yoga, Vinyasa Flow e Ashtanga Yoga.
É uma atividade ótima para trabalhar não só a força, mas também as outras valências físicas que são, muitas vezes, esquecidas nas formas mais comuns de exercício, como flexibilidade, equilíbrio, coordenação, além, obviamente, de trabalhar intensamente a concentração e a capacidade de manter a mente quieta e relaxada.
Mas não se engane! O yoga não é uma prática fácil, não é meditação, e alguns estilos são bastante desafiadores e exigem bastante do corpo e da mente. O segredo é se informar sobre o estilo praticado na escola que você busca, se certificar que o professor tem uma formação sólida e experiência, e deixo uma dica: práticas de hatha e tantra são menos desafiadoras do que de vinyasa flow e ashtanga!
Basta fazer exercícios com regularidade para ter resultados
Não é tão simples assim. Quando estamos falando de corpo humano, na verdade, não existe regra que sirva para todos, nem garantias que aquilo que dá certo para a maioria, vai dar certo para você também.
O corpo humano não é uma máquina, e por mais que nós tenhamos uma alimentação equilibrada, pratiquemos atividades físicas bem orientadas e com comprometimento, cuidemos do nosso sono e da nossa saúde mental, existe um fator que é extremamente importante e sobre o qual nós não temos controle: a genética.

Fazer exercícios só aos fins de semana adianta?Fazer exercícios só aos fins de semana adianta?
Existe uma grande variação na resposta ao treinamento nas diferentes pessoas. O potencial de desenvolvimento de força, velocidade, resistência, potência e agilidade são muito diferentes entre as pessoas, e isso é determinado geneticamente. Podemos sim, melhorar, aumentar nossas capacidades através de um treinamento bem prescrito, mas mesmo essa melhora possui um teto limitante.
Eu costumo dizer que nós não podemos fabricar um atleta vencedor; eles já nascem prontos, nós apenas os descobrimos e desenvolvemos. Portanto, alinhe seus objetivos à sua realidade, olhe para seus pais e irmãos e compreenda qual a carga genética que você carrega... para não ficar a vida inteira em busca de um “corpo perfeito” que você não tem como desenvolver de forma natural.


quinta-feira, 30 de maio de 2019

5 hábitos para melhorar de vez sua saúde intestinal


Simples mudança na rotina alimentar traz inúmeros benefícios e melhora a disposição

O intestino deixou de ser um órgão com a simples função de digestão para ser considerado um dos mais importantes do organismo, cumprindo funções de defesa imunológica e até funcionando como um “segundo cérebro”. Mas para que todas essas atribuições sejam garantidas, precisa haver um equilíbrio entre as bactérias “boas” e “perigosas” que residem por lá. 

Quando ocorre um desequilíbrio, surgem doenças inflamatórias do intestino, como diarreia, intolerância e alergia a alguns alimentos, além de outras doenças que parecem estar associadas com o desequilíbrio da microbiota (nome que se dá à flora intestinal), como diabetes do tipo 2, e o desenvolvimento de distúrbios comportamentais como Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), autismo e depressão.

Para garantir a saúde do seu intestino e fazer com ele funcione bem, deixo cinco dicas simples e práticas para você adotar no dia a dia, confere:

Beba muita água
A água auxilia na lubrificação das paredes intestinais e na movimentação do bolo fecal, garantindo uma passagem livre e rápida das fezes até a evacuação.

Consuma muitas fibras
Tanto as solúveis, que têm como função aumentar o tempo de exposição do bolo alimentar onde os nutrientes são digeridos – garantindo a melhor digestão dos açúcares e gorduras, principalmente – quanto as insolúveis, cujo objetivo é aumentar o volume do bolo fecal, sua umidade e a velocidade que ele transita pelo intestino, garantindo uma evacuação saudável. Encontramos fibras solúveis na maçã, aveia e nas leguminosas, enquanto que fibras insolúveis podem se encontradas nos grãos integrais, farelo de trigo, soja, centeio e verduras. Alimentos ricos em fibras solúveis são considerados alimentos prebióticos, pois fornecem “alimento” para as bactérias presentes no intestino.


Pratique atividades físicas
A movimentação auxilia no movimento dos intestinos, acelerando o trânsito, reduzindo a distensão abdominal e o desconforto da formação de gases.

Aumente o consumo de fermentados
Eles são considerados alimentos vivos, ricos em nutrientes bastante disponíveis para a absorção e em enzimas digestivas, o que faz deles uma ótima opção para garantir a saúde do nosso intestino. A fermentação é um processo que utiliza bactérias (benéficas), bolores ou leveduras para degradar proteínas e açúcares, dessa forma, alterando o sabor e a textura dos alimentos. Por isso, alguns dos produtos fermentados ainda são considerados alimentos probióticos, por fornecerem mais variedade e quantidade de bactérias benéficas para o nosso intestino.

Exemplos de alimentos fermentados são: iogurtes naturais, tempeh (fermentação de soja, ervilha, ou outros grãos), kombucha (fermentação do chá verde), kefir (fermentação do leite ou de água com açúcar), vinagre orgânico de maçã, chucrute (repolho fermentado) e missô (pasta de soja fermentada, muito usada na culinária oriental).

Diminua o consumo de alimentos fermentáveis
São os carboidratos não digeridos pelo intestino, como os oligossacarídeos (trigo, centeio, leguminosas), dissacarídeos (lactose), monossacarídeos (frutose) e polióis (sorbitol, manitol e xilitol). A sensibilidade a essas substâncias é variável entre as pessoas, mas estudos mostram que a diminuição do consumo de alimentos que fermentam no intestino reduzem de forma importante a sensação de distensão abdominal, constipação, diarreia e gases. Mas atenção: não exclua tudo deliberadamente, consulte um nutricionista para a melhor orientação, pois esses alimentos podem ser importantes para a saúde intestinal.

Com simples mudanças na sua rotina, você garante uma boa saúde intestinal e acaba favorecendo a digestão dos alimentos, aumentando a biodisponibilidade dos nutrientes, percebe melhora na imunidade, acaba ajudando na modulação do humor e da sensação de bem-estar (pois o intestino é responsável por 95% da produção de serotonina), melhora a disposição e muitos outros benefícios!


XI Noite Literária do Colégio Dom Bosco


quarta-feira, 29 de maio de 2019

Saiba como escolher o melhor tênis para fazer exercícios físicos


Existem muitas opções disponíveis no mercado. Mas você sabe como fazer uma boa escolha?

Quando decidimos iniciar uma nova atividade física uma das primeiras medidas que tomamos é escolher o tênis para a prática. Existem muitas opções disponíveis no mercado. Mas como fazer uma boa escolha?

Deixe de lado a vontade de comprar o tênis da moda e invista no melhor modelo para você seguindo essas dicas essenciais:

Compre no final do dia
É quando nossos pés estão naturalmente mais inchados, assim como ficam durante a atividade física. Ao provar um novo tênis pela manhã, corremos o risco de ele ficar adequado para o tamanho do pé naquele momento, mas depois o sapato pode ficar apertado ou até machucar. Por isso, deixe para experimentar os tênis novos à noite.

Se preocupe com o tecido
Assim como o resto do nosso corpo, nossos pés transpiram durante a atividade física. Por isso, é recomendado que você escolha uma opção com tecido que permita a evaporação desse suor, que garanta uma boa ventilação. Dessa forma, também se evita o aumento da umidade dentro do sapato, prevenindo o aparecimento de fungos e bactérias.

Preste atenção no solado
A sola não deve ser muito alta para não causar instabilidade no tornozelo, e aumentar o risco de entorses. Dê preferência para solados de borracha, que aumentam a aderência e a segurança durante a prática.

Confirme o seu tamanho
Você já deve ter reparado que as diferentes marcas de tênis também têm tamanhos levemente diferentes, não é mesmo? Isso acontece porque há uma grande variação no design, nos tecidos utilizados e na forma. Por isso, experimente sempre, pelo menos, dois números, para garantir o conforto. Você deve ser capaz de mexer o pé dentro do tênis, mas senti-lo seguro e firme.

Conheça o seu tipo de pisada
O modo como nós pisamos é diretamente influenciado pelas características anatômicas dos membros inferiores (quadris, joelhos e tornozelos), além da flexibilidade dos nossos tendões e ligamentos. Podemos dividir em três grandes grupos os tipos de pisada, e existem tênis com características específicas para cada um deles:

Pronada: quando somente a borda interna do pé toca no chão e a planta do pé tende a girar para fora;
Supinada: quando somente a borda externa do pé toca no chão e a planta do pé tende a girar para dentro;
Neutra: começa pela parte externa do calcanhar e termina no centro da planta do pé.
Para saber qual é o seu tipo de pisada, você pode procurar um teste de baropodometria ou fazer análise da marcha,com um profissional. Ou ainda pode olhar embaixo da sola dos seus sapatos mais antigos e ver em qual parte eles estão mais desgastados:

Parte externa = pisada supinada
Parte interna = pisada pronada
Desgaste uniforme = pisada neutra

Os tênis não foram feitos para nos causar dor. Se, ao experimentar na loja, você já sentiu desconforto, não compre. Ao usá-los, o desconforto será 10 vezes maior. Escolha de forma inteligente e aproveite ao máximo a sua prática!


terça-feira, 28 de maio de 2019

XVI Feira Junina do Colégio O Saber


No próximo dia 02/06, domingo, na Associação Atlética de Itabaiana acontecerá mais uma edição da Feira Junina, dessa vez a XVI com o tema: " Na rima do Saber a viola e o repente viram cordel".


As turmas do ensino fundamental 02 e a 1a série B do Ensino Médio trarão cordelistas, repentistas e violeiros conhecidos no cenário popular para serem homenageados no nosso evento.

Vale a pena conferir os stands, as apresentações de quadrilhas, comidas típicas e show no final com Jailson Lima.

Você não pode perder, afinal Ousar é Saber!"

Professora Lilian Regina




Ficar em forma é mais do que físico: É um estado mental


Um exercício para cada personalidade

Personalidade, motivação e nível de autodeterminação influenciam o tipo de atividade física que escolhemos praticar e por quanto tempo permaneceremos fiéis a essa escolha.

Quem garante é a pesquisadora Allyson Box, da Universidade de Illinois (EUA), que verificou que as diferenças no que motiva os indivíduos e como eles autorregulam o próprio comportamento influenciam o modo como eles se mantêm em forma.

As características pessoais conseguiram predizer com bastante precisão a probabilidade de que as pessoas prefeririam atividades de exercícios individuais ou em grupo, um treinamento padronizado oferecido em academias, um treinamento de resistência ou esportes coletivos, além da frequência com que as pessoas se exercitam e se elas seriam capazes de manter sua rotina.

Os indivíduos que escolheram treinamento padronizado, esportes coletivos ou exercícios em grupo são mais altamente motivados pela conectividade social (afiliação) do que aqueles que escolheram principalmente exercícios aeróbicos (por exemplo, corridas de longa distância) ou de treinamento de resistência.

Embora todos os participantes estivessem altamente motivados a se envolver em atividades físicas para melhorar a saúde, aqueles que se engajaram no treinamento de resistência e no esporte foram mais motivados por um sentimento de desafio do que por evitar problemas de saúde ou o controle de peso.

Motivação intrínseca

Outra conclusão interessante é que as diferenças individuais na motivação para se exercitar e o autocontrole podem predizer a frequência de participação nas atividades. Indivíduos mais motivados por razões intrínsecas, como prazer, desafio e controle do estresse, exercitam-se com maior frequência. Os participantes do treinamento padronizado apresentaram a maior motivação intrínseca.

Pesquisas anteriores concluíram que as pessoas que se exercitam normalmente são mais extrovertidas e conscienciosas, em comparação com uma população média, mas este estudo não encontrou nenhuma variação significativa de traço de personalidade relacionada a diferentes formas de exercício.

"Muitos indivíduos que iniciam programas de exercícios podem na verdade selecionar atividades que conflitam com seus interesses, estilos, personalidades e/ou motivos para engajamento. Nossos resultados dão suporte à necessidade de programas de exercícios individualizados, não só do ponto de vista físico, mas também motivacional. Levar esses fatores em consideração pode afetar a quantidade de atividade física/exercício que os indivíduos realmente completam," disse Allyson Box.

Fonte: https://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=ficar-forma-mais-fisico-estado-mental&id=13422&nl=nlds - Redação do Diário da Saúde - Imagem: 10.1016/j.heliyon.2019.e01459

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Afinal, o que significa ter um estilo de vida saudável?


Para garantir uma rotina equilibrada, é preciso mais do que pensar só em dieta e exercício

O termo saudabilidade nunca esteve tão presente nas rodas de conversa. Todos desejam conquistar um modo de vida mais saudável para si e para os que o cercam. No entanto, se a pauta é convergente, as ações preconizadas para se atingir tais objetivos são, muitas vezes, divergentes.

Para começar, vários são os pilares que sustentam um estilo mais saudável de viver – a alimentação e os exercícios físicos são apenas alguns deles. Mas o aspecto mais interessante é que não há como identificar qual tem papel de maior importância. O segredo é manter o equilíbrio entre todos e, para isso, o bom senso é crucial.

Manter uma alimentação adequada não substitui a atividade física, da mesma forma que se exercitar não torna a alimentação balanceada desnecessária. Ambos se completam em termos de resultados para a saúde e o bem-estar.

E quando o assunto é alimentação, temos que compreendê-la como um conjunto compartilhado de hábitos alimentares e de vida, em vez de uma mera variedade específica de nutrientes. Em resumo, nosso prato é composto por alimentos. Tem arroz, feijão, legumes, verduras, frutas… Os nutrientes, a exemplo de carboidratos, proteínas e gorduras, são uma consequência de nossas escolhas.

Alguns princípios básicos são de conhecimento geral. Por exemplo: na alimentação diária, é preciso contar com vegetais, compreendendo especialmente frutas e legumes, cereais e pães integrais, feijão e outras leguminosas, além de castanhas e sementes; ao escolher alimentos cultivados localmente, frescos e sazonais, garantimos mais sabor e preço mais baixo; nossas fontes de proteína e ferro (carnes, aves, ovos e peixes) e proteína e cálcio (leite e derivados) são importantes em quantidades moderadas; açúcares e doces, assim como óleos e gorduras, não são proibidos, porém, isso não significa que seu consumo deva ser livre. Temos de tomar água durante todo o dia.

Se ao ler esse último parágrafo você pensou: “já sei tudo isso!”. A pergunta então é: por que tais comportamentos não fazem parte de seu hábito alimentar?
Aí reside o problema: entendemos o que precisa ser feito, mas não estamos dispostos a mudar. Temos ótimas respostas para justificar o porquê de estarmos nos sabotando. E, na sequência, ótimas soluções para compensar os deslizes: dietas da moda, refeições ou alimentos “superpoderosos”, nutrientes “vingadores”, as vias metabólicas “que podem ser enganadas”, e assim vai…

Mas devemos sempre nos lembrar que os alimentos fazem parte de um conjunto de saberes-fazer, conhecimentos, rituais, símbolos e tradições sobre técnicas agrícolas, pesca, criação de gado, conservação, processamento, preparação e, especialmente, partilha e consumo.

A refeição deve retornar à mesa, fazendo com que esse seja um momento de troca social e de comunicação, e uma afirmação e renovação da identidade da família, do grupo ou da comunidade. Aspectos assim são fundamentais para nutrir um estilo de vida realmente saudável.

Fonte: https://saude.abril.com.br/blog/alimente-se-com-ciencia/afinal-o-que-significa-ter-um-estilo-de-vida-saudavel/ - Por Sueli Longo, nutricionista - Foto: Bruno Marçal/SAÚDE é Vital

XI Noite Literária do Colégio Dom Bosco


domingo, 26 de maio de 2019

Confira a Programação do Trezenário e Festa de Santo Antônio em Itabaiana 2019


     No ano vocacional e homenageando os seus filhos sacerdotes, religiosos, religiosas e familiares, a Paróquia Santo Antônio e Almas celebra o Trezenário e Festa em homenagem a Santo Antônio, padroeiro de Itabaiana, de 31 de maio até 13 de junho de 2019. Este ano, o tema será: Santo Antônio, vocação e serviço e o lema: “Eis que estou à porta e bato”. Confira a programação completa:

31/05 – SEXTA:
TEMA: “Pedi ao Senhor da Messe” ( Mt 9,38 )
CELEBRANTE: Dom Carlos Alberto dos Santos, Bispo de Itabuna-BA
HOMENAGEADOS: As Famílias Itabaianenses
RESPONSÁVEIS: Legião de Maria, Mãe Rainha e Irmandade das Almas
18h50 – PROCISSÃO – Saída: CDL
19h30 – Trezena de Santo Antônio: Pe. Marcos Rogério
20h – Santa Missa
Animação – Coral Santo Antônio
PATROCINADORES: Serrano – Centro de Serviços Chagas – Itatrucks – Itaban Renovadora de Pneus – Casa Barbosa – Barbosa Man

01/06 – SÁBADO:
TEMA: “Vem e segue-me” ( Mt 19,21 )
CELEBRANTE: Pe. Gilvan José Carvalho
HOMENAGEADOS: Pe. Gilvan e Família
RESPONSÁVEIS: Coroinhas e PASCOM
18h40 – PROCISSÃO – Saída: Digitall Comunicações (Loja Vivo)
19h – Trezena de Santo Antônio: Pe. Marcos Rogério
19h30 – Santa Missa
Animação – João Vítor e Grupo
PATROCINADORES: Fernando Confecções - Moda Criativa – Griffy Confecções – Fábrica de Carrocerias São João – Digitall Comunicações

02/06 – DOMINGO:
TEMA: “Eis que estou convosco todos os dias” ( Mt 28,20 )
CELEBRANTE: Pe. Hélio de Oliveira Alves
HOMENAGEADOS: Padre Hélio e Família
RESPONSÁVEIS: Focolares e Pastoral da Infância e Adolescência Missionária (IAM)
18h25 – PROCISSÃO – Saída: Casa de Antônio Tavares de Jesus – Avenida Dr. Luiz Magalhães, nº 705
19h – Trezena de Santo Antônio: Pe. Marcos Rogério
19h30 – Santa Missa
Animação – Nivaldo e Grupo
PATROCINADORES: Joalheria A Novidade – Joalheria O Garimpo – Charman Thieres Noivas – Corpo e Mente – Auto Posto São Jorge – Auto Posto Lima

03/06 – SEGUNDA:
TEMA: “Não tenhas medo” (Mt 14,27)
CELEBRANTE: Pe. Luciano Bezerra de Lima
HOMENAGEADOS: Pe. Luciano e Família
RESPONSÁVEIS: ECC (Encontro de Casais com Cristo), MCC (Movimento do Cursilho de Cristandade) e RCC (Renovação Carismática Católica)
18h45 – PROCISSÃO – Saída: ONG Irmã Luciana – Rua Deise de Almeida, nº 713 – Bairro São Cristóvão – Comunidade Moita Formosa
19h30 – Trezena de Santo Antônio: Pe. Marcos Rogério
20h – Santa Missa
Animação – RCC (Renovação Carismática Católica)
PATROCINADORES: Vidraçaria Temperbox – Cerâmica Mandeme – Madeireira Cunha- Cerâmica Batula – Massas Alimentícias Santo Antônio - Garfil

04/06 – TERÇA:
TEMA: “O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir” (Mc 10,45)
CELEBRANTE: Padre Rogério de Jesus Santana
HOMENAGEADOS: Pe. Rogério e Família
RESPONSÁVEIS: Autoridades, Movimento Sacerdotal Mariano e Movimento Serra
18h45 – PROCISSÃO – Saída: Câmara de Vereadores
19h30 – Trezena de Santo Antônio: Pe. Marcos Rogério
20h – Santa Missa
Animação – Infância Missionária
PATROCINADORES: Vitae – Bioclínica – Prontolab – ByBrasil Óticas – Zé Roberto O Imperador – Vereador Cabeça de Porco

05/06 – QUARTA:
TEMA: “Eu estabeleci como luz para as nações” (At 13,47)
CELEBRANTE: Pe. José Menezes Costa
HOMENAGEADOS: Pe. José Menezes e Família
RESPONSÁVEIS: Mães que Oram pelos Filhos e Mãos Ensanguentadas de Jesus
18h45 – PROCISSÃO – Saída: IFA (Instituto Fabinho do Abrigo) – Praça Juviniano dos Santos, nº 73
19h30 – Trezena de Santo Antônio: Pe. Marcos Rogério
20h – Santa Missa
Animação – Mães que Oram pelos Filhos
PATROCINADORES: Nathan Baby – Lindolar – Art Móveis – Economia dos Tecidos – Distribuidora Tio Luiz – Dojokai Club

06/0 – QUINTA:
TEMA: “Eu vim para que tenham vida” (Jo 10,10)
CELEBRANTE: Pe. Edivaldo Santana
HOMENAGEADOS: Pe. Edivaldo e Família
RESPONSÁVEIS: Verdureiros, Terço dos Homens e Terço das Mulheres
18h45 – PROCISSÃO – Saída: Mercadão
19h30 – Trezena de Santo Antônio: Pe. Marcos Rogério
20h – Santa Missa
Animação – Luan e Grupo
PATROCINADORES: Deputado Estadual Luciano Bispo – Comercial Miguel da Verdura – Comercial de Verdura Givanildo do Lagamar – Sérgio Acessórios – SM Distribuidora de Hortifruti - Ethos Incorporadora

07/06 – SEXTA-FEIRA:
TEMA: “Um só rebanho e um só Pastor” (Jo 10,16)
CELEBRANTE: Dom João José da Costa, Arcebispo Metropolitano
HOMENAGEADOS: Irmãs Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora, Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus e Filhos e Filhas do Amor e da Misericórdia Eucarística
RESPONSÁVEIS: Apostolado da Oração e Movimento Fé e Luz
18h45 – PROCISSÃO – Saída: Abrigo Nossas Vidas em Suas Mãos – Avenida Manoel Antônio dos Santos, S/N
19h30 – Trezena de Santo Antônio: Pe. Marcos Rogério
20h – Santa Missa
Animação – Karina e Edilene
PATROCINADORES: O Boticário – Colégio Monteiro Lobato – Atacadão Nosso Amigo - A Ideal Calçados – Águia – Comercial Ouro Verde    

08/06 – SÁBADO:
TEMA: “Como o Pai me enviou, também eu vos envio” (Jo 20,21)
CELEBRANTE: Padre Antônio de Carvalho Peixoto
HOMENAGEADOS: Pe. Antônio e Família
RESPONSÁVEIS: Ciclistas, Juventude Renovada, Equipe Jovens de Nossa Senhora, Alerta e Pastoral do Dízimo
18h10 – PROCISSÃO – Saída: Shopping Peixoto
19h – Trezena de Santo Antônio: Pe. Marcos Rogério
19h30 – Santa Missa
21h – Quermesse Junina
Animação – Movimento Alerta
PATROCINADORES: Brylhus Boutique – PróSport – Supermercado Irmãos Peixoto – Supermercado Nunes Peixoto – Shopping Peixoto – Biscoitos Bola de Ouro

09/06 – DOMINGO:
TEMA: “Eu vim, ó Deus, para fazer tua vontade” (Heb 10,7)
CELEBRANTE: Frei Gilton Santos de Oliveira
HOMENAGEADOS: Frei Gilton e Família
RESPONSÁVEIS: Motociclistas, Pastoral Familiar e Pastoral da Liturgia e Canto
18h20 – PROCISSÃO – Saída: Osias Moto Peças – Rua Percílio Andrade, 2021
19h – Trezena de Santo Antônio: Pe. Marcos Rogério
19h30 – Santa Missa
Animação – Focolares
PATROCINADORES: Impressão Tuchê – Joya Moto Peças – Osias Moto Peças – Itabaiana Motos – Postos São José – Moto Ciclo Ideal – Marcos Contabilidade

10/06 – SEGUNDA:
TEMA: “Quem põe a mão no arado e olha para trás não é apto para o reino de Deus” (Lc 9,62)
CELEBRANTE: Pe. José Góis de Souza Júnior
HOMENAGEADOS: Pe. José Góis e Família
RESPONSÁVEIS: Pastoral da Saúde, Pastoral dos Enfermos e Pastoral da Esperança
18h50 – PROCISSÃO – Saída: Casa de Everton Carvalho da Cunha – Rua Francisco Oliveira, nº 3569
19h30 – Trezena de Santo Antônio: Pe. Marcos Rogério
20h – Santa Missa
Animação – RCC (Renovação Carismática Católica)
PATROCINADORES: Drogaria São José – Farmácia Santa Catarina – Drogaria Preferencial – Charlles Santana - Serrana – Antônio Embalagens

11/06 – TERÇA:
TEMA: “Alegrai-vos, antes, porque vossos nomes estão escritos nos céus” (Lc 10,20)
CELEBRANTE: Pe. Antônio da Cunha dos Santos
HOMENAGEADOS: Pe. Antônio e Família
RESPONSÁVEIS: IVC (Iniciação a Vida Cristã), Ministros Extraordinários da Eucaristia e Pão dos Pobres
18h50 – PROCISSÃO – Saída: Hospital Regional de Itabaiana
19h30 – Trezena de Santo Antônio: Pe. Marcos Rogério
20h – Santa Missa
Animação – Luciano e Grupo
PATROCINADORES: Colégio Dom Bosco – Jamsoft Informática – Big Estampa – Mundo dos Tecidos –Fêmine – Posto Padrão

12/06 - QUARTA:
TEMA: “Ide por todo mundo, Proclamai o Evangelho a toda criatura” (Mc 16,15)
CELEBRANTE: Pe. Genário de Oliveira Júnior, Vigário Geral da Arquidiocese
HOMENAGEADOS: Pe. Genário e Família
RESPONSÁVEIS: Caminhoneiros, Pastoral do Acolhimento, Grupo Nossa Senhora de Fátima e Equipe de Andor e Procissão
17h – PROCISSÃO – Saída: Povoado Candeias
18h – Bênção dos caminhões na Rua Francisco Bragança
19h30 – Trezena de Santo Antônio: Pe. Marcos Rogério
20h – Santa Missa
Animação – João Vítor e Grupo
PATROCINADOR: Deputado Estadual Talysson de Valmir de Francisquinho

DIA FESTIVO

13/06 – QUINTA:

05h – Alvorada Festiva
06h – Missa dos Devotos: Pe. Ozeas dos Santos
Animação – Coral Santo Antônio
10h – Missa Solene presidida pelo Arcebispo Emérito José Palmeira Lessa
Animação – Coral Santo Antônio
15h – Missa presidida por Pe. Jadilson Andrade Santos – Representante do Clero da Arquidiocese de Aracaju
Animação – Grupo Jovem de Santo Antônio
16h – PROCISSÃO: ROTEIRO – Largo Dr. José Joaquim da Fonseca - Rua Tobias Barreto / Rua Boanerges Pinheiro / Avenida Engenheiro Carlos Reis / Avenida Manoel Francisco Teles / Rua Monsenhor Eraldo Barbosa / Avenida Dr. Luiz Magalhães / Avenida Ivo de Carvalho / Praça Fausto Cardoso – Igreja Matriz
Benção do Santíssimo
Agradecimentos: Pe. Marcos Rogério
Patrocinador: Prefeitura de Itabaiana

Por Professor José Costa, membro da Equipe de Divulgação do Evento – Com informações da Paróquia Santo Antônio e Almas

Milhares de casos de câncer estão ligados a este hábito fácil de controlar


Sua dieta pode ter mais impacto sobre o seu risco de câncer do que você imagina. De acordo com um novo estudo, 80.110 novos casos de câncer entre adultos nos Estados Unidos em 2015 foram atribuíveis simplesmente a má alimentação.

“Isso equivale a cerca de 5,2% de todos os casos de câncer invasivo diagnosticados entre adultos nos EUA em 2015”, disse Fang Fang Zhang, epidemiologista da Universidade Tufts, em Boston, principal autora do estudo. “Essa proporção é comparável ao fator de risco de câncer atribuível ao álcool”.

Dados
O estudo incluiu dados sobre a ingestão alimentar de adultos com 20 anos ou mais registrados entre 2013 e 2016 pela Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição dos EUA, bem como dados sobre a incidência nacional de câncer coletados em 2015 pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA.
Os pesquisadores avaliaram sete fatores dietéticos: baixa ingestão de vegetais, frutas, grãos integrais e produtos lácteos, e alta ingestão de carnes processadas, carnes vermelhas e bebidas açucaradas, como o refrigerante.
 “O baixo consumo de grãos integrais foi associado à maior carga de câncer nos EUA, seguido por baixa ingestão de laticínios, alta ingestão de carne processada, baixa ingestão de vegetais e frutas, alto consumo de carne vermelha e alto consumo de bebidas açucaradas”, resumiu Zhang.

Comer alimentos orgânicos reduz seu risco de câncer?
A equipe utilizou um modelo comparativo de avaliação de risco. As estimativas foram feitas usando associações de câncer e dieta encontradas em estudos separados.
Por exemplo, estudos anteriores forneceram fortes evidências de que um alto consumo de carne processada aumenta o risco de câncer colorretal enquanto um baixo consumo de grãos integrais diminui o risco de câncer colorretal. “No entanto, nosso estudo quantificou o número e a proporção de novos casos de câncer que são atribuíveis a uma dieta ruim em nível nacional”, explicou Zhang.

Detalhes
Mais especificamente, os pesquisadores descobriram que 38,3% dos casos de câncer relacionados à dieta eram cânceres colorretais, a maior proporção vista pelo estudo.
Além disso, homens de 45 a 64 anos e minorias étnicas, incluindo negros e hispânicos, foram os mais afetados pelo diagnóstico de câncer associado à dieta, em comparação com outros grupos.
Vale notar que o estudo tem algumas limitações, incluindo o fato de que os dados não podem esclarecer como a associação entre dieta e risco de câncer pode mudar à medida que a pessoa envelhece.

Alimente-se melhor
A dieta está entre os poucos fatores de risco facilmente modificáveis ​​para a prevenção do câncer, o que ressalta a necessidade de melhorarmos a ingestão de grupos de alimentos e nutrientes essenciais.
Os alimentos ultraprocessados estão ​​ocupando uma parte crescente da dieta mundial. Um estudo de 2016 descobriu que 60% das calorias na dieta média americana vêm desse tipo de alimento, e um estudo de 2017 descobriu que elas compõem metade da dieta canadense e britânica. Além disso, mais da metade dos países em desenvolvimento está começando a comer dessa maneira também.
A comida ultraprocessada é interessante por sua conveniência – no mundo moderno, um alimento que já vem pronto e é saboroso parece uma boa escolha. No entanto, essas opções – como salgadinhos, nuggets, sucos em pó, bolachas, refeições congeladas – são pouco saudáveis.

Pesquisa descobre ligação entre alimentos ultraprocessados e câncer
Uma pesquisa publicada na revista médica JAMA Internal Medicine mostrou que as pessoas enfrentam um risco 14% maior de morte prematura a cada 10% de aumento na quantidade de alimentos ultraprocessados ​​que ingerem. Além disso, outro estudo divulgado na mesma revista concluiu que pessoas que frequentemente comem alimentos orgânicos diminuíram seu risco geral de desenvolver câncer. Ou seja, troque o fast food por uma refeição nutritiva e orgânica sempre que puder.

O novo estudo foi publicado na revista científica JNCI Cancer Spectrum. [CNN]


sábado, 25 de maio de 2019

Os alimentos saudáveis que previnem espinhas (e como consumi-los)


A escolha certa do que você come tem a ver, sim, com um rosto livre da acne

Nem chocolate, leite ou carboidratos. A causa de tantas espinhas no seu rosto pode ser o excesso de ômega 6. Considerada uma gordura do bem (da família das poli-insaturadas), esse ácido graxo é importante para reforçar as defesas do organismo. Mas, para promover esse benefício, precisa estar em equilíbrio com o ômega 3. Não é o que está acontecendo!

Presente em boa parte dos produtos industrializados (óleos vegetais, salgadinhos, comidas semiprontas), o ômega-6 domina a dieta do brasileiro. “O consumo chega a ser até 20 vezes maior do que deveria”, diz Fernanda Sanchez, dermatologista do Rio de Janeiro. Resultado: inflamação nos órgãos, células e glândulas, inclusive as sebáceas. “Elas passam a produzir mais sebo e provocar acne”, explica Sheila Mustafá, nutricionista e esteticista de São Paulo.

O exagero de ômega 6 interfere ainda na capacidade de o organismo usar o ômega 3, famoso por sua ação anti-inflamatória. E isso, mais uma vez, abre caminho para as espinhas. A solução é pegar leve nos alimentos muito industrializados e aumentar as fontes de ômega 3 (peixes de água fria, grãos e sementes).

Vitamina A e zinco também têm a ver com acne. Mas, aqui, o problema é a falta dessas substâncias. “Comer mais verduras, legumes e frutas ajuda a melhorar a pele”, afirma Sineida Ferreira, dermatologista do Rio de Janeiro. Agora veja em que alimentos você deve investir para ter uma pele de pêssego.

Aveia, arroz, pão e massa integrais
Pão branco assado
Por ter mais fibras que as versões refinadas, eles estimulam o bom funcionamento do intestino – importante para a eliminação de toxinas e uma pele bonita. Eles também evitam picos de açúcar no sangue e a produção de insulina – hormônio que, em excesso, provoca inflamação nas células e, consequentemente, acne. A aveia tem outra vantagem: é rica em zinco. Esse mineral dificulta a formação de sebo e atua na renovação celular.
Quanto consumir: 2 col./sopa de aveia ou 2 fatias de pão integral no café da manhã e 3 col./sopa de arroz integral ou 1 pegador de macarrão integral nas refeições principais.

Peixes de água fria (atum, arenque, salmão, sardinha, bacalhau)
Salmão grelhado com salada
Ricos em ômega 3, são alimentos que ajudam a controlar o açúcar no sangue e, com isso, evitar a produção descontrolada de insulina – hormônio que também tem a má fama de fazer o organismo estocar gordura. O ácido graxo ômega 3 (considerado uma gordura do bem) faz mais pela textura da pele: reduz as substâncias inflamatórias que estimulam a produção de sebo.
Quanto consumir: salmão (100 gramas, 1 a 2 vezes por semana), sardinha (100 gramas, 2 vezes por semana).

Cenoura, abóbora e manga
Cenouras
Frutas e legumes alaranjados são as principais fontes de vitamina A – essencial para reduzir a formação de sebo e manter a pele lisa e saudável. Esse nutriente também é encontrado em algumas verduras (espinafre, brócolis).
Quanto consumir: 1 porção em uma das refeições, pelo menos 4 vezes por semana.

Abacate e açaí
Essa dupla previne acne e rugas precoces. No caso do abacate, o mérito é do ácido oleico, e do açaí, as antocianinas – substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias.
Quanto consumir: 4 col./sopa de abacate (sem açúcar), 2 vezes por semana, e 1 tigela de açaí, 1 vez por semana (bata 1 polpa de açaí com 1 banana-nanica pequena e 1 col./chá de uva-passa).
Elas também contam com boas doses de ômega 3 e fibras, evitando picos de açúcar e o excesso de insulina. A semente de abóbora ainda é fonte de zinco.
Quanto consumir: 2 col./sopa de semente de linhaça, abóbora ou chia todos os dias no café da manhã ou no lanche da tarde, no iogurte ou na fruta. Ou faça um rodízio entre elas. Mais 1 col./chá de óleo de linhaça, diariamente, na salada.

Brócolis, couve, agrião e repolho
Couve crua
As hortaliças do grupo das brássicas fornecem fibras e minerais (enxofre, magnésio e zinco), que desintoxicam o organismo. Com isso, deixam a pele mais bonita. Em excesso, as impurezas favorecem processos inflamatórios que podem deixar marcas no rosto.
Quanto consumir: 1 prato de sobremesa (varie os vegetais), em pelo menos uma das refeições, todos os dias. Mais um copo de suco de clorofila, 3 vezes por semana (bata 100 ml de água de coco + 1 punhado de couve ou de agrião ou 2 flores de brócolis + suco de 1/2 limão + 1 rodela de abacaxi).

Castanha do pará
Campeã em selênio, ela não só combate o envelhecimento precoce como acelera o processo de cicatrização da pele. Essa e outras frutas oleaginosas (amêndoa, castanha de caju, macadâmia) também têm zinco, mineral que regula a produção excessiva de sebo. Mas fique atenta à reação do seu organismo. Em pessoas sensíveis à arginina, outra substância das nuts, pode provocar efeito contrário: favorecer a acne.
Quanto consumir: 1 porção pequena de mix (2 castanhas + 5 amêndoas ou 1 castanha + 3 amêndoas + 2 macadâmias), 2 vezes por semana.

Chá-verde
Poderoso em catequinas e outras substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias, é um aliado e tanto da pele. O chás branco, preto e vermelho também são boas opções. Para desintoxicar, aposte também no dente-de-leão e chapéu-de-couro.
Quanto consumir: 2 xícaras por dia, 3 vezes por semana, variando o tipo de erva. Prefira o chá caseiro, feito com a erva em infusão para preservar os princípios ativos.

Cúrcuma (açafrão-da-terra)
Essa especiaria é rica em curcumina, substância que tem ações anti-inflamatória, antioxidante e desintoxicante.
Quanto consumir: 1 colher de café por dia, como tempero. Acrescente o pó no final da preparação ou polvilhe sobre a comida pronta (no arroz, por exemplo) para preservar as propriedades terapêuticas.


sexta-feira, 24 de maio de 2019

Programação Oficial da Festa de Santo Antônio em Itabaiana 2019







Por Professor José Costa, membro da equipe de divulgação - com informações da Paróquia Santo Antônio e Almas

O que acontece com a nossa pele quando ingerimos muito açúcar


Excessos de açúcar podem causar espinhas e rugas. Entenda

Você segue à risca a rotina skincare recomendada pelo seu dermatologista, mas mesmo assim sente que os resultados não estão tão bons quanto o desejado? Pois saiba que o problema pode estar além dos produtos que utiliza. A alimentação também influencia na beleza da pele, e muita gente não sabe, mas o açúcar é um dos grandes vilões que trazem consequências negativas para a cútis a curto e longo prazo. Conversamos com duas médicas sobre o tema.

Curto prazo

Espinhas
Que o chocolate causa espinhas todo mundo já ouviu pelo menos uma vez. O grande problema do doce tão amado está em suas altas concentrações de açúcar. “Ele sim pode piorar a oleosidade e, consequentemente, causar acne em pessoas com o problema. Até alimentos salgados em sabor, mas ricos em carboidratos, são prejudiciais”, explica a dermatologista Kédima Nassif, de São Paulo, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Isso ocorre porque os carboidratos são transformados em glicose no sangue (nada mais do que açúcar). Para controlar sua concentração no organismo, a insulina é produzida pelo pâncreas e liberada nos vasos sanguíneos, podendo se acumular nas glândulas sebáceas, aumentar a produção de sebo e gerar inflamações na pele.


Olheiras

Já aconteceu de você acordar no dia seguinte do happy hour ou festa da empresa com olheiras mais escuras e inchadas do que o normal? Provavelmente foi por causa do álcool, dos carboidratos e dos açúcares em exagero, uma vez que eles possuem índices glicêmicos elevadíssimos. Para poder metabolizar toda a glicose ingerida em uma noite, o corpo precisa de muita água e acaba retendo tudo o que pode do líquido. As consequências são as já citadas pigmentação escura e as bolsinhas abaixo dos olhos.

E isso vale para o corpo como um todo. “Após um final de semana de comilança e muito doce, não é incomum o ganho de alguns quilos, mas não devido a gordura propriamente dita e sim pelo inchaço”, diz a cirurgiã plástica Beatriz Lassance, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, em São Paulo.

Longo prazo

Envelhecimento precoce
Quando falamos em efeitos a longo prazo, o grande problema para a pele causado pelo excesso de açúcar é um processo denominado glicação. Como já foi explicado, o consumo dele ou mesmo de outros alimentos de altos índices glicêmicos (que se transformam em glicose muito rapidamente no sangue) gera todo um esforço do corpo para equilibrar os níveis de glicemia dentro dos vasos sanguíneos. Há a liberação da insulina, por exemplo. Contudo, quando os níveis estão muito altos, outras enzimas são requisitadas para agilizar o processo, os radicais livres. “A presença dos radicais livres e a alta concentração de glicose no sangue fazem com que esta última reaja com as proteínas do corpo, gerando a glicação”, explica Beatriz Lassance.

E estudos já comprovaram que a glicação afeta a produção das fibras de colágeno e elastina, importantes para manter a firmeza da pele. “Ao sofrerem a glicação, o formato das moléculas de colágeno e elastina se alteram, e eles se tornam disfuncionais, prejudicando a textura da cútis e favorecendo sua flacidez. A glicação também promove o stress oxidativo cutâneo, aumentando manchas e o envelhecimento da pele”, diz Kédima Nassif.

Queloide e problemas de cicatrização

O excesso de radicais livres também pode danificar o DNA das células e provocar menor atividade celular, trazendo problemas para a reconstrução dos tecidos cutâneos. “Então a cicatrização fica mais lenta, a imunidade menor, e o metabolismo prejudicado. E quanto pior o metabolismo, menos eficaz será qualquer procedimento estético ou recuperação de cirurgias, por exemplo”, diz a cirurgiã.