sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Doença do beijo: o que é, como prevenir e o que fazer se pegar no Carnaval


Conheça a mononucleose, uma doença bem chatinha transmitida pela saliva.

O Carnaval está logo aí e sabemos que “beijar muito” está entre os planos de boa parte da galera que sai pra curtir a festa. Então fica o alerta: essa é a época do ano em que o número de casos de mononucleose, mais conhecida como doença do beijo, aumenta muito.

A doença é provocada pelo vírus Epstein-Barr e é altamente contagiosa, transmitida principalmente pela saliva. O apelido vem do modo mais comum de contração da doença: o beijo. Mas ela também pode ser transmitida pela tosse, espirro e objetos levados à boca, como copos, talheres e escovas de dente.

Será que peguei? Sintomas
Os principais sinais da mononucleose são mal-estar, dor no corpo, febre alta, dor de garganta e aumento dos gânglios linfáticos, todos bem parecidos com os de uma gripe forte. E não se espante se demorarem a aparecer: o período de incubação é longo, de 4 a 6 semanas.
Mas apenas um médico pode dar o diagnóstico preciso – um exame de sangue específico atesta a doença.

Como tratar?
Não existe um tratamento específico ou cura para a doença, a única coisa que você pode fazer é amenizar os sintomas com medicamentos recomendados pelo médico. E para aliviar os impactos da mononucleose, os especialistas recomendam:

Repouso intenso
Ingestão de bastante água e sucos de frutas
Fazer gargarejo com água salgada
Evitar a prática de exercícios até você estar completamente recuperado, pois casos extremos podem levar à ruptura do baço, que incha muito.
De qualquer forma, é importante procurar um médico para avaliar o seu estado. As complicações relacionadas à doença do beijo incluem o aumento do baço e inflamação do fígado, que podem levar a dores intensas na barriga e inchaço do abdômen.
A doença demora semanas, às vezes meses, para ser completamente curada pelo nosso sistema imunológico. Mas pelo menos há um lado positivo: essa é uma doença que só pode ser contraída uma vez! Depois de pegar a mononucleose, o seu corpo desenvolve imunidade.

Dá para evitar?
Evitar mesmo você só evita se não beijar ninguém. Mas dá pra tomar alguns cuidados, se prevenir e se divertir com a consciência mais tranquila:
Cuide de sua saúde, já que pessoas com sistema imunológico abalado são mais vulneráveis às infecções. Por isso coma bem, durma bem e beba bastante água durante o carnaval.
Mantenha a higiene bucal em dia (escove os dentes, use fio dental e enxaguante bucal), pois quem já teve problemas bucais é um alvo fácil para as infecções.
Evite compartilhar alimentos, pratos, copos, talheres e outros utensílios que se aproximam da boca.
Fonte: https://mdemulher.abril.com.br/saude/doenca-do-beijo-o-que-e-como-prevenir-e-o-que-fazer-se-pegar-no-carnaval/ - Especialistas consultados: Dr. André Alvim, dentista, e Dra. Luciana Godinho, biomédica - Por Nathalia Giannetti

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

10 dicas de ouro para não ser roubada no Carnaval


Carnaval é para se divertir, mas mantenha-se atenta.

Carnaval é a época em que todo mundo quer sair de casa, ainda mais com os blocos que vão rolar no Rio, São Paulo e Belo Horizonte. Esse é o momento ideal para beber com os amigos, dançando ao som de todos os estilos de música possíveis, e o melhor, com muito glitter e fantasias.

Mas um problema que pode acontecer com todo mundo, infelizmente, é ser furtada ou acabar sofrendo um golpe. E ninguém merece a dor de cabeça causada por tanta confusão.

Por isso, aqui vão algumas dicas de como passar o Carnaval sem suar frio por medo de perder as suas coisas.

1. Não leve mochilas ou bolsas grandes
Sempre opte por levar o mínimo de peso extra e, com mochilas, sempre vai aparecer algo para levar.

Escolha outras formas para carregar as suas coisas como:
Pochetes
Doleiras
Bolsas bem pequenas e transversais

2. Deixe o celular sempre grudado em você
Nunca deixe o celular longe, procure não andar com ele na mão, mas sempre tenha ele ao seu alcance.

No sutiã
Ontem eu naquela chuva toda hora conferindo se minha id, celular e relógio estava no sutiã e se n tinha molhado

Use um porta crachá

A ideia foi dada no Facebook, depois que o site Oba Oba repostou. Dá para ver que a moda vai pegar e ajudar muita gente.
Se tiver um celular antigo, quebrado, que ninguém usa, escolha levar no lugar do seu
Muitos não possuem, mas se há como levar um, apenas para ligação e mensagem, é bem mais seguro. E caso algo aconteça, você não vai perder seu celular com todas as informações importantes nele.

No bolso da frente
Quando esbarrarem em você, não esqueça de sempre conferir se tudo seu está no lugar e nunca mexa no celular sem alguém que você confie por perto.

Nunca o deixe longe de você
Uma mania muito comum é de deixar o celular na mesa, do seu lado, enfim, apoiar por aí, o que facilita a perda ou furto. O melhor é sempre manter o celular junto, assim tem menos risco de ele sumir

Instale um aplicativo de rastreamento
Não custa nada ver se às vezes nem foi furto, mas você acabou esquecendo o celular em algum lugar por onde passou.

3. Não leve um monte de cartões e documentos
Apesar de no Carnaval as pessoas passarem longos períodos fora de casa, geralmente você não vai precisar de vários cartões e documentos. Apenas o RG (pode ser até a cópia autenticada), ou a CNH, e um cartão de débito já é o suficiente.

A opção mais segura, na verdade, é nem levar um cartão.
Derrota é vc ir pro bloquinho ver o date com outra, beber MT além da conta, vir pra casa e acidentalmente jogar documento, dinheiro e cartão pela janela e quando ir tentar pegar deslocar o joelho e cair, terminando a noite chorando no banho, vida de merda msm

4. Opte por pagar em dinheiro sempre que puder
Se quiser o mínimo de stress possível, pague tudo no dinheiro, assim não há grandes problemas. Basta prestar atenção em onde você está guardando o dinheiro e seguir essas dicas:

Preste atenção no troco

Muitas vezes o troco vem errado (para mais e para menos) e ninguém nota.

Cuidado para as moedas não se perderem

Esse é o lado triste de estar com dinheiro, as moedas simplesmente somem.

Deixe ele sempre com você

É prático guardá-lo junto do seu documento, dentro do plástico.

5. Se for levar o cartão, e não dinheiro, siga essas dicas
Nem sempre é possível, fácil e prático levar dinheiro, então é importante prestar muita atenção em como você está lidando com o cartão.
Fique atenta ao valor
Quando estiver comprando algo, presente atenção no valor digitado, assim você também evita golpes com o cartão.

Confira se o cartão entregue após a conta é o seu mesmo
Sim, há um novo golpe, relatado pelo Buzzfeed, em que alguém fica de olho na senha que você digita. Aí, quando te entregam o cartão, na verdade ele é outro, de alguém que já sofreu o golpe. Então sempre confira! E lembre de olhar para os lados antes de colocar a senha na maquininha, para ver se não tem nenhum enxerido. Também procure esconder o que você está digitando.

6. NUNCA deixe suas coisas no bolso de trás
Essa regra básica que todas as mães falam para os filhos é muito válida. É simples, mas nunca custa lembrar. Além de prevenir roubos, também evita que as coisas caiam quando você vai ao banheiro.

7. Tente não andar sozinha.
Sempre tente andar com uma amiga, e nunca perca seus amigos de vista. Essa pessoa vai te ajudar a ficar de olho na hora de mexer no celular ou colocar a senha do cartão.

8. Se começar a confusão, saia de perto
É sempre importante saber que, nessas horas, o mais inteligente é ficar longe. Entre em um estabelecimento próximo ou fuja para o lado oposto. Priorize a sua segurança e siga o lema: a partir do momento em que eu estiver segura, poderei ajudar ao próximo. Tudo fica mais simples dessa forma.

9. Evita pegar o Uber sozinha
Prefira sempre sair com uma amiga, para que não corra riscos. E não peça o Uber Pool quando o local estiver muito lotado.

10. Deixe brincos, anéis e colares que você gosta em casa
Nunca é bom levar coisas de valor para lugares em que vai ter empurra empurra, principalmente se é algo que você ama. Muitas vezes os acessórios podem cair, se perder, ou serem roubados sem que você perceba.

Mas, se o pior acontecer…
Se mesmo com todos os cuidados você acabar sendo roubada, há algumas coisas que você pode fazer para melhorar a situação.

Em caso de roubo com agressão:
É OBRIGATÓRIO que você vá para a delegacia mais próxima logo em seguida.

Em caso de roubo sem agressão:
Se não quiser ir à delegacia, pode acessar o site da Secretaria de Segurança Pública e clicar em “Roubo/Furto de Obj/Doc” e, em seguida, clicar em “Prosseguir”.
Depois, clique em “Documentos – Somente RG” ou em “Documentos e Objetos”. Em “Documentos – Somente RG” vai aparecer uma outra aba perguntando se você quer fazer um boletim de ocorrência, ou pedir a segunda via do documento. Depois disso, faça a mesma coisa do item a seguir.

Responda se foi “Perda” ou “Furto/Roubo”.
A partir da sua resposta, várias abas podem aparecer, mas as instruções são simples. Basta informar, no final, seus dados e o boletim estará pronto.

Se o celular for roubado:
Se você quiser bloquear seu celular após ele sumir, ser roubado ou furtado, é bem simples: basta ligar para sua operadora e pedir o bloqueio.
Caso você saiba o IMEI do seu celular (que é como se fosse um RG), ele pode ser bloqueado automaticamente quando você faz o boletim de ocorrência. Para descobrir esse número, basta olhar na nota fiscal, na caixa do aparelho, ou digitar *#06# como se fosse ligar para alguém (por precaução, faça isso agora mesmo e anote os dígitos).

Se o seu cartão de crédito/débito for roubado:
Acione imediatamente o SAC do banco e peça o bloqueio do cartão.


quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Exercícios físicos melhoram raciocínio de pessoas a partir dos 20 anos


Até então a ciência só sabia que existia esse tipo de benefício para os idosos

Você já deve ter ouvido falar que a prática de exercícios físicos faz bem para o cérebro dos idosos – inúmeros estudos já mostraram isso. Agora, a novidade é que o raciocínio dos jovens também pode se beneficiar, segundo comprovou uma nova pesquisa científica.

O conjunto de habilidades de pensamento que melhoraram com o exercício é chamado de função executiva. Trata-se da capacidade pessoal de regular seu próprio comportamento, prestar atenção, se organizar e atingir metas.

O estudo da Universidade Columbia (EUA) envolveu 132 pessoas entre 20 e 67 anos que não se exercitavam rotineiramente. Durante seis meses, elas passaram a fazer atividades físicas quatro vezes por semana e foram acompanhadas de perto pelos pesquisadores. As habilidades de pensamento dos participantes foram avaliadas ao longo desse período. 

Os cientistas descobriram que o exercício aeróbico foi capaz de melhorar o raciocínio no geral – o que se comprovou com a aplicação de testes. “Também descobrimos que os exercícios ajudam a aumentar a espessura de uma camada externa do cérebro de todas as pessoas. Nosso estudo confirma que atividade aeróbica é benéfica para o raciocínio de adultos de todas as idades”,  disse ao site Science Daily Yaakov Stern, pesquisador da Universidade Columbia.


terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

5 atividades físicas para você praticar no verão


O profissional de Educação Física Flávio Leal listou os 5 exercícios mais indicados para essa temporada. Confira!

A atividade física é importante durante o ano inteiro, mas é no verão que a procura aumenta, tudo isso em busca de um corpo ideal para curtir a praia e o carnaval. Sendo assim, o profissional de Educação Física Flávio Leal listou os 5 exercícios mais indicados para essa temporada. Confira: 

1 Atividades aquáticas
Além de refrescar, os exercícios feitos dentro da piscina trazem diversos benefícios para o corpo. Entre os mais importantes estão a redução do impacto nas articulações e a melhora da circulação sanguínea. Esta última estimulada pelo efeito massageador que a pressão hidrostática exerce no corpo quando estamos submersos. Entre elas: 
- Natação - Considerado um dos exercícios mais completos, a natação trabalha todo nosso organismo de forma equilibrada. Também fortalece os músculos, dá resistência, auxilia na perda de peso, melhora o condicionamento cardiorrespiratório e corrige a postura. É uma atividade indicada para todas as idades, inclusive gestantes e bebês.
- Hidroginástica - Para praticar esta modalidade não é preciso saber nadar ou mergulhar. Durante os exercícios há 90% de redução na sobrecarga do peso corporal, com a água na altura do peito, o que diminui o impacto e o esforço nas articulações e evita o aparecimento de lesões.
- Hidropower – É uma modalidade avançada de hidroginástica com exercícios intensos, de maior empenho físico, baixo impacto e maior queima de calorias, chegando na perder de 500 a 600 calorias por treino. Além das atividades aeróbicas mais intensas, também utiliza equipamentos que aumentam o esforço e a carga de trabalho durante as aulas. As aulas de Hidropower têm uma hora de duração, são dinâmicas e criativas, trabalham todos os músculos do corpo, deixando abdômen, costas, glúteos, braços e pernas mais definidos.

2 - Circuito Funcional na Praia
Por ser uma atividade realizada na areia, o Circuito Funcional é um treinamento de alta intensidade, o praticante pode chegar a perder em média 800 calorias por treino. Muito indicado para quem quer sair da rotina de treinos monótonos, por trabalhar várias valências físicas durante a prática. Saltar, correr, puxar, desviar, isso tudo em um método muito divertido e dinâmico, fora que depois ainda pode rolar um belo banho de mar.

3 - Corridas de rua e bosques
É o mais democrático dos esportes por causa de sua praticidade. No geral, com um tênis e uma roupa confortável já é possível arriscar os primeiros passos. E além de ser simples de se iniciar, a corrida ainda oferece uma série de vantagens para seus praticantes, tanto para a saúde física, quanto mental.
 Com ele você vai aumentar sua capacidade cardiovascular, diminuir seu nível de colesterol, perder de peso, aumento de força dos membros inferiores, diminui os sintomas de depressão e ansiedade, melhora o humor e melhora a circulação da corrente sanguínea.

4 - Ciclismo Outdoor
Um dos melhores benefícios de andar de bike é o emagrecimento, mas você também pode melhorar a resistência muscular, desenvolver o bem-estar, tem baixo impacto em suas articulações, reduz o colesterol, controla a glicemia no sangue e regula a pressão arterial.
Ciclovias, parques e bosques são as melhores opções para quem busca por essa atividade.

5 - Patinar
A prática desta atividade física pode ser comparada à corrida, uma vez que contribui para o fortalecimento dos músculos dos membros inferiores, abdome e glúteos. Além disso, pode gerar uma queima de calorias que varia entre 500 e 800 em apenas uma hora de diversão com os patins.
A concentração necessária para se andar de patins, além da coordenação motora e o equilíbrio, importantes para se manter de pé sobre as rodinhas, também trazem ganhos para o praticante. Tem também um aumento da resistência muscular, bem como agilidade e uma postura mais correta para não desequilibrar, o que vai aos poucos transformando as características corporais.
Vale a pena ressaltar que devemos tomar muito cuidado com o horário dessas atividades, evitando se exercitar das 9h às 17h, se proteger dos raios ultravioletas com protetor solar, utilizando roupas leves, óculos escuros, viseiras e bonés. Ingerir bastante liquido e dar preferência para comidas leves e sucos de frutas da época.
Respeite sempre seu limite, não extrapole, escute seu corpo ele sempre irá te falar quando parar. O mais importante é escolher uma atividade que lhe dê prazer, mas sempre ter em mente que toda o exercício físico, tem que ser supervisionado e orientado por um profissional de Educação Física registrado em seu Conselho de classe.


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Conheça o HIT e HIIT, os treinos que queimam gordura


Saiba como fazer e quais são seus benefícios para a saúde

HIT e HIIT. Você sabe a diferença? Tanto o HIT (High Intensity Training, ou treinamento de alta intensidade), quanto o HIIT (High Intensity Interval Training, ou treinamento intervalado de alta intensidade) ajudam a diminuir a gordura corporal em um treino rápido. São uma combinação de atividades cardiovasculares e neuromusculares com o objetivo de emagrecimento com segurança e eficiência.

De acordo com Luiz Carlos Carnevali Junior, consultor técnico da Smart Fit, os treinos de HIT e HIIT elevam o metabolismo, promovendo a perda de peso e favorecem o emagrecimento. “O indivíduo passa a gastar mais calorias usando como combustível a própria gordura, não apenas no período do treino, mas durante as 24 horas do dia, simplesmente para manter o seu corpo em funcionamento”, explica Carnevali. “Esse é um método de atividade que consiste em intervalos ativos ou passivos. O que faz a pessoa emagrecer é a resposta do seu organismo ao estímulo do treino”, complementa.

Ao contrário do que se pensa, após um pequeno período de adaptação, os treinos HIT e HIIT podem ser praticados por qualquer pessoa, já que a intensidade é relativa ao nível de aptidão física de cada praticante.

Confira três motivos para apostar no HIT e HIIT:

Aumenta o metabolismo basal: os treinos HIT e HIIT são capazes de aumentar o consumo de oxigênio e o volume de massa muscular. Ou seja, aumentam a quantidade de energia gasta pelo corpo para manter suas funções básicas durante todo o dia.

Maior gasto calórico, redução de gordura corporal: durante uma atividade de alta intensidade, o praticante aumenta a demanda de oxigênio, e isso cria um débito que será reposto durante o período de intervalo. Ou seja, mesmo nos momentos de recuperação, o corpo continua queimando calorias e gordura.

Melhora da capacidade neuromuscular e cardiorrespiratória: o treino HIT, praticado na esteira da academia, aumenta a capacidade cardiorrespiratória. Já o HIIT é uma proposta de treinamento que aumenta a resistência muscular.

Fonte: https://sportlife.com.br/hit-hiit-treinos-queimam-gordura/ - Redação Sport Life - Foto: Freepik

domingo, 17 de fevereiro de 2019

Suor demais? Saiba identificar a hiperidrose – e como lidar com ela


Doença que atinge 1% da população traz desconfortos funcionais e sociais

Suar quando se pratica atividade física é normal – especialmente em dias tão quentes como os que têm feito em todo o país neste verão. Mas e quando a pessoa sua demais e rotineiramente, a ponto de pingar, mesmo em situações banais em que a maioria não sua? Isso tem nome: hiperidrose.

“Ela se manifesta em 1% da população. É uma prevalência alta”, explica Caio Lamunier, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e do Hospital das Clínicas de São Paulo. “Mas muitos não sabem disso porque aqueles que têm a doença geralmente se escondem, ou seja, evitam as situações gatilho”.

Segundo o médico, é preciso cuidado para não confundir a hiperidrose com o simples suor excessivo. “Há um limite bem tênue entre um suador mais exacerbado e a doença que precisa ser tratada. Esse limite costuma ser o dano funcional e emocional que traz à pessoa”, diz Lamunier. 

Ou seja, se o fato de suar muito e rotineiramente te leva a mudanças de hábitos, ao afastamento de atividades e ao isolamento, por exemplo, pode ser sinal de que é preciso tratar o problema. De acordo com o dermatologista, a hiperidrose não é psicológica, causada pelo nervosismo ou ansiedade, como a maioria acredita. “É uma doença genética em que há uma resposta inadequada das glândulas sudoríparas diante de situações gatilho rotineiras, como calor excessivo, estresse e até mesmo atividades físicas de baixa intensidade”, diz.

No geral, a hiperidrose começa a se manifestar na adolescência e, se não for tratada, permanece com a pessoa. Lamunier explica que o suor exacerbado que começa na vida adulta ou aquele que acontece durante o sono (suor noturno) não caracterizam a hiperidrose. “Existem outras doenças que simulam essa situação. Se isso acontece, desconfiamos de outras doenças, como alguns tipos de câncer”, esclarece.

Diferentes partes do corpo que têm glândulas sudoríparas podem sofrer com a hiperidrose: axilas, palma das mãos, planta dos pés, costas e até couro cabeludo. E é possível que aconteça de maneira localizada ou generalizada – varia caso a caso.

“Quando é nas mãos, por exemplo, a pessoa tem dificuldade para manusear papéis e pode chegar a molhá-los. Nos pés, causa micose recorrente e faz com que os calçados escorreguem. O fato é que sempre traz algum desconforto funcional e social”, resume amunier.

Tratamento
Felizmente, quem sofre com a hiperidrose já pode contar com uma variedade de tratamentos para minimizar o desconforto e melhorar a qualidade de vida. A melhor escolha depende das particularidades de cada caso e deve ser discutida com seu médico.

A seguir, confira as opções disponíveis elencadas por Fernanda Junqueira, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Sociedade Americana de Medicina Estética e especialista pela Associação Médica Brasileira:

Uso de substâncias tópicas: na forma de creme, é o tratamento mais acessível financeiramente, mas pode não funcionar para todos os casos. O médico prescreve fórmulas que podem ser manipuladas de acordo com as necessidades de cada paciente. Os ativos criam uma barreira que evita a saída de suor pelos poros. No geral, uma fórmula simples custa a partir de R$ 200.

Toxina botulínica: tem sido a opção de 80% dos médicos e pacientes atualmente quando se trata de custo-benefício. O médico aplica a substância com agulha na região afetada e, para minimizar a dor, o paciente recebe anestesia antes do procedimento. Tem alta eficácia e dura de 10 meses a um ano. Custa entre R$ 2,6 mil e R$ 4 mil, dependendo do profissional.

Ondas de choque: também conhecida como radiofrequência. É um procedimento para axilas, feito com aparelho no consultório do dermatologista. Estudos mostram eficácia de até 40%. Requer de oito a dez sessões e custa de R$ 400 a R$ 800 por sessão, dependendo da região do país.

Procedimento cirúrgico: tratamento mais invasivo, que visa cortar nervos para que eles não façam mais a transmissão nervosa para as glândulas sudoríparas. A recuperação costuma ser rápida mas não é possível garantir a eficácia, já que o corpo pode encontrar vias alternativas para suar em outros locais do corpo. Custa a partir de R$ 8 mil.


sábado, 16 de fevereiro de 2019

Conheça o melhor treino para queima de gordura, segundo a ciência


Estudo comparou resultados e mostrou a melhor opção para quem quer emagrecer

Ao buscar atividades físicas para uma vida mais saudável, quem nunca se sentiu perdido diante de tantas opções de treinos que existem hoje em dia? Funcional, crossfit, HIIT, musculação, corrida… Como escolher? A ciência pode ajudar!

Se o seu objetivo é a queima de gordura, vale conhecer as descobertas de um estudo da Universidade King Faisal (Arábia Saudita). Os pesquisadores se dedicaram a encontrar o treino mais eficaz para o emagrecimento. Para isso, o estudo avaliou o efeito de exercícios físicos em 32 mulheres com excesso de peso. Elas foram divididas em dois grupos: um de treinamento aeróbico de alto impacto e outro de baixo impacto.

No primeiro grupo, as mulheres malhavam quatro vezes por semana, em aulas intensas de cardio com uma hora de duração. O exercícios tinham predominância de saltos e incluíam kickboxing, dança aeróbica e HIIT (sigla em inglês de treinamento intervalado de alta intensidade). Já no segundo grupo, a mulheres combinaram musculação com cardio de baixo impacto e sem exercícios de saltos.

O estudo mostrou que, ao final de 24 semanas, ambos os grupos de mulheres melhoraram sua condição física. Porém, no geral, as participantes do grupo de treinamento de alta intensidade perderam mais gordura e peso corporal do que o grupo de baixo impacto.

“O treinamento de alto impacto é mais efetivo na redução do peso corporal e na perda de gordura”, concluíram os pesquisadores do estudo, que foi publicado no Jornal de Medicina Esportiva e Aptidão Física. E aí, quando você vai começar seu treino de alto impacto e com muitos saltos para entrar em forma?


sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Descubra os 5 degraus para ter um emagrecimento saudável

Especialista revela cinco atitudes que você deve tomar para andar na linha

Emagrecer exige muita força de vontade, disciplina e mudança de hábitos. Mas não é só isso. O psicólogo Diogo Montal sugere que para um processo de emagrecimento saudável e efetivo é necessário mudar também a forma de pensar em relação a alimentação e treinos. Veja, abaixo, cinco degraus importantes que devem ser considerados antes de iniciar o processo de emagrecimento saudável.

Confira 5 dicas para um emagrecimento saudável:

1. ESTABELEÇA UMA META

O psicólogo Diogo Montal diz que é importante determinar uma meta objetiva e clara, que vai tirá-lo de sua zona de conforto. Sem uma meta ficamos à deriva do acaso sabotador e caímos no autoengano do “conforto atual”. A meta geral é emagrecer. Mas se uma pessoa precisa eliminar 100 kg é preciso pensar no tempo que isso levará. Subdivida sua meta em semanas, dias e até turnos para ficar mais fácil. Estabelecer um vetor concreto e realizável é sair do marasmo.

2. DEFINA UM PENSAMENTO ESTRATÉGICO

É necessário definir um pensamento único para que o objetivo seja atingido. O psicólogo sugere ainda que o paciente escreva uma estratégia de pensamento afirmativa e a leia todos os dias. Por exemplo, uma pessoa que fala “Eu vou alcançar êxito”, “Eu vou me priorizar”, “Eu vou vestir roupas de quando tinha um peso magro” ou “Eu vou emagrecer”.

Pense em frases positivas para eliminar gatilhos mentais negativos. Esqueça o condicional como: “Se eu reduzir o peso terei autoestima” ou “Farei a dieta, mas e se acontecer uma festa esse final de semana?”. São processos mentais que automaticamente bloqueiam nossa atitude. Vamos tentar dar férias para eles.

3. TENHA UM MOTIVO PESSOAL

É preciso se conhecer para realizar esta terceira etapa. Para estabelecer um motivo pessoal para o emagrecimento, deve-se fazer a seguinte pergunta: por que quero alcançar essa meta? A resposta pode ser corriqueira, como melhorar seu estado de saúde, autoestima, bem-estar, uma realização pessoal ou mais íntima, como retomar a sua identidade, que se perdeu em meio ao excesso de peso, fazendo com que o paciente não se reconheça mais ao olhar no espelho.

4. REFLITA SOBRE SUA CAUSA PRIMORDIAL

Para alguns ela está na consciência, para outros, ainda no inconsciente. O psicólogo explica que esta etapa se trata de encontrar o que o move, o que faz você executar suas tarefas diárias, determinar de onde vem sua energia. A causa primordial de algumas pessoas é a família, um livro, a fé, um objeto, uma música ou uma frase de efeito, por exemplo. Ela será utilizada para dar força no processo de emagrecimento, como após um deslize na dieta. “O que fez você se levantar quando caiu?”. A causa primordial está além do motivo. Ela é mais forte. É de onde vem a sua motivação vital. Muitas vezes é o próprio paciente. Não necessariamente algo externo.

5. INICIE SEU CICLO DE AÇÃO

Tempo, planejamento e movimento são os pilares da ação. Tempo: imagine o dia do resultado, mas lembre-se que isso só vai acontecer se der o primeiro passo. Se fizer o primeiro dia. É tempo de mudança. Planejamento: utilize ferramentas e instrumentos que deem dados de realidade. Faça um recordatório alimentar, uma tabela semanal, uma agenda comportamental, como seguir sua dieta, fazer atividade física, dormir cedo, beber água. Dê métrica, tangibilidade e quantifique suas ações.

Movimento: a mudança de atitudes dependerá do que você faz de diferente em sua rotina. Em vez de comer, por que não ir ao cinema, malhar, passear, ligar para alguém? Entre o sonho e a realização temos o movimento, e esta é a única garantia que você tem: a sua atitude!

De acordo com o psicólogo, até aqui você se moverá efetivamente em busca de sua meta, trabalhando o pensamento, comportamento, e ainda colocando em prática todos os conceitos ensinados nas dicas. “O resultado é consequência do que você realizou e com qualidade, o verbo fazer moldará o seu sucesso final. Viva o presente! Mudar a atitude e fazer a ação diariamente vai preencher o espaço vazio entre o quero e o de fato emagrecer”, completa.

Fonte: https://sportlife.com.br/emagrecimento-saudavel-degraus/ - por Brenda Prestes - Foto: Freepik

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Tire suas dúvidas sobre nutrição esportiva


Pode carboidrato à noite? Whey protein engorda? Comer de 3 em 3 horas? Nutricionista responde!

Desempenho e qualidade de vida são resultado da combinação de prática esportiva e alimentação equilibrada. Ponto. Mas aí vêm os diferentes objetivos, quem quer emagrecer, quem busca massa muscular e as dúvidas se multiplicam quando se refere a nutrição esportiva. As principais dúvidas sobre nutrição esportiva foram respondidas pela nutricionista Luciana Bertelli Roseiro, da academia Evolux Fit Class, de Bauru (SP), no bate-papo que você confere a seguir:

Existe limite para o consumo de proteína? Até que quantidade ela é benéfica para ganhar massa muscular?

“Nosso corpo utiliza a quantidade de proteína que necessita. Então, em excesso ela pode virar gordura. A quantidade varia entre 0,8g a 2,5g por quilo de peso por dia. Varia se a pessoa é sedentária ou se já faz uma atividade física, mas não é intensa. Quando é um treino mais intenso, o corpo pede mais proteína. Depende do biotipo da pessoa, da atividade e da intensidade. Fisiculturismo, por exemplo, exige muito gasto energético, porque há uma elevação na taxa metabólica e massa magra cataboliza muito rapidamente.”

Carboidrato à noite, pode ou não?

“Depende de cada pessoa. Não dá para colocar no cardápio de quem quer perder peso… E depende do carboidrato. Há dois tipos: o simples e o complexo. O simples normalmente vira gordura mais rápido. Já o complexo tem fibras e vai ser mais armazenado como energia, em forma de glicogênio. Quando não há excesso, não faz mal. Uma pessoa obesa já tem uma quantidade de calorias sobrando, então, se come um carboidrato simples e vai se deitar, vai estar em repouso e ele vai se transformar em gordura. Já um atleta precisa comer carboidrato, até porque, se ele não comer, vai perder massa magra durante a noite.”

Comer de três em três horas é mesmo um bom hábito? Esse intervalo pode ser flexível?

“É um hábito saudável, sim. Mas sempre é preciso respeitar o limite da pessoa. A maioria sente fome de três em três horas, é normal. Às vezes em quatro… Mas se a pessoa começa a sentir fome e está ocupada, deixa passar, acaba ‘perdendo’ a fome, mas não se pode confundir, achar que não tem fome. Só não prestou atenção. Se sentir fome a cada quatro horas, não há necessidade de comer uma hora antes. Sempre gosto de respeitar a vontade. O importante é não deixar passar o momento de fome.”

E se pular uma refeição pode descontar tudo no jantar…

“Tem gente que fala para mim: ‘Não sei como engordo, porque só como três vezes por dia.’ Mas se a pessoa come esganadamente, e rapidamente, acaba comendo mais e dilatando o estômago. Fazer mais refeições, em menores quantidades, é melhor.”

Açúcar como fonte de energia: em algum momento ele é aliado?

“O açúcar refinado é sempre um vilão! Mas se for um carboidrato que vai ser absorvido como fonte de energia rapidamente, é um aliado. Atletas precisam, em suas dietas, de bastante carboidrato simples antes de competir. Macarrão, pão, farinha branca mesmo, para terem bastante glicogênio armazenado. E durante a competição ainda consomem aquele gel, que é absorvido como energia imediatamente.”

Qual o momento certo de consumir whey protein: qualquer hora do dia ou pós-treino?

“Tanto pós-treino, pela absorção rápida, quanto substituindo refeições. Uma pessoa que fica bastante tempo sem comer pode tomar whey para não faltar energia. Mas não substituir almoço e sim uma refeição intermediária. Como pré ou pós-treino, vai oferecer tudo o que a pessoa precisa: carboidrato, lipídios, quantidade adequada de proteína…”

Quem tem intolerância a lactose pode tomar whey tranquilo?

“Sim. Porque a proteína é extraída do soro do leite. Pode haver traços porque no processo industrial o leite é matéria-prima para vários produtos e podem ficar resíduos no maquinário. Por isso o aviso na embalagem, para pessoas com intolerância muito grave, que não suportam quantidades mínimas de lactose.”

Há o mito de que whey engorda. Pode acontecer em alguma circunstância?

“Acontece, por mau uso e falta de orientação. O whey usado corretamente não engorda, pelo contrário, ajuda no emagrecimento. Só que muitas vezes vemos a pessoa sair do treino no início da noite, tomar whey, mas chegar em casa e jantar! Então, qual a necessidade de duas refeições juntas? É um acúmulo… Tem que saber quando e como usar. O whey sempre vai ser o substituto de uma refeição.”

Para manter um percentual de gordura corporal aceitável, que hábitos alimentares são inegociáveis?

“Fazer escolhas mais saudáveis e beber bastante água. Pode escolher um dia para comer algo que está fora da dieta, quando der aquela vontade. Mas nada de exageros: tudo é questão de quantidade e em que horários. Mas não é para comer só porcaria naquele dia! Aí não vale… Mas é até saudável fazer essa exceção. Só não pode ter hábitos frequentes, como tomar refrigerante ou cerveja durante a semana…”

… deu gancho para a última pergunta: quando e com que frequência cometer esses pequenos pecados?

“A gente pode comer. Deve. Não faz mal comer uma coxinha ou um pastel de vez em quando. Até para não criar compulsão. Se a gente não come, vai criando aquela vontade e, quando não aguentar mais, vai comer muito e se prejudicar. E degustar, sem exagero, não faz mal nenhum. É até saudável. É uma questão de controlar: não passar vontade, mas não exagerar. Comer sem culpa. E a cerveja? Poder tomar, não pode, mas como eu vou falar para a pessoa, se ela gosta? O caminho é ajustar, entrar num acordo: não exagerar e intercalar com água. E compensar no exercício e na dieta durante a semana.”

(Originalmente publicado em Canhota10.com; autorizado pelo autor)

Fonte: https://sportlife.com.br/duvidas-sobre-nutricao-esportiva/ - Fernando Beagá - Foto: Freepik

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Troque o açúcar por estes sete substitutos saudáveis


Stévia, açúcar mascavo e mel são opções para preservar a saúde sem cortar a sobremesa

Bolos, tortas, doces, sorvetes e sobremesas são guloseimas que levam na receita o açúcar, componente apontado como vilão da alimentação saudável. Apesar de ser agradável ao paladar, o açúcar branco e refinado não carrega quantidades significativas de nutrientes e ainda recebe aditivos químicos no seu processo de industrialização. O resultado? Isso faz dele um alimento nocivo ao funcionamento do organismo. Tanto é que segundo pesquisadores da Universidade da Califórnia (EUA) o açúcar é tão perigoso quanto o álcool e o cigarro, e seu consumo também deveria ser controlado. Em artigo publicado pela revista Nature, os cientistas afirmam que ele é o responsável por problemas de saúde que vão além da obesidade e diabetes, também provoca a elevação do triglicérides, alterações no fígado e na hipertensão arterial.

Mas há uma saída para manter a saúde sem tirar o doce da alimentação: o jeito é substituir esse vilão por adoçantes (químicos ou naturais) mais saudáveis, que agregam valor nutricional à sua alimentação.

Mas vale lembrar que o abuso dos adoçantes também deve ser evitado, já que, em excesso, eles ativam os receptores de glicose no intestino. "Esse processo aumenta a glicemia - predispondo o diabetes - e o acúmulo de gordura no tecido adiposo", explica a nutricionista Thais Souza, da rede de lojas Mundo Verde. Conheça alguns adoçantes saudáveis e escolha o que melhor se adapta a sua rotina alimentar. Eles ainda são a melhor opção, principalmente quando comparados com o ciclamato, que, de acordo com uma série de pesquisas, contém substâncias possivelmente cancerígenas.

Stévia
Os adoçantes feitos à base de stévia são extraídos da folha da Stevia rebaudiana, uma planta de origem sulamericana. Essa opção figura entre as mais saudáveis, já que é de origem natural e não causa qualquer alteração na glicemia. "Ela adoça cerca de 300 vezes mais que o açúcar sem adicionar calorias à dieta", explica a nutricionista Bruna Pinheiro, do programa de emagrecimento Dieta e Saúde, que recomenda o uso em sucos, sorvetes, chás e pratos cozidos ou assados.

Açúcar mascavo
Para quem não tem diabetes, o açúcar branco pode ser substituído pelo açúcar mascavo. "Esse alimento é obtido das primeiras extrações da cana, por isso possui menos calorias e mais minerais - como cálcio, magnésio, potássio e fósforo - que o açúcar branco" explica Bruna.
Ele pode ser utilizado da mesma maneira que o açúcar branco, mas vale ressaltar que ele contém calorias e por isso deve ser usado com moderação.
A compra desse alimento também merece atenção, já que pode ser feita a granel, em que o produto fica exposto. Nesse caso o risco de contaminação é maior. Prefira comprar o produto embalado e confira os dados de lote e prazo de validade.

Açúcar demerara
Também chamado de cristal dourado, o açúcar demerara é levemente refinado, ficando entre o açúcar mascavo e o refinado. "A principal vantagem é que ele não recebe aditivos químicos", explica Thaís. Seus grãos são maiores e um pouco mais difíceis de diluir. Uma sugestão é triturá-lo no liquidificador antes de consumir. Seu valor nutricional é semelhante ao do açúcar mascavo.

Mel
Constituído por frutose e glicose, ele é fonte de carboidratos, vitaminas do complexo B e minerais. Também é conhecido pelas suas ações antifúngica e bactericida. Mas possui elevado valor calórico, portanto não deve ser consumido em grande quantidade. "Quando é aquecido, o mel pode sofrer uma perda significativa dos nutrientes. Por isso, prefira consumi-lo sem cozinhar", explica a nutricionista Thais.

Açúcar orgânico
O açúcar orgânico é cultivado e processado sem o uso de qualquer aditivo químico. "Isso garante que o alimento seja mais nutritivo que a versão refinada, e livre de substâncias que fazem mal ao organismo", explica Bruna. No entanto, seu consumo também deve ser moderado, já que também aumenta a taxa glicêmica no sangue.

Acessulfame-K
Este adoçante é derivado do potássio e tem poder adoçante entre 130 e 200 vezes maior do que o açúcar branco. Ele pode ser adicionado à comida e bebida. Também está presente nos chicletes que não levam adição de açúcar. Apesar de não adicionar nutrientes à alimentação, não há estudos comprovando seu efeito nocivo ao organismo.

Sucralose
"A sucralose é elaborada a partir da modificação da molécula do açúcar. Apesar de não conter nutrientes, ela não tem os efeitos nocivos do açúcar, já que não altera a taxa glicêmica" explica a nutricionista da rede Mundo Verde. Os adoçantes de mesa feitos à base de sucralose possuem poder adoçante 600 vezes maior que o açúcar, têm sabor agradável e podem ser utilizados em preparações quentes e frias.


terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

10 exercícios perfeitos para começar a treinar em casa


Sem equipamentos, é possível deixar o sedentarismo de forma simples, em algum cantinho da sua casa

Como deixar o sedentarismo? Não poder frequentar uma academia já não é mais uma justificativa. Uma maneira mais simples e fácil é treinar em casa, lembrando sempre a obrigatoriedade da realização do teste ergométrico inicialmente. Caso você não frequente uma academia, existem exercícios físicos que não precisam de equipamentos e que você pode realizá-los em casa, por exemplo. Para que você realize este treinamento físico não precisará de equipamentos especiais, no máximo, eventualmente, os móveis da casa.

Após a realização da avaliação física inicial (teste ergométrico), a pessoa não tem mais motivos para não iniciar seu programa de exercícios físicos no local que desejar. A adaptação ao treinamento físico deve ocorrer de forma gradativa, respeitando as características do indivíduo e seus sistemas muscular e cardiorrespiratório.

O treinamento físico possui as variáveis: intensidade, duração dos treinos e regularidade. Os exercícios físicos em casa devem possuir uma intensidade moderada, com uma duração total entre 20 a 30 minutos e uma regularidade de pelo menos 3 sessões por semana.

Escolha inicialmente uma modalidade de sua preferência. Defina e organize um espaço arejado e amplo em sua residência. Podem ser utilizados os seguintes materiais: colchonetes, caneleiras, halteres e elásticos, além de outros que serão os próprios móveis de casa, ou até mesmo sem nenhum material.

A seguir serão apresentados alguns exercícios:

Exercício de flexão de braço no solo
Agachamento (sentar e levantar no banco)
Subir e descer escadas
Afundos (deslocamentos frontais)
Polichinelos
Tríceps sobre a cadeira
Prancha
Stiff Unilateral (aviãozinho)
Abdominais
Barra pendurada no batente da porta

Estes exercícios podem ser realizados em forma de circuitos, sendo realizados por número de repetições ou por tempo. Torna-se de fundamental importância ressaltar que para uma evolução segura, correta e adequada do indivíduo no treinamento físico em casa, é necessária a participação e orientação de um Professor de Educação Física. Com isso, a falta de uma academia não é motivo para existir o sedentarismo em sua vida. Afaste os móveis da sala e bons treinos!


segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

As 16 fantasias que mais vão bombar no Carnaval 2019


É do time das carnavalescas de carteirinha, mas não sabe o que vestir neste ano? Eis aqui as fantasias de Carnaval mais legais e criativas do momento.

“Gente é pra brilhar”, já diria a música de sucesso, e por aqui, durante o Carnaval, a frase costuma ser elevada à máxima potência. Também, pudera! Essa é a única época do ano em que é “permitido” sair por aí bem à vontade, banhada em glitter, e vestindo apenas maiôs, bodies, hot pants, saias de tule e suas variações.

Pensando em te ajudar a compor o look folia, o MdeMulher foi atrás das fantasias de Carnaval que mais prometem bombar em 2019. Ao final da pesquisa, chegamos nestas 16 ideias principais, que além de lindas, são criativas e fáceis de fazer em casa.

Do mundo animal aos memes atuais, dos clássicos de antigos carnavais aos hits do momento, opções não faltam para agradar todo e qualquer tipo de foliã.

Girassol
Tendência que chegou de mansinho no último ano, a fantasia de girassol é fácil de reproduzir em casa e fica uma verdadeira fofura. Você pode combiná-la das mais diferentes formas: com biquíni (ou top) e saia de tule, com body/maiô já trabalhado na estampa das flores, colando girassóis falsos em uma camiseta antiguinha… Ah! e se a intenção for montar um look casal, fale para seu boy ou sua mina ir vestido (a) de jardineiro (a), com um regador em mãos.

Sereia
Devemos admitir que a fantasia de sereia não é mais uma simples tendência, mas sim um clássico do Carnaval no Brasil. O bom disso tudo é que, hoje em dia, é facinho encontrar looks completos, acessórios e até maquiagens inspirados no sereísmo por aí, o que ajuda horrores na hora de montar a produção carnavalesca.
Quer fazer em casa? Busque por redes de pescaria, conchas, pérolas e tudo o que for relacionado ao mar, de preferência, com BASTANTE brilho holográfico.

Arco-íris
Para quem abraça – e tem orgulho – de todas as cores, nada melhor do que uma fantasia de arco-íris, que pode ser totalmente personalizável. Dá para acrescentar uma nuvem e deixá-la ainda mais interessante, investir em uma paleta pastel para criar um look fofo, ou apostar nos tons vibrantes e atrair atenção por onde for.

Unicórnio
Assim como as sereias, unicórnios também já viraram tradição de Carnaval, e a fantasia é perfeita para aqueles últimos dias de folia, quando a criatividade não está mais tão em alta assim. O look clássico envolve um top/body/blusinha/biquíni de cor clarinha, coordenado com uma saia de tule fofa – mas, como tudo na vida, o visual também pode ser modificado de acordo com a sua personalidade. O único item essencial, na verdade, é o chifrinho no meio da cabeça.

Abacaxi
Qualquer fruta do mundo pode acabar se tornando fantasia, mas vale dizer que o abacaxi é uma das mais legais de “vestir” – afinal, ele tem uma coroa! Faça em casa com ajuda de cartolina colorida e roupas mais velhinhas, ou invista em looks luxuosos, com acessórios de cabeça e bordados chiques.

Onça
É bem provável que no seu guarda-roupa (ou no da sua mãe, da sua avó, da melhor amiga…) exista uma peça com estampa de onça, e ela pode virar uma ótima fantasia para curtir os bloquinhos. O segredo, aqui, está na maquiagem temática e, se você quiser um lookinho ainda mais completo, é possível finalizá-lo com orelhas de animal print.

Borboleta
Ainda no reino animal, temos borboletas de todas as cores como sugestão para sua fantasia. Mire em uma cor principal e não economize nos acessórios – como asas e antenas – nem na beleza, que pode ser das mais espalhafatosas.

Sol, lua, estrelas e, por que não, o universo inteiro?
Em 2018 começaram a pipocar algumas fantasias de astros, estrelas e planetas, e a gente aposta que, neste ano, a tendência deva pegar geral. Até porque o look, por conta das tiaras decoradas, fica incrível sem muito esforço – basta usar peças metalizadas e a criatividade para fazer seu próprio acessório de cabelo ou, em último caso, guardar uma graninha e adquirir o seu em lojas específicas (o Insta está cheio delas!).

Signos do zodíaco
Deixe o mundo saber que você é uma ariana ~porreta~ com um visual todinho em vermelho e o símbolo do signo pintado no rosto ou enfeitando o cabelo. Não esconda seu lado leonina e coloque a juba para jogo e, se você for de gêmeos, chame a amiga do mesmo signo para montar uma fantasia em dupla. Sucesso!

Look neon
Com toda essa onda anos 80/90 de volta, não estranhe se você vir um monte de gente com seu look neon passeando pelas ruas durante o Carnaval. Maiôs bem cavados, tipo asa delta em cores como verde-limão e pink, tênis grandão, “do papai”, e, claro, pochetes mil formam um visual fluorescente de respeito.
Invista, também, nas viseiras, que protegem do calor e, se quiser deixar tudo mais interessante, coloque uma meia arrastão por baixo do traje de banho.

Coração
Apaixonadas de plantão, românticas incompreendidas, “cupidos” das amigas, essa é para vocês. Uma fantasia de coração atende bem quem prefere fazer o próprio look de carnaval, já que você pode desenhar coraçõezinhos vermelhos e colá-los em uma camiseta branca, por exemplo. Tiaras são outro bônus, assim como peças únicas já estampadas a favor da paixão!

Jennifer (a do Tinder)
O nome do hit do momento é “Jennifer” e, no Carnaval 2019, não será preciso usar o Tinder para cruzar com uma ou várias Jennifers por aí. Marcas já começaram a investir nas tiaras com o nome, mas nada te impede de fazer a sua própria fantasia de Jennifer do Tinder, com uma pegada bem DIY.

Mulher Maravilha
Garotas geek podem apelar para a boa e velha fantasia de Mulher Maravilha, que já foi sucesso absoluto em outros carnavais, mas não é datada e fica uma gracinha em qualquer pessoa. Claro que você também pode se fantasiar de outras super-heroínas, ou chamar as amigas e montar a liga da justiça completa.

Flamingo
De volta aos animais, convocamos agora as fãs de cor-de-rosa para montar uma fantasia de flamingo de sucesso. Basta juntar diferentes peças em rosa (que você já possui em casa) e, com o look monocromático em mãos, comprar ou fazer as asas e o bico da ave, que também pode aparecer em forma de acessório no cabelo.
Assim como acontece com os girassóis e abacaxis, já existe uma infinidade de peças estampadas com flamingos disponíveis para compra, assim como aquelas boias de piscina no formato do bichinho – outra alternativa para compor a fantasia.

Barbie
A Barbie voltou a ser assunto no Brasil durante as últimas eleições – se você dormiu no ponto, vale conhecer o meme da boneca militante – e garotas que adoram uma zoeira relacionada a política podem desfilar uma fantasia irônica de barbiezinha privilegiada (ou Barbie fascista, mesmo). Diríamos que as plaquinhas com mensagens bem claras, aqui, são essenciais!

Arlequina
O filme novo da Arlequina (ou Harley Quinn) só estreia no ano que vem, mas a fantasia da personagem se consolidou como hit absoluto de Carnaval/Halloween nos últimos anos. Divertido, o lookinho conta com bastante jeans e meia arrastão, além de uma maquiagem das mais copiadas por aí (procure pelos tutoriais do YouTube para reproduzir!), e marias-chiquinhas coloridas, sempre uma ótima oportunidade para inovar no tom do cabelo.

Outras apostas
A gente selecionou as fantasias de Carnaval que, na nossa opinião, prometem dominar os blocos, festas e rolês durante o período, mas a verdade é que a lista é longa e, como bem sabemos, brasileiras não costumam economizar no fator criatividade. Além das produções listadas acima, espere também por muitas fadas (sensatas), plaquinhas com os mais diferentes dizeres (alguns, bem diretos!), memes de cunho político (laranjas, talvez?), Anitta em seus clipes de maior sucesso, os quatro elementos andando em grupo (terra, fogo, água e ar) e as divas clássicas do pop, que nunca saem de moda.

E você, vai de que neste Carnaval?