domingo, 5 de outubro de 2014

10 alimentos que você não pode viver sem

O que deve estar presente na mesa caso você queira viver mais e melhor. Pelo menos no que depender de sua alimentação

Você sabe que uma alimentação saudável é a base de sustentação de seu corpo. Mesmo que você não seja um esportista. O que você talvez não saiba é que comer o que se deve, de forma a manter a boa saúde, não é das tarefas mais difíceis. Quer simplificar sua vida nesse sentido? Basta fazer a escolha certa entre tudo aquilo de saudável que você está careca de saber. Se tiver que escolher um único vegetal, por exemplo, prefira o brócolis. Entre o filé-mignon e a posta de salmão, fique com a segunda opção. Maçã ou laranja? Maçã, claro! Thiago Volpi, clínico geral e nutrólogo do Espaço Volpi, e Adriana Ávila, nutricionista, ambos de São Paulo, apontam o que não pode faltar no seu cardápio.

1. Brócolis
Se você entorta o nariz para os vegetais que tão bem compõem uma salada, coma ao menos brócolis. Além de ser rico em fibras, possui vitamina C e betacarotenos, substâncias que protegem o aparelho digestivo, diminuindo o risco de câncer no local.  Também é fonte de ferro, vitamina B12 e ácido fólico, que evitam e tratam anemia. “O consumo diário de legumes e verduras deve ser de quatro ou cinco porções. Se o brócolis, que equivale a uma dessas porções, estiver entre as suas escolhas, você deve comer pelo menos duas flores dele diariamente”, diz a nutricionista Adriana Ávila.

2. Azeite de oliva
Essencial no combate às doenças cardíacas. O tipo extravirgem, principalmente, apresenta uma grande quantidade de gordura monoinsaturada que não se converte em colesterol. Além disso, ajuda a reduzir os níveis do LDL (colesterol ruim) no organismo, minimizando também os riscos de acidentes vasculares cerebrais. Por conter ômega-9, age, ainda, contra inflamações que provocam o desgaste e a fraqueza muscular. A quantidade diária recomendada é de até duas colheres de sopa, que equivalem a 16 ml.

3. Peixe
Sardinha, salmão e atum, truta, linguado e namorado têm alto teor de cálcio e de ômega-3, substância que aumenta a atividade cerebral, controla a hiperatividade e a depressão, além de melhorar o raciocínio. Os estudos mais recentes mostram, ainda, que o ômega-3 ajuda a manter a pressão arterial estável, assim como a quantidade de glicose no sangue. A quantidade recomendada é de 100 gramas (um filé que caberia na palma da mão), duas ou três vezes na semana.

4. Tomate
Mais importante para os homens. Contém carotenoides, como o licopeno, que ajuda a proteger a próstata contra o câncer. O licopeno, no entanto, é mais bem absorvido quando consumido por meio do molho de tomate, cerca de uma colher de sobremesa diariamente, principalmente  associado ao azeite de oliva. Outras formas de garantir o estoque benéfico dessa substância é tomar um copo (250ml) diário de suco de tomate.  Se você prefere o tomate simplesmente, coma uma unidade (cerca de 70 gramas), que está tudo certo.

5. Maçã
Possui uma vasta variedade de nutrientes, como vitaminas do complexo B, C e E, potássio, fibras e flavonoides. Um deles é a quercetina, que ajuda a diminuir a formação de radicais livres, moléculas adulteradas que o próprio organismo produz, promovendo o seu envelhecimento. Já por conta da pectina (um tipo de fibra solúvel), a maçã também contribui para a redução dos níveis de colesterol. E, devido ao teor de água e vitamina C, é considerada um excelente hidratante. “Tem um ditado, com o qual concordo,  que diz que quando comemos uma maçã por dia, ficamos longe dos médicos. E essa maçã não precisa ser tão grande: uma de tamanho médio resolve”, diz Adriana.

6. Mirtilo
As “berries” são frutas recheadas de antioxidantes, como os flavonoides e as antocianinas, que combatem o envelhecimento precoce do corpo. Esta última substância também vem sendo relacionada ao controle do colesterol. “Além disso, um estudo de 2009 mostrou o  efeito benéfico do mirtilo, também conhecido como blueberry, na diminuição da resistência à insulina e no emagrecimento, já que ajuda a combater a inflamação da células gordurosas, que favorece a proliferação delas”, diz doutor Thiago Volpi. A recomendação diária é de uma xícara de chá (170 gramas).

7. Arroz
Rico em carboidrato, principal nutriente na produção de energia, também possui ferro, vitaminas do complexo B, fibras e, quem diria, proteína. O ideal, no entanto, é consumir arroz integral ou selvagem. O branco, mais comum nas mesas em geral, não tem tanto nutrientes como os citados. O consumo diário deve ser de quatro colheres de sopa no almoço e no jantar.

8. Feijão
Trata-se de um dos alimentos de origem vegetal mais ricos em proteína e ferro. Além disso, contém carboidrato e fibras. A recomendação diária varia entre uma e quatro colheres de sopa no almoço e no jantar. “A sua combinação com o arroz, bem ao gosto do brasileiro, é perfeita: os aminoácidos que faltam em um são encontrados no outro”, diz doutor Thiago. “Sem contar que a absorção do feijão pelo organismo é facilitada pelo amido presente no arroz”. De acordo com estudo feito na Universidade de São Paulo (USP), com o aval da Organização Mundial da Saúde (OMS), a dobradinha arroz e feijão também reduz os riscos de câncer na cavidade bucal, faringe e laringe.

9. Iogurte
Além de ser rico em cálcio, assim como todo derivado do leite, favorece as funções gastrointestinais, reduzindo o risco de prisão de ventre e câncer de cólon, principalmente os que possuem probióticos, tipo os lactobacilos. O cálcio é importante na manutenção da saúde de ossos e dentes. “O ideal é que você tome três copos de iogurte diariamente. Caso você também tome pelo menos um copo de leite, a necessidade de iogurte cai para dois copos. Ou seja, entre leite e iogurte, devemos tomar três copos”, diz Adriana.

10. Linhaça
Possui fitoquímicos (lignanas, fitosteróis e flavonoides), também considerados antioxidantes, além de ômega-3, vitaminas e minerais, com destaque para a vitamina E, potássio e magnésio. Por conta do ômega-3, apresenta benefícios contra dor e inflamação, podendo também fortalecer o sistema imunológico, reduzir o risco de certos tipos de câncer e melhorar a saúde da pele, cabelo e unhas. Mais: auxilia no controle do colesterol e no bom funcionamento do intestino. “É importante que a linhaça seja triturada no momento de consumo para que os nutrientes sejam mais bem absorvidos”, diz Adriana. “É recomendado também não descuidar da hidratação quando se utiliza esse alimento. Se você não tem o hábito de tomar água, necessária mesmo quando não sente sede, o efeito pode ser o contrário, ou seja, a linhaça prende o intestino.” O consumo diário deve ser de duas colheres de sopa (15 gramas).

Fonte: http://www.sportlife.com.br/nutricao/10-alimentos-que-voce-nao-pode-viver-sem - por Marina Machuca 

2 comentários:

  1. Consegui perder peso com alimentação balanceada e consumo alimentos naturais coloridos, ajuda bastante!

    Consumo alimentos sem glúten e caminho 30 minutos todos os dias.

    Também indico consumir alimentos naturais como o goji berry e o café verde, são excelentes, estou usando e está ótimo!

    O goji e o café verde emagrece e é tudo de bom! Considerado um o alimento natural mais completo do mundo, basta ver as reportagens nas revistas e do globo repórter!

    Tomar água ou líquidos durante o dia também ajuda muito, eu tomo suco de limão com couve, que além de ter ferro mata a sede!

    O goji me ajudou perder peso e ter mais disposição e energia, minha pele também ficou mais macia!

    Tome o cuidado de comprar com extrato puro, tem algumas marcas na internet que tem o extrato fraco e não funciona, além de serem muitos caras, basta pesquisar um pouquinho para comparar os
    preços!

    Encontrei uma marca excelente e com preço bom, funcionou muito bem pra mim e tenho prazer em indicar, o site é este aqui: http://www.gojimais.com.br/

    Consumo 2 cápsulas por dia e sempre 30 minutos antes das refeições!

    Tb tomo o goji berry com café verde, que é termogênico e ajuda queimar as gordurinhas da barriga, é muito bom! a página é esta: http://www.gojimaiscafe.com.br/

    ResponderExcluir